terça-feira, 30 de novembro de 2010

Policia Militar tem 120 vagas para a região

A Polícia Militar do Estado de São Paulo está com inscrições abertas no processo seletivo para o serviço de auxiliar voluntário, com 1.956 vagas temporárias. Em nossa região, são 121 oportunidades.

Podem participar jovens de ambos os sexos com ensino fundamental completo. Os candidatos precisam, ainda, ter entre 18 e 23 anos e estatura mínima de 1,65 m para homens e 1,60 m para mulheres. As inscrições vão até o dia 1º de dezembro pelo site www.vunesp.com.br. A taxa é de R$ 20.

Todos os candidatos serão submetidos a prova objetiva, prova de condicionamento físico, exames médicos, investigação social e análise de documentos. Os aprovados farão, também, um curso de treinamento.

As provas objetivas estão previstas para o dia 16 de janeiro, às 14:00 horas. Será possível optar pela realização do exame nas cidades de Araçatuba, Araraquara, Bauru, Campinas, Ourinhos, Osasco, Piracicaba, Presidente Prudente, Registro, Ribeirão Preto, Santo André, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba.

Abaixo as vagas para a região do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte:

Amparo, Atibaia e Bragança Paulista - 19
Aparecida, Cruzeiro, Guaratinguetá e Lorena - 24
Caçapava e São José dos Campos - 42
Campos do Jordão, Pindamonhangaba e Taubaté - 15
Caraguatatuba, São Sebastião e Ubatuba - 10
Jacareí - 11

Aposentado é baleado pelo vizinho no Getuba

O aposentado Valdivino Gonçalves Pereira de 61 anos, foi baleado no tórax, após um desentendimento com um vizinho na Rua. Geraldo Cordeiro de Souza no Getuba.

Segundo a vitima, o vizinho colocou telhas próximas à entrada do portão de sua residência, o que teria atrapalhado a entrada de veículos no local, ao retirar as telhas, o vizinho ficou alterado e com uma espingarda efetuou um disparo contra o mesmo. Atingido no tórax, a vitima foi socorrida ao hospital onde permaneceu interno.

O acusado de ter praticado o crime fugiu por meio de um matagal, mas acabou preso posteriormente pelos policiais militares Sub-Tenente Marco Antonio e Cabo Henrique, que contaram com o apoio do Tático Comando, equipe do Tenente Monteiro.

Na casa do acusado os policiais localizaram uma caixa de munição e uma porção de maconha.

Conduzido à delegacia, o acusado acabou preso em flagrante por tentativa de homicídio, porte de entorpecente e posse ilegal de munição.

“Cepacol” é baleado no Tinga

O pintor Adriano de Faria de 28 anos, conhecido por “Cepacol”, foi baleado por dois indivíduos que estavam em uma moto, por volta das 23h30min do ultimo sábado 27/11, quando estava na Rua. Maria Augusta dos Anjos no bairro Tinga.

Alvejado por pelo menos quatro tiros, que atingiram o tórax, nádegas, coxa e perna, foi socorrido ao Pronto Socorro de Caraguatatuba.

Segundo a policia, “Cepacol” possui várias passagens por furto e roubo, e não descarta a hipótese de acerto de contas.

Homem é preso por tráfico de drogas no Olaria

O desocupado H.A.C.F.B de 30 anos, foi preso pelo crime de tráfico de drogas, por volta das 22:10, da ultima sexta-feira 26/11, na Rua Sete de Setembro no bairro Olaria.

Os policiais militares Sd. Renato e Lucidio patrulhavam pelo local, quando depararam com o acusado em atitudes suspeitas.

Abordado pelos militares da guarnição, o acusado teve localizado no bolso da calça 5 porções de maconha, 1 pino de cocaína e R$40,00 em espécies.

Indagado sobre a comercialização de drogas, o acusado disse que estava vendendo entorpecentes pois estava passando necessidades e apontou outro local, onde os policiais localizaram mais 1 cápsula de cocaína e 98 pedras de crack.

Conduzido à delegacia de policia, o desocupado acabou preso por tráfico de drogas.

Rio teve menos mortes do que ataques do PCC em SP, diz balanço

Nove dias de conflito no Rio de Janeiro, completados nesta segunda-feira, registraram menos mortes do que em São Paulo, em um mesmo número de dias em 2006, segundo dados oficiais. A comparação indica também mais armas apreendidas no Rio e um número semelhante de prisões e de veículos queimados nos dois estados.

Nos dois casos, as ações de criminosos se seguiram a uma reação das forças de segurança. No Rio, o primeiro registro de carros queimados foi no domingo, dia 21.
Em São Paulo, os ataques organizados por uma facção criminosa começaram em 12 de maio de 2006.

Segundo balanço divulgado pela Polícia Militar do Rio de Janeiro, houve 37 mortos, 205 armas apreendidas, 123 prisões e 100 veículos queimados (houve também 2 carros queimados no domingo, 21, totalizando 102), de segunda (22) até as 19h30 de segunda (29). Não houve registro de morte ligada ao conflito no dia 21.

A Secretaria da Segurança de São Paulo registrou, de 12 a 20 de maio de 2006, 87 mortes, 149 armas apreendidas, 125 prisões e 82 ônibus incendiados. Os números de mortes foram atualizados pela secretaria na semana passada, a pedido da reportagem, com dados consolidados. Os demais dados de São Paulo constam de balanços divulgados em 2006.

O número de mortes em São Paulo pode ser maior. Um conta divulgada no ano passado por uma organização não governamental indica que houve mais de 500 mortes.

Dupla morre após assalto e tiroteio na Grande São Paulo

Dois bandidos morreram, por volta das 22 horas de segunda-feira, após a dupla participar de um assalto a uma residência na cidade de Cotia, na Grande São Paulo, e trocar tiros com a Guarda Civil do município. A ação ocorreu na altura do quilômetro 19 da pista sentido capital paulista da Rodovia Raposo Tavares, no Jardim Arpoador, zona oeste de São Paulo.

A casa escolhida pela quadrilha que teria realizado outros assaltos na mesma região na semana passada fica na Rua dos Cangurus, no Jardim do Engenho. A dupla perseguida pela Guarda Civil de Cotia ocupava um Peugeot prata da família rendida e cruzou com a viatura na Estrada dos Galdinos após os guardas serem alertados pelas próprias vítimas em frente à residência invadida.

Segundo a polícia, no assalto, cinco pessoas foram rendidas, amarradas e deixadas em um pequeno cômodo nos fundos do imóvel. Baleados durante o confronto após baterem o carro contra um poste, depois de quase 8 quilômetros de fuga, os dois assaltantes, que estavam sem documentos e portavam dois revólveres calibre 38, foram encaminhados ao pronto-socorro do Jardim São Jorge, onde não resistiram aos ferimentos e morreram.

O restante da quadrilha teria escapado em um veículo preto, possivelmente um Astra ou um Corsa, segundo testemunhas. O caso será registrado no 51º Distrito Policial, do Butantã.

Corpo de adolescente desaparecida é encontrado às margens de córrego de SP

O corpo de uma adolescente de 14 anos que estava desaparecida havia dez dias em Marília, no interior de São Paulo, foi encontrado na tarde desta segunda-feira às margens do Córrego do Arrependido, com sinais de violência. Ela estava nua e o corpo foi reconhecido pelo padrasto por meio de um colar.

A menina foi vista pela última vez com a irmã e alguns colegas perto de uma barragem. Por volta das 14h desta segunda empregados de uma fazenda encontraram o corpo e chamaram a polícia.

O corpo estava a cerca de 5 km de onde a jovem foi vista pela última vez. O laudo que vai confirmar a causa da morte deve sair em 30 dias.

Depois da confirmação da morte da jovem, um homem que seria o principal suspeito do crime foi agredido na noite desta segunda. O suspeito, de 47 anos, foi agredido a pauladas e o bar dele foi depredado.

O homem foi levado em estado grave para o Hospital das Clínicas de Marília. A polícia foi chamada e ficou de prontidão para evitar que os parentes do suspeito do crime também fossem atacados.

Polícia apreende mais de 300 quilos de explosivos perto de presídio de SP

A Polícia Civil apreendeu 574 bananas de explosivo de demolição, com peso total de 318 quilos, escondidas em sacos plásticos a 200 metros da Penitenciária 3 de Franco da Rocha, região metropolitana de São Paulo, na noite de segunda-feira. Na sexta-feira, a Guarda Civil do município havia encontrado na mesma área 24 detonadores, 300estopins e um quilômetro de cordel explosivo.

As bananas em gel, produzidas pela indústria Britanite-IBQ, foram levadas ao Distrito Policial de Franco da Rocha e devem ser retiradas ainda nesta terça-feira pela fabricante. Os policiais civis chegaram aos explosivos após investigar a origem dos detonadores estopins e cordel apreendidos pela Guarda Civil.

"Encontramos os explosivos numa viela no meio do mato", disse o delegado titular Luis Roberto Faria Hellmeister. Na área da apreensão ficam a Penitenciária 3 de Franco da Rocha e um Centro de Detenção Provisória. Segundo Hellmeister, dois homens estavam próximos ao material apreendido e fugiram correndo em direção ao Parque Estadual do Juqueri.

Antonieta pede segurança a Guarujá após assassinato de Romazzini

A prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito (PMDB), cobrou providências do Estado na solução de crimes contra políticos. Três vereadores da Cidade foram mortos recentemente. A reivindicação foi feita na segunda-feira, diretamente ao secretário de Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto.

A chefe do Executivo esteve na tarde de ontem em São Paulo para cobrar mais segurança na Cidade. O secretário garantiu que acompanha de perto o caso do assassinato de Romazzini. Ele afirmou ainda que, se necessário, repassará a investigação à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa. No entanto, afirmou que não julga a medida pertinente no momento.

A polícia ainda vai escutar outras pessoas até o final desta semana. Até o momento, três já prestaram depoimento no inquérito. Uma das pistas que se apura é a existência de uma pessoa que estaria insatisfeita com seu desligamento do Legislativo e cobraria Romazzini para reverter a situação. A Polícia Civil tem ainda o nome de outros dois suspeitos.

De acordo com o investigador chefe de Guarujá, Paulo Carvalhal, a equipe que trabalha no caso investiga "importante pista", capaz de vincular os suspeitos à cena do crime ocorrido na madrugada do último dia 26.

As investigações continuam para identificar quem matou o vereador de Guarujá, Luís Carlos Romazzini (PT), 45 anos, na última sexta-feira. A polícia espera encontrar novas pistas a partir da análise das ligações recebidas e feitas pela vítima no dia do crime. Além disso, peritos tentam encontrar alguma impressão digital suspeita na moto usada pelos criminosos durante a fuga.

Polícia Civil apreende 3kg de drogas em Itanhaém e traficante vai para a prisão

A Polícia Civil de Itanhaém apreendeu quase três quilos de drogas no Rio do Poço e na ação prendeu o vendedor Marco Aurélio Vieira Pinto, de 38 anos. Após ser detido o acusado teria feito ameaças e dito que iria mandar a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) tomar “providências”.

O flagrante aconteceu na Rua Venerável Paulo Roberto Lopes. No imóvel estava o suspeito, dormindo no sofá, e algumas outras pessoas. Marco Aurélio teria indicado que havia drogas sobre o guarda-roupas. No bolso do suspeito foram achados R$ 1.484,00.

No local indicado, em um saco, foram encontradas 373 cápsulas e quatro papelotes de cocaína, dois tijolos, um tablete e 54 porções de maconha. Cápsulas e saquinhos plásticos vazias e celulares também foram apreendidos. Marco recebeu voz de prisão e foi levado à Dise.

Suspeito de bater com lâmpada se entrega

Uma semana após ter sua internação decretada a pedido da Promotoria, o último adolescente acusado de agredir cinco pessoas na avenida Paulista (região central de SP), no último dia 14, se entregou ontem à tarde à Justiça.

Segundo a Polícia Civil, o adolescente de 16 anos é o que aparece em imagens do circuito de segurança de um comércio da Paulista desferindo golpes com duas lâmpadas florescentes contra um das vítimas da agressão.

Segundo o advogado Antonio Salim Curiati Junior, defensor do adolescente, seu cliente demorou para se entregar por estar "bastante apavorado" pelo fato de ter de aguardar a sentença em uma unidade da Fundação Casa (antiga Febem).

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Mansão de chefe do tráfico tem piscina e hidro

Policiais que participaram da invasão ao complexo do Alemão encontraram ontem uma casa luxuosa, que pertenceria a um dos chefes do tráfico, Alexander Mendes da Silva, o Polegar, que está foragido. É um triplex que fica no alto do morro do Alemão.

A casa tem um amplo quarto com banheira de hidromassagem, vista para o morro e uma TV de LCD de 50 polegadas. Um sistema de ar-condicionado central deixava todos os cômodos da casa com uma temperatura agradável.

Na cozinha, o imóvel conta com eletrodomésticos em aço escovado. No último piso, há uma área de lazer com uma piscina. A mansão também tem churrasqueira e piso imitando o calçadão de Copacabana. Os policiais ainda encontraram um quadro com ilustração do cantor canadense Justin Bieber.

"Desse jeito, vale a pena ser vagabundo", disse um policial ao conhecer a mansão. Segundo a polícia, antes de fugir, Polegar danificou várias partes e itens do imóvel, para impedir o uso por outros moradores da favela.

Complexo do Alemão é tomado

A mais temida de todas as missões para a polícia do Rio, a ocupação do complexo do Alemão, na zona norte, terminou na manhã de ontem menos de duas horas depois e praticamente sem resistência por parte dos traficantes.

Esse comportamento surpreendeu até os policiais. Um violento confronto era dado como praticamente certo após a recusa dos traficantes a se entregarem no dia anterior e depois da violenta troca de tiros no primeiro dia de cerco feito pelo Exército.

A ocupação do morro começou segundos antes das 8h com um efetivo de quase 2.700 homens entre policiais militares, civis e federais e com apoio de homens e blindados do Exército e Marinha.

Só do Exército foram cerca de 800 homens que cercaram as 44 saídas do complexo desde a tarde de sexta.

Um helicóptero blindado da Polícia Civil fazia voos rasantes sobre o morro, atirando em traficantes armados. Ao mesmo tempo, blindados da Marinha subiam por uma rua enquanto tropas de policiais militares e civis entravam por outros acessos.

Pouco minutos após as 9h, o comandante da PM do Rio, Mário Sérgio Duarte, anunciou: "Vencemos." Às 14h, policiais civis do Core hastearam uma bandeira do Brasil e outra da Polícia Civil --depois trocada pela do Estado do Rio-- no alto do morro.

Policiais estimavam em 500 traficantes, entre os mais violentos do Rio, e um dos maiores arsenais dos morros cariocas. "Aqui era a fortaleza, o coração da facção maior (Comando Vermelho), com maior poder de fogo, da facção que tinha interesse em dominar as outras facções", disse Duarte.

Segundo a polícia, os traficantes fugiram deixando armas e drogas. Foram apreendidos cerca de 40 toneladas de maconha, além de 50 fuzis. Cerca de 20 foram presos.

Dentro da favela, dezenas de motos foram abandonadas. Rastros de sangue também eram vistos. Pelo menos três morreram durante o confronto, segundo a polícia.

Os traficantes chegaram a abrir um buraco na rua principal da favela para evitar o avanço da polícia e colocar carros como barricada.

Os policiais disseram que parte dos criminosos ainda pode estar no complexo e, por isso, o cerco deverá permanecer por tempo indeterminado. A ocupação do morro do Alemão foi desencadeada após uma série de atentados ocorridos na cidade desde a semana passada. Ontem, não houve ataques.

Usuárias de crack são alvos de disparos no José Menino

Uma usuária de crack, de 26 anos, foi morta com 10 tiros na madrugada desta segunda-feira, no José Menino, em Santos. Uma outra mulher, grávida, foi ferida de raspão no braço e segue internada. O crime ainda terá circunstâncias esclarecidas, mas, segundo testemunhas, um motociclista não identificado foi o autor dos disparos.

As duas vítimas estavam em um tradicional ponto de comércio e uso de entorpecentes, na Alameda Doutor Adriano Neiva da Mota e Silva com a Rua Santa Catarina, próximo a uma gruta no sopé do Morro do José Menino. Por volta das 4 horas, um homem, em uma moto, passou pelo local e efetuou diversos disparos contra as duas, que não tiveram a chance de se esquivar.

Morados da região acionaram equipes da Polícia Militar e do Resgate do Corpo de Bombeiros. Ao chegarem no local, encontraram a mulher grávida com ferimentos no braço, que foi socorrida, sem risco de morrer, ao Hospital da Zona Noroeste. A vítima fatal estava caída no chão, próximo à gruta, e foi levada ao Instituto Médico Legal (IML).

O caso será encaminhado ao 2º Distrito Policial da Cidade, responsável pela área. Ainda não há informações da motivação do crime, nem o paradeiro do acusado. Uma terceira pessoa, que estava no local no momento dos disparos, fugiu e está sendo procurada. Durante a manhã, um homem foi levado à Central de Polícia Judiciária (CPJ) para averiguação.

Suspeito de estupro é linchado

Um suspeito de ter estuprado uma mulher na zona norte de São Paulo foi espancado por cerca de 15 pessoas,ele morreu na manhã de ontem.

O ataque ocorreu na rua Ushikichi Kamiya, no bairro Jardim Fontales, no Jaçanã. Segundo a polícia, o grupo tirou o homem, que tinha 23 anos e era natural da Bahia, de dentro da casa dele. A vítima sofreu ferimentos na cabeça e uma perfuração no tórax.

Segundo a polícia, ele estava sendo acusado do estupro de uma mulher, crime que teria acontecido na noite de anteontem. No entanto, a suposta vítima ainda não foi à delegacia prestar queixa.

Diversas pessoas ligaram para a PM enquanto o homem era espancado. Uma das pessoas do bando colocou a vítima dentro de um Celta vermelho. Até ontem, ninguém havia sido preso.

Presos fogem de penitenciária de São Vicente

Armados com facas de açougueiro e tipo peixeira, além de duas réplicas de pistola, 16 presos da Penitenciária Dr. Geraldo de Andrade Vieira, a P-I de São Vicente, renderam dois agentes penitenciários e fugiram às 7h50 deste domingo. Seis deles foram recapturados.

Os funcionários foram amarrados e amordaçados após irem buscar leite no refeitório para outros colegas de plantão. Os detentos já haviam realizado um buraco na parede da cozinha e saíram em uma área externa, ainda no interior da penitenciária.

Depois, eles pularam o portão de entrada de veículos e atingiram a rua. A Polícia Militar foi acionada e empregou um de seus helicópteros nas buscas aos fugitivos. Equipes da PM estão à procura dos demais foragidos.

Encontrado corpo de mulher sequestrada por policial militar

Foi encontrado no final da tarde deste sábado o corpo de uma mulher que tinha sido sequestrada duas semanas atrás. O sequestrador que confessou o assassinato é um policial, do grupo especial da Polícia Militar.

A Divisão Antisequestro da Polícia Civil investigou esta tarde várias denúncias de cativeiro na Zona Norte de São Paulo. Mas o corpo da jornalista foi achado nas margens da Via Anchieta, perto de Cubatão, na Baixada Santista.

A vítima estava desaparecida desde o dia 11 deste mês. Ela foi sequestrada no estacionamento de um shopping em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo quando deixava a academia. No sábado passado, policias civis prenderam em flagrante um integrante do Gate, a tropa de elite da PM, quando ele negociava o resgate com a família da vítima. O policial foi baleado e está internado num hospital da PM. Ele confessou que assassinou a jovem.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Pai acusado de matar filha espancada é solto pela Justiça

A Justiça libertou, na noite desta quarta-feira, o pai da adolescente de 15 anos que morreu durante a madrugada após ser espancada pelo pai em Cafelândia, a 412 km de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, a garota foi agredida porque namorava escondido da família.

Na noite de terça, ainda de acordo com a polícia, a mãe da garota a viu com um rapaz em uma praça da cidade. Ao chegar em casa, a jovem apanhou de cinto da mãe. Quando o pai chegou em casa, a adolescente apanhou ainda mais, levando golpes de cinta e chutes; um dos pontapés atingiu sua cabeça. A polícia contou que a mãe da menina tentou impedir a agressão por parte do pai.

Terminada a agressão, a família foi dormir. Os pais acordaram no meio da madrugada e encontraram a jovem no banheiro, tremendo e passando mal. Ela foi levada a um hospital em Lins, também no interior do estado. Por conta do grave estado de saúde, foi transferida para um centro médico em Bauru, onde morreu. O pai foi preso e a mãe teve de ser internada em estado de choque.

O corpo da adolescente foi levado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Bauru. O laudo necroscópico indicou que ela morreu de edema pulmonar, que pode ter sido causado tanto pelas lesões provocadas pela surra quanto pela ingestão de alguma substância. Como no banheiro também foi encontrado uma embalagem vazia de xampu, a polícia passou a trabalhar com a hipótese de suicídio. O frasco foi recolhido para análise.

Inconformado com fim de relacionamento, homem põe fogo na namorada grávida

Uma jovem de 22 anos grávida de quatro meses foi queimada pelo namorado nesta quinta-feira, em Mirandópolis, no interior de São Paulo. Até o início da manhã desta sexta-feira, ela continuava internada em estado grave no hospital da cidade com queimaduras de segundo e terceiro graus, principalmente no peito e no rosto.


Segundo a polícia, a jovem foi agredida na casa do namorado. O casal teria discutido e a mulher quis terminar o relacionamento. O rapaz pegou uma garrafa de álcool, despejou na jovem e ateou fogo. Depois do ataque, ele fugiu. Ainda de acordo com a polícia, ele tem passagens por roubo, tentativa de homicídio e ameaça.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Dupla é baleada por motoqueiros na Ponte Seca

O desempregado Anderson Romão dos Santos de 31 anos, morreu e o comerciante Ricardo de Oliveira de 24 anos foi baleado no braço, por volta das 20h20min da noite de ontem 24/11, na Rua. Nelson Fagundes da Rosa no bairro Ponte Seca em Caraguatatuba.

Segundo o sobrevivente, ele e o amigo conversavam, quando chegaram dois indivíduos em uma moto que efetuaram os disparos contra os dois.

Anderson Romão dos Santos de 31 anos, morreu no local, após ser alvejado por 7 tiros.

Segundo a policia as vitimas são conhecidas nos meios policiais, e apenas a vitima fatal tinha antecedentes criminais, e já havia sofrido uma tentativa de homicídio no dia 23 de Março deste ano no bairro Rio do Ouro.

Artesão é esfaqueado no Centro de Caraguá

O artesão Marcos Rodrigo Pedroso de 35 anos, foi esfaqueado por volta das 21h50min da noite desta quarta-feira 24/11, no Calçadão Santa Cruz na região Central de Caraguatatuba.

A vitima foi socorrida pela unidade de resgate do Corpo de Bombeiros à Santa Casa, onde permaneceu internado.

Segundo o médico que atendeu a vitima, ele foi ferido por quatro facadas nas costas e peito.

A policia militar realizou diligências pela região Central, mas não encontrou nenhum suspeito.

Uma das hipóteses, é que o crime esteja relacionado há briga de moradores de rua, pois a cidade esta cheia de andarilhos em praças e brigas tem acontecido com freqüência.

Consultório Odontológico é assaltado no Poiares

Por volta das 20h00min da noite de quarta-feira 24/11, um consultório odontológico foi assaltado na Marechal Floriano Peixoto no bairro Poiares.

A vitima a dentista K.C.G de 31 anos, foi rendida por dois indivíduos armados de pistola, que mediante ameaças de morte roubaram uma aparelho celular da marca Motorola e R$1.500,00 em espécies.

Homem é morto com oito tiros, em Lorena

Um homem de 26 anos foi morto na madrugada desta quinta-feira (25), em Lorena. De acordo com a Polícia, a vítima estava na rua e foi alvejado com oito tiros, que atingiram a região do tórax, perna e abdomen.

Quando a Polícia Militar chegou ao local, a vítima ainda estava viva, mas não resistiu e faleceu ao dar entrada Pronto Socorro da cidade.

Esta já era a segunda tentativa de homicídio contra a vítima em menos de um mês. Há menos de 30 dias, a vítima já havia levado quatro tiros, nas proximidades do local onde foi morto nesta madrugada. O homem tem passagem pela polícia por roubo, furto e tráfico de drogas.

A polícia ainda não tem suspeitos, mas acredita na hipótese de vingança.

Aluno e pai agridem porteiro de escola municipal de São José dos Campos

Um aluno e o pai dele agrediram o porteiro de uma escola municipal nesta quarta-feira (24), em São José dos Campos. Segundo a prefeitura, o menino, de 14 anos, foi colocado para fora da sala de aula por causa de mau comportamento.

Ele voltou para a escola, com o pai, e os dois pediram para conversar com a diretora. O vigilante preferiu chamar a diretora ao portão em vez de deixá-los entrar. Foi quando aconteceu a agressão. Apesar disso, o aluno vai continuar no colégio até se formar no ensino fundamental.

Homofobia é uma das suspeitas em assassinato com 12 tiros

Um homem foi morto com 12 tiros, na noite desta terça-feira (23), em uma rua do bairro Jardim Nova Esperança, perto de onde morava, em Jacareí. Ele voltava pra casa depois de participar de uma entrevista de emprego. E falava com um amigo pelo celular quando foi atingido. A polícia investiga se o assassinato foi motivado por homofobia, um crime cometido só porque a vítima era homossexual.

Iranilson Nunes da Silva, de 38 anos, era ativista na ONG Revida, de Jacareí, que defende os direitos dos homossexuais. Uma das últimas atividades que ele fez com o grupo foi uma marcha, em Brasília, pela aprovação da lei que pune crimes contra homossexuais. O presidente da ONG lamentou o crime: “É mais um homossexual que é assassinado no Brasil”, lamenta Luiz Moresi.

No muro de uma casa da rua ficaram as marcas de sete tiros. O delegado Luiz Antônio Santos, que investiga o caso, disse que Iranilson estava recebendo ameaças por mensagens de texto no celular. E que há quatro dias ele e o amigo chegaram a registrar um boletim de ocorrência.

A polícia investiga o motivo do crime. “Estamos investigando todas as linhas. Uma delas é a de homofobia. Mas não nos parece num primeiro instante a linha mais correta. A segunda linha de investigação é uma eventual briga por relacionamentos e as demais também não estão descartadas”, explicou o delegado.

Polícia prende acusados de assassinar e roubar homem, em Atibaia

Um homem teve o carro roubado e foi morto na madrugada de quarta-feira (24), no bairro Chácaras Brasil, em Atibaia. Duas pessoas foram presas pelo crime. A vítima, um engenheiro de 35 anos, morava em Diadema e participava de uma conferência em Atibaia.

"Ao se deslocar para o hotel em que estava hospedado, se deparou com um elemento na via pública. Este criminoso levou a vítima para um outro bairro e encontrou um terceiro elemento, que enforcou e passou com o carro por cima da vítima", explica o secretário de segurança Fábio Oliveira.

A partir da localização do corpo da vítima os policais encontraram o carro da vítima estacionado numa borracharia em um bairro próximo.

Duas pessoas foram detidas. Um homem de 22 anos já teve a prisão temporária decretada e vai responder por latrocínio, que é o roubo seguido de morte. O outro acusado, de 28 anos, foi preso em flagrante por receptação. Um terceiro participante do crime ainda está foragido.

Após ser assaltado, homem é morto, em Atibaia

Um homem foi assassinado durante a madrugada desta quarta-feira (24), em Atibaia. Segundo informações da Guarda Municipal, o corpo da vítima foi encontrado na manhã de hoje, no bairro Chácaras Brasil.

Após encontrarem o corpo da vítima, guardas municipais se depararam com duas pessoas tentando vender o veículo da vítima, no Jardim Imperial. Estes dois suspeitos foram encaminhas para a delegacia e estão detidas.

Após prestarem depoimento, indicaram um outro homem como autor do crime, que está foragido. A ocorrência está no 1ºDP.

Polícia apreende celulares e videogame em presídios no RS

Cerca de 160 celulares, armas, drogas e até um videogame foram apreendidos na terça-feira durante uma operação da Brigada Militar (a polícia gaúcha) em três presídios do Rio Grande do Sul. A ação foi deflagrada no Instituto Penal Escola Profissionalizante (Ipep) de Charqueadas, no Presídio de Passo Fundo e no Presídio de Rio Grande.

No Ipep foram apreendidos seis revólveres, duas pistolas, munição, 136 celulares, três câmeras fotográficas e videogame, entre outros itens. Já no Presídio de Passo Fundo foram apreendidos seis facas, 25 telefones celulares, 15 cachimbos para fumar crack, 113 pedras da droga, 50 comprimidos azuis não identificados e R$ 1.726.

No Presídio de Rio Grande, entre outros itens, foram apreendidos duas facas, cinco barras de ferro, drogas, um celular com dois carregadores e três baterias e um mp3 player. Também foram recolhidos do estacionamento sete veículos que estavam com licenciamento vencido.

Segundo a Brigada Militar, a operação foi feita para cumprir mandados de busca e apreensão, solicitados pelo Ministério Público do Estado, após a constatação da existência de grande número de celulares nos presídios.

Quarto dia de ataques deixa 19 mortos no Rio

No quarto dia da onda de ataques criminosos no Estado do Rio, 19 pessoas foram mortas. Desde domingo (21), já são 27 os mortos. Ao todo, 45 veículos foram incendiados, sendo nove apenas desde as 20h da noite desta quarta-feira (24).

Das 19 pessoas mortas nesta quarta, quatro morreram durante ação do Bope na Vila Cruzeiro (zona norte do Rio), considerada o principal reduto de traficantes na cidade. Entre essas vítimas está Rosângela Barbosa Alves, 14, morta por um tiro nas costas durante a incursão da tropa de elite da PM.

O hospital Getúlio Vargas, na Penha, recebeu vários moradores feridos, como Valdete Carvalho, 33, que levou um tiro na barriga.

O tiroteio deixou presas em uma escola da favela duas diretoras e sete alunos,os pais não conseguiam subir para buscar as crianças. Só após as 18h os responsáveis chegaram até o local e todos saíram.

Nas 13 operações desta quarta, que abrangeram 28 favelas, 15 pessoas morreram no confronto com a polícia.

Os ataques de criminosos a veículos se intensificaram na quarta. Em um dos casos, uma van que transportava 14 pessoas, o fogo foi ateado por dois homens antes que os passageiros deixassem o veículo. Quatro pessoas tiveram queimaduras leves.

Em outro, um ônibus incendiado em Vicente de Carvalho (zona Norte), foi achado um bilhete: "Se continuarem as UPPs, não vai ter Copa e nem Olimpíada".

Foram detidos 31 suspeitos de participação nos ataques, são 159 presos desde segunda. Houve a apreensão de 17 pistolas e revólveres, 9 fuzis, 1 espingarda, 1 submetralhadora, 1 granada, 2 bombas caseiras, mais de 1 t de drogas (maconha, cocaína e crack) e material inflamável.

O governador Sérgio Cabral (PMDB) afirmou ao "Jornal Nacional" que a Marinha dará apoio no combate aos ataques na Vila Cruzeiro. Segundo ele, não haverá ação de militares, mas "apoio logístico com transporte, viaturas e equipamentos".

Disse que os ataques são "um ato de desespero" porque os criminosos "enfraquecidos e perdendo território". "Não vão nos inibir. Vamos seguir com o trabalho de pacificação de diversas comunidades", disse à CBN.

Na segunda-feira (22), o secretário de Segurança do Estado, José Mariano Beltrame, disse que novos ataques podem acontecer de 'traficantes emburrados', em retaliação às UPPs (Unidade de Polícia Pacificadora) e a transferência de presos para presídios federais.

As operações continuam nesta quinta-feira (25). O comandante-geral da PM, Mário Sérgio Duarte, cassou as folgas durante a crise. Estão de prontidão 17,5 mil homens.

PM apreende mercadoria sem nota de clientes

Não são apenas camelôs ilegais que têm produtos apreendidos pela PM na rua 25 de Março (região central de SP). Quem faz compras na área está sujeito a ser abordado, a qualquer momento, por um policial militar e ter seu produto apreendido se não apresentar nota fiscal.

Os produtos apreendidos são encaminhados para um depósito da prefeitura, de onde só podem ser retirados com a apresentação dos recibos.

A Polícia Militar que há quase um ano reforçou o contingente na região por meio de uma parceria com a prefeitura, confirmou a prática. "O nosso alvo principal são os comerciantes ilegais, mas não há amparo legal para o consumidor se queixar de que também está sendo abordado", diz o major Marcos Rangel, coordenador operacional do 45º Batalhão.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Homem é encontrado morto com 12 tiros

Um homem de 38 anos foi assassinado na noite desta terça-feira (23), no Jardim Nova Esperança, em Jacareí.

A polícia foi acionada e encontrou a vítima com 12 perfurações pelo corpo. O homem foi levado para o hospital, mas não resistiu.

Garota que namorava escondida morre após ser espancada pelos pais

Uma adolescente de 15 anos morreu na madrugada desta quarta-feira após ser espancada pelos pais em Cafelândia, a 412 km de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, Larissa Rafaela de Lima foi agredida porque namorava escondida da família.

Na noite de terça-feira, os pais da garota a viram com um rapaz em uma praça da cidade. Ao chegar em casa, a jovem levou golpes de cinta e chutes; um dos pontapés atingiu sua cabeça.

Terminada a agressão, a família foi dormir. Os pais acordaram no meio da madrugada e encontraram a jovem tremendo e passando mal. Ela foi levada a um hospital em Lins, também no interior do estado. Por conta do grave estado de saúde, foi transferida para um centro médico em Bauru, onde morreu.

O corpo de Larissa foi levado ao Instituto Médico Legal de Bauru. Um laudo irá precisar a exata causa de sua morte. O pai foi preso e a mãe, internada em um hospital em estado de choque.

PM convoca forças do Rio e entra em estado de prontidão

A Polícia Militar do Rio de Janeiro entrou na manhã desta quarta-feira em estado de prontidão. Todas as folgas estão suspensas e os policiais estão sendo convocados para retornar aos batalhões em todo o Estado. A medida foi assinada na manhã de hoje pelo comandante-geral da corporação, coronel Mário Sérgio Duarte.

Desde às 22 horas de terça-feira até o começo da manhã de hoje, criminosos ignoraram o reforço do policiamento nas ruas e queimaram 13 veículos. Ontem, a polícia realizou operações em 18 favelas dominadas pelo Comando Vermelho (CV), prendeu 11 suspeitos e matou um suposto traficante.

“E as operações não têm prazo para terminar”, disse o comandante da PM, coronel Mário Sérgio Duarte.

Acusado de molestar crianças pode ter sido executado pelo PCC

Santiago Batista dos Santos, de 26 anos, está desaparecido desde o último dia 30 de agosto. Acusado de praticar atos libidinosos com duas crianças, ele sumiu após ser submetido a um julgamento presidido pelo Primeiro Comando da Capital (PCC), em Praia Grande. Para a Polícia Civil, o rapaz foi executado e teve o corpo ocultado.

Apontadas como participantes do crime, duas pessoas foram capturadas nesta terça-feira. Elas são pais de uma das crianças e tiveram a prisão temporária de cinco dias decretada pela Justiça. Idênticas ordens de captura foram expedidas contra os pais da outra criança, mas eles não foram achados em casa. Agora ameaçados de morte pelo PCC, fugiram para a Capital.

As supostas vítimas dos abusos são uma menina e um garoto. Ambos são primos, têm 6 anos e residem próximo da casa de Santiago. Por causa de boatos de que o homem teria molestado as crianças, ele passou a ser jurado de morte, embora sempre negasse a violência sexual, conforme afirmou a sua mulher.

Justiça condena médico a 278 anos de prisão

A Justiça de São Paulo condenou ontem o médico Roger Abdelmassih, 67 anos, a 278 anos de prisão por ter estuprado ou violentado 37 mulheres entre 1995 e 2008.

A sentença considerou 48 ataques, consumados ou não. Algumas vítimas teriam sido abusadas mais de uma vez. Abdelmassih nega o crime. A defesa vai recorrer.

Apesar da condenação, o médico continuará em liberdade por força de uma liminar concedida pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no final do ano passado.

O mérito do pedido para que Abdelmassih fique em liberdade deve ser analisado em duas semanas. Se houver cassação da liminar, o médico deve voltar à prisão. Ele ficou preso entre agosto e dezembro de 2009.

Apesar de a condenação beirar a três séculos, a legislação impede que alguém fique preso além de 30 anos.

Até vir à tona os crimes, em 2009, Abdelmassih era tido com um dos maiores especialistas em reprodução assistida --e foi responsável pela gravidez de muitas personalidades.

Segundo a sentença, foi no seu consultório, e com parte das vítimas sedada, que foram cometidos os crimes. A clínica foi fechada neste ano.

De acordo com a juíza Kenarik Boujikian Felippe, não há dúvidas de que o médico cometeu os crimes. Abdelmassih foi denunciado por 56 ataques. A juíza considerou não haver provas robustas de apenas oito deles.

Na sentença, a juíza utilizou os termos para crimes sexuais contidos na lei da época em que os ataques teriam sido praticados.

Até 2009, estupro era crime praticado com penetração vaginal. Os outros atos eram considerados atentado violento ao pudor. As penas eram as mesmas. Pela legislação atual, seriam todos estupros.

Para o promotor José Mário Barbuto, a condenação era esperada. Ele ainda analisa se vai recorrer para pedir pena maior. Ele diz que o médico deve voltar à prisão pelo clamor público e para que a Justiça não fique "desacreditada".

Família reconhece roupas advogada desaparecida em maio

Pode ter acabado o mistério sobre o sumiço da advogada Patrícia Marieve da Silva Barbosa, 34 anos, que estava desaparecida desde maio. Anteontem, a mãe da advogada reconheceu roupas dela em Paraty, no Rio de Janeiro.

Segundo a Acrimesp (Associação dos Advogados Criminalistas do Estado de SP), a advogada está enterrada como indigente na cidade desde o dia 10 de junho. Ela foi encontrada morta com sinais de afogamento no dia 14 de maio, na praia do Sono, em Paraty. O corpo teria ficado 40 dias no IML (Instituto Médico Legal) antes de ser enterrado.

Foi pedida a exumação do corpo para confirmar se é mesmo da advogada. Segundo a Acrimesp, após uma campanha da entidade na internet, uma pessoa entrou em contato na semana passada e disse que havia visto Patrícia em Paraty. Anteontem, um advogado da instituição e a mãe dela foram à cidade e fizeram uma busca no hospital, na delegacias e no IML, onde localizaram os pertences da vítima.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Funileiro é baleado no Porto Novo

O funileiro Marcos Antonio Feliciano de 37 anos, foi baleado em sua oficina por volta das 12h25min da ultima sexta-feira 19/11.

A Policia militar foi acionada para comparecer na Avenida José Herculano no Porto Novo, onde segundo informações passadas pelo telefone 190, havia um homem baleado na Funilaria e Pintura “Martelinho de Ouro”.

No local, os policiais foram informados por testemunhas, que dois indivíduos conhecidos por “ Silas e Kiko”, discutiram com a vitima e efetuaram os disparos contra o mesmo.

Após balearem a vitima a dupla fugiu do local um deles de bicicleta e o outro levando o carro do funileiro uma Parati cor prata, que posteriormente foi localizada abandonada e depenada nas proximidades do bairro Pegoreli.

Foi registrado pela policia civil boletim de ocorrência de tentativa de homicídio e roubo, e os acusados serão investigados.

Menores são detidos após roubar bicicleta

Os menores J.V.C.A de 14 anos e M.P.C de 15 anos, foram detidos pela policia militar por volta das 14:55 da ultima sexta-feira 19/11, após roubarem mediante força física e ameaças uma bicicleta do estudante M.C.L de 15 anos.

Segundo a vitima, passava com sua bicicleta pela Avenida José Herculano no Porto Novo, quando foi abordado pela dupla que subtraiu a bicicleta e tomou destino a ponte do rio Juqueriquerê.

Os policiais militares Sd. Vera e Reinaldo tomaram conhecimento do fato, e em patrulhamento com vistas aos autores detiveram a dupla nas proximidades.

Conduzidos à delegacia, foi registrado o Ato Infracional de Roubo.

Polícia investiga morte de casal de idosos em São Paulo

Um casal de idosos japoneses foi encontrado morto a facadas na garagem da casa onde viviam no bairro da Saúde, Zona Sul de São Paulo, na noite desta segunda-feira.

Ao lado dos corpos, a polícia encontrou uma faca que pode ter sido usada no crime. A mulher tinha 56 anos e o homem, 68. Os dois eram comerciantes.

A polícia investiga o motivo das mortes já que na casa, nada foi roubado. As imagens das câmeras de segurança da vizinhança podem ajudar nas investigações.

Garota pula muro, chama a polícia e três são presos durante assalto em São Paulo

Três ladrões foram presos na noite de segunda-feira após invadirem uma residência em Santo Amaro, Zona Sul da Capital paulista, e fazerem um casal de moradores e sua filha de 13 anos reféns. A menina conseguiu fugir e pulou o muro para a casa vizinha, de onde chamou a polícia. Um taxista que seria comparsa do grupo também acabou detido.

Segundo uma testemunha, o trio chegou ao local no táxi por volta das 22 horas e rendeu os moradores quando eles entravam em casa de carro. Todos foram feitos reféns, mas a menina escapou. Durante a ação, os ladrões colocaram notebooks, joias, R$ 800 em dinheiro e R$ 6 mil em cheques no veículo, que seria usado para a fuga.

Ao ver os policiais militares, Edenilson Barbosa Ferreira, de 18 anos, saiu correndo pelo portão da frente e acabou preso. Lucas Roberto Lago Santos, 20 anos, e Wander Guimarães Alves, de 22, mantiveram o casal refém por alguns minutos e se renderam após negociação com a polícia. Com o trio, foram apreendidos dois revólveres calibre 38.

Os policiais também suspeitaram do taxista Adriano Coelho Barbosa, 26 anos, que estava a 50 metros da casa conversando com um vigilante de rua, e decidiram abordá-lo. Segundo informações da 4ª Companhia do 1º Batalhão Metropolitano, o RG de um dos ladrões estava dentro do táxi e testemunhas confirmaram que ele havia conduzido o trio até o local. Todos foram encaminhados ao 11º Distrito Policial, em Santo Amaro.

Homem é preso com arma no Porto Novo

Na quinta-feira 18/11 por volta dàs 04h30min, os policiais militares Sargento J. Carvalho e Sd. Julio, durante patrulhamento pela Avenida José Herculano no Porto Novo, avistaram D.S.R., de 22 anos, em atitudes suspeitas.

Ao perceber a presença da equipe policial, o suspeito jogou ao solo um objeto, que após revista e busca pessoal, ficou constatado que o objeto tratava-se de uma arma de fogo, garrucha cal .32, com numeração raspada, coronha de plástico.

Diante dos fatos D.S.R. foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia, onde prestou depoimento, ficando recolhido.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Garota vai à boate, se perde das amigas e desaparece em Lorena

A Polícia da região procura por uma garota de 24 anos, desaparecida em Lorena desde a madrugada de sábado (20).

Segundo informações da Polícia Civil, Caren Barbosa França saiu de casa na sexta-feira para ir à uma boate no bairro Vila Brito, em Lorena, com outras amigas. Por volta das 4 horas da manhã a garota se perdeu das amigas e, sem carona, resolveu voltar a pé.

Segundo o irmão da garota, Rafael França, a garota chegou a fazer um contato com a família. "Ela ligou para casa dizendo que as garotas tinham deixado ela sozinha e que estava tentando chegar à rotatória de acesso à Lorena. Ela chegou a pedir a ajuda de uma pessoa que passava em um carro e disse para minha mãe que a encontrasse na entrada da cidade", explica. Desde então, não há notícias da garota.

Adolescente baleada em cemitério enquanto rezava com a mãe segue internada

A adolescente Tamires Damasceno, de 16 anos, que foi baleada no sábado dentro do cemitério Vila Rio, em Guarulhos, na Grande São Paulo, continua internada, nesta segunda-feira, no hospital Padre Bento, sem previsão de alta.

Ela levou um tiro nas costas e a bala atingiu o tórax e a coluna. Segundo a equipe médica que está cuidando da jovem, ela pode ficar paraplégica. Tânia Damasceno Nascimento, mãe de Tamires, também foi atingida e tem uma bala na axila.

Enquanto rezavam, mãe e filha foram baleadas por bandidos que chegaram ao cemitério da Vila Rio atirando. Eles saíram de uma favela ao lado em busca de um homem que acompanhava a exumação do corpo do irmão.

Elas foram simplesmente visitar o túmulo do pai da Tamires”, disse a avó Elza Soares Damasceno.

A família Damasceno passou o domingo no hospital onde a jovem Tamires está internada. O pulmão esquerdo da estudante também foi atingido e os médicos fizeram uma drenagem para retirar líquido do pulmão.

Tânia Damasceno Nascimento passou pelo mesmo procedimento no Hospital Geral de Guarulhos. O estado dela é estável, mas Tânia continua com uma bala alojada na axila.

O alvo dos criminosos, Paulo Luiz da Silva, que levou um tiro no tórax, foi operado e deve ir do hospital direto para a cadeia. Ele era foragido da Justiça porque tinha sido condenado por homicídio. A polícia não dá detalhes da investigação.

Adolescente baleada em cemitério enquanto rezava com a mãe segue internada

A adolescente Tamires Damasceno, de 16 anos, que foi baleada no sábado dentro do cemitério Vila Rio, em Guarulhos, na Grande São Paulo, continua internada, nesta segunda-feira, no hospital Padre Bento, sem previsão de alta.

Ela levou um tiro nas costas e a bala atingiu o tórax e a coluna. Segundo a equipe médica que está cuidando da jovem, ela pode ficar paraplégica. Tânia Damasceno Nascimento, mãe de Tamires, também foi atingida e tem uma bala na axila.

Enquanto rezavam, mãe e filha foram baleadas por bandidos que chegaram ao cemitério da Vila Rio atirando. Eles saíram de uma favela ao lado em busca de um homem que acompanhava a exumação do corpo do irmão.

Elas foram simplesmente visitar o túmulo do pai da Tamires”, disse a avó Elza Soares Damasceno.

A família Damasceno passou o domingo no hospital onde a jovem Tamires está internada. O pulmão esquerdo da estudante também foi atingido e os médicos fizeram uma drenagem para retirar líquido do pulmão.

Tânia Damasceno Nascimento passou pelo mesmo procedimento no Hospital Geral de Guarulhos. O estado dela é estável, mas Tânia continua com uma bala alojada na axila.

O alvo dos criminosos, Paulo Luiz da Silva, que levou um tiro no tórax, foi operado e deve ir do hospital direto para a cadeia. Ele era foragido da Justiça porque tinha sido condenado por homicídio. A polícia não dá detalhes da investigação.

Ladrão rouba pizzaria, é desarmado por refém e acaba preso em SP

Um ladrão foi preso após roubar uma pizzaria e fazer uma mulher de 41 anos refém durante a fuga nesta madrugada, no Brás, região central de São Paulo. A própria vítima conseguiu desarmar o bandido e entregar o revólver calibre 38 aos policiais. Um comparsa fugiu, e R$ 1.545 e diversos celulares foram recuperados.

Segundo a polícia, a dupla chegou em um Gol prata à Pizzaria Ideal, na Avenida Álvaro Ramos, esquina com a Rua Padre Adelino, por volta da 1h30, roubou dinheiro e objetos de valor do caixa e dos clientes e fugiu no veículo, abandonado instantes depois na Rua Siqueira Bueno.

Após sair do Gol, Éderson Rodrigues da Silva, 36 anos, rendeu a motorista de um Ford Ecosport preto e ordenou que ela acelerasse mas foi surpreendido por policiais militares na Rua Serra de Bocaina. O veículo foi perseguido até o cruzamento das avenidas Álvaro Ramos e Alcântara Machado, onde um farol vermelho obrigou a vítima a parar o carro.

Ao ver os policiais, a motorista sinalizou que Éderson se escondia no piso do banco do passageiro. "Quando eu estava me aproximando do carro, ela se jogou em cima do assaltante, pegou a arma dele e jogou em nossa direção", disse o soldado Anderson Castro, da 3ª Companhia do 45º Batalhão Metropolitano.

Dentro do Gol, que não é roubado, estavam R$ 1.545 e celulares do caixa e dos clientes da pizzaria. Segundo a polícia, Éderson portava 41 pinos com cocaína, além do revólver calibre 38, e já tem passagem por roubo. Ele foi encaminhado ao 8º Distrito Policial, no Brás. A polícia recomenda à população não reagir durante assaltos.

Caixa de supermercado é morta a tiros em supermercado em Carapicuíba

Uma caixa de supermercado de 25 anos foi assassinada a tiros no início da noite deste domingo, no Jardim Leopoldina, em Carapicuíba, região metropolitana de São Paulo. Cícero José da Silva, 33 anos é o principal suspeito e foi indiciado, mas está foragido. Segundo a Polícia Civil, ele chegou ao estabelecimento comercial da Rua Serra da Canastra por volta das 19h30, atirou em Taís Favil Moreira dos Santos e fugiu em seguida.

A polícia acredita que ela tenha sido morta por causa de uma discussão envolvendo ciúmes. Algumas horas antes, segundo testemunhas, a vítima havia discutido com a namorada de Cícero. Taís foi levada ao pronto-socorro de Carapicuíba, mas não resistiu aos ferimentos. O crime foi registrado no 1º Distrito Policial da cidade, pelo delegado Eliseu Quirino Ribeiro.

Carro que tirava racha bate e mata mulher

Uma auxiliar administrativa de 21 anos morreu após o carro em que estava ser atingido por uma Parati, que, segundo a polícia, disputava um racha com outro veículo na avenida Paulo Faccini, em Guarulhos (Grande SP), na madrugada de ontem.

Jéssica Agnes do Nascimento estava no banco do passageiro de um Siena, que capotou ao ser atingido pela Parati e invadiu a calçada de uma padaria, onde bateu em outros carros estacionados.

Segundo a polícia, a Parati ultrapassou o sinal vermelho antes de bater no carro em que estava Jéssica. O motorista de 20 anos que guiava a Parati também ficou ferido no acidente e, segundo a Guarda Civil Municipal, estava internado no Hospital Municipal de Urgências da cidade e seu quadro era estável.

Jovem baleada sente as pernas formigarem

A adolescente de 16 anos atingida por um projétil na coluna, anteontem, em um tiroteio no cemitério Necrópole do Campo Santo, em Guarulhos (Grande SP), sentiu dor na barriga e formigamento nas pernas, segundo familiares e amigos da jovem.

Inicialmente, os médicos do Complexo Hospitalar Padre Bento disseram que ela ficaria paraplégica e que o quadro era irreversível, diz a avó da menina, Elza Soares Damasceno, 65 anos. "Ela estava rezando no túmulo do pai, assassinado havia seis anos, quando foi baleada."

A avó afirma que a neta gosta de jogar futebol e que quer voltar a praticar o esporte. "É o maior lazer dela. Ela vai para as quadras e se diverte",

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Polícia localiza acusados de integrar crime organizado

Uma denúncia anônima levou a polícia a prender, na noite desta quinta-feira, três homens acusados de pertencer ao crime organizado na Baixada Santista. Um deles é acusado de participar da execução de um policial militar em 2009 e, outro tem passagem criminal por roubo a caixas eletrônicos. Com os indiciados, também foram encontrados armas e objetos furtados. A suspeita é de que o trio estava pronto para realizar um sequestro.

A localização de Sérgio Aprígio de Oliveira, 27, Reginaldo de Menezes Brandão, 21, e Juan dos Santos Soares, 19, ocorreu por volta das 20 horas, quando uma viatura desconfiou de um veículo na Rua Hélio Alves Martins. Houve, então, a aproximação e a abordagem, sem qualquer resistência.

Durante a revista pessoal, nada foi encontrado com os suspeitos. Em seguida, os policiais, que já contavam com apoio de outras viaturas, realizaram a varredura no interior do carro. Foram localizados dois revólveres calibre 38 e vários objetos considerados, pela polícia, produto de roubo.

Todos foram encaminhados à Delegacia Sede, onde prestaram depoimento e tentaram esclarecer a situação. Em pesquisa no sistema unificado, descobriu-se que Sérgio já tinha passagem por roubo a bancos e que Juan tem envolvimento na morte de um policial militar de Bertioga, em 2009. Indiciados por porte ilegal e formação de quadrilha, já estão presos.

Trio invade banco, mata vigia e rouba R$ 300 mil em Guarulhos

Três homens armados invadiram uma agência bancária na noite de quinta-feira em Guarulhos, na Grande São Paulo, e mataram um dos vigilantes e levaram R$ 300 mil. O bando abordou dois vigilantes do banco no momento em que eles recolhiam malotes de dinheiro em um carro forte na Avenida Santos Dumont, no Jardim Cumbica.

Um dos vigilantes, de 41 anos, se assustou com a aproximação dos suspeitos e foi atingido no peito. O outro funcionário do banco foi obrigado a se deitar ao lado do colega ferido. A vítima foi levada para o Hospital Geral de Guarulhos, mas não resistiu.

Depois de pegar o dinheiro, o trio fugiu em um carro com as armas dos vigias e R$ 300 mil. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o veículo que os bandidos fugiram tinha a placa clonada. A polícia fez perícia no local. As imagens do circuito interno da agência auxiliarão na investigação.

Edifício do presidente Lula é invadido em São Bernardo

O prédio no qual o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem apartamento, na Avenida Prestes Maia, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, amanheceu com a segurança reforçada na quinta-feira. Na manhã anterior, o edifício foi alvo de quatro assaltantes. Os ladrões dominaram um morador do 9º andar antes de ele entrar no edifício e roubaram R$ 8 mil. Até a noite de quinta-feira, ninguém havia sido preso.

Funcionário do setor de finanças da Secretaria Municipal de Esportes da prefeitura de São Bernardo do Campo, Valdeci da Rocha, de 44 anos, estava com seu motorista na Rua Anunciata Gobbi, na manhã de quarta-feira, quando seu Polo foi abordado por um Corsa e uma Saveiro. Dois dos quatro assaltantes usavam camisetas com inscrições da Polícia Civil.

Rocha foi obrigado a descer de seu carro e a entrar em um dos veículos dos criminosos. Ele foi levado por dois ladrões para o prédio na Avenida Prestes Maia. Durante o trajeto, os assaltantes mostraram um cinturão para Rocha e disseram que era uma bomba. Também ameaçaram matar os filhos dele e seu motorista caso não lhes desse dinheiro.

Enquanto isso, o motorista de Valdeci da Rocha ficou em poder dos outros dois integrantes do grupo. Os ladrões não tiveram dificuldade para entrar na garagem do edifício. Um porteiro viu Rocha no carro dos criminosos, mas pensou que ele estava com amigos. Os assaltantes pegaram o elevador com a vítima e subiram até o 9º andar, apenas três abaixo da cobertura do presidente Lula.

O apartamento de Rocha foi revirado. Os assaltantes mexeram em gavetas e armários. A quadrilha vasculhou até o guarda-roupa. Os ladrões procuravam um cofre. Ameaçada de morte, a vítima entregou aos bandidos os R$ 8 mil que guardava no imóvel.

Os ladrões voltaram com Rocha para a garagem, entraram no mesmo veículo e seguiram ao local onde o motorista da vítima era mantido refém. Patrão e empregado foram abandonados minutos depois em uma estrada de São Bernardo do Campo. O roubo foi registrado no 1.º Distrito Policial (DP) da cidade.

A Polícia Civil tentou manter o assalto sob sigilo, já que se tratava de uma invasão ao prédio no qual o presidente Lula tem sua residência. O caso foi revelado na quinta-feira à noite no Jornal da Band, da TV Bandeirantes. A polícia ainda não tem pistas dos criminosos.

Ainda traumatizado por causa das ameaças, Rocha disse que um dos carros dos criminosos tinha sirene. Ele contou que os ladrões estavam armados de pistolas e dois deles usavam camisetas pretas com a inscrição “polícia” em letras brancas.

Rocha acrescentou que não está bem de saúde e continua abalado. À polícia, ele afirmou ter reconhecido dois dos ladrões, que lhe teriam roubado em uma ação em 2009.

Polícia encontra material furtado de escola municipal e homem é preso em flagrante

A Polícia Civil de Santos encontrou material que havia sido furtado de uma escola municipal da Vila Mathias e prendeu em flagrante o autônomo Fabiano Barbosa, de 21 anos. Ele foi detido acusado de receptação.

Os materiais foram localizados na tarde da última quarta-feira na Rua Bittencourt, na Vila Nova. No imóvel foram encontrados um projetor, um telão, um monitor de vídeo e uma CPU. Questionado, o autônomo não soube dizer a procedência do material e nem apresentou nota fiscal.

Conduzido ao distrito, o indiciado negou a existência de outros materiais. No entanto, houve nova denúncia contando que em outro endereço, na Rua Silva Jardim, Vila Mathias, haveria objetos furtados.

Lá foram apreendidos 13 fones de ouvido, manuais de instalação, sete CPUs, 11 monitores de vídeo, 14 mouses, 12 teclados, cabos entre outros materiais.

Réu condenado por morte de Celso Daniel

Em um júri marcado pela ausência de testemunhas e do réu, o gerente de postos de combustíveis Marcos Roberto Bispo dos Santos, o Marquinhos, 37 anos, foi condenado ontem por envolvimento no sequestro e na morte do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT). O juiz Antônio Galvão de Franca Hristov estipulou pena de 18 anos.

Santos foi condenado por homicídio duplamente qualificado --motivo torpe (recebimento de dinheiro) e impossibilidade de defesa da vítima. O júri durou 7 h e 30 min.

Celso Daniel foi sequestrado em 18 de janeiro de 2002, na Vila das Mercês (zona sul de SP). Dois dias depois, seu corpo foi encontrado em Juquitiba (Grande SP), alvejado por oito tiros de arma de fogo.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Bandidos assaltam mulher e fazem reféns em Taubaté

A ousadia dos criminosos parece não ter mais limites. Dois bandidos praticaram um assalto nesta quinta-feira (17), no centro de Taubaté. E mesmo numa das praças mais movimentadas da cidade, fizeram três pessoas reféns e conseguiram fugir.

mulher, que mora na Praça Santa Terezinha, saiu no início da manhã para ir à padaria. Ela estava de carro. E quando voltou para casa, foi abordada por dois homens armados.

Além da mulher, no momento da ação, o marido dela e a empregada também estavam na casa. Todos foram rendidos pelos bandidos. E segundo a polícia, os criminosos agiram tranquilamente. "Levaram o veículo da vítima, dois laptops, uma TV 42 polegadas, uma quantidade em dinheiro e algumas bijouterias", disse o delegado, Marcelo Duarte.

Ainda não há pistas dos suspeitos. A polícia acredita que o crime não foi premeditado. "Os marginais deviam estar de passagem, encontraram a facilidade e a vítima de guarda baixa, não imaginando que pudesse ser vítima de furto logo pela manhã. Foi abordada e houve sucesso na empreitada criminosa e nós esperamos com os policiais em campo o mais rápido possível prender esses marginais e dar resposta para a sociedade", reiterou o delegado.

Homem é morto a facadas na própria casa

Um homem de 51 anos foi morto esfaqueado na própria casa na noite desta quarta-feira (17), em Aparecida. De acordo com a Polícia, a vítima estava sozinha em casa, no bairro Santa Terezinha, quando um jovem de 21 anos invadiu a residência e começou as agressões. Antes de receber facadas, a vítima sofreu um golpe na cabeça com um objeto de gesso.

A vítima ainda foi socorrida ao Pronto Socorro da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Vizinhos, que ouviram gritos, conseguiram segurar o assassino até a chegada da Polícia, que prendeu o criminoso em flagrante. À Polícia, o acusado alegou legítima defesa. A Polícia investiga o caso.

Bandidos perseguem ajudante de 19 anos e disparam dois tiros na fuga

O ajudante geral Gledson da Silva Gonçalves, de 19 anos, quase foi morto na noite desta quarta-feira, em São Vicente, depois que bandidos armados tentaram roubar a moto que ele conduzia. A vítima, que foi atingida por dois disparos, tinha acabado de sair do supermercado onde trabalha e percebeu que dois homens a seguia em outra motocicleta. Ainda não há informações de suspeitos.

A perseguição ocorreu por volta das 22 horas, momentos após que Gledson saiu do trabalho e ia para casa, na Cidade Náutica. Em determinado ponto do trajeto, ele percebeu que estava sendo seguido por dois homens, não identificados. A vítima, então, acelerou e tentou despistá-los, mas não obteve sucesso.

No momento em que ele entrava na própria residência, localizada em uma via próxima à Avenida Tancredo Neves, no bairro Tancredo, os homens armados dispararam diversos tiros contra a vítima. Dois deles o acertaram as costas e os demais se espalharam pelos paredes e portões do imóvel, que não chegou a ser invadido. Após a ação, os bandidos fugiram.

Gledson foi socorrido com a ajuda de vizinhos e da própria família ao Hospital Municipal de São Vicente, antigo Crei, passou por cirurgia e não corre risco de morrer. O caso foi encaminhado à Delegacia Sede da Cidade, mas já foi transferido para o 2º Distrito Policial. As circunstâncias da tentativa de roubo e homicídio estão sendo investigadas.

Homem é morto a golpes de marreta por enteado em São Paulo

Um homem desempregado, de 40 anos, foi morto a golpes de marreta em sua própria casa na noite de quarta-feira, em Cidade Ademar, zona sul da capital paulista. Seu enteado, de 20 anos, ligou para a Polícia Militar e admitiu o crime, segundo informações da polícia. Outro enteado, de 18, assistia à televisão no quarto ao lado quando ouviu o barulho do golpe e flagrou o irmão com a marreta.

Felício Alexandre Benedicto, ex-segurança, estava na cama quando foi golpeado na cabeça por Carlos Rocha Barreto, segundo a polícia. Seu irmão, Paulo Cesar Rocha Barreto, tentou tirar a marreta das mãos de Carlos e correu para buscar ajuda de vizinhos, mas Felício morreu no local. Os dois jovens tinham sido apadrinhados ainda crianças pela vítima, quando eram órfãos e moradores de rua no centro da cidade, há 15 anos.

A família mora em uma residência alugada na Rua Fauré da Rocha desde fevereiro, quando sua casa antiga, na mesma rua, foi destruída pela enxurrada de um córrego em dia de chuva forte. Segundo vizinhos, Felício não era um homem violento e tinha boa relação com os moradores da região. Quando a polícia chegou, Carlos estava parado do lado de fora da casa - os policiais suspeitam que ele seja deficiente mental e usuário de drogas.

"Uma pessoa que tirou duas crianças da rua, trouxe pra casa, cuidou, deu comida, deu escola, não merece esse fim. Quem fez isso não devia estar no seu juízo certo", disse a vizinha Maria de Fátima de Lima Silva, 52 anos, amiga de Felício. Segundo o sargento Pedro de Oliveira, da 4ª Companhia do 3º Batalhão Metropolitano, Carlos não soube informar o motivo do crime enquanto era interrogado.

Seu irmão, segundo os policiais, acredita que foi "por maldade". Felício também tinha um filho de seu primeiro casamento, hoje comerciante, e uma mãe idosa que mora em Mogi Mirim, no interior do Estado.

Tiroteio deixa um morto e um ferido em tentativa de assalto em São Paulo

Uma suposta tentativa de assalto a um supermercado terminou com um suspeito morto e um adolescente baleado, por volta das 21h30 de quarta-feira, na Rua Cachoeira do Poraquê, na Cohab Raposo Tavares, zona oeste de São Paulo.

Fugitivo da Cadeia Pública de Guarulhos, na região metropolitana Jone dos Santos Ribeiro, de 21 anos, e um menor de 14 anos, segundo testemunhas, trocaram tiros com seguranças do estabelecimento comercial. Mesmo levado ao pronto-socorro Bandeirantes, Ribeiro não resistiu e morreu. Já o adolescente, ferido em uma das pernas, foi levado para o pronto-socorro mais próximo, localizado em Osasco, cidade vizinha.

Policiais militares da 4ª Companhia do 16º Batalhão foram até o local mas não localizaram os seguranças do mercado. O caso foi registrado no 51º Distrito Policial, do Butantã, pela delegada Nayara Caetano Borlina.

Traficantes levavam droga em asas de avião

A Polícia Federal prendeu ontem 22 pessoas suspeitas de integrar uma das principais organizações do tráfico internacional de drogas no Brasil. As prisões ocorreram em São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. Outros 20 mandados cumpridos eram relativos a criminosos que já estão presos.

O grupo tinha como base São Paulo e era formado por brasileiros, bolivianos, colombianos e europeus que enviavam cocaína da Bolívia para África e Europa. Nos últimos dez meses, segundo a PF, a quadrilha movimentou cerca de R$ 28 milhões.

Até a conclusão desta edição, um brasileiro estava foragido. Sete estrangeiros constavam ainda da lista de pessoas a serem presas e passaram a figurar na lista de procurados da Interpol. Em 18 meses de investigação, foram apreendidas 2,3 toneladas de cocaína, R$ 500 mil, granadas antitanque e outras armas, além de duas aeronaves.

Os aviões eram usados pela quadrilha para o transporte. A cocaína chegava ao Brasil escondida na fuselagem e nas asas das aeronaves, que usavam pistas clandestinas. Em seguida, a droga era transportada de caminhão para depósitos em São Paulo. Parte era refinada e vendida no mercado interno. Outra parte era enviada de navio para a Europa e países africanos.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Em busca de uma Polícia verdadeiramente cidadã

Vários fatores contribuem para o aumento desenfreado da violência e criminalidade no nosso país que traduz a crescente sensação de insegurança existente, contudo, o ponto nefrálgico de cobrança do povo em geral, é sempre a Polícia.

Realmente parece ser a Polícia a única responsável pela segurança da população, mas não é. Em verdade, apenas tem a instituição policial a função mais árdua de todas, porque atua na prevenção e na repressão ao crime, na garimpagem de criminosos e na execução da lei penal, a fim de torná-la efetiva ao exigir o seu cumprimento objetivando auxiliar a Justiça penal a solucionar os diversos conflitos inerentes.

A nossa Carta Magna vigente estabelece que a segurança pública é dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, assim, como pode ser percebido, a chamada Constituição cidadã, alicerçada no binômio direito e responsabilidade, embora imputando ao Estado o encargo principal, chama a população à co-participação para tão importante situação.

Atualmente, porém, é lugar comum a atribuição de culpa exclusiva ao Estado, mais de perto à Polícia, pela situação vexatória na qual nos encontramos. Fala-se sempre no direito à segurança, o que é correto, mas nunca na responsabilidade de todos no que tange ao tema. Aqui, mais uma vez, o pensamento liberal parece ser reinante, pois o direito é alardeado, enquanto a responsabilidade, esquecida.

Além da responsabilidade esquecida, para complicar ainda mais a situação, o povo generaliza que a Polícia é ineficiente, corrupta e corruptível, que todo policial é ignorante, arbitrário e irresponsável, quando na verdade, de uma maneira geral, tais entendimentos não passam de pensamentos ilógicos e insensatos, pois a Polícia também evoluiu com o tempo, não estagnou como continuam em teimar com tais concepções retrógradas.

A questão da violência policial de outrora que ultrapassaram todos os limites dos direitos do cidadão quando da ditadura militar que assolou o país por muito tempo, trouxe pechas marcantes e desagradáveis para a Polícia atual, pois daí nasceu o estigma da expressão polícia-repressão que foi passando de geração até os nossos dias. Repressão esta que não era em sentido de reprimir o crime e sim como sinônimo das atrocidades que ocorriam nos porões dos departamentos policiais, através das práticas de tortura e até desaparecimento de opositores ao regime do governo ditatorial. Pessoas não criminosas, e sim revoltosas, quedaram violentadas nos seus direitos fundamentais nas mãos da polícia ditatorial, da polícia-repressora, que ao invés de ser o órgão de conservação e garantidor da paz e da tranqüilidade pública, na verdade era o braço humano utilizado pelo governo nessas práticas covardes.

Esta espécie de tatuagem ideológica ainda não fora removida da mentalidade do nosso povo. Diminuída, humilhada, submetida, à polícia só restaram as críticas, as denúncias, as desconfianças, os despojos, o lixo proveniente das duas décadas do golpe militar.

O conjunto das regras que garante a segurança e a ordem que rege os atributos da Polícia se confundem com esses problemas citados e cria os preceitos verdadeiros de que vivemos uma atividade desprezada, uma função incompreendida, uma trajetória ilógica, uma vida atropelada dentro de uma classe tão humilhada.

Repensar esses conceitos irracionais é resgatar o próprio bem estar da coletividade. É lutar para que haja uma maior união e interatividade entre o povo e a sua Polícia. É sonhar que um dia haja a confiança do cidadão nas ações da sua Polícia. É ter esperança que em breve a sociedade possa ter a Polícia como sua amiga, como sua aliada no combate ao crime e no cumprimento das leis.

A Polícia cidadã, acima de tudo, é a guardiã da sociedade e da cidadania. No seu cotidiano o policial investiga, protege o bem, combate o mal, gerencia crises, aconselha, dirime conflitos, evita o crime, faz a paz e regula as relações sociais. O policial é também o sustentáculo das leis penais e deve seguir sempre o princípio primordial de jamais colocar as conveniências da sua carreira acima da sua trajetória moral.

Entendemos então que a Polícia cidadã que nasceu com a atual Constituição e ainda não se firmou apesar de mais de duas décadas de existência e tentativa, é o elo de boas ações que estabelece um sincronismo entre o seu labor direcionado verdadeiramente a serviço da comunidade.

Concluímos assim, que remediando esses males elencados, com a ajuda e a conscientização de todos os segmentos possíveis, teremos então uma Polícia verdadeiramente cidadã saída da teoria para a prática, que por certo alcançará os seus objetivos com mais presença para oferecer uma conseqüente melhor segurança pública para a sociedade.

*Delegado de Polícia no Estado de Sergipe, Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Segurança Pública pela UFS. archimedes-marques@bol.com.br

Polícia procura assassino do homem que atirou contra grupo de pessoas em Caraguá

Praia Martim de Sá cheia, em Caraguatatuba. Banhistas curtindo um show de pagode no Quiosque 13, quando de repente começou uma confusão. Briga na praia. Tiros na praia. “Uma vítima (um homem) se engraçou com uma moça, que estava acompanhada. Aí houve um tumulto no qual ele teria sido agredido”, explica o delegado Maurício Ahvener.

Segundo a polícia, no fim da tarde desta segunda-feira (15), Sandro Queiróz, de 38 anos, voltou para o quiosque com uma bicicleta, mas dessa vez apareceu armado com uma espingarda. Ele estava alcoolizado e queria vingança.

Um funcionário do quiosque, que não quis se identificar, ouviu um disparo. “Muita correria, mulher chorando. Foi meio apavorante”, afirma o funcionário.

Uma bala da espingarda calibre 12 produz estilhaços. Por isso, com apenas um tiro, Sandro atingiu seis pessoas, que estavam no quiosque e não tinham relação com a briga. Na fuga, ele correu para uma rua, em direção à casa em que morava, mas foi perseguido por um grupo e executado com vários tiros.
De agressor à vítima, Sandro morreu na hora. Ele já tinha sido condenado por tentativa de homicídio, roubo e estupro. Num laudo feito a pedido do Tribunal de Justiça de São Paulo, os peritos afirmaram que Sandro era "criminoso habitual" e perigoso. E apesar do documento apontar que ele poderia voltar a cometer crimes, foi autorizado a cumprir pena em regime aberto desde fevereiro.

Para a polícia, os assassinos de Sandro não podem alegar legítima defesa. Agora eles são procurados por homicídio. “Mais grave do que o que ele fez, foi a execução que o vitimou. Não se pode falar em legítima defesa. Ele foi perseguido e morto com requintes de crueldade, com oito ou nove disparos, executado à queima roupa”, detalha o delegado.

Dos seis feridos, cinco já tiveram alta do hospital. Uma pessoa continua internada, mas não corre risco de morte.

Polícia prende irmão do suspeito de matar PM em Vicente de Carvalho

Larison Santiago, de 19 anos, foi preso em flagrante nesta terça-feira durante um patrulhamento realizado em Vicente de Carvalho. O marginal resistiu à prisão, tentou fuga, mas foi detido pela polícia. Ele, também, é identificado como irmão de Felipe Santiago, suspeito de ser o autor da morte do sargento Leandro Ferreira dos Santos, de 29 anos, ocorrida no dia 1º de setembro.

Lairson estava na Rua José Bueno Camargo de Assis quando foi abordado por policiais militares. Ele sacou uma arma e chegou a pular para dentro do quintal de uma casa. Durante uma troca de tiros, foi atingido e preso por porte ilegal de arma. Foi encaminhado ao Pronto Socorro e, em seguida, à delegacia.

Segundo informações da Polícia Militar de Vicente de Carvalho, Larison acumula seis mandados de prisão e atua com roubo de carga de caminhões.

O sargento Leandro Ferreira dos Santos, de 29 anos de idade e dez de corporação, foi morto com dois tiros dentro da Tapeçaria Renovo, em Vicente de Carvalho. Ele estava no local com a namorada, quando um ladrão tentou assaltar o estabelecimento.

O marginal se dirigiu ao caixa e anunciou o roubo. O sargento se identificou como policial e trocou tiros com o assaltante, sendo baleado no peito e na cabeça. Além de Leandro e da sua namorada, mais dois clientes estavam na loja e também foram baleados.

Na ocasião, o policial estava à paisana, porque usufruía licença-prêmio. O policial chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ladrões são presos após vítima enviar mensagem sobre assalto

Uma mensagem pela internet ajudou a polícia a prender dois criminosos que haviam acabado de roubar uma loja de informática na Zona Sul de São Paulo. O dono da loja conseguiu mandar uma mensagem pelo computador para outro funcionário antes de ser rendido, e a polícia foi chamada.

As câmeras de segurança gravaram todo o assalto. Os dois ladrões entraram na loja armados e renderam os funcionários, que foram obrigados a ficar embaixo da mesa da recepção. Outro empregado chegou ao local com uma mochila, que foi tomada pelos assaltantes e usada para guardar computadores.

As imagens também mostram quando outro homem chega ao local e é rendido. A vítima é obrigada a ficar de joelhos e é revistada. “Quando entrei vi tudo bagunçado, sacolas jogadas, vi o pessoal embaixo da mesa. O segundo elemento que apontou a arma para minha cabeça, pedindo para ficar de joelhos”, contou Adílson Goes.

O dono da loja estava em uma sala quando os ladrões chegaram. Antes de ser levado para ficar com os outros reféns, ele conseguiu mandar uma mensagem para outro funcionário, que trabalhava em outra sala. “Quando eu vi a mensagem liguei para a polícia. Não deu nem dois minutos eles chegaram ao local”, contou o funcionário.

Um terceiro assaltante esperava do lado de fora em um carro. Os dois assaltantes haviam acabado de sair quando a polícia chegou. Um dos suspeitos conseguiu escapar, e outros dois foram presos.

Policial é encontrado dentro de bingo em Guarulhos

Um policial civil foi encontrado dentro de uma casa onde funcionava um bingo em Guarulhos, na Grande São Paulo, na noite desta terça-feira. A corregedoria da polícia vai apurar o caso.

A polícia chegou ao local depois de uma denúncia anônima e desconfiou quando percebeu que a casa tinha câmeras de monitoramento e ninguém atendia a porta.

Vinte e duas máquinas caça-níqueis foram apreendidas. Oito pessoas foram levadas para a delegacia, entre elas um policial do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra).

Empresário tem a boca colada por bandidos

O microempresário Jefferson Fabiano Ferreira Correa, 28 anos, teve a boca colada durante uma agressão sofrida na manhã de ontem, em Ribeirão Preto (313 km de SP). "Eu andava na calçada quando um carro parou ao lado para pedir informação.

Quando me aproximei, o carona me puxou para dentro e fui arrastado pendurado na janela por alguns metros", conta.

"Tomei um monte de soco, me largaram e aceleraram. Desmaiei. Quando vi, estava com a boca colada", afirma o microempresário, que também teve duas costelas quebradas.

No hospital, foram utilizadas água morna e acetona para remover a cola. Para o marceneiro Nelson Correa, 64 anos, pai da vítima, a ação foi uma represália de bandidos do bairro onde a família vive.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Banhista ferido por atirador continua internado

Um dos banhistas feridos por um atirador em Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo, passou por cirurgias, teve fraturas e estava internado no início da tarde desta terça-feira (16), na Santa Casa da cidade. Ele não corre risco de morrer e seu estado de saúde não é considerado grave. O responsável pelos tiros morreu após atirar em banhistas no quiosque 13 da praia Martim de Sá, em Caraguatatuba, na segunda-feira (15).

O rapaz, de 21 anos, era o único internado nesta terça. Outras cinco pessoas também ficaram internadas. Uma mulher foi teve alta nesta manhã e outras quatro vítimas foram liberadas na segunda-feira.

O caso ocorreu por volta das 18h de segunda-feira, na praia Martim de Sá. Segundo a polícia, o suspeito chegou atirando na praia sem um alvo definido e acabou atingindo banhistas após uma discussão. Os seis feridos foram socorridos e encaminhados ao pronto-socorro da cidade.

Depois da discussão, ele saiu de bicicleta e voltou ao quiosque carregando uma metralhadora, que ainda não foi encontrada. No local, as pessoas pegaram sua arma e ele voltou em casa para pegar uma espingarda calibre 12.

Pelo menos sete pessoas foram atingidas. Logo depois dos disparos, o atirador tentou fugir, mas foi perseguido por uma multidão, agredido e morto com vários tiros. Uma testemunha afirmou que atirador foi agredido no rosto durante a briga. De acordo com a testemunha, o suspeito discutiu com outro homem por causa de uma mulher e acabou apanhando.

- Ele tinha mexido com uma mulher de um rapaz, aí o rapaz agrediu ele, batendo na cara dele.

A testemunha ainda disse que o atirador comentou que iria balear as pessoas.

- Momentos antes de ele cometer a tragédia, ele comentou que iria fazer. Mas eu não acreditei nisso porque pensei que ele tava bêbado.

A polícia apurou que a espingarda calibre 12 é furtada. Segundo as investigações, o rapaz saiu da prisão de Jacareí em fevereiro deste ano e morava na casa do irmão em Caraguatatuba. A partir de agora, a polícia quer saber de quem partiu os tiros que o atingiram.

Laudo psicossocial alertava que atirador poderia agir novamente


Um laudo psicosocial elaborado a pedido do Tribunal de Justiça de São Paulo, indica que o homem que atirou contra frequentadores de um quiosque, na tarde desta segunda-feira (15), em Caraguatatuba, tinha a prática de crimes como um hábito.

Sandro Emerson de Queiroz cumpria pena por estupro em regime aberto e foi morto com quatro tiros após disparar com uma espingarda contra um quiosque onde mais de cem pessoas participavam de uma roda de pagode, na praia Martim de Sá, no centro de Caraguá.

O laudo, elaborado em maio de 2009, foi anexado a um pedido de livramento condicional da pena, julgado em março deste ano. De forma conclusiva, o peritos indicam que Sandro era 'criminoso habitual' e que 'estava suscetível aos seus impulsos', dando como certa a prática reincidente. Na ocasião, o pedido de livramento condicional foi negado.
Apesar do laudo, em março deste ano a Justiça de Presidente Prudente - onde o réu estava preso, decidiu conceder a progressão de regime, baseado no bom comportamento apresentado por ele na unidade prisional.

Sandro foi preso em 1999, após praticar roubo e estupro. Segundo a polícia, ele já cumpriu pena anteriormente por homicídio.

Homem levou tapa na cara antes de disparar em quiosque

O homem encontrado morto após disparar contra turistas no final da tarde desta segunda-feira 15/11, em um quiosque na Praia Martim de Sá, em Caraguatatuba, se envolveu em uma discussão no local e até levou um tapa na cara de um freguês, segundo a polícia. As informações constam do boletim de ocorrência que foi registrado no Distrito Policial.

Além do homem assassinado, outras seis pessoas ficaram feridas. De acordo com testemunhas e funcionários do quiosque ouvidos pela polícia, o suspeito, um ex-detento de 38 anos, chegou embriagado ao quiosque e teria se envolvido em uma discussão com um cliente por causa da mulher deste. Por causa disso, foi agredido com um tapa na cara.

Atirador dispara contra banhistas e fere seis em praia de Caraguatatuba
Laudo psicossocial alertava que atirador poderia agir novamente

Segundo testemunhas, o suspeito se dirigiu a sua residência, em uma rua próxima, e pegou uma espingarda calibre 12. O próprio filho do ex-detento, um adolescente de 17 anos, relatou que tentou impedi-lo de retornar ao quiosque. Lá, ele disparou contra um grupo que participava de uma roda de samba.

Ao menos seis pessoas sendo quatro turistas da capital paulista e dois moradores de Caraguatatuba foram atingidas, segundo a polícia. Apenas depois da conclusão do trabalho realizado pela polícia no local será possível determinar quantos disparos foram feitos pelo ex-detento com a espingarda.

De acordo com os relatos, “uma multidão” passou a perseguir o atirador. Segundo uma testemunha, ao menos dez pessoas foram atrás do homem. Ele foi alcançado já próximo de onde morava. Depois de agredido, foi morto com vários tiros.

A polícia solicitou exames para saber por quantos tiros o atirador foi atingido, qual o tipo e o calibre da arma e se todos os disparos partiram do mesmo armamento. O filho relatou à polícia que chegou a ouvir os disparos que mataram seu pai, mas que não viu o autor.

Dos seis feridos, apenas um morador da capital que foi baleado no braço precisou passar por uma intervenção cirúrgica no Pronto Socorro da Casa de Saúde Stella Maris. Ele permanecia internado em observação até a madrugada desta terça-feira (16). Os demais sofreram ferimentos leves. Ninguém foi preso pela morte do ex-detento até o momento. Apenas a espingarda calibre 12 foi apreendida.

De acordo com a polícia, o ex-detento era natural de Botucatu, no interior de São Paulo, e havia cumprido pena na penitenciária de Presidente Prudente por roubo e homicídio. Ele vendia artesanatos na praia.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Ajudante de caminhoneiro é assassinado no Vale do Sol. Polícia suspeita de vingança

Um ajudante de caminhoneiro foi morto na tarde desta quinta-feira (11) no bairro Jardim Vale do Sol, na região sul de São José dos Campos. O caminhão estava estacionado na frente de um ponto comercial do bairro. A vítima estava na cabine do veículo quando foi assassinada com dois tiros.

Anderson Roberto de Andrade, de 35 anos, trabalhava como ajudante de entrega. O motorista que o acompanhava estava do outro lado da rua e disse que os bandidos fugiram a pé.

O crime foi bem próximo da delegacia do bairro (cerca um quilômetro). Segundo a polícia, pelas características a ação não foi planejada e não há suspeita de assalto, já que nada foi levado do local. A polícia suspeita que o crime seja motivado por vingança. O delegado informou que a polícia vai verificar se alguma câmera de segurança próxima do local flagrou a ação dos criminosos.

O trânsito na avenida chegou a ser bloqueado e só depois da retirada do caminhão foi liberado.

Homem é preso em São José por tentativa de roubo seguida de tentativa de estupro

Um homem foi preso nesta manhã no Jardim Portugal, zona sul de São José dos Campos, acusado de tentativa de roubo seguida de tentativa de estupro contra uma mulher.

Ela estava saindo para trabalhar de moto quando foi abordada pelo acusado. Ele simulou que estava com uma arma e tentou também abusar sexualmente da mulher.

Vizinhos acionaram a PM, que conteve o homem. Ele foi encaminhado para o 7º DP, onde a ocorrência está sendo registrada.

Assaltante clona placa com erro de grafia e é pegos em São Paulo

Um veículo roubado de placa clonada, com erro de grafia no nome da cidade onde havia sido licenciado,foi recuperado na quinta-feira por volta das 22h30, por policiais militares da Força Tática do 6º Batalhão, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Um suspeito foi detido.

Ao serem abordados pela PM na região da favela do Jardim Silvina os dois ocupantes do veículo abandonaram o carro na esquina da Rua Duarte Murtinho com a Rua Visconde de Cairu e fugiram a pé. Um deles, Josimar Freitas Campos, de 22 anos, foi alcançado e preso. Ao olharem para a placa do veículo, os policiais notaram algo errado. Nela estava escrito São "Bernado" , sem o segundo erre , do Campo.

Em relação aos números da placa, a PM não detectou nenhuma irregularidade, mas, diante do erro de grafia, os policiais resolveram levantar o número do chassi e descobriram que o veículo possuía queixa de roubo ocorrido no último dia 9 no Jardim Irajá, também em São Bernardo.

A vítima, um vendedora de 45 anos, havia sido abordada por quatro homens a pé, um deles armado, que levaram o veículo e a carga de embalagens plásticas. Na noite de ontem, apenas o veículo foi recuperado.

Já o rapaz preso, caso seja reconhecido pela vítima como um dos assaltantes, será autuado por roubo. Caso contrário, apenas por receptação. Até as 3h30 desta madrugada, o reconhecimento ainda não havia ocorrido nem fora iniciado o boletim de ocorrência no 1º Distrito Policial (DP) de São Bernardo do Campo.

Tentativa de assalto no Brisamar acaba com um ladrão morto

Uma tentativa de assalto a uma loja no Brisamar Shopping, em São Vicente, resultou em um ladrão morto e um menor detido pela polícia.

O episódio ocorreu no começo da tarde desta quinta-feira, quando três elementos, sendo um deles menor de idade, entraram no empreendimento e invadiram um estabelecimento de roupas no primeiro piso do shopping.

O bando rendeu sete funcionários e mais três pessoas que faziam compras.
Um policial que estava à paisana viu toda a ação do grupo e entrou em contato com seguranças do Brisamar e com a polícia.

Logo em seguida, os assaltantes fugiram a pé, levando uma mochila com roupas e acessórios. Policiais acionados para a ocorrência perseguiram os bandidos e, nas imediações da Rua Frei Gaspar, um deles atirou contra os PMs, que revidaram. Um ladrão acabou sendo atingido na cabeça. Levado ao Crei da Cidade, morreu
durante atendimento.

O menor foi apreendido e o outro adulto está foragido. A mochila foi recuperada pela polícia e o caso foi registrado no 1º Distrito Policial da Cidade.

Alunos roubam joalheria de uniforme

Três adolescentes (um deles munido de um revólver calibre 38) trajando o uniforme de uma escola estadual assaltaram, na manhã de ontem, uma joalheria no centro de Campinas (93 km de SP). Um dos suspeitos foi detido por um segurança do comércio. É o quarto caso no Estado desde a última sexta-feira, só na Grande São Paulo 17 roubos a joalherias de shoppings foram registrados neste ano.

Segundo a polícia, os adolescentes pularam o muro da Escola Estadual Carlos Gomes, a duas quadras da joalheria G.Chinellato, para assaltar o comércio. Cerca de 20 peças de prata, avaliadas em R$ 5 mil, foram levadas. Segundo a funcionária que foi rendida pelo trio, dois deles estiveram no local na tarde da última terça-feira. "Eles pediram para ver o mostruário de pulseiras e o de correntes de prata."

De acordo com o delegado Carlos Simionato, a ida da dupla à joalheria serviu para "planejar o crime".

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Dois são assassinados em Caraguatatuba em menos de 24 horas

Duas pessoas foram assassinadas em menos de 24 horas em Caraguatatuba, os crimes ocorreram na madrugada e na noite de ontem 10/11.

A primeira vitima foi a cozinheira Odília Cristina Muniz, 27 anos, que foi executada na madrugada de ontem. Seu corpo foi encontrado na rua Pedro Januário da Silva, no bairro Olaria, região norte da cidade. Ela levou pelo menos sete tiros, sendo a maioria na cabeça.

O homicídio teria ocorrido por volta da meia-noite e meia quando moradores escutaram disparos de armas de fogo e acionaram a Polícia Militar.

Quando os PM chegaram ao local, seis minutos depois, a vítima já estava morta. A causa foi traumatismo craniano encefálico em função do número de tiros recebido na cabeça. A cozinheira ainda foi baleada nos braços e nas costas.

Ainda são se sabe o que teria motivado o crime, se envolvimento com tráfico de entorpecentes ou se foi passional, uma vez que ninguém foi preso.

O caso será investigado pela equipe do delegado Abreu Magalhães, do 2º DP, na Massaguaçu.

O corpo de Odília foi enterrado na tarde de ontem, no cemitério Bela Vista Parque, localizado no bairro Jetuba, em Caraguá.

O segundo assassinato ocorreu por volta das 19:00 na Rua. Andorinhas no bairro Jardim Gaivotas.

O polidor Marcio de Jesus Ribeiro de 27 anos, foi morto a tiros dentro de uma oficina mecânica. Segundo testemunhas dois individuos que estavam em uma moto, efetuaram os disparos contra a vitima e fugiram tomando rumo ignorado.

A vitima foi alvejada por 8 tiros, quatro deles no tórax e quatro na cabeça.

Marcio era morador do bairro Sumaré, e não tinha passagem pela policia. A policia investiga o assassinato, e segundo amigos do rapaz ele pode ter sido morto por engano.

Casal é baleado dentro de carro, no Parque Meia Lua, em Jacareí

Um casal foi baleado dentro do carro, na Rua Antonio Martins Garcia, no Parque Meia Lua, em Jacareí, nesta madrugada. Segundo a polícia, quatro homens armados e encapuzados dispararam contra os dois.

O rapaz, de 26 anos, morreu no local. A outra vítima, de 19 anos, também foi atingida, mas foi socorrida por moradores e encaminhada à Santa Casa da cidade, onde está em observação. Até o momento, ninguém foi preso.

Refino de drogas era feito em prédio de igreja para enganar polícia

A polícia descobriu nesta quarta-feira um laboratório de refino de drogas montado no andar superior de um imóvel onde também funciona uma igreja em São Bernardo do Campo, no ABC.

Durante a ação, a equipe prendeu um homem de 44 anos e apreendeu pasta e papelotes cocaína, porções de maconha e estrutura para refinar a droga, como produtos químicos, luzes, panelas e liquidificador industrial.

O homem vinha sendo investigado havia um mês. Segundo a Polícia Civil, ele é ligado a um grupo que atua dentro e fora das cadeias de São Paulo e era responsável também pela comercialização das drogas na região do ABC.

Segundo o delegado Márcio Martins Mathias, a igreja não tem ligação com o crime. “Até o que foi apurado agora, a igreja não tem ligação alguma com algum tipo criminoso ou facção que seja. Apenas eles escolheram um imóvel próximo a ela para dissimulação”, explicou.

Professora é suspeita de agredir alunos em escola do interior

Uma professora de 62 anos é suspeita de agredir três alunos de 8 anos, na terça-feira, com socos e empurrões em uma escola estadual em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. As crianças devem passar por exames de corpo e delito para comprovar, ou não, as agressões. Conforme a Secretaria de Estado da Educação, a professora foi afastada de suas funções por meio da Diretoria de Ensino do município.

Os pais dos alunos participaram de uma reunião na diretoria da escola para esclarecer os fatos. Em nota, a secretaria afirmou que as crianças recebem acompanhamento especial de professores coordenadores da unidade escolar e da diretoria de ensino regional.

A professora e os pais dos alunos acabaram na delegacia nesta terça-feira. As crianças – duas meninas e um menino - apresentavam sinais leves de agressões. De acordo com um garoto, a professora deu um soco em sua boca, sem que ele entendesse o motivo. Ele admite que depois jogou um apagador nela e que, por isso, ficou de castigo.

Uma outra aluna teria sido impedida de sair da sala para fazer xixi. Após urinar nas calças, tentou se trocar e teria sido jogada contra a parede. Uma outra aluna, que ajudava a amiga, diz que também foi agredida.

“Cheguei para pegar meu filho e ele me disse que levou um soco. Vi os outros pais reclamando também”, afirmou a auxiliar de limpeza Nelzira Moreira de Amorim, mãe do garoto.

Em depoimento, a professora, que trabalha na Escola Estadual Deputado Orlando Jurca, no bairro Simioni, disse que apenas se defendia das agressões. O caso foi registrado na polícia como lesão corporal.

Homem é executado com tiros a queima roupa na Vila São Jorge

O ajudante Marcelo da Silva Nogueira, de 23 anos, foi morto com cinco tiros à queima roupa na noite terça-feira, em Santos. O corpo da vítima foi encontrado no chão, próximo a um canal, na Vila São Jorge. Ainda não há informações de suspeitos e o que teria motivado o crime, mas polícia suspeita de execução.

Segundo informações do Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), os disparos ocorreram por volta das 22 horas na Rua Francisco da Costa Pires, próximo ao número 33. Populares ouviram disparos e acionaram a emergência. No local, os oficiais encontraram o corpo de Marcelo no chão com cerca de cinco perfurações provenientes de disparos de arma de fogo.

Ainda de acordo com a polícia, peritos estiveram no local e encontraram cinco cápsulas deflagradas de munição calibre 38. Tudo leva a crer que elas são provenientes da arma que foi utilizada para matar Marcelo. Aparentemente nada foi roubado.

O caso foi registrado pela Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Santos. Os investigadores ainda não possuem suspeitos.

Quatro são presos tentando roubar caixa eletrônico em Praia Grande

Uma quadrilha da Capital que tentava assaltar uma agência bancária na Avenida Presidente Kennedy, em Praia Grande, na madrugada desta quarta-feira, teve a ação frustrada pela ação da Polícia Militar. O alarme silencioso do local disparou e a empresa de segurança avisou à Central de Operações da região. Quatro homens foram presos em flagrante. Os caixas eletrônicos não chegaram a ser arrombados.

Segundo informações da polícia, a tentativa de furto teve início às 3 horas. Dois homens entraram na agência do Banco Itaú, enquanto outros dois aguardavam dentro de um carro, um Siena preto, do lado de fora. Eles levaram ferramentas de funilaria para cortar o cofre dos equipamentos.

Uma viatura da polícia foi acionada para verificar o possível furto. Quando se aproximaram do local, perceberam que dois homens saíram correndo do carro estacionado e correram em direção contrária. A polícia conseguiu capturar os suspeitos.

No interior da agência, os PMs perceberam uma movimentação e sinais de fumaça. Quando voltaram para a porta, encontraram os outros dois ainda tentando arrombar o cofre. Eles também se renderam aos policiais.

Controlada a situação, os envolvidos e os objetos foram levados à Delegacia. Ainda na manhã desta quarta-feira era realizado o boletim de ocorrência e, por essa razão, não foi possível determinar os nomes dos indiciados e se eles já tinham passam pela policia. O caso será investigado.

Vítima fica um dia em porta-malas

Um operador rodoviário de 36 anos foi sequestrado por uma quadrilha e mantido por quase 24 horas dentro do porta-malas de seu carro, na última segunda-feira, em Araraquara (273 km de SP), segundo a polícia.

A vítima foi rendida depois sair de uma agência bancária.

Os suspeitos obrigaram o operador a entrar no porta-malas do carro deles. O veículo ficou estacionado em um motel. Foram roubados R$ 847 da vítima.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Caminhoneiro reage a assalto e é morto na via Dutra, em Lorena

Um caminhoneiro de 36 anos foi morto na noite desta terça-feira (9), com dois tiros, na via Dutra, em Lorena. O crime ocorreu na altura do km 49, na pista sentido Rio de Janeiro, quando o motorista parou na pista e foi abordado por dois homens.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, o condutor teve ter reagido, e foi alvejado por dois disparos na lateral do tórax. Ele conseguiu dirigir por mais três quilômetros, onde parou em um posto para pedir ajuda.

A vítima foi encaminhada ao Pronto Socorro de Lorena, mas não resistiu aos ferimentos. No momento do crime, os bandidos fugiram. Não há suspeitos e até o momento ninguém foi preso.

Promotor diz que construção do estádio do Corinthians é ilegal

Após a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o governo do estado de São Paulo anunciarem que o Corinthians pretende construir um estádio de futebol com mais de 65 mil lugares para abrigar o jogo inaugural da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, o promotor José Carlos de Freitas, em entrevista ao G1, diz que a realização da obra é ilegal e que fará o que estiver dentro da lei para impedi-la.

Procurado pela reportagem, o Corinthians contesta os argumentos do promotor, mas diz que está à disposição para solucionar o impasse (veja abaixo). A Secretaria de Negócios Jurídicos da Prefeitura de São Paulo informa ser "prematuro" se manifestar, já que a ação ainda não foi julgada.

Segundo a Promotoria de Habitação e Urbanismo na capital paulista, a decisão sobre o destino da área na Zona Leste, onde o clube pretende erguer o “Fielzão”, ainda está sob análise da Justiça e qualquer “promessa" pode ser encarada como desrespeito ao Poder Judiciário.

“A construção do estádio do Corinthians é ilegal”, afirma o promotor José Carlos de Freitas, responsável por uma ação civil pública que pede à Justiça que o Corinthians devolva à Prefeitura de São Paulo o terreno onde quer construir o seu estádio, atualmente ocupado pelo centro de treinamento do time alvinegro.

A área, com mais de 200 mil metros quadrados e que fica próxima à Avenida Jacu Pêssego e estação de Metrô Corinthians-Itaquera, foi concedida ao clube paulistano em 1988 para ser usufruída por 90 anos. Segundo o promotor Freitas, em contrapartida, o Corinthians se comprometeu a construir um estádio em cinco anos, mas isso não foi cumprido dentro do prazo estabelecido. “Por isso peço a anulação da concessão”, diz Freitas.

Justiça nega pedido de falência da Imbra

O juiz Caio Marcelo Mendes de Oliveira, da 2ª Vara de Falência e Recuperação Judicial de São Paulo, negou nesta segunda-feira (8) pedido de autofalência proposto pela empresa de tratamentos odontológicos Imbra.

De acordo com a decisão, a empresa, constituída sob a forma de sociedade anônima, precisaria de autorização da assembleia geral para pleitear a autofalência, o que não ocorreu.

“Exige a Lei 6.404/76, autorização, em assembleia geral convocada e instalada de acordo com a lei e o estatuto, para autorizar os administradores a confessar a falência ou pedir a concordata”, afirmou o magistrado na sentença. Com isso, o processo foi julgado extinto, uma vez que a autora da ação não satisfaz o requisito do interesse processual.

A Imbra entrou com pedido de autofalência no dia 6 de outubro. O pedido de falência é um artifício utilizado por empresas que não conseguem pagar seus débitos e desejam ser declaradas insolventes pela Justiça, ou seja, incapazes de quitar suas dívidas.

De acordo com o processo protocolado no tribunal com o número 100.10.037076-3, a solicitação foi feita para cobrir um total de R$ 221.761.356,28 em dívidas.

A Imbra foi fundada em abril de 2006 e teve receita de vendas de R$ 105 milhões em 2007. Em junho, foi vendida pelo GP investimentos por US$ 1. O fundo havia comprado a rede e investido mais de US$ 125 milhões. A decisão foi revertida depois que a Imbra teve forte crescimento em suas dívidas e reclamações de atendimento.

Polícia detém mulher suspeita de aplicar quase 40 trotes em telefone de emergência da PM

Uma mulher foi detida nesta terça-feira em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, por suspeita de aplicar trotes na Polícia Militar. Durante várias horas, ela fez dezenas de ligações para o telefone de emergência e ofendeu os atendentes.

As ligações começaram na tarde de segunda-feira e foram até a madrugada de terça. Foram pelo menos 37 chamadas. Nas gravações, a mulher de 30 anos grita, faz xingamentos, fala palavrões e ofensas aos policiais.

Ela ligou várias vezes de diversos orelhões na Zona Oeste da cidade, mas os policiais conseguiram rastrear uma das ligações e chegar até o local. Ela foi detida, prestou esclarecimentos à Polícia Civil e acabou liberada.

“Em uma dessas ligações, o policial militar atendente conseguiu mantê-la no orelhão e uma patrulha foi até o local e efetuou a detenção. É crime um previsto no Código Penal, a pena é de detenção e multa, só que por se tratar de pequeno potencial ofensivo a pessoa é colocada em liberdade e vai responder perante o Juizado Especial Criminal pelo delito que praticou”, explicou o capitão da PM Nedson Nobre. Em maio outro caso semelhante ocorreu na cidade: uma mulher ligou 340 vezes para o atendimento de urgência na cidade.

Polícia prende donos de autoescola por suspeita de fraude em São Paulo

O dono de uma autoescola da Zona Sul de São Paulo e a filha dele foram presos nesta terça-feira por suspeita de oferecer aulas práticas para tirar habilitação para caminhões com reboque sem ter o veículo. O local, que fica na região de Interlagos, foi fechado pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Segundo a investigação, a auto escola não tinha a carroceria dos caminhões, o que impossibilitaria a realização das aulas práticas. Mesmo assim, os alunos tiravam a habilitação categoria E no local.

“Os alunos nem frequentavam essas aulas práticas, porque não tinha esse veículo apropriado. Então, essa própria diretora geral, ela consta inclusive como instrutora. Ela abria aula em nome do aluno e fechava aula, sem a presença do aluno”, explicou o delegado do Detran Wilson Roberto Zampieri.

A mulher responsável pela autoescola já tinha sido indiciada pela polícia em 2001 pelo mesmo crime, e também é suspeita de dar aulas de moto sem ter licença no Detran. Ela nega as acusações. “A única coisa é que nós tivemos um carro desativado ontem e não tivemos tempo de ligar para os alunos pra avisar, né?”, afirmou.

O Detran fará um levantamento dos alunos que receberam o certificado de conclusão do curso oferecido pela autoescola. Todos terão a carteira de habilitação suspensa.

Rota apreende 8 quilos de cocaína escondidos em veículo na Cidade Náutica

Policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) apreenderam, em São Vicente, 8 quilos de cocaína escondidos em um veículo na Cidade Náutica. Três pessoas foram presas em flagrante por tráfico de drogas.

A apreensão do entorpecente aconteceu por volta das 19h, durante patrulhamento de rotina pelo bairro.

Conforme apurado pela reportagem, a droga estava escondida dentro de um veículo. Três pessoas que estavam no carro foram presas em flagrante.

Foram apreendidos 8 quilos de cocaína, 1 quilo de pasta base da droga e meio quilo de crack.

O caso foi encaminhado para o 2º DP de São Vicente.