quarta-feira, 18 de junho de 2014

Mais de 100 Kg de Maconha são apreendidos pela DISE

Investigadores da DISE (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) do Litoral Norte apreendeu na madrugada de segunda-feira 17/06 mais de 100 Kg de maconha.




Esta foi a maior apreensão de maconha dos últimos 10 anos, segundo o delegado da Dise Jairo Luís Pinto Pontes. A quadrilha era investigada há três meses. Com base que funcionava como ponto de distribuição para o litoral no bairro Taquaral em Ubatuba, os entorpecentes vinham de Taubaté, onde o cabeça teria ligações com plantações de maconha no Paraguai.

A policia civil procurava pelo chefe da quadrilha que seria conhecido como ‘japonês’. Após algumas campanas, a equipe descobriu que o grupo criminoso utilizava um sítio no bairro Taquaral para armazenar e distribuir a droga, bem como o transporte do entorpecente em um automóvel New Beatle vermelho placa LKQ 8869.

Com a localização exata do sítio, os investigadores foram à Travessa Taquaral, onde encontraram o veículo vermelho estacionado. Os policiais civis fizeram campana nas proximidades até observarem que um Fiat Strada, com o motorista e um passageiro, saiu em direção à cidade.

A equipe da Dise teria seguido o veículo, que parou na Rua Projetada no bairro Indaiá, e abordou os ocupantes do veículo. Com eles um casal, teria sido encontrada apenas uma pequena porção de maconha, de quase seis gramas. O motorista J.P.D.S, 21 anos, que estava acompanhado da namorada,  teria assumido a propriedade da droga.

Em seguida, os investigadores da Dise retornaram ao sítio e teriam pedido para o casal chamar o amigo, conhecido como Alemão, para confirmar todas as investigações da delegacia especializada.  O morador do imóvel, M.A.M.S. de 30 anos, atendeu ao chamado e os policiais realizaram uma busca minuciosa no carro vermelho, onde teriam encontrado 74 tijolos de maconha, que pesaram 102.142,16 gramas.

O acusado M.A.M.S. o vulgo “ Alemão”,teria confessado que é dono da droga. Além disso ele teria confessado que traficava a droga com ajuda de J.P.D.S. e informado que é usuário de diversos entorpecentes, inclusive crack. Sobre a procedência das drogas o homem disse que existe uma estrutura enorme acima dele, até plantação da maconha no Paraguai.

Segundo a policia civil os veículo usados pela quadrilha estão em nome de terceiros e empresas e isso faz com que a especializada estude ainda a lavagem de dinheiro para manter a organização.

Os dois homens MA.M.S o Alemão e J.P.D.S, foram presos pelo crime de tráfico de entorpecentes e associação ao tráfico, já a moça foi liberada como testemunha. Os dois acusados foram encaminhados ao CDP (Centro de Detenção Provisória) de Caraguatatuba.





Um comentário:

  1. Rua Projetada no bairro indaia??existe mesmo?não tinha conhecimento

    ResponderExcluir