sábado, 31 de outubro de 2009

Violência aumenta e roubos batem recorde em SP

Pelo terceiro trimestre seguido neste ano, a violência continuou a crescer no Estado. Dados divulgados na noite de ontem pela Secretaria de Estado da Segurança Pública apontam o aumento em praticamente todos os crimes.

A comparação do 3º trimestre de 2008 com o mesmo período deste ano revela que subiram os crimes de sequestro, homicídio doloso (intencional), estupro, roubo, furto, roubo e furto de veículos e também o roubo de cargas e de bancos. Em todo o Estado, foram assassinadas 1.119 pessoas nos meses de julho a setembro deste ano --um aumento de 3% em relação a 2008. Na capital, porém, houve queda de 8,2%-- de 317 para 291, mais de três assassinatos por dia.

Mulher é aprisionada em caixa durante sequestro

Sete homens armados invadiram um casarão na esquina das avenidas Rebouças e Brasil, nos Jardins (zona sul de SP), e sequestraram uma mulher de 51 anos na noite de anteontem. Ela foi dopada e colocada em uma caixa de madeira. Ninguém foi preso.

Segundo o marido da vítima, um empresário de 65 anos, três homens encapuzados entraram no local, uma instituição de caridade, e renderam os funcionários. Um deles ainda disse que conhecia o empresário de outro Estado, onde ele possui várias fazendas.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Tráfico de drogas provoca mais uma morte no Olaria

A divída por conta da compra e venda de drogas resultou em mais uma morte no bairro do Olaria. Desta vez, o alvo foi Tadeu Valderino, 42 anos, que foi surpreendido no início da manha de ontem, por volta das 6h, com um tiro na cabeça quando estava dentro de uma residência, situada na Rua Sebastião Carneiro. No mesmo local, outras três pessoas foram assassinadas.

Na casa, testemunhas ainda informaram que havia outras três pessoas, sendo duas mulheres e um homem. Com a vítima, foi localizado um cachimbo contendo cocaína. Testemunhas ainda informaram que o autor do crime já tinha a morte de Valderino como objetivo.
O caso foi registrado no Distrito da Polícia Civil, no Centro, onde agentes estão responsáveis pelas investigações. Já o corpo de Valderino deverá ser enterrado hoje no Cemitério de Getuba.

Operação Gênese da Polícia Civil captura quase 20 pessoas na região

Treze mandados de prisão cumpridos, quatro menores apreendidos e uma pessoa presa em flagrante foram computados na Operação Gênese da Polícia Civil na região. Ocorrida em todo o Estado de São Paulo, a ação nas quatro cidades locais contou com a força-tarefa de 50 policiais e 24 viaturas.

A Polícia Civil deflagrou a operação 0h de ontem e, no Litoral Norte, ela terminou por volta das 15h . O objetivo da mobilização dos policiais foi o cumprimento de mandados de prisão, de busca e apreensão em locais onde possam estar escondidos autores de homicídios, latrocínios, sequestros, entre outras naturezas de crime.

Além disso, visa recapturar foragidos, apreender produtos piratas, máquinas caça-níqueis entre outros de origem ilícita. O Secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, ressaltou aspectos importantes da Operação, como, por exemplo, o detalhado planejamento e o comprometimento dos profissionais. “Vejo a capacidade de operalização da Polícia Civil de São Paulo, o grau de sigilo e profissionalismo dos policiais”, afirmou.

Toda a Polícia Civil do Estado participou: Acadepol, DGPad, DAP, Decap, Deic, Deinter 1 (que inclui o Litoral Norte), Deinter 2, Deinter 3, Deinter 4, Deinter 5, Deinter 6, Deinter 7, Deinter 8, Deinter 9, Demacro, Denarc, DHPP, Dipol, Dird, DPPC.

Nas quatro cidades do Litoral Norte foram 13 mandados de prisão e quatro menores apreendidos, além de uma prisão em flagrante, em Ubatuba, por tráfico de drogas. O suspeito estava com 200 gramas de maconha. Três dos mandados foram cumpridos na Costa Sul de São Sebastião. Sob a supervisão do delegado Paulo Castilho, os policiais Crepaldi, Francisco e José Carlos prenderam três nos bairros de Juquehy e Boracéia. A ação começou às 6h.

Os dois primeiros estavam no sertão de Juquehy. O primeiro preso F.M., de 20 anos, estava foragido desde março deste ano, quando participou de um roubo em Juquehy, e foi se refugiar em São Paulo, mas acabou voltando achando que estava seguro. A operação Gênese acabou com a “liberdade”. O segundo preso no mesmo bairro foi J.J.S., de 29 anos. Com uma prisão preventiva decretada, ele é suspeito de vários furtos na região. A terceira e última prisão aconteceu em Boracéia, próximo a divisa com Bertioga. A.S.R., de 26 anos, foi preso por tentativa de homicídio, crime ocorrido em agosto deste ano.

Já em todo o Estado, das 645 cidades que receberam a operação, a Polícia Civil prendeu 2.191 suspeitos e deteve 170 adolescentes, em um período de 12 horas.

Polícia Civil prende homem acusado de extorsão em Campos do Jordão

A Polícia Civil prendeu, em Campos do Jordão, um homem acusado de participar de um esquema para extorquir dinheiro de uma comerciante da cidade.

Segundo a polícia, a propina estava sendo cobrada por supostos fiscais da prefeitura. A vítima gravou as conversas e fez cópias das cédulas usadas para o pagamento exigido.

O suspeito foi preso depois de receber R$ 250. Ele foi indiciado por corrupção passiva. Os dois supostos fiscais, que teriam pedido para ele receber a propina, não foram encontrados.

Polícia encontra dois corpos carbonizados na zona rural de Nazaré Paulista

A Polícia Militar encontrou dois corpos carbonizados na noite desta quinta-feira (29), na estrada municipal do Moinho I, no bairro Moinho Grande, zona rural de Nazaré Paulista. Segundo a polícia, o local onde os corpos foram encontrados fica 400m a frente de um bar.

As vítimas são uma mulher e um jovem de 14 anos. Ao lado deles, foram encontrados um telefone celular e uma moto sem placa. O delegado responsável pelo caso trabalha com a hipótese de duplo homicídio.

A PM não soube informar a identidade dos dois. Os corpos foram encaminhados para o IML (Instituto Médico Legal) de Bragança Paulista, onde será realizada a autopsia.

82 pessoas morreram em confrontos com a polícia em setembro

Os números da violência no estado do Rio de Janeiro referentes ao mês de setembro foram divulgados na quinta-feira pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). De acordo com os dados, 82 pessoas morreram em confrontos com a polícia no mês passado, o que representa 2,7 mortes por dia.

Em comparação a setembro do ano passado, houve um aumento de 20 autos de resistência, como é tecnicamente classificado esse tipo de morte. Em relação ao mês de agosto deste ano, houve mais sete casos.

Apesar do aumento no número de mortes em confronto, o subsecretário de Treinamento e Integração Operacional da Secretaria Estadual de Segurança, Roberto Sá, disse que já existe uma tendência de diminuição no número de casos.

"A gente está em uma tendência de queda em relação aos autos de resistência. filosofia é enfrentar o problema e prender o delinquente. Mas o nosso direito permite a legítima defesa, de si ou de terceiros. Se o nosso policial, enfrentando o problema da criminalidade, vai em busca de um meliante, dá voz de prisão e é recebido a tiros, o direito lhe faculta de se defender e defender qualquer pessoa inocente", explicou Roberto Sá.

Em relação a outras ocorrências, o relatório do ISP aponta uma queda acentuada nos roubos de veículos, que diminuiu 25%, em relação a setembro de 2008, atingindo 1.728 casos este ano. Também houve uma redução de 7% no chamado roubo de rua, incluindo o roubo de celulares, a pedestres e assaltos em ônibus registrando 6.701 casos.

Em compensação, o roubo a residências aumentou em 10%, com 147 ocorrências, e os casos de estupro mais do que dobraram, com o registro de 308 casos em setembro deste ano. Mas o crescimento, segundo Roberto Sá, é fruto de um novo entendimento jurídico, de agosto deste ano, que classifica como estupro o atentado violento ao pudor.

Segundo o ISP, o número de pessoas presas registrou um aumento expressivo, saindo de 1.299 em setembro do ano passado, para 1 661 no mesmo mês deste ano.

Quatro mulheres são presas e acusadas de torturar e matar um aposentado em SP

Quatro mulheres foram presas na cidade de São Carlos, no interior de São Paulo, acusadas de sequestrar, torturar e matar um aposentado de 74 anos. Elas confessaram o crime e mostraram à polícia o local onde o aposentado foi deixado, depois de passar dois dias no cativeiro. A polícia acredita que as mulhreres fazem parte de uma rede de prostituição especializada em atacar aposentados.

Segundo a polícia, para obter a senha do cartão do banco de José Benedito Galo, as criminosas o torturaram. Elas deram altas de calmante e soníferos, o que acabou provocando uma gastrite hemorrágica no idoso. Essa foi a causa da morte dele.

Operação policial prende 2.191 pessoas em SP

A Polícia Civil realizou ontem uma megaoperação que envolveu 9.299 policiais e resultou em 2.191 prisões em todo o Estado. Entre os presos, alguns estavam condenados por homicídio desde 2000.

Desde junho de 2007, a polícia não fazia tantas prisões em um só dia. Em média, são presas cerca de 240 pessoas em flagrante por dia no Estado. A reportagem apurou que a ação foi planejada para minimizar os efeitos negativos da divulgação das estatísticas de criminalidade, que deve ocorrer até amanhã.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Filho espanca a mãe doente dentro de hospital e acaba preso

O autônomo Ernesto Francisco Sharwan de 52 anos conhecido por “Nino” , foi preso em flagrante após espancar a mãe a aposentada Ifigênia Rosa dos Santos de 86 anos.

A covardia do filho com a mãe ocorreu dentro do hospital de Boiçucanga em São Sebastião, onde a senhora estava internada.

O filho teria chegado ao local embriagado, e agredido a mãe na frente de outros pacientes que intervieram no ato de violência do acusado.

Conduzido à delegacia de Boiçucanga, o acusado negou as agressões ao delegado de plantão Jairo Luis Pinto Pontes, que foi até o hospital onde constatou juntos aos médicos que a senhora apresentava uma lesão no lábio, e diversas marcas pelo corpo causadas por queimaduras de cigarro.

A vitima em decorrência da idade avançada e do estado de saúde possuí várias dificuldades de comunicação, entretanto informou ao delegado que desejava representar contra o filho.

O homem foi indiciado por Tortura, Lesão Corporal e Violência Doméstica.

DIG encontra adolescentes com maconha, crack e cocaína em terreno baldio no Perequê-Mirim

Apesar da ação ser realizada no bairro Perequê-Mirim, situado na Região Sul do município, homens da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São Sebastião encontram no final da manhã de ontem, por volta das 11h, os adolescentes A.F.N., 17 anos e A.I.B., 15, com maconha, crack e cocaína. Eles estavam em um terreno baldio, alvo de sete ações contra o tráfico de drogas só neste ano e situado na Rua São Roque.

A ação, segundo policiais civis envolvidos na ocorrência, surgiu depois do atendimento de uma denúncia anônima. No local, de imediato, os agentes localizaram A.F.N. que ao perceber a aproximação das autoridades jogou ao chão uma porção de maconha, equivalente a quatro gramas do entorpecente. Já em revista pessoal, foi encontrado mais outras quatro porções e um tablete de maconha, pesando 670 gramas, além de outras 14 pedras de crack e seis papelotes de cocaína.
Já A.I.B., segundo os agentes, confessou que as drogas eram de sua propriedade e que as estava comercializando junto com o comparsa no bairro. Com ele, também foi localizado durante a abordagem uma nota de R$ 10.

A ocorrência foi registrada no 1º Distrito da Polícia Civil, no bairro Porto Novo, também na área Sul da cidade, porém, por serem menores de idade foram enquadrados por ato infracional de tráfico de entorpecentes e foram liberados, mediante presença de seus responsáveis.

PM apreende 74 pedras de crack e 12 porções de maconha com casal no Ipiranguinha

Policiais militares apreenderam no início da tarde da última terça-feira, por volta das 12h, 74 pedras de crack e 12 porções de maconha em poder do jovem F.H.O., 21 anos, e da adolescente T.V.M., 14.

Eles foram encontrados enquanto era desenvolvido o patrulhamento pela Rua Boa Esperança, situada no Ipiranguinha, bairro da Região Central e com um dos maiores índices de ações contra o tráfico de drogas no município.

Os PM’, segundo informações fornecidas pela 3ª Companhia, se atentaram as atitudes que o casal começou a apresentar quando percebeu a aproximação da viatura de radiopatrulhamento. Logo na abordagem, a adolescente jogou ao chão um saco plástico com seis pedras de crack e quatro porções de maconha. O restante estava no bolso do jovem. Além disso, os policiais militares localizaram com os dois R$ 76 com a adolescente e outros R$ 68 com o companheiro, divididos em notas de pequeno valor, o que caracteriza a comercialização dos produtos.

Do Ipiranguinha, os infratores foram levados até o Distrito da Polícia Civil, no Centro, onde prestaram depoimentos aos investigadores. Segundo a PM, F.H.O. foi enquadrado por tráfico de entorpecentes, crime previsto no Artigo 33 da Lei 11.343/06 e que pune o indiciado com cinco até 15 anos de reclusão e, em seguida, foi recolhido ao Centro de Detenção Provisória (CDP), em Caraguatatuba. Já a T.V.M., por ser menor de idade, foi enquadrada por ato infracional e ficou à disposição do Juizado de Menores.

Ladrão tenta furtar madeireira e é morto por pit bulls em Sorocaba


Um homem foi morto por cães da raça pit bull em Sorocaba após pular o muro de mais de três metros de altura de madeireira. Segundo a polícia, ele iria furtar o local.

O circuito interno de segurança registrou o momento em que os policiais chegaram. Eles tiveram que jogar gás de pimenta para afastar os cachorros e entrar no local. Entretanto, o rapaz de 24 anos já havia morrido.

Segundo a polícia, o dono da madeireira não será responsabilizado pela morte, já que os cães estavam defendendo a propriedade. O rapaz morto tinha saído da prisão havia cinco meses.

Adolescente e namorada grávida são suspeitos de roubar três carros em SP

Um adolescente de 16 anos e a namorada grávida de 15 anos são suspeitos de roubar três carros na noite de quarta-feira no bairro da Saúde, Zona Sul de São Paulo. Segundo a polícia, durante a fuga, o adolescente quase atropelou dois policiais e acabou morto.

O casal começou a ser perseguido por duas motos da polícia após roubar três carros em uma hora. Encurralado, o adolescente, que dirigia, avançou com o carro sobre os policiais, que reagiram a tiros.

O jovem levou seis tiros e chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. Os dois policiais que estavam nas motos tiveram ferimentos leves. A namorada do rapaz, grávida de três meses, estava no banco do carona e nada sofreu. Ela será encaminhada para a Fundação Casa.

Com os adolescentes, a polícia apreendeu uma pistola. Os três carros que haviam sido roubados foram recuperados. Uma idosa que dirigia um dos veículos foi agredida pelo jovem com várias coronhadas na cabeça. Os outros dois motoristas nada sofreram.

Polícia encontra dois homens mortos em Taubaté e Cruzeiro

Um homem de 30 anos foi morto durante a madrugada, no bairro Esplanada Santa Terezinha, em Taubaté. Quando a polícia chegou ao local, encontrou a vítima já sem vida, com marcas de dois tiros.

Em Cruzeiro, um homem foi encontrado morto hoje (29) de manhã em um terreno baldio na Vila Romana. Segundo a Polícia Militar, a vítima, que já tinha passagem por furto, foi assassinada a pauladas. Nos dois casos, ninguém foi preso.

Zina, do 'Pânico', é detido com cocaína


O comediante do programa "Pânico na TV", da RedeTV!, Marcos da Silva Herédia, 27 anos --conhecido como Zina-- ficou detido por sete horas no 74º Distrito Policial, em Parada de Taipas (zona oeste de SP), após ter sido flagrado com meio grama de cocaína ontem. Zina assinou um termo circunstanciado, um tipo de ocorrência de menor gravidade, foi liberado e responderá pelo caso em liberdade.

Ele poderá ter de prestar serviços à comunidade voltados à prevenção ao uso de drogas. A RedeTV! afirmou, em nota, que lamenta o ocorrido. Zina disse à polícia que só falaria em juízo e não conversou com a imprensa.

O integrante do "Pânico" ficou famoso por ter criado para o jogador Ronaldo o bordão "Brilha muito no Corinthians". O comediante é ex-guardador de carros e foi descoberto após uma aparição em gravação durante um jogo do Corinthians. Atualmente, cobra R$ 10 mil para comparecer a festas.

Segundo o delegado de plantão do 74º DP Renato Climas Pereira, que atendeu o caso, a prisão ocorreu após a PM receber uma denúncia de que dois rapazes --um deles de blusa azul-- estavam armados na rua Capela da Lagoa, no Parque Panamericano (zona oeste de SP). O endereço é da casa de Zina, que estava de blusa azul, mas não estava armado. A polícia o revistou e encontrou um pino (tubo plástico) com cocaína. O comediante chegou algemado à delegacia por volta das 7h.

Segundo Pereira, antes de ser liberado, o comediante passou mal na delegacia porque precisava tomar cerca de seis medicamentos para problemas psiquiátricos. Um irmão de Zina, que não quis falar com a imprensa, levou os remédios.

Lista de sócios de facção é encontrada

A Polícia Civil apreendeu ontem, em operação contra traficantes em pontos de venda de drogas no extremo sul da Grande São Paulo, uma lista com 628 nomes e números de RG de suspeitos de pagar de R$ 300 a R$ 1.500 mensais para a facção PCC (Primeiro Comando da Capital). Ela estava na casa de Samuel Abreu Costa, o Galego, 39 anos.

Costa foi preso e acusado pela Delegacia Seccional de Taboão da Serra (Grande SP) de ser um dos chefes da facção e que, entre outras atribuições, controlava a cobrança da mensalidade. O dinheiro, segundo a polícia, é usado para financiar ações criminosas, comprar cestas básicas para as famílias de alguns detentos, pagar o transporte em dias de visita nos presídios do interior do Estado, enterros e para corromper policiais.

O soldado da Polícia Militar Nelson Gonçalves Nunes, 39 anos (15 deles na PM), também foi preso, segundo o Comando Geral da corporação. Nunes foi flagrado em escutas telefônicas autorizadas pela Justiça conversando com Osvaldo Clemente Pereira, 47, o Veio, também preso. Em uma das conversas, Pereira pede ajuda para livrar um acusado de tráfico, e o policial responde que não pode ajudar porque a prisão devia ter sido feita pela "[polícia] Civil".

Outros três policiais do 36º Batalhão, o mesmo de Nunes, são suspeitos de receber dinheiro do PCC. Além do PM, Costa e Pereira, outras quatro pessoas foram presas. Foram apreendidos R$ 11 mil, 1.400 pedras de crack, 12 celulares e uma arma. O único ainda procurado é Antonio Fernando Eloy, 43, o Nando, irmão do vereador José Luiz Eloi (PMDB), presidente da Câmara de Taboão da Serra.

O advogado do PM, João dos Reis Netto, diz que ele nega as acusações. A reportagem não pôde entrevistar os outros presos, que, até a conclusão desta edição, não tinham advogado. À polícia Pereira assumiu ser do PCC; Costa negou. O vereador disse não ter ligação com o PCC e que não sabe se o irmão é da facção. Ele disse que pediria para o irmão entrar em contato com a reportagem, mas isso não aconteceu.

Bando preso em festa após assalto

Dez acusados de um roubo a uma residência no Ipiranga (zona sul de SP) foram presos, por volta da 0h30 de ontem, enquanto comemoravam o sucesso do assalto em um bar na Várzea do Glicério (região central de SP), a cerca de 4,5 km do local do crime. Segundo a polícia, eles estavam bebendo duas garrafas de uísque roubadas da casa havia menos de uma hora e meia.

Nove deles foram reconhecidos pelas vítimas e indiciados por roubo e formação de quadrilha. Já o dono do bar é apontado como co-autor, por seu carro ter sido usado no crime. Familiares de pelo menos três presos ouvidos pelo Agora
negaram que eles tenham praticado o crime.

Segundo as vítimas, a invasão à casa se deu por volta das 23h. Três homens pularam o muro do imóvel e um deles abriu o portão para os comparsas. Armados, eles renderam sete integrantes da mesma família. Um deles contou que levou um tapa na cabeça e teve mãos e pés amarrados. Foram levados cerca de R$ 2.000, três televisores, 15 celulares, três videogames e duas máquinas fotográficas digitais, além de roupas e do uísque.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Acorda autoridades!!! Cadeia na região Central de Caraguá NÃO!!!



A cadeia pública de Caraguatatuba começou a ser reformada nesta terça-feira 27/10.

Na foto se observa que a guarita está sendo demolida, pois a perede dos fundos será derrubada para entrada de máquinas que farão a retirado do solo para que seja reforçado o piso, que está danificado devido as escavações de tentativas e fugas passadas.

Segundo a Delegacia Seccional de São Sebastião, o local abrirá apenas presos transitórios, mas quem garante que o CDP (Centro de Detenção Provisória) não irá virar penitenciária já que foi construído com estrutura para isso.

O prefeito de Caraguatatuba Antonio Carlos da Silva, informou que se fosse preciso conversaria com o Governador sobre o assunto, mas as obras já começaram e pelo jeito ainda nada foi conversado.

Um acordo feito com o Governo do Estado e autoridades municipais, era que após a construção do CDP, as cadeias do Litoral Norte seriam desativadas e viria para Caraguatatuba o Batalhão da Policia Militar e a Delegacia Seccional ambos em São Sebastião, mas até agora o acordo não foi cumprido e a cadeia voltará a funcionar em breve.

Com a reativação da cadeia, o município irá contar com um número ainda menor de policiais no combate ao crime, que passarão a fazer escoltas e serviços de carceragem.
A cidade já abriga CDP, Fundação Casa e em breve Cadeia Pública na região Central.

Está na hora de nossas autoridades se manifestar, pois Caraguatatuba bonita, explendora de beleza rara, está se transformando em redulto do crime organizado devido tantas unidades prisionais.

Ainda há informações que um presídio feminino pode ser construído em breve na cidade.

E agora autoridades??? quem poderá nos defender???

Nosso prefeito e vereadores são nossa única esperança!!!

Justiça suspende licitação e proíbe obras de presídio em SP

A Justiça suspendeu a licitação e proibiu o governo estadual de São Paulo de iniciar as obras de construção do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Catanduva, no interior do Estado. A obra é uma das 50 penitenciárias que o governo pretende construir até 2011 em municípios do interior para reduzir a superlotação carcerária, o principal problema do sistema prisional paulista.

A proibição, que consta em liminar concedida pela juíza da 2ª vara civil da comarca de Catanduva, Maria Clara Schmidt de Freitas, beneficia o Movimento Alerta Catanduva, um grupo de moradores que recorreu à Justiça para impedir a construção do presídio. A decisão, dada na terça-feira e divulgada nesta quarta-feira, deve ser publicada no Diário Oficial do Estado até a próxima segunda-feira. O Estado ainda não foi notificado, mas afirmou que vai recorrer da decisão.

Para conceder a liminar, a juíza levou em consideração as questões relacionadas ao meio ambiente, à segurança dos moradores e ao bem-estar dos detentos. De acordo com a liminar, a proibição vale "até que se realize o estudo de impacto de vizinhança, de impacto ambiental e audiência pública, que demonstrem a adequabilidade da edificação do local escolhido e apresentem as medidas reparatórias e compensatórias das consequências negativas para o meio ambiente e para a qualidade de vida da população do município de Catanduva, que a instalação da unidade prisional acarretará".

A juíza também argumentou que, embora o presídio vá abrigar apenas presos de regime semi-aberto, teoricamente de menor periculosidade, isso não significa que a administração estadual não vá, no futuro, adequar as instalações para transformar a unidade em regime fechado. Se isso ocorrer, "os moradores da cidade estarão diante da construção já finalizada, suprimida a possibilidade de qualquer manejo de ações próprias para assegurar a dignidade da população das cidades da região, dos trabalhadores do presídio e daqueles que transitam pelo local e vizinhança", disse a juíza.

O movimento Alerta Catanduva argumentou que a cidade tem lei própria que impede a construção de presídios no município, e que a construção da unidade numa área desapropriada próxima da usina Cerrradinho, poderia causar a transferência da usina do município, aumentando o de desempregos, que seria maior do que os de empregos gerados pela instalação da unidade prisional.

Além disso, o local escolhido estaria a menos de 1.000 m da zona urbana da cidade e estaria fora da área de expansão urbana, ferindo o Plano Diretor do município. Com a decisão, a Justiça acolhe a sugestão do movimento da necessidade de estudos de impactos ambiental e de vizinhança previstos no Plano Diretor do município.

"Esses são apenas alguns dos aspectos iniciais, mas temos de levar em conta que a implantação da unidade prisional trará ainda o aumento da população flutuante, que consequentemente causará maior demanda por postos de trabalho, vagas nas escolas, atendimentos médicos", diz Nilton Lourenço Cândido, coordenador do movimento.

Outro argumento usado pela juíza foi a necessidade de realização de audiências públicas entre o governo e a população, como prevê o estatuto da cidade, o que não ocorreu.

PINTOR "MORTO" TOSSE A CAMINHO DO NECROTÉRIO

A família de um pintor, dado como morto, em Patrocínio, no Triângulo Mineiro, teve uma surpresa quando preparava o velório dele. O rapaz foi levado rapidamente para o hospital quando estava a caminho do necrotério. O homem de 28 anos sofreu uma queda de bicicleta e foi considerado morto por médicos do Pronto-Socorro da Santa Casa, devido a um coágulo na cabeça.

Enquanto o corpo era levado para o necrotério, o homem tossiu e foi encaminhado para o hospital. Ele foi operado e se recupera no Centro de Terapia Intensiva (CTI). Os irmãos providenciavam o velório quando foram chamados pelo hospital novamente.

O diretor da unidade disse que o hospital já começou a apurar o caso. O médico responsável pelo atendimento não foi encontrado para falar sobre o assunto.

Aposentada morre e família espera três dias pela 'ressurreição' na Paraíba

A aposentada Ivaneide Barbosa do Nascimento, 66 anos, morreu no sábado (24), mas só foi sepultada nesta terça-feira (27), em João Pessoa. Segundo familiares e amigos, a demora teria sido um pedido feito por ela em seu leito de morte. Irmã Neide, como era conhecida na capital paraibana, oferecia consultas espirituais para a comunidade e algumas pessoas chegaram a imaginar que ela pudesse ressuscitar.

A casa onde ela morava virou atração para curiosos durante os três dias que o corpo da aposentada ficou no local. Irmã Neide foi sepultada na tarde desta terça-feira no Cemitério Parque das Acácias.

“Havia uma expectativa de que ela ressuscitaria após três dias. Não posso dizer que cheguei a acreditar nisso, mas oramos muito e pagamos para ver. Passado o período, tivemos de providenciar o sepultamento”, disse Eudmarco Medeiro de Farias, 33 anos, secretário e amigo da família.

Carlos Antonio da Silva, 52 anos, que preparou o corpo da aposentada para o sepultamento, disse que nunca viu algo parecido. “Em dez anos de profissão no cemitério, nunca vi um corpo não enrijecer, não exalar odores e não inchar em 72 horas. Parecia que ela tinha acabado de morrer.”

Farias disse ainda que Irmã Neide, fez um último pedido instantes antes de morrer. “Ela falou para a funcionária que trabalha na casa dela para que a hora dela estava chegando e que não era para mexer no corpo dela durante três dias. Ela pediu que não fosse sepultada neste período.”

Segundo ele, os parentes da aposentada, que estão divididos em vários países e estados brasileiros, teriam tempo para vê-la antes do sepultamento. “Parecia que ela queria estar bem para se despedir da família. Todos consideram que ocorreu um milagre. Parecia que ela estava dormindo, apenas descansando”, disse Farias.

Assim como foi intensa a movimentação de curiosos na casa da aposentada desde sábado, o velório de Irmã Neide também atraiu muitas pessoas. Apesar disso, familiares e amigos não acreditam que a casa onde ela viveu se transforme em local de peregrinação.

Força Tática encontra procurado por porte ilegal de armas

Homens da Força Tática, grupo de operações especiais da Polícia Militar, prenderam no último fim de semana O.F.N., 27 anos, que estava procurado pela Justiça pela prática do porte ilegal de armas. Ele foi encontrado enquanto era desenvolvido o patrulhamento de rotina pela Rua Tropicanga, Costa Sul da cidade.

Apesar de apresentar atitudes suspeitas, policiais envolvidos na ocorrência informaram que após a abordagem e a revista pessoa, nada de irregular foi encontrado com o infrator. A irregularidade, segundo eles, só foi constatada depois que foi feita uma consulta à Central de Operações da Polícia Militar (Copom).

Com a confirmação da procura, os homens do Tático levaram O.F.N. ao 1º Distrito da Polícia Civil, no Centro, onde prestou depoimentos aos investigadores e, em seguida, foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP), em Caraguatatuba.

Mais de 60 tijolos de maconha foram apreendidos na madrugada desta terça em São José

Mais de 70 kg de maconha foram apreendidos na madrugada desta terça-feira (27), em São José dos Campos. Segundo a DISE, a droga estava em uma casa, que funcionava como um centro de distribuição de drogas, no bairro Campo dos Alemães.

A dona do imóvel foi presa e responderá por tráfico de drogas. No total foram 70,160 kg de entorpecentes, distribuídos em 61 tijolos.

A polícia deve iniciar uma investigação para descobrir os rumos tomados pelos entorpecentes.

Casal é preso com dez quilos de maconha em Aparecida

Um casal foi preso na noite desta terça-feira (27), em Aparecida, com dez quilos de maconha escondidos dentro de um carro. Eles foram abordados nas proximidades da Basílica.

O homem de 40 anos será encaminhado para Guaratinguetá e a mulher, de 27, vai ficar em Aparecida. Ela já era procurada pela Justiça e estava foragida da cadeia, onde cumpria pena por roubo.

Quadrilha dispara 16 tiros de fuzil após roubo de caixa eletrônico

Armada com fuzil, uma quadrilha especializada roubou um caixa eletrônico do Banco do Brasil da Avenida Santos Dumont, na Margem esquerda do Porto de Santos (Guarujá), na madrugada desta quarta-feira. Na fuga, os bandidos dispararam 16 tiros contra a viatura da Guarda Portuária, que estava com um inspetor e dois guardas.

Segundo informações do 21º Batalhão da Polícia Militar, ao verem a viatura da Guarda Portuária, por volta das 3 horas, os bandidos pensaram que era a PM e alvejaram o carro com tiros de fuzil.

A quadrilha conseguiu arrombar um dos caixas e pegar todo o dinheiro, mas, ao tentar arrombar o outro, viram a polícia e fugiram com o dinheiro do primeiro caixa. No local foram encontrados maçarico, pé de cabra e outras ferramentas utilizadas pelo bando.

Os policiais não foram atingidos. O caso está sendo registrado na delegacia-sede de Guarujá. O valor da quantia roubada não foi informado.

CNJ analisa troca de regime aberto por prisão domiciliar

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai analisar na semana que vem uma proposta apresentada por uma comissão de juízes, que prevê a alteração das penas em regime aberto para o regime domiciliar. A mudança, no entanto, será condicionada a adoção da técnica de monitoramento eletrônico. O projeto, se aprovado pelo CNJ, será enviado para votação no Congresso Nacional.

O texto destaca que o monitoramento tem encontrado resistência entre juristas que consideram que o método de uso de tornozeleira, pulseira ou colar poderá trazer constrangimento ao convívio social dos presos.

No entanto, a proposta observa que a aceitação de mudança do regime aberto – que prevê o recolhimento noturno do detento a casa do albergado – para o domiciliar estará condicionada à aceitação do acusado ou condenado.

“Aqueles mais alinhados à filosofia liberal apontam, ainda, ofensa ao livre arbítrio. Mas não se pode deixar de reconhecer de que não há nada mais agressivo à dignidade humana do que a prisão, especialmente em razão das precárias condições carcerárias em nosso país”, destaca um trecho da proposta.

A discussão sobre o regime semi aberto ganhou fôlego depois da descoberta de que o traficante que comandou a invasão ao Morro dos Macacos e que desencadeou o conflito que provocou a queda de um halicóptero da Polícia Militar seria Fabiano Atanásio, o FB. Ele fugiu da prisão quando cumpria pena em regime semi aberto.

Projetos
Outros três projetos também seguirão para a análise do Congresso, incluindo um que prevê a redução da pena ou suspensão do processo para crimes praticados sem o uso da violência, desde que o acusado colabore com as autoridades policiais e judiciais.

Entre as medidas voltadas para a modernização das leis penais também estão a criação de um novo Código de Processo Penal, o incentivo fiscal às empresas que contratarem presos e ex-detentos e o monitoramento das visitas ou ligações telefônicas recebidas por presos. As gravações seriam feitas para evitar novos crimes e o envio de determinações a criminosos.

Por meio de resoluções, sem a necessidade da aprovação de projetos no Congresso, o CNJ analisará a proposta de criação de um sistema de proteção e assistência aos juízes em situação de risco. Segundo o projeto, os bens confiscados de organizações criminosas seriam vendidos e as verbas destinadas à segurança de magistrados.

Outras resoluções prevêem a elaboração de um sistema de audiovisual de documentação dos depoimentos, a realização de interrogatórios por videoconferência e a criação de seções eleitorais nos presídios com mais de 100 detentos provisórios.

Motorista é morto em micro-ônibus em Mauá

O motorista de um micro-ônibus foi assassinado durante uma tentativa de assalto, na noite de anteontem, em Mauá (Grande SP). A vítima foi baleada na cabeça, perdeu o controle do veículo, derrubou um muro e invadiu uma casa, segundo a polícia.

O crime aconteceu por volta das 23h50, quando Isaías Diniz, 28 anos, dirigia o micro-ônibus pela rua Alasca. O único passageiro no veículo era o criminoso que anunciou o assalto.

Durante o roubo, Diniz acabou levando três tiros na cabeça. O assassino então pulou do micro-ônibus desgovernado, que logo em seguida acabou invadindo o quintal de uma casa, sem fazer nenhuma vítima. O criminoso ainda conseguiu escapar antes da chegada da Polícia Militar ao local.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Cadeia de Caraguá:Reforma começou nesta Terça-Feira



A cadeia pública de Caraguatatuba começou a ser reformada nesta terça-feira 27/10.

Na foto se observa que a guarita está sendo demolida, pois a perede dos fundo será derrubada para entrada de máquinas que farão a retirado do solo para que seja reforçado.

Segundo a Delegacia Seccional de São Sebastião, o local abrirá apenas presos transitórios, mas quem garante que o CDP (Centro de Detenção Provisória) não irá virar penitenciária já que foi construído com estrutura para isso.

O prefeito de Caraguatatuba Antonio Carlos da Silva, informou que se fosse preciso conversaria com o Governador sobre o assunto, mas as obras já começaram e pelo jeito ainda nada foi conversado.

Um acordo feito com o Governo do Estado e autoridades municipais, era que após a construção do CDP, as cadeias do Litoral Norte seriam desativadas e viria para Caraguatatuba o Batalhão da Policia Militar e a Delegacia Seccional ambos em São Sebastião, mas até agora o acordo não foi cumprido e a cadeia voltará a funcionar em breve.

Com a reativação da cadeia, o município irá contar com um número ainda menor de policiais no combate ao crime, que passarão a fazer escoltas e serviços de carceragem.
A cidade já abriga CDP, Fundação Casa e em breve Cadeia Pública na região Central.

Está na hora de nossas autoridades se manifestar, pois Caraguatatuba bonita, explendora de beleza rara, está se transformando em redulto do crime organizado devido tantas unidades prisionais.

Ainda há informações que um presídio feminino pode ser construído em breve na cidade.

E agora autoridades??? quem poderá nos defender???

Nosso prefeito e vereadores são nossa única esperança!!!

Policial militar morre após troca de tiros com outro PM em São Paulo

Um policial militar morreu e outro acabou ferido após ambos trocarem tiros na Zona Sul de São Paulo, na noite desta segunda-feira, informou o setor de imprensa da Polícia Militar (PM).

A corporação investiga em quais circunstâncias os dois soldados, um do 16º Batalhão, outro lotado no 37º Batalhão, discutiram e se enfrentaram.

De acordo com o setor de imprensa da PM, os policiais estavam de folga e não usavam farda militar. Eles teriam se encontrado por volta das 20 horas, em um ponto de ônibus na Estrada de Itapecerica, no Jardim São Luiz. Um dos soldados abordou algumas pessoas no local. Logo depois houve o confronto em circunstâncias que ainda serão apuradas pela corporação.

Baleados, os policiais foram encaminhados ao Hospital Municipal do Campo Limpo. Um deles morreu e outro permanecia internado. Segundo a PM, como o caso é um crime militar será apurado pela Justiça Militar.

Rapaz é morto após ser expulso de show

O adolescente Pedro Henrique Sena Ferreira, 17 anos, foi assassinado com quatro tiros --dois no peito, um na barriga e outro no braço--, na madrugada de sábado, em Barrinha (337 km de SP).

Segundo a polícia, o crime ocorreu logo após a vítima ser expulsa de um show de rap e se desentender com seguranças do evento. Um deles é suspeito de ser o autor dos disparos.

De acordo com testemunhas, Ferreira teria sido atingido depois de efetuar cerca de cinco disparos contra dois seguranças. Segundo a polícia, ele foi expulso do local após ter sido flagrado fumando maconha na pista de dança.

Familiares da vítima negam que ele tenha atirado nos seguranças e dizem que vão processar os organizadores do evento.

PM já tinha atirado em briga de trânsito

O eletricista Álvaro Marques da Rocha, 55 anos, não foi a primeira pessoa em quem o soldado da Polícia Militar Carlos Augusto da Silva, 22 anos, atirou durante uma briga de trânsito. Em maio deste ano, ele havia baleado uma mulher de 24 anos que, ao contrário do eletricista, conseguiu sobreviver.

Silva foi preso anteontem depois de dar um tiro no olho esquerdo de Rocha. Os dois haviam discutido porque o PM bateu com sua moto no monza do eletricista na avenida Robert Kennedy, em Cidade Dutra (zona sul de SP).

Às 6h45 do dia 10 de maio de 2009, na estrada do Alvarenga, em Pedreira (zona sul de SP), o PM, em sua moto, se aproximou de um casal em um Corsa e fez diversos disparos em direção ao veículo.

Segundo a polícia, a mulher, que trabalha como caixa, foi atingida e levada para um hospital. O homem, que não se feriu, disse à polícia, na época, que o PM, à paisana, se aproximou sem dar explicações e começou a atirar.

Amigos do PM, que seguiam a moto dele em um Astra, disseram, na ocasião, que ele reagiu a um assalto. Para o comando da corporação, o crime foi motivado por um desentendimento no trânsito.

A advogada do suspeito não quis falar sobre o caso. Após o primeiro crime, Silva cumpriu dez dias de prisão. Ele estava em liberdade provisória.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Dois são baleados em bar no Poiares

Dois homens foram baleados por volta das 03h30min da madrugada de sábado 25/10. O crime ocorreu na Avenida Marechal Floriano Peixoto no Poiares.

Segundo testemunha, as vitimas estavam no “Bar do Careca”, quando um indivíduo conhecido pela alcunha de “Japonês”, chegou de bicicleta e efetuou os disparos contra Rubenildo de Oliveira Rodrigues de 27 anos, que foi alvejado no pescoço, tórax e quadril.

Adilson Carlos Ribeiro da Silva de 39 anos, também foi alvejado de raspão na barriga e foi medicado e liberado.

Rubenildo que era conhecido por “Buiú”, não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Rapaz é preso por tráfico no Tarumã

O ajudante geral W.W.P de 20 anos, foi preso comercializando droga por volta das 15:40 do ultimo domingo 25/10.

Os policiais Amarante e Cláudio Cruz realizavam patrulhamento pela Rua. Carlos Faria de Alvarenga no Tarumã, quando depararam com três indivíduos em atitudes suspeitas em um terreno baldio.

Durante revista, foram localizadas com o ajudante geral 19 pedras de crack e R$18,85.

Residência é assaltada no Estrela D’alva

Por volta das 09h50min da manhã do ultimo domingo 25/10, o motorista R.D.F e familiares, foram vitimas de roubo na Rua. Aldair José dos Santos no Estrela D’alva.
Segundo a vitima, três criminosos encapuzados invadiram a residência e anunciaram um assalto.

Os marginais roubaram duas alianças, três celulares, um nextel e aproximadamente R$150,00 em dinheiro.

Policia Civil prende três com carro roubado no Aruan


No ùltimo sábado 24/10,por volta das 21:00 horas, a equipe da RONDA OPERACIONAL DA DELEGACIA SECCIONAL DE SÃO SEBASTIÃO (SOE), composta pelos Policiais Civis ROBSON TOLEDO e EDSON DE MOURA SILVA, realizavam a ronda pela Av. Geraldo Nogueira da Silva, no bairro Jardim Aruan, quando se depararam com o veículo Citroen C3, de placas EEJ 8378/SP, de cor preta, veículo este do qual já havia a informação de ser produto de ROUBO na cidade de São Paulo pela manhã.

Ao depararem-se com tal veículo, iniciou-se a perseguição e em dado momento o veículo veio a parar, oportunidade em que os policiais civis fizeram a abordagem e detiveram os dois indivíduos que estavam no interior do carro.

Um terceiro individuo tentou empreender fuga,mas a equipe da Ronda Operacional realizou diligencias, localizando-o nas proximidades.

O trio foi conduzido para a Delegacia de Polícia de Caraguatatuba, onde foi lavrado O Auto de Prisão em Flagrante Delito no artigo 157(ROUBO).

O roubo ocorreu por volta das 10:00 horas da manhã e foi registrado no 33° DP, em Pirituba/SP . Segundo o boletim de ocorrência os autores simularam estar armados e após a pratica do delito vieram "curtir a praia".

Os presos são R.S, 27 anos,F.R, 22 anos, ambos moradores da Vila dos Remédios e F.D.G, de 21 anos, morador de Pirituba.

Policial travesti é preso acusado de roubo no Centro


O policial civil Renato Pereira de Azevedo, 34 anos, foi preso no começo da tarde de ontem (15/10) acusado de assaltar duas pessoas no Centro de Campinas. Ele estava travestido de mulher e usava uma peruca ruiva. Azevedo abordou as vítimas - dois homens - em um ponto de ônibus da Avenida Doutor Quirino de quem roubou dois aparelhos celulares. De acordo com a Polícia Militar (PM), ele fingiu estar com uma arma escondida debaixo da blusa para intimidar as vítimas e as obrigarem a entregar os pertences.

A Polícia Militar (PM) foi chamada e encontrou o acusado caminhando na Avenida Francisco Glicério. Ao ser abordado, Azevedo disse pentencer a Polícia Civil e até mostrou a carteira de identificação. De acordo com a polícia, ele começou a falar em italiano e disse que não podia ser preso, mas que poderia conversar com o delegado. Os policiais revistaram a bolsa do suspeito e encontraram os aparelhos celulares roubados. Azevedo foi levado para a Corregedoria da Polícia Civil de Campinas, onde foi reconhecido pelas duas vítimas. Ele foi autuado em flagrante por roubo.

Quatro pessoas são assassinadas neste fim de semana na região

Violência na região. Quatro pessoas foram assassinadas neste fim de semana. Em Caraguatatuba, dois homens foram baleados na madrugada de domingo (25). Um deles morreu na hora, o outro foi atingido de raspão e não corre risco.

Em Jacareí, a vítima foi um ex-policial militar, assassinado com dois tiros na cabeça no Parque Santo Antônio.

Em Taubaté, um homem de 26 anos foi atingido com oito tiros no bairro Vera Cruz na manhã de domingo (25). Ele foi socorrido, mas morreu no hospital. A polícia suspeita que a vítima tenha envolvimento com o tráfico de drogas.

A outra vítima foi em Tremembé. Um homem foi assassinado depois de uma briga em uma boate.

Em todos os casos, ninguém foi preso.

Homem é encontrado morto no Maranduba

Um homem, de 38 anos, foi encontrado morto em uma estrada do Sertão do Aribá, no bairro Maranduba, na madrugada de sábado.

A vítima foi encontrada com perfurações no queixo, pescoço, e ao que tudo indica, foi atingida por uma arma de fogo.

A polícia foi acionada por volta das 4h e já instaurou um inquérito para apurar as causas do crime.

Policial Militar do Litoral Norte será homenageado em São José dos Campos

Acontece amanhã, em São José dos Campos, na sede do Comando de Policiamento do Interior, uma solenidade onde haverá uma homenagem a um Policial Militar do Litoral Norte, escolhido como o “Policial Militar do Mês”, na região do Vale do Paraíba e Litoral Norte.

O escolhido foi o soldado, Arnaldo de Sá, da 2ª Companhia PM de Caraguatatuba, que participou ativamente da ocorrência atendida em 10 de setembro de 2009, na Rua Manuel Cares de Souza, Pereque Mirim, que redundou na apreensão de 11 armas de fogo, algumas de grosso calibre, na ocasião, o Imprensa Livre divulgou a apreensão.

Nas duas últimas escolhas, dentre todas as Unidades Operacionais do Vale do Paraíba e Litoral Norte, outros dois policiais militares do 20º BPM/I foram homenageados, sendo o cabo, Alexandre Ataur do Amaral, que presta serviços em Ilhabela, em julho e o 1º sargento, José Henrique Dornelles Silva, de Caraguatatuba, em agosto. Esta homenagem é uma forma de reconhecimento do Comando aos policiais militares que dedicam suas vidas a servir a comunidade.

Bandidos são presos após roubo em casas do Cantagalo

A polícia prendeu dois homens e deteve um menor, acusados de roubar duas casas no bairro Cantagalo, região Norte do município, na madrugada de sábado. Segundo o Boletim de Ocorrência, os bandidos estavam armados. As vítimas estavam nas casas no momento do roubo.

Os ladrões fugiram levando dois notebooks, um televisor, aparelhos de celular, relógios, artigos de pesca, alianças e dinheiro. A polícia foi chamada e surpreendeu o menor Y.A.F, de 13 anos, com produtos do roubo e uma espingarda calibre 32.
O menor conduziu os policiais a uma casa no meio do mato, onde M.G.S, 21 e H.J.S.S, 24, foram encontrados com uma garrucha calibre 22, e o restante dos objetos do roubo.

Os três foram identificados pelas vítimas, de acordo com a polícia, já tinham mais de 10 registros de roubo. Por conhecerem bem a região, caracterizada por ser uma área de mata, eles sempre conseguiam fugir da polícia.

O menor foi encaminhado para a Fundação Casa de Caraguá, enquanto os maiores foram levados ao CDP.

No Centro

Além do roubo no Cantagalo, uma residência, desta vez no Centro, foi roubada durante a madrugada de sábado. De acordo com a vítima, os ladrões fugiram levando roupas e eletrodomésticos. Ninguém foi preso.

Mulher fica presa ao visitar o marido na cadeia em São Vicente

Ana Carla de Paula Gonçalves, de 27 anos, foi presa quando foi visitar seu marido na delegacia Sede de São Vicente, no sábado passado.

Durante o horário de visita, Ana Carla teria levado um bolo para o marido, que fazia aniversário. No entanto, enquanto fazia a vistoria de rotina aos objetos pessoais da mulher, a polícia encontrou um celular dentro do bolo.

A mulher nega ter colocado o celular lá dentro e diz que comprou o bolo de alguém do bairro Morrinhos, em Guarujá.

Homem estrangula duas mulheres e estupra garota na volta do forró

Um homem armado estrangulou uma mulher de 42 anos e uma adolescente de 15 anos em Piracicaba, na madrugada deste sábado. Ele também violentou outra garota de 15 anos que conseguiu fugir e pedir ajuda. As três voltavam de um baile de forró. As duas vítimas fatais tinham marcas de estrangulamento. Os corpos foram encontrados em uma mata perto da casa delas.

Terezinha Gomes Barbosa, de 42 anos, era sogra da irmã de Aline Pascoal, de 15 anos. Elas moravam juntas e saíram a pé para um forró na noite de sexta-feira, em uma casa noturna do bairro vizinho, mas não voltaram para casa.

O local onde estavam os corpos é de difícil acesso e foi necessária a ajuda de cães farejadores da Polícia Militar para localizá-los. O enterro está marcado para este domingo.

Segundo a adolescente que sobreviveu ao ataque, elas voltavam do forró quando um homem seguiu as três pelo caminho. Ele disse estar armado e as obrigou a entrar na mata. A garota foi violentada, mas conseguiu fugir e buscar socorro. Aline e Terezinha não conseguiram escapar.

A adolescente de 15 anos foi ouvida neste sábado na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Piracicaba. Ela deve prestar novos depoimentos na semana que vem. A polícia aguarda também os resultados dos laudos da perícia e do Instituto Médico Legal (IML). A polícia fez o retrato falado do suspeito, apontado como um homem alto e magro.

Advogado mata a mulher com cinco tiros

O advogado e PM aposentado Vail Chagas, 63 anos, foi preso em flagrante acusado de matar sua mulher, Áurea Gentil Brasileiro Chagas, 51, com cinco tiros na manhã de ontem, em Rio Claro (173 km de SP).

Segundo a polícia, o crime aconteceu por volta das 10h, na residência do casal. Ela tomava banho quando foi atingida por tiros de duas armas diferentes. O acusado foi detido momentos depois, em fuga, após vizinhos que ouviram os disparos acionarem a polícia. Com ele, foram apreendidas duas armas, uma pistola calibre 765 e um revólver 38.

A PM encontrou a vítima caída na porta do banheiro. De acordo com os policiais, a mulher tinha ferimentos no peito, nos braços e na cabeça e já estava morta.

Ainda segundo a polícia, o filho do casal, Rogério Chagas, 29 anos, estava em casa na hora do crime e disse que estava dormindo no piso superior. Segundo o depoimento prestado, ele foi acordado pelo barulho dos tiros. Ao descer para ver o que havia acontecido, disse que encontrou a mãe caída no chão e o pai com as armas na mão.

Segundo a polícia, Rogério ainda tentou auxiliar o pai durante a fuga, mas eles foram encontrados pouco depois na avenida Brasil, em frente a um supermercado. A polícia informou que Chagas confessou o assassinato, alegando que foi um ato de ciúmes. Ele foi indiciado por homicídio e ficará detido no presídio militar Romão Gomes. A reportagem não teve acesso à defesa do suspeito.

domingo, 25 de outubro de 2009

As armas do crime organizado no Brasil "CV e PCC"









Homem é assassinado no Poiares

Um homem foi assassinado na madrugada deste Domingo 25/10 no bairro Poiares, em Caraguatatuba.

Segundo a polícia, Rubenildo de Oliveira Rodrigues, conhecido por "Buiú" e um amigo foram abordados por um homem, que atirou quatro vezes contra os dois.

Eles foram socorridos ao Hospital Stella Maris,onde "Buiú" que foi baleado no pescoço, tórax e quadril, não resistiu e morreu.

O outro rapaz foi atingido de raspão e passa bem.

Médico é afastado por bater em paciente

Um médico plantonista, do Pronto Socorro Municipal do Riacho Grande, em São Bernardo do Campo (ABC) foi afastado do cargo pela prefeitura depois de agredir um paciente e sua mulher com socos e quebrar móveis da unidade de saúde, na madrugada de ontem.

De acordo com a polícia, Amauri Carlos Bassani, 52 anos, apresentava sinais de embriaguez e estava dormindo no momento em que o cozinheiro Tiago Aparecido Cravo, 20 anos, solicitou o atendimento no hospital por causa de um corte no dedo.

Segundo o depoimento de um segurança da unidade de saúde à polícia, Bassani foi chamado por uma enfermeira e, muito nervoso, começou a xingar o paciente e sua mulher, a assistente de cozinha, Karen Cristina da Silva Alves, 21. A testemunha informou que o médico chegou dizendo que Tiago estava "causando", começou a xingar o casal com palavrões e a dar socos em ambos. Várias cadeiras e uma mesa foram quebradas pelo médico.

De acordo com a polícia, Bassani se recusou a fazer o exame de sangue para atestar a embriaguez alegando que não forneceria prova contra si. Ele foi liberado após ser ouvido pela polícia. A mulher do cozinheiro passou mal na delegacia e foi encaminhada para um pronto-socorro do centro da cidade. Caso seja indiciado, o médico poderá responder pelos crimes de injúria, lesão corporal, dano ao patrimônio e perigo para a vida ou saúde de outrem.

A Prefeitura de São Bernardo do Campo informou por meio de nota que vai abrir uma sindicância amanhã para apurar o fato. De acordo com o comunicado, a Secretaria de Saúde vai informar o caso à comissão de ética do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo.

A reportagem entrou com contato com Bassani, mas o médico se recusou a falar sobre o assunto e disse apenas que sua chefia médica entraria em contato, o que não aconteceu.

PM prende vovó do tráfico

A PM prendeu na manhã de ontem uma dona de hotel de 82 anos acusada de tráfico, no centro de São Paulo. J.S.C. foi detida em seu próprio hotel na rua Cantareira, próximo ao Mercado Municipal, no centro. Essa é a terceira vez que ela é presa.

A primeira vez foi em 1962. No local, foram apreendidos 56 papelotes de cocaína e 70 pedras de crack, cinco celulares e uma máquina fotográfica.

Ladrões matam mulher na saída de banco

A comerciante Rosinete Santos do Nascimento, 44 anos, foi assassinada com um tiro na cabeça por assaltantes na tarde de anteontem, após sair de um banco, na zona norte de São Paulo.

Segundo a polícia, os ladrões levaram R$ 2.600 em dinheiro, que a vítima havia acabado de sacar. O dinheiro seria provavelmente usado para pagar funcionários.

Conforme a ocorrência registrada, dois homens em uma motocicleta abordaram Rosinete logo após ela sair em seu carro, na avenida Deputado Emílio Carlos, na Vila Nova Cachoeirinha.

Segundo a polícia, ela chegou a ligar para o marido na tentativa de avisá-lo de que estava sendo seguida. Depois, o rapaz que estava na garupa da moto bateu no vidro do carro e apontou a arma. Ela abriu a janela do veículo para entregar a bolsa, mas foi baleada. A dupla roubou a bolsa e fugiu. A câmera de um colégio próximo registrou o momento do crime. As imagens, porém, só mostram a parte de baixo da moto e os pés dos ladrões.

sábado, 24 de outubro de 2009

RJ transfere 10 traficantes presos para presídio de Campo Grande


Um avião da Polícia Federal partiu por volta das 11h deste sábado da base aérea do Galeão, no subúrbio do Rio, levando dez presos considerados perigosos para Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, onde eles ficarão no presídio de segurança máxima de Mato Grosso do Sul. O avião pousou em Campo Grande por volta das 13h30 (horário de Brasília).

A operação de transferência começou antes das 8h e mobilizou um aparato que envolveu um número não informado de policiais civis e militares - boa parte deles integrantes do Batalhão de Operações Especiais, o Bope.

Foram usados 10 furgões - cada um com um preso - para retirar os presos do Complexo Penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio, e conduzi-los até a base do Galeão. O destino da aeronave é a base aérea de Campo Grande.

A transferência foi autorizada após pedido da Secretaria estadual de Segurança Pública do Rio, na noite da sexta-feira (23), ao Tribunal de Justiça e ao Ministério Público. Segundo o governo estadual, o motivo são os últimos confrontos causados pela guerra do tráfico. Eles são suspeitos de ordenarem as invasões de favelas, que provocaram a guerra entre facções.

De acordo com o último balanço divulgado pela Polícia Militar, 39 pessoas foram mortas em confrontos e outras 58 foram presas desde sábado (17), em operações para capturar criminosos envolvidos na invasão ao Morro dos Macacos, na Zona Norte. A polícia apreendeu 38 armas e cinco granadas.

Em nota oficial, a Secretaria de Segurança informou que os presos que deverão ser transferidos para o presídio federal neste sábado (24) são: Nei da Conceição Cruz (“Nei Facão”), Edgar Alves Andrade (“Doca”), Cássio Monteiro das Neves ("Cassio da Mangueira"), Márcio Silva Matos (“Marcinho Muleta”), Roberto Ferreira Vieira (“Robertinho do Jacaré”), Jorge Alexandre Candido Maria (“Sombra”), Marcelo Soares de Medeiros (“Marcelo PQD”), Fábio Pinto dos Santos (“Fabinho São João”), Ocimar Nunes Robert (“Barbosinha”) e Claudecyr de Oliveira ("Noquinha").

Quadrilha da capital é presa ao tentar furtar mais um caixa eletrônico em São Sebastião


Homens da Força Tática, grupo de operações especiais da Polícia Militar, prenderam no início da madrugada de ontem, por volta da 1h, uma quadrilha proveniente de São Paulo, formada por três pessoas, que tentava furtar mais um caixa eletrônico no município.

Desta vez, a ação criminosa teria como alvo o terminal de saque de um posto de combustíveis, situado às margens da Avenida Guarda Mor Lobo Viana, no bairro Porto Grande, na área Central.

De acordo com o capitão Alexandre Candido de Lima, comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar, no momento em que prisão foi efetuada, os PM’s desenvolviam o patrulhamento de rotina pelas imediações, mas se atentaram as atitudes suspeitas apresentadas pelo grupo. “Logo na abordagem encontramos muitas ferramentas, entre elas, tubos de gás e oxigênio, além de maçaricos”, conta. “Além disso, o trabalho já estava sendo iniciado, tanto que, o teto do caixa eletrônico já estava serrado”, acrescenta.

Ainda segundo Lima, os dois dos três infratores são da capital, L.A.M. e A.R.C., ambos de 33 anos, já o terceiro integrante, M.S.B., 34 anos, é morador do bairro Morro do Abrigo. “Esse seria o responsável por mostrar a localização do caixa eletrônico aos outros dois bandidos”, diz o capitão.

O grupo estava dividido em dois veículos, uma Parati (com os dois infratores da capital) e um Fiat Palio (em poder infrator local), estacionados na Praça da Vela, onde juntos somavam 15 buchas de maconha, 36 buchas de cocaína, R$ 434 e dois celulares. Pelo modo em que estavam montados próximos ao caixa, o capitão também acredita que a ação já estava preparada. “Tudo isso já estava planejado. Não foi uma coisa que saiu do nada. Tanto que a origem dos integrantes, sendo dois de São Paulo e um de São Sebastião, já prova que havia algo combinado”, comenta.

Com a tentativa frustrada, a quadrilha foi levada ao 1º Distrito da Polícia Civil, onde foram enquadrados por furto qualificado, formação de quadrilha e tráfico de entorpecentes. Da unidade, os três foram encaminhados ao Centro de Detenção provisória (CDP), em Caraguatatuba.

Advogado é morto em visita de cliente

O advogado Jaime Marangoni, 61 anos, foi morto anteontem com um tiro na cabeça. A vítima foi morta dentro da própria casa, em Rio Claro (173 km de SP). Um homem de 29 anos, cliente de Marangoni, foi preso acusado do crime. À polícia, ele negou ter assassinado o advogado.

Segundo a polícia, o filho do advogado, Saulo Marangoni afirmou que o cliente do pai, Thiago Cassavia, chegou à casa por volta das 22h, na companhia de uma mulher desconhecida. Ele teria pedido para falar com o pai dele sobre um caso em que o advogado o defendia. Quando Marangoni apareceu, o suspeito teria atirado contra ele, segundo informou o filho. Logo em seguida, o cliente foi encontrado na casa do avô, onde a polícia apreendeu duas armas.

A delegada responsável pelo caso, Sueli Isler, afirmou que ainda não há pistas da mulher que, segundo Saulo, estava com o acusado. A delegada disse que ouviu comentários de que a morte teria sido motivada pela discussão da herança da família do acusado. Essa e outras possibilidades são investigadas.

O presidente estadual da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Luiz Flávio Borges D'Urso, acompanhou o enterro da vítima e disse que os indícios iniciais apontam que ele foi morto por algo que fez durante o exercício da profissão.

O advogado do acusado, Constantino Sérgio de Paula Rodrigues, afirmou que Cassavia nem esteve na casa de Marangoni naquele dia e que eles eram amigos. Rodrigues disse que eles se encontraram à tarde quando conversaram sobre um caso em que Cassavia é vítima de lesão corporal. Marangoni era especializado em falências e concordatas e era membro da comissão de ética da OAB.

Médico é detido por furtar paciente

Um médico de 65 anos foi preso anteontem em Jundiaí (58 km de SP) acusado de bater a carteira de um de seus pacientes no pronto-atendimento do Hospital São Vicente de Paulo.

Segundo a polícia, por volta das 16h30 de anteontem, o ajudante-geral Cristian Caetano da Silva, 32 anos, que fez a acusação de furto, procurou atendimento com dores nas costas.

Enquanto examinava o paciente, o médico Newton Nery Feodrippe de Souza Filho teria retirado a carteira da vítima de um de seus bolsos e a colocado em um envelope. Segundo a polícia, ele foi até um quintal que fica nos fundos do hospital, retirou R$ 177 e cartões bancários e jogou a carteira no chão. O ajudante percebeu a falta da carteira e avisou os vigilantes, que informaram ter visto o médico com o envelope.

A vítima foi então a uma delegacia e voltou acompanhada de policiais militares. O ajudante reconheceu a carteira encontrada no chão e o médico acabou preso por furto. Segundo a polícia, o advogado do acusado conseguiu autorização judicial para o cliente responder ao caso em liberdade. Ele pagou fiança de R$ 10 mil.

Tráfico usa baile funk para atrair adolescentes

A Polícia Civil deteve ontem 75 adolescentes com idades entre 12 e 17 anos que mataram aula para participar de um baile funk em São Bernardo do Campo (ABC). Dois responsáveis pelo evento foram presos por vender cocaína, maconha e bebidas alcoólicas para os estudantes.

O "Baile do Mata Aula" acontecia semanalmente havia pelo menos dois meses. Segundo o delegado Mitiaki Yamamoto, titular do 6º Distrito Policial de São Bernardo do Campo, o evento era divulgado no site de relacionamentos Orkut e na porta de quatro escolas públicas da região da Vila São Pedro.

"O local onde as festas aconteciam era divulgado minutos antes de elas começarem. O público alvo eram os estudantes dessas quatro escolas", disse o delegado.

As festas eram feitas de manhã --das 7h às 12h, no período das aulas-- e também à noite, normalmente nas sextas-feiras ou nos sábados. Moças entravam de graça, e os rapazes pagavam R$ 1, de acordo com a polícia.

Yamamoto acredita que o objetivo principal dos bailes era viciar os estudantes em drogas. Dessa forma eles passariam a consumir e, para sustentar o vício, até poderiam trabalhar como "aviõezinhos" (pessoas que transportam e vendem drogas) para traficantes da região.

"A equipe da delegacia está prendendo, em média, quatro pessoas ligadas ao tráfico de drogas por semana na região. Investigamos se os traficantes estão usando os bailes para conseguir mais mão de obra", disse Yamamoto.

A investigação da polícia começou com as prisões de pessoas ligadas ao tráfico de drogas da região, que forneceram as primeiras pistas sobre os bailes.

A polícia investiga inclusive relatos --ainda não comprovados-- de que estudantes teriam se prostituído para obter dinheiro para comprar drogas nos bailes funk.

Depois de conversar com professores e informantes, a polícia descobriu que um dos bailes seria realizado às 7h de ontem em um sobrado na avenida Dom Pedro de Alcântara. Às 7h30, a polícia invadiu o local e conduziu 75 estudantes para prestar esclarecimentos na delegacia.

Foram presos no local o comerciante José Oliveira Santos, 48 anos, responsável pelo salão de bailes, e sua funcionária Mariana Peres, 19 anos. No local, foram apreendidos 30 porções de cocaína e um pacote de maconha.

Os dois presos foram indiciados por corrupção de menores, tráfico de drogas e desacato, segundo a polícia.

O advogado da dupla, Lourival Dias Tranches, disse que seus clientes negam todas as acusações. "Os estudantes pediram o local emprestado para ensaiar uma peça de teatro, e ele [Santos] concordou", disse. O advogado também negou o comércio de drogas, mas não se manifestou sobre o fato de bebidas alcoólicas, como cerveja e pinga, terem sido vendidas no local.

A polícia também investigará se os suspeitos têm ligação com traficantes de drogas da região.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Cabral chama de “vagabundos” os policiais que não socorreram coordenador do AfroReggae

Policiais que não socorreram Evandro João da Silva, o coordenador do AfroReggae morto por assaltantes, são uns “vagabundos” e serão expulsos da PM em rito sumário, disse o governador Sérgio Cabral, exclusivo para ÉPOCA. Cabral quer o Rio de Janeiro livre de territórios ocupados por traficantes e milicianos em seis anos e para isso manterá a política de confronto. Além de aprofundar o convênio com o governo federal para equipar melhor seus policiais, o governador insiste em unificar as Polícias Civil e Militar. “Ter duas polícias é uma esquizofrenia brasileira. Isso só existe aqui. É como a jabuticaba e a saúva”.

Tecnologia contra “vagabundos da PM”

“O que pretendemos fazer é manter uma lógica de combate e ao mesmo tempo conseguir grandes ganhos com a pacificação. Para pacificar, teremos de usar também muita tecnologia. Os vagabundos da PM que foram presos por não socorrer o coordenador do AfroReggae e roubar os objetos que estavam com os assaltantes – isso só aconteceu por conta da tecnologia, as câmeras instaladas na rua e no banco onde ocorreu o crime. Eles estão presos, serão expulsos da PM em rito sumário. Responderão criminalmente pelo que fizeram. Porque são bandidos, são marginais, criminosos. E temos vários outros policiais respondendo a processos, mesmo eu acreditando que a grande maioria tenha boa índole e queira ser reconhecida pela população”.

“Cheque em branco” para punir os maus policiais

“Na Colômbia, eu tive uma reunião com o chefe do estado-maior em março de 2007. Eles tinham cheque em branco para punir os maus policiais. Se vamos cometer injustiças nesse processo de limpeza? Possivelmente sim. Se a Maria acusa o policial de ter roubado uma bala no churrasquinho da esquina, então, ele estaria fora da corporação imediatamente. Mas o estado democrático nos impede de punir com a rapidez e o rigor necessários”.

Rio não é Ilha da Fantasia e o confronto vai continuar

“Eu não tinha nenhuma ilusão desde o início do governo quanto ao nível da gravidade da segurança pública do Rio de Janeiro. Tinha total consciência por mais que a gente se sobressalte com situações como a de sábado. Quando fui a Medellín e Bogotá me inspirei e daí vieram o PAC nas favelas e ações de pacificação. Esses sobressaltos nos angustiam mas não há outro caminho”.

“Claro que é preciso uma ação contundente da polícia. Os ‘pesquisadores’, que quando estou irritado chamo de ‘palpiteiros’, adoram criticar a ‘política de confronto do governador’. Mas vamos continuar a enfrentar. Temos mapeadas a cidade, as principais comunidades, os principais centros da organização criminosa. E eu disse isso aos membros do COI. Ninguém vendeu o Rio como ilha da fantasia, a gente só garantiu que tem know-how pra fazer eventos internacionais sem risco. Há uma série de investimentos visando a segurança e por isso costumamos ter zero de incidentes nesses eventos. É claro que se aumenta muito o policiamento. Quando o presidente Lula foi à reunião do G-20, comentou que nunca tinha visto Londres com tantos policiais nas ruas”.

Pacto pela imobilidade criou mundo paralelo

“Queremos é chegar a 2016 com uma situação boa de segurança pública não só para quem vem, mas para os nossos cidadãos. Queremos garantir a segurança antes, durante e depois dos Jogos. O meu sonho é que, daqui a seis anos, o Rio enfrente problemas de violência urbana comuns a grandes cidades como Paris, Nova York, Los Angeles, Chicago. Meu sonho é que o Rio em 2016 não tenha mais territórios ocupados. Por isso, é natural que se queira um olhar especial do país sobre nós. Não dá é para ter o tráfico de drogas e a milícia, tão ou mais maléfica que os bandidos, ocupando favelas do Rio e controlando o território. Durante muito tempo, tivemos no Rio governos que apostavam no pacto pela imobilidade, que gera algum conforto, pois convive com um mundo que cresce paralelo nos morros.

“Fizemos uma revolução silenciosa, que foi a despolitização da área de segurança publica. Gente que comandava com acordo de milícia. Que fazia política eleitoral com traficantes. Deputados nomeavam comandantes de batalhão, titulares de delegacia, essa era a rotina. A corporação sente que há uma nova mentalidade. Não tem acerto de 100%. Se não dá certo, a gente troca”.

Duas polícias é esquizofrenia brasileira

“A mudança da legislação brasileira tem de ser feita com muito mais profundidade. Existe uma idiossincrasia: temos nos 27 estados duas polícias. Uma para prevenção e ostensividade. E outra para investigação. Essa divisão entre as Polícias Civil e Militar é uma esquizofrenia que só existe aqui. Um produto genuinamente brasileiro, junto com a jabuticaba e a saúva. Não se pode deixar de discutir a unificação da polícia. Nossos comandantes têm essa visão de integração. Na Colômbia, existe a Força Nacional, que opera nas metrópoles e nas favelas, e que conquistou muita coisa depois de 15 anos de trabalho duro, com ajuda do governo federal. Lá, a estrutura de segurança é diferente: o Exército combate as Farc na selva”.

Policiais que trabalham na rua terão gratificação em dezembro

“Quando assumimos a PM do Rio já tinha cinco anos sem reajuste. A cada ano temos dado um reajuste a PM. E agora em dezembro vamos dar uma gratificação de R$ 350 para quem está nas ruas. Vamos pegar 3 mil policiais que estão fugindo do batente, em áreas meio, e vamos dar efetivamente mais 5%. Isso é o que dá para fazer, dentro de nossas limitações. Sabemos que o salário inicial, de R$ 970 , é baixo. Mas, se compararmos 2006 com 2010, há 66% de acréscimo real na folha de pagamentos dos policiais do Rio”.

Polícia apreende mais de 35 quilos de maconha

Policiais militares da Força Tática apreenderam 35,5 quilos de maconha, na madrugada desta sexta-feira (23), em Taubaté.

Durante patrulhamento pela Avenida Bandeirantes, localizaram um rapaz em atitude suspeita. Com ele foi encontrado um tijolo da droga. O homem informou que havia comprado o entorpecente no bairro Cidade de Deus.

Os PM´s foram até o local, onde encontraram mais 24 tijolos de maconha e prenderam outro suspeito. Os dois e a droga foram levados para o 1º Distrito Policial e vão responder por tráfico.

Mais um caixa eletrônico é alvo de bandidos na região

Marginais armados invadiram o supermercado Compre Bem na Avenida Presidente Kennedy em Praia Grande para roubar o caixa eletrônico. O crime ocorreu na madrugada desta quinta-feira.

Pelo menos seis ladrões com os rostos cobertos por camisas chegaram ao local e renderam os funcionários, que foram obrigados pelo bando a deitar no chão.

O grupo abriu, com um maçarico, um equipamento do Santander. Outros cinco caixas que ficam no local não foram mexidos. Os marginais fugiram e deixaram no estabelecimento um pé de cabra, uma chave de fenda, um botijão de gás e duas mochilas.

Menino é detido com carro pela 13ª vez

O adolescente F., 13 anos, foi detido pela 13ª vez na madrugada de ontem. Ele foi pego dirigindo o carro do pai sem habilitação em uma rua do Jardim Ubirajara (zona sul de SP). O garoto já é conhecido da polícia: sua ficha criminal é extensa e tem vários furtos de veículos.

O jovem foi encaminhado à Fundação Casa (antiga Febem) do Brás (zona leste de SP). Segundo a Promotoria da Vara da Infância e da Juventude, ele estava em liberdade e cumpria uma medida socioeducativa, mas a Justiça não informou qual punição ele recebeu e por qual crime.

Segundo a Polícia Civil, só em agosto do ano passado, F. foi detido por quatro vezes seguidas. Na primeira, no dia 16, ele foi pego dentro de um carro que a polícia diz ter sido furtado no ABC. No dia seguinte, ele foi detido novamente depois de xingar e atirar pedras contra policiais militares. O registro foi de atentado ao pudor porque ele teria abaixado a calça e mostrado os órgãos genitais.

Cinco dias depois, F. foi pego por guardas-civis usando uma chave falsa para furtar um carro. No dia 25, estava ao volante de um outro veículo.

Já em maio passado, ele foi detido tentando furtar um sargento da PM em Diadema (ABC). Segundo a Polícia Civil, por volta da 1h de ontem, F. estava com a mãe, uma empregada doméstica de 43 anos, e dirigia o carro da família --um Kadett prata-- quando foi abordado por dois policiais militares que patrulhavam o local. Ele teria tentado fugir, acelerando o veículo, mas acabou detido logo em seguida. A mãe foi levada para a delegacia e liberada em seguida.

O pai do garoto, que pediu para não ser identificado, é dono do veículo, que estava com o licenciamento atrasado. Segundo ele, o filho foi flagrado no momento em que foi buscar a mãe na casa de uma prima dela.

Como dirigir sem habilitação não é crime, a Promotoria informou que determinará o arquivamento do caso e que F. será será liberado hoje. Os pais não falaram sobre a autorização dada ao filho para dirigir.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Seccional inicia reforma das cadeias de Caraguá e Ubatuba

As cadeias de Caraguatatuba e Ubatuba serão reformadas pela Delegacia Seccional. As obras começaram esta semana e têm previsão de serem concluídas em abril de 2010.

A maior preocupação da comunidade, especialmente de Caraguá, é que o local volte a abrigar presos e fique superlotado como ocorria antes da entrega do Centro de Detenção Provisória (CDP) instalado no município.

Isso porque a justificativa da Delegacia Seccional é que as oito celas a serem reformadas vão abrigar presos em trânsito. Hoje, o prédio já conta com quatro celas construídas entre 2007 e 2008, com essa finalidade.

Atualmente, o prédio de Caraguá recebe todos os detidos do sexo masculinos do Litoral Norte. A média é de 12 presos por dia, em pelo menos seis situações – flagrante, temporário (preventivo), condenados, pensão alimentícia, detido com curso superior e adolescentes apreendidos.

No primeiro caso, conforme o delegado Múcio Alvarenga, o preso fica um dia útil na cela, sendo transferido para o CDP. Em relação à prisão temporária, o período varia de cinco a 30 dias e pode culminar com a provisória, quando ocorre a transferência. Preso já condenado é reencaminhado para cidade de origem após liberação da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

O tempo é de cerca de duas semanas. O preso por falta de pagamento de pensão alimentícia fica no local até a extinção da pena, a ser determinada pela justiça ou pagamento da dívida. Adolescente infrator só pode permanecer cinco dias no local, depois é levado para a Fundação Casa ou é liberado.

“Posso garantir que as cadeias não serão reativadas, pelo menos até o final da administração do governador José Serra”, disse o seccional. Alvarenga ressaltou que as cadeias estão interditadas pela Justiça e as estruturas só podem ser utilizadas se os problemas forem resolvidos. “Por isso iniciamos a reforma, mas para usar as celas para os presos em trânsito”.

As cadeias de Caraguá e Ubatuba possuem oito celas e, atualmente, a única que tem essa finalidade é a de Ubatuba que abriga as mulheres detidas no Litoral Norte. Para fazer a obra, conforme explicação do delegado, a cada cela desocupada para a obra, o grupo será acomodado nas outras.

Sobre a possibilidade da cadeia de Caraguá ultrapassar a quantidade de detentos e voltar a ficar superlotado, o seccional disse que “isso não existe”.

Os rumores sobre a reativação da cadeia local não agradam o prefeito de Caraguá, Antonio Carlos da Silva, que disse ser “terminantemente contra e se for necessário, vou falar com o seccional e o governador”, disse ontem.

Operação descobre família ligada ao PCC e responsável por tráfico de drogas na Costa Sul

O dia de ontem mal tinha amanhecido, mas já movimentava o bairro de Boiçucanga, situado na Região Sul do município.

Uma operação conjunta desenvolvida pela Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Delegacia Seccional e 2º Distrito da Polícia Civil, resultou na descoberta de uma família, formada por quatro pessoas, responsável pela comercialização de drogas na área. A ação foi realizada por volta das 6h e também confirmou as suspeitas de que o grupo era ligado ao Primeiro Comando da Capital (PCC), milícia que comanda atos criminosos dentro e fora das carceragens.

Apesar de culminar nas prisões apenas ontem, as investigações das autoridades já ocorriam durante três meses. Durante esse período, investigadores da Dise destacaram que as pessoas eram monitoradas por meio de interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça. Por sinal, foi esse trabalho que fez com que policiais civis prendessem há quase dois meses, um outro traficante com envolvimento com o PCC.

Desta vez, os detidos tratam-se de Ângelo Passos dos Santos, 24 anos, apontado como o “disciplina”, que segundo os agentes, é a forma como os líderes da facção chamam os comandantes do tráfico de drogas em pontos estratégicos, no caso do Litoral Norte, no território sebastianense. Ele, que ainda de acordo com os investigadores, já foi preso quando menor de idade também pela comercialização de entorpecentes, estava dentro da residência da namorada, a universitária Lana Gil Ornela Chagas, 25, localizada na Francisco Scarpa.

Na Rua dos Tucanos, os policiais civis detiveram a mãe de Santos, a doméstica Ângela Maria dos Passos Santos, 43. Ela assim como Lana, era uma das pessoas de confiança do “disciplina”, mesma condição do estudante F.R.S., 16, que distribuía drogas nas imediações do bairro.

Segundo os agentes da Dise, Santos fazia, junto com os três comparsas, a distribuição dos entorpecentes pela cidade, principalmente, na Costa Sul. Além disso, segundo os policiais, mantinha contato diário com os membros do PCC da região e de outras localidades do Estado de São Paulo.

Detidos, os infratores foram levados diretamente por um comboio composto de seis viaturas e 20 homens das corporações envolvidas, até a sede da Dise, no bairro do Arrastão, na Região Central da cidade. Na unidade, os quatro passaram por interrogatórios e foram enquadrados por tráfico de entorpecentes, com exceção do menor de idade, que foi enquadrado apenas por ato infracional.

Segundo os investigadores, ontem, Santos foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP), em Caraguatatuba; Lana e Ângela foram levadas à Cadeia Pública Feminina, em Ubatuba. O menor, ficou a disposição da Promotoria da Infância e a Juventude.

Contudo, a operação não ficou apenas restrita as prisões dos envolvidos. Durante o período em que estavam nas residências vistoriadas – ao todo foram oito, incluindo as dos traficantes –, os policiais apreenderam 10 pinos de cocaína prontos para a comercialização; apetrechos para preparação dos produtos, como fitas e sacos plásticos; celulares; duas motocicletas, sendo uma Honda CB 500 e uma Honda CBX 250 cilindradas; dois carros, sendo um Gol e um Golf; além de mais R$ 1,7 mil em dinheiro trocado em notas pequenas, o que evidencia ainda mais, a comercialização de drogas pela quadrilha.

Polícia procura responsável por tentativa de homicídio no Areião

Investigadores do 2º Distrito da Polícia Civil procuram Robson Andrade de Oliveira, 26 anos, também conhecido como “Dodô”. Ele, segundo os agentes, seria o responsável pelo disparo efetuado contra Antonio Jacob, na madrugada do último dia 4, dentro de um bar, localizado na Rua Caxeta, no Areião, vilarejo de Cambury.

De acordo com Ricardo Marques, chefe dos investigadores do 2º DP, Dodó está foragido e não se tem informações sobre o seu paradeiro. “Confirmamos as suspeitas sobre ele [Dodó] com a própria vítima dos disparos no hospital. Mas até agora não o encontrados”, diz. “O máximo de dados, nesse caso, é bem-vindo”, acrescenta Marques, dando ênfase aos meios de denúncias, como os telefones 197 da Delegacia Seccional de São Sebastião e o 3865-1163, do próprio DP de Boiçucanga.

O chefe dos investigadores da unidade policial ainda destaca que o infrator já ficou detido em 2006 pela prática de porte ilegal de arma e tráfico de entorpecentes. O mandado de prisão, pela tentativa de homicídio, foi emitido no último 9.
Na época, o bar onde o infrator estava, realizava um forró. No entanto, após uma briga, ainda sem motivo conhecido, o mesmo iniciou disparos para o alto e lados, que acabou surpreendendo Jacob. A vítima, segundo os policiais, foi atingida com um tiro no lado esquerdo do tórax e poucas horas depois foi encontrado dentro de uma vala. “Ele [Jacob] só foi encontrado porque uma pessoa passava pelo trecho e percebeu algo estranho no local”, contou Marques, na época.

Levado ao Pronto Socorro de Boiçucanga, ele foi medicado e, em seguida, encaminhado para o Pronto Socorro Central, onde passou por exames mais detalhados. Atualmente, a vítima está fora de perigo e se recupera em sua residência.

Videoconferência será utilizada para agilizar processos em cadeias da região

Três cadeias da região vão passar a ter sistema de videoconferência, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. O sistema de videoconferência vai permitir que presos prestem depoimento sem sair da cadeia.

O objetivo é agilizar processos, além de economizar no uso de escoltas e os policiais podem também dedicar-se a outras atividades.

Outra vantagem é diminuir o risco de fugas no deslocamento até o Fórum.
As salas de videoconferência vão começar a ser instaladas a partir de dezembro. Na região, as três unidades prisionais que vão receber o sistema são os Centros de Detenção Provisória de Caraguatatuba, Taubaté e São José dos Campos.

Em todo estado, são realizadas, em média, 79 videoconferências para depoimentos.

Justiça solta motorista que atropelou 2

O Tribunal de Justiça do Estado concedeu na tarde de anteontem habeas corpus para o universitário Paulo César Oliveira Carneiro, 19 anos, acusado de ter atropelado dois jovens na madrugada do dia 30 de maio, no Jardim Marajoara (zona sul de SP). Após serem atingidos, Rafael Gomes de Freitas, 22 anos, morreu na hora e Vinícius Elias Mauri, 22 anos, foi socorrido, mas ficou com graves sequelas cerebrais. Por dois votos a um, os desembargadores do TJ autorizaram que Carneiro aguarde o julgamento do processo em liberdade.

O jovem teve a prisão preventiva decretada, mas não foi preso, pois já havia conseguido uma liminar para ficar livre até o julgamento do pedido de habeas corpus.

Carneiro atropelou os dois jovens, que estavam de costas no momento do acidente, e fugiu sem prestar socorro. A identificação dele só foi feita porque câmeras de segurança de imóveis localizados na rua Doutor Ferreira Lopes filmaram o carro do suspeito.

Rafael Freitas, que morreu no acidente, deixou um filho que nasceu em julho, após sua morte. Vinícius Mauri, que sobreviveu, disputava corridas de automobilismo pela Stock Car paulista e tinha como meta chegar à Fórmula 1 em dois anos --desejo interrompido pelo acidente.

Em depoimento à polícia, após se apresentar, o acusado de atropelamento disse que não viu os jovens na rua pois o vidro da frente do seu carro estava quebrado. O advogado dele, Carlos Alberto Arão, alegou que o homicídio não foi intencional e que Carneiro estava fugindo de um grupo de travestis que queriam agredi-lo. Na ocasião, a defesa do universitário também alegou que ele só soube que havia atingido os jovens depois.

Quadrilha assalta sete bancos em dois meses

A Polícia Civil prendeu dois integrantes de uma quadrilha de ladrões de banco que assaltou sete agências nos últimos dois meses. A tática usada pelos criminosos era render funcionários do lado de fora dos bancos e, assim, obrigar os seguranças a abrir as portas da agência.

"É a [quadrilha] mais atuante [do Estado de São Paulo], diante do número de ocorrências que ela produziu", disse o delegado Ruy Ferraz Fontes, do Deic (Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado).

A maioria dos roubos aconteceu em bairros nobres da zona sul de São Paulo, como Brooklin, Moema e Itaim Bibi, além de um caso em Alphaville, em Barueri (Grande SP), e outro em São José dos Campos (97 km de SP).

A quadrilha começou com cinco integrantes e depois se desmembrou em dois grupos, formados, ao todo, por nove ladrões, diz o Deic.

De acordo com Fontes, os criminosos rendiam um segurança ou funcionário do banco que trabalhava na área dos caixas eletrônicos --fora da proteção da porta com detector de metais. Ameaçando o refém, obrigavam os seguranças a destrancar a porta e então roubavam o cofre.

As ações eram sempre às 11h e duravam entre cinco e dez minutos. Por isso, os criminosos fugiam antes da chegada da polícia.

Segundo o delegado, a prática dos bancos de deixar seguranças e funcionários na área de caixas eletrônicos tem de ser discutida com a Polícia Federal (que regula a atividade de segurança privada) e, talvez, revista.

A identificação dos criminosos começou com imagens de câmeras de segurança. Um deles, Giovani Cirqueira Alves, 24 anos, chamou a atenção por usar sempre camisa preta e gravata roxa.

Ele foi preso no último domingo com Jefferson Tales de Barros, 36 anos, em uma pousada de luxo em Ubatuba (226 km de SP). Seus advogados não foram localizados ontem pela reportagem. Dos identificados, dois ainda estão foragidos: Wesley Daniel da Silva e Manoel Alberto Ribeiro Teixeira.

Babá mata o filho de oito meses

Uma babá foi presa na manhã de ontem acusada de ter degolado o filho de oito meses e o jogado em um matagal em Franco da Rocha (Grande SP). Segundo a polícia, a mulher, de 31 anos, confessou o crime às 7h de ontem, 18 horas após ter registrado um boletim de ocorrência de que o bebê havia sido sequestrado.

A mãe disse que levou criança a um matagal e cortou a garganta dela com uma faca de cozinha. Policiais encontraram a faca e o corpo no local. À polícia ela disse ainda que estava desesperada porque o pai do bebê -- pastor da igreja evangélica que ela frequenta-- não assumiu o filho. Até a conclusão desta edição, ela não tinha advogado.

Presos jovens de classe média que roubavam estacionamentos

Quatro jovens de classe média suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubar carros em estacionamentos foram presos pela Polícia Civil. Eles são investigados por roubos ocorridos em Perdizes (zona oeste de SP) e na Consolação (região central de SP).

As prisões foram na terça-feira. Eles estavam com duas caminhonetes Hilux na zona norte, que haviam sido levados de um estacionamento em Perdizes (zona oeste de SP) no dia anterior.

Foram presos Taderson Nascimento Batista da Silva, Fernando Leal e Anderson Ferreira de Souza, todos de 24 anos, além de Sérgio Battiato, 26 anos. O advogado deles foi procurado e não quis dar declarações ontem.

"Todos têm ensino médio completo e usavam roupas de marca. Suas famílias pareciam ser instruídas. Isso chamou a atenção porque estão acima do padrão dos ladrões de carros", disse o delegado Márcio Martins Mathias, do Deic (Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado).

Um quinto suspeito, de 23 anos, foi preso ontem por um roubo em agosto, mas o Deic ainda investiga sua ligação com a quadrilha.

Os criminosos atacavam em grupos de sete ou oito ladrões. Eles se aproveitavam dos estacionamentos terem poucos funcionários e do fato de não precisarem arrombar os carros.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Mulher de 62 anos achada morta em casa foi vítima de agressão

O exame necroscópico realizado no corpo de Maria Dirce dos Santos, encontrada morta em sua casa, em Peruíbe, indica que ela foi vítima de agressão. A idosa, que tinha 62 anos, foi achada amarrada na residência localizada na Praça do Advento, nº 124, no bairro Centro, na noite desta terça-feira.

No momento da ocorrência, o marido da vítima trabalhava, e Maria Dirce estava sozinha em casa. De acordo com policias que registraram o caso, a casa foi encontrada revirada. A polícia já sabe que Maria Dirce foi vítima de roubo e está em busca do autor do crime.

Radares são instalados na rodovia dos Tamoios após atropelamentos


Após muitas reinvidicações, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) começou a instalar radares fixos na àrea urbana de Caraguatatuba.

Dois radares foram intalados nesta quarta-feira 21/10, para evitar atropelamentos e acidentes no trecho urbano da SP-99 Rodovia dos Tamoios. Os radares foram colocados em frente ao Hipemercado Shibata na Ponte Seca, e outro no bairro Jaraguazinho.

Segundo informações das placas sinalizadoras, o limite de velocidade é de 50 KM por hora, e os equipamentos fiscalizam os dois dentidos da rodovia.

Em maio deste ano, no feriado prolongado de 1 de Maio (Dia do Trabalho),moradores bloquearam a rodovia por mais de três horas, na ocasião a manifestação foi devido ao atropelamento de uma criança e os moradores reinvidicavam por mais segurança na rodovia.

Uma reunião feita com moradores dos bairros Rio do Ouro e Jaraguazinho, foi discutido com o vice prefeito Antonio Carlos Júnior,vereador Neto Bota e representates do DER a instalação de radares ou lombadas eletrônica.

O acordo foi firmado, e agora após 5 meses a população foi atendida.

Polícia encontra mulher de 68 anos amarrada e morta dentro de casa

A polícia investiga a morte de Maria Dirce dos Santos, de 68 anos, em Peruíbe. Ela foi encontrada infartada e amarrada na casa onde mora, na Praça do Advento, 124, no bairro Centro, na noite desta terça-feira.

No momento da ocorrência, o marido da vítima trabalhava, e Maria Dirce estava sozinha em casa. De acordo com policias que registraram o caso, a casa foi encontrada revirada, o que leva a crer que alguém teria entrado para assaltar.

Até o momento, a polícia não tem suspeito. Três testemunhas confirmam que viram alguém na casa.

Promotor que matou a mulher grávida pode sair da cadeia em 3 anos


O ex-promotor Igor Ferreira da Silva, condenado a 16 anos e 4 meses pela morte da mulher, Patrícia Ággio Longo, grávida de 7 meses, poderá sair da prisão em apenas três anos.

Segundo a promotora Valderez Deusdedit Abboud, que o acusou na época do crime, após cumprir um sexto da pena, Igor ganha direito de pedir a progressão de regime, passando do sistema fechado para o semiaberto.

Valderez explica que Igor foi condenado a 14 anos por homicídio e a mais três anos e três meses por aborto.

A pena deveria ser de 17 anos e 3 meses. Porém, como os crimes ocorreram em uma só ação, os desembargadores consideraram a maior pena, aumentada em um sexto.

Em 2003, Igor foi condenado novamente, a 4 anos, por porte ilegal de arma. Mas, como o crime de aborto prescreveu em abril deste ano, um sexto da pena será contado sobre 18 anos, que totalizam três anos.

Polícia deu 3 versões para prisão de ex-promotor

A Polícia Civil de São Paulo formalizou três versões diferentes para a prisão do ex-promotor Igor Ferreira da Silva, 42 anos. A família dele diz que todas estão erradas. Silva foi condenado pela morte de sua mulher Patrícia Aggio Longo, grávida de sete meses, e fugia há mais de oito anos.

No primeiro BO (boletim de ocorrência), de número 3449, registrado às 16h05 de anteontem, a polícia diz que Silva se apresentou espontaneamente no 31º DP (Vila Carrão) para ser preso.

Já às 17h16, um segundo BO (3451) foi feito afirmando que policiais civis prenderam o ex-promotor, na casa de seus familiares. A polícia, segundo o registro, teria recebido uma denúncia anônima.

A terceira versão foi apresentada em uma entrevista coletiva, realizada horas depois. Nela, a polícia disse que a delegada Adanzil Limonta havia recebido uma denúncia anônima em seu celular e encontrado Silva parado na rua Dentista Barreto, na Vila Carrão (zona leste de SP), sem dinheiro nem documentos.

A polícia ressaltou na ocasião que a equipe de Adanzil faz parte do novo sistema de atendimento em implantação nas delegacias para melhorar a eficiência da polícia.

O delegado Nelson Guimarães, titular da 5ª Delegacia Seccional, afirmou que os dois BOs registrados estão errados e que a versão correta é a que Silva foi capturado na rua devido a uma denúncia anônima. Ele disse que um delegado cometeu um erro devido à importância da prisão. "Mas esse erro não ajuda nem prejudica ninguém, o que importa é que ele [Silva] foi preso".

Já a família do ex-promotor diz que nenhuma das versões está certa, pois Silva teria se entregado com ajuda de seus irmãos à delegada Adanzil, que é amiga da família há muitos anos.

"Eles inverteram a história. A verdade é que há muito tempo ele está propenso a se apresentar e resolver os problemas dele com a Justiça. Ele ligou para a polícia, marcou um encontro e esperou nessa esquina", disse Henrique Ferreira da Silva Filho, pai do ex-promotor. Ele defende a inocência do filho e até escreveu um livro sobre o tema.

Segundo a família, uma das motivações para Silva se entregar foi a polícia ter revistado a casa de sua mãe há cerca de um mês --o que a teria deixado traumatizada.

O delegado Guimarães afirmou que a polícia não investigará se foi mesmo Silva quem decidiu se entregar.

Semiaberto
Silva foi transferido ontem para a Penitenciária 2 de Tremembé (147 km de SP), que é de regime fechado. Segundo a procuradora Valderez Abbud, em três anos ele tem o direito de pedir para cumprir a pena em regime semiaberto.

Ela disse ainda que a fuga fez com que um dos crimes pelo qual foi condenado (de aborto do bebê da vítima, cuja pena é 3 anos e três meses) prescrevesse. Ele deve cumprir 18 anos de pena.