terça-feira, 30 de junho de 2009

Falsos policiais civis fazem assalto e são presos


Três bandidos que se passavam por policiais civis foram presos ontem 29/06 de manhã, durante roubo a uma loja de utilidades que pertence a um empresário chinês, localizada na Rua Thiers, no Pari, Zona Leste da capital. O quarto integrante da quadrilha, que dava cobertura aos comparsas, conseguiu fugir.

Daniel da Silva Nascimento, de 29 anos, e Ederson Britto da Silva, de 24, invadiram o estabelecimento por volta das 7h30. Nelson José Candido, de 38, ficou do lado de fora, com um comparsa, e falava com os outros ladrões por um rádio de comunicação. Armados, eles vestiam coletes à prova de balas, bonés e camisetas com identificação da polícia.

Segundo a investigação, as camisetas parecem ser originais. Mas os coletes e os bonés foram falsificados. As armas possuem características do material usado por vigilantes. Os falsos policiais chegaram ao local num Astra branco com giroflex, dizendo que receberam denúncia de que lá havia produtos contrabandeados. Durante a ação, que durou meia hora, os bandidos ameaçaram decepar os dedos da mão do gerente, caso ele não desse a senha do cofre, no segundo piso da loja.A polícia apreendeu quatro armas, dois laptops, R$ 3 mil em dinheiro e quatro celulares.

Policial mata assaltante e fere guarda em assalto

Um adolescente de 17 anos morreu ontem 29/06, e um guarda municipal ficou gravemente ferido em um assalto a um caminhão de entrega das Casas Bahia, em São Vicente na Baixada Santista.

Segundo a polícia, o caminhão seguia escoltado por um veículo particular onde estavam um policial militar e um guarda municipal de Osasco (Grande SP). Ambos faziam bico de segurança.

Ainda segundo a polícia, o caminhão estava parado em uma favela quando dois homens abordaram o motorista. Ele aguardava a volta de dois entregadores.

De acordo com o delegado Wagner Milhardo, um dos rapazes portava uma pistola. Ao anunciar o assalto, o PM foi até o caminhão para tentar impedi-lo. Houve troca de tiros. O guarda teve morte cerebral, e um dos assaltantes morreu.

Em depoimento ao delegado, o PM afirmou que o guarda municipal tentou ajudar os assaltantes a realizarem o roubo. O policial deu um tiro na cabeça do guarda e outro no peito do assaltante. Segundo o delegado, o motorista do caminhão afirmou ter sido rendido pelo bandido e disse ter apenas ouvido os disparos. Nada foi roubado. O outro assaltante escapou.

A assessoria das Casas Bahia apenas confirmou o caso, mas não comentou os policiais fazendo bico como seguranças da empresa.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Bebê de 5 meses vive com casal de policiais presos no presídio militar Romão Gomes

Um cartaz chama a atenção de quem chega à ala feminina do Presídio Romão Gomes. “Senhores (as), por gentileza, NÃO batam na porta desta carceragem. Bebê a bordo! Obrigada. Ass: Feminino.” Lá, a soldado I., de 36 anos, vive com o filho, que nasceu em 30 de janeiro. O filho de I. é o primeiro bebê concebido atrás das grades do presídio militar.

Ela e o marido, o cabo M., de 39 anos, estavam presos lá desde 2007, aguardando julgamento por tentativa de homicídio. O casal violou normas e burlou a segurança interna para manter encontros íntimos. Cinco PMs que integravam a guarda da carceragem foram afastados e processados por facilitação de comunicação interna e prevaricação.

A chegada do bebê foi um susto. Mas a única grande mudança ocorreu na cela de I., com autorização do comandante do presídio , tenente-coronel Abaré Vaz de Lima. Ela colocou, ao lado de seu beliche, um berço com urso de pelúcia e almofada em forma de coração para aconchegar o filho. Também decorou o local como quarto de bebê. “Sempre quis ter um menino. Foi uma vitória”, diz I., que já era mãe de duas meninas, de 15 e 9 anos, do primeiro casamento.

Por lei, o bebê teria direito a ficar apenas seis meses com a mãe, morando na cadeia, mas a Justiça Militar pode autorizar a sua permanência no Romão por mais um semestre, até 2010.

42% dos policiais militares presos em São Paulo são homicídas

Uma equipe de jornalistas passou cinco dias no Presídio Militar Romão Gomes, na Zona Norte, para conhecer a história dos 200 policiais militares que estão recolhidos lá pelos mais diferentes motivos, como assassinatos, sequestros, latrocínio, estupro e roubo. Do total de internos, 85 envolveram-se em crimes contra a vida. No exercício da função ou durante a folga, eles mataram ou foram acusados de excessos. Porém, nenhum deles admite a culpa e se dizem inocentes.
A cadeia dos PMs é diferente das do sistema penitenciário comum. Lá, os internos trabalham, lavam suas roupas, preparam a alimentação, cantam hinos, marcham, prestam continência e passam por cinco revistas diárias.

Presos rendem investigador e fogem de fórum no Guarujá

Quatro presos acusados de assaltar um condomínio de luxo conseguiram fugir do fórum do Guarujá, no litoral paulista, enquanto aguardavam uma audiência nesta segunda-feira. Eles aguardavam em uma cela quando conseguiram render um investigador. O policial tinha levado um lanche para os presos e foi dominado por eles. Os bandidos roubaram a chave e a arma do policial.


Em seguida, eles desceram uma escadaria e, com a chave, abriram o cadeado que trancava um portão de ferro. Na rua, eles roubaram um automóvel, que foi encontrado posteriormente pela polícia.

Idosa, marido e filha são amarrados durante assalto.

Por volta das 19h30min da ultima sexta-feira 26/06, a dona de casa M.M.I de 67 anos,o marido e a filha foram amarrados durante um assalto na casa da família na rua. Treze no Pontal Santa Marina.

Os dois criminosos que entraram na casa estavam armados de revolver e faca, e após amarrarem a família recolheram vários objetos como: máquina fotográfica, cartões de crédito e 1 computador com teclado em japonês.

Na fuga a dupla levou o carro da família, um gol de cor preta placa CEI 1985.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Casal acusado de Latrocínio em Caraguá é preso pela DIG

Foi preso hoje 26/06,Janaína Aparecida Machado de Miranda de 28 anos, e Claudemir Machado de Assis de 29 anos conhecido por "Miro",o casal é acusado de ter cometido um latrocínio (roubo seguido de morte), em Caraguatatuba. O crime foi há dois meses.

O corpo do aposentado Pedro José da Silva, de 64 anos, foi encontrado no banheiro da casa onde ele morava, no bairro dos Golfinhos, no fim de abril. Segundo a polícia, ele foi morto por asfixia. Na fuga, os assassinos roubaram o carro da vítima, e também levaram o filho dela, de dois anos e onze meses.

Horas depois, a criança foi abandonada nas ruas da Vila Industrial, em São José dos Campos. Quando o menino foi encontrado, ele estava numa calçada, descalço e enrolado num lençol. Segundo testemunhas, ele chamava pelo pai.

As investigações estavam sendo conduzidas pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) da Seccional de São Sebastião, que prendeu a mulher em São João Meriti no estado do Rio de Janeiro, e o homem foi preso em Guarulhos.

“Tatu” é preso com 16 pedras de crack no Barranco Alto

A Polícia Militar prendeu na noite da última quarta-feira, por volta das 21h, A.J.S., 46 anos, conhecido como “Tatu”, com 16 pedras de crack. Ele foi detido durante patrulhamento realizado pela corporação na esquina da Avenida Cândida de Souza com a Ismael Ferreira dos Santos, localizadas no bairro Barranco Alto, na região Sul do município.

Cinco pedras de crack, segundo a PM, foram encontradas durante a revista pessoal realizada em Tatu em plena avenida. Já as outras 11 estavam escondidas dentro de uma garrafa dentro da residência do infrator.

Levado ao DP acabou preso por tráfico de drogas.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Pastor é morto durante culto

Durante um culto, realizado na manhã de ontem em uma trilha no Sítio do Queiroz, em Cubatão, o pastor da Igreja Pentecostal Deus é fiel na Terra, Rogério Gonçalves Segundo, de 40 anos, foi assassinado com dois tiros. Outras três pessoas que estavam no local conseguiram escapar.

De acordo com o boletim de ocorrência, registrado no 3º DP de Cubatão, por volta das 8h30, o pastor e outros três evangélicos teriam subido o morro, que fica ao lado da Rodovia Padre Manuel da Nóbrega, e seguiram cerca de dois quilômetros mata adentro para orar, como era de costume.

Logo após a chegada do grupo, dois homens armados, com os rostos cobertos com lenços e sem camisa, apareceram no local e mandaram que todos se deitassem no chão.

Apenas o pastor teria atendido a ordem dos marginais mas, mesmo assim, foi baleado com dois tiros e morreu no local. Outras duas pessoas viraram de costas. A dupla tentou atirar contra um encanador, de 60 anos, que estava no local, mas ele correu e escapou ileso.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para retirada do corpo e a equipe teve dificuldades para fazer a remoção, já que o local fica em meio a uma mata fechada com vegetação nativa.

ÓTIMA PESSOA

Segundo o irmão da vítima, José Ricardo Gonçalves, de 38 anos, há dois anos Rogério se tornou pastor. Casado há 9, ele deixou seis filhos, o mais velho com 12 anos e os mais novos, gêmeos, de apenas 8 meses.

"Era uma ótima pessoa, não tinha desavenças com ninguém, era muito querido. Nossa mãe tem 72 anos e está no hospital. Espero que a polícia descubra quem fez isso".

O caso será investigado pela equipe do 3º DP de Cubatão, chefiada pelo delegado Francisco José Lanfredi e pelo encarregado Eduardo.

De acordo com o investigador Roberto Jaime, a polícia recebeu informações de que nas últimas semanas o pastor vinha sendo ameaçado por vizinhos, que estavam incomodados com o barulho da Igreja.

Logo após o crime, um suspeito foi levado ao distrito, onde prestou depoimento e negou as ameaças. "Como não foi reconhecido pelas vítimas, foi liberado".

Informações que possam ajudar a polícia a esclarecer o homicídio do pastor podem ser passadas pelo telefone 181.

De acordo com uma testemunha e amigo da vítima há 10 anos, o pastor não tinha desavenças com ninguém. "Cresceu aqui em Cubatão, era um amigo muito grande. É um pastor que ora e Deus cura. A igreja dele tem mais de 40 seguidores".

Essa testemunha, que preferiu não ser identificada, contou que há três meses o pastor presidia a igreja, mas há dois anos ele subia o morro com outros evangélicos para orar. "Tem dias que sobe uma multidão com a gente. Como tem vizinhos que não gostam do barulho, nós vamos no mato orar, para vencer os dias maus. Lá não atrapalhamos ninguém".

Acidente com camihão de diesel mata motorista na Tamoios


(fotos Eduardo Campos)
Um acidente ocorrido por volta das 15:00 desta quinta-feira 25/06, deixou um morto e a rodovia dos Tamoios interditada por mais de 4 horas.

O motorista Waltair Alcides Miranda de 40 anos, dirigia o caminhão da empresa "Rissel" de Paulinía-SP, quando provavelmente teria perido o controle e veio a capotar.

O caminhoneiro morreu na hora, e o tanque de combustivel "Diesel" ficou danificado, vindo a derramar a carga na pista, deixando o local perigoso e escorregadio.

No momento do acidente chovia no trecho de serra, e o local teve que ser interditado para prevenir o risco de mais acidentes.

A Cetesb esteve no local, pois o diesel provavelmente iria parar no bairro Rio do Ouro, e deve contaminar o rio Santo Antonio.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Trio é preso por julgar e tentar matar jovem acusado de crime

Três suspeitos de integrar uma facção criminosa foram presos ontem em São Bernardo do Campo (ABC). Eles são acusados de tentar matar um adolescente de 16 anos depois de um "julgamento do crime", ocorrido há dez dias. O jovem teria matado a facadas o padrasto e cortado o pênis da vítima logo depois do crime.

O menor contou à polícia que era violentado pelo padrasto, um músico de 37 anos, desde que tinha seis anos. Na madrugada do último dia 14, uma discussão acabou com a morte e a mutilação do músico. O adolescente contou à polícia que o padrasto ameaçava cortar a genitália dele caso ele o denunciasse. Por isso, além de matar o músico durante a discussão, o menor disse que arrancou o pênis dele para poder se vingar.

Bandidos do PCC (Primeiro Comando da Capital) descobriram o crime logo depois. Eles, segundo a polícia, sequestraram o menor na casa dele, pois ele não havia pedido autorização à facção criminosa para matar o padrasto. Outro motivo, segundo a polícia, foi que o jovem deveria ter avisado o crime organizado sobre os abusos que sofria, para que a atitude a ser tomada fosse decidida pela facção.

Durante o "julgamento", o menor foi ferido a pauladas e depois foi levado a um campo de futebol onde levou nove tiros no tórax.

O adolescente, no entanto, sobreviveu, apesar de perder um dos rins. Ele admitiu que matou o padrasto e denunciou os agressores à polícia, que busca outros três suspeitos pelo crime. O menor acabou sendo detido. Os presos negam o crime.

PM mata 3 suspeitos em sequestro relâmpago

Um publicitário vítima de sequestro relâmpago ficou no meio de um tiroteio, anteontem à noite, entre policiais e os bandidos que o haviam capturado. Ele chegou a sacar R$ 2.000 para o trio, depois de ver sua mulher, grávida, e o filho pequeno escaparem do carro na hora da abordagem.

O caso aconteceu no Socorro (zona sul de SP). O trio rendeu a família quando ela chegava em casa, em Cidade Ademar (zona sul de SP). Eles pediram que ele e a mulher, que está grávida, e o publicitário passassem para o banco traseiro, onde estava o filho do casal.

Nesse instante, a mãe aproveitou que os ladrões estavam desatentos e correu para dentro de casa com o filho pequeno, que descia do carro. O trio ficou apenas com a bolsa da mulher e decidiu levar o marido. Um vizinho percebeu a movimentação e avisou a polícia, dando a descrição do carro, um Honda Fit prata.

Eles rodaram por cerca de dez minutos até chegar à avenida de Pinedo, onde o publicitário foi forçado a sacar dinheiro nas agências do Bradesco e do Banco do Brasil, onde tem conta. No total, a vítima entregou R$ 2.000.

Eles seguiam para um terceiro banco quando policiais avistaram o carro na avenida Robert Kennedy. De acordo com o boletim de ocorrência, ao ver o veículo da polícia, os ladrões começaram a atirar.

Durante a perseguição, o veículo parou ao bater em um poste na esquina da rua Felix Pereira Rocha com a avenida Inácio Cunha Leme.

Os três criminosos desceram do carro e trocaram tiros com os policiais, segundo o relato dos PMs. Enquanto isso, o publicitário ficou abaixado no banco traseiro do veículo, no meio do fogo cruzado.

Durante o confronto, os três suspeitos foram baleados. Leandro Abranches Cerqueira, 22 anos, Douglas Oliveira Dias, 16, e um homem ainda desconhecido foram socorridos, segundo a PM, mas chegaram mortos ao hospital.

A polícia encontrou com eles uma bolsa, duas carteiras, dinheiro, cheques e um toca-MP3 (aparelho musical). Os objetos foram devolvidos aos donos. O delegado ainda apreendeu as armas dos ladrões e dos policiais e solicitou um exame residuográfico, para saber quem foi o autor dos disparos.

terça-feira, 23 de junho de 2009

Três são presos por tráfico na quadra do Tinga

Por volta das 17h30min da ultima segunda-feira 22/06, os policiais da Força Tática, equipe do sargento J. Carvalho e os soldados Leite, Marcelo, Quirino e Magalhães, prenderam três rapazes comercializando drogas na quadra de esportes do bairro Tinga.

A guarnição recebeu denúncia anônima, de que um indivíduo pardo com uma tatuagem no braço escrito “Esmeralda”, estaria comercializando entorpecentes.

No local, o desocupado Hugo Leonardo Moreira de 18 anos, foi abordado e com ele encontradas 9 porções de maconha.

Com ele estava o menor L.J.B de 16 anos, que contou que vendia droga para outro menor W.C de 15 anos, este detido em sua casa onde os policiais localizaram sem seu bolso 11 pedras de crack, e debaixo de um colchão 28 trouxinhas de maconha e uma pistola de plástico.

Todos foram conduzidos à delegacia, onde o maior foi indiciado por tráfico de drogas, já os menores permanecerão à disposição da vara da infância e da juventude.

Um dos menores L.J.B de 16 anos, foi reconhecido como autor de um assalto ocorrido recentemente na cidade, a policia suspeita que ele tenha praticado vários assaltos.

Após roubar bicicleta, ladrão “valentão” é preso no Centro

O desocupado Alessandro dos santos de 27 ano, foi preso por volta das 03h40min da madrugada de hoje 23/06, após ameaçar bater no pedreiro C.R.S de 40 anos e roubar uma bicicleta.

A vitima passava pela Avenida Castelo Branco no Sumaré, quando o acusado entrou na frente do mesmo e ordenou que entregasse a bike, se não iria arrebentar o mesmo.

A policia militar foi informada do roubo, e os policiais Santos e Rodrigo Carmo, localizaram o acusado pela Rua. Anchieta no Centro.

Ao ser abordado o valentão disse que a bike era dele, mas a vitima reconheceu sem sombra de dúvidas o marginal que recebeu voz de prisão, conduzido a delegacia ele tentou dar um de santinho, mas foi indiciado por roubo e vai ver o sol nascer quadradinho.

Rapaz é preso comercializando droga no Casa Branca

Por volta das 20h30min da noite de ontem 22/06, os policiais Sd. Marcelo Cruz e Reinaldo realizavam patrulhamento pela rua. Seis no Casa Branca, quando depararam com quatro indivíduos em atitudes suspeitas, sendo que um deles ao avistar a guarnição dispensou algo.
Abordados, foi localizado com o desocupado Wagner Custódio de Souza de 24 anos, seis porções de cocaína que estavam dentro de um maço de cigarros. Ao verificar o que o mesmo havia dispensado os policiais localizaram mais seis papelotes de cocaína, dentro de um saco de salgadinho que estava no chão foram localizadas cinco pedras de crack.
Conduzido ao distrito policial, o acusado acabou preso por tráfico de drogas.

Evangélico é morto dentro de igreja


Um aposentado de 51 anos foi morto a tiros dentro de uma igreja evangélica, na rua Porto do Bezerra, região de Guaianases (zona leste de SP). O crime aconteceu na noite de anteontem.

De acordo com o boletim de ocorrência, testemunhas contaram que Jacomias Soares Brandão ensaiava com a banda da igreja para tocar no culto, por volta das 19h30, quando um homem entrou e atirou três vezes no evangélico. O bandido fugiu logo depois e, até ontem, não havia sido preso.

Brandão ainda foi levado ao pronto-socorro Júlio Tupy, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia disse que a vítima tinha passagens, mas não informou por qual tipo de crime.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Traficante é preso pela Força Tática na Ponte Seca


Visando combater o tráfico de drogas nas imediações da escola Comendador Mario Trombini no bairro Ponte Seca, a policia militar prendeu pela terceira vez um individuo conhecido por “Matão”, que comercializava drogas nas proximidades do estabelecimento de ensino.
O flagrante foi feito pelo Tático Comando, tenente Druziane e os soldados Quirino e Magalhães, com apoio da equipe do sargento J. Carvalho e os soldados Leite e Marcelo.
Por volta das 00h30min do ultimo sábado 21/06, as equipes faziam patrulhamento pela Rua. D, quando depararam com o desocupado Marcio Souza de Oliveira de 33 anos, o vulgo “Matão”, que tentou empreender fuga entrando em sua casa.
Abordado, foi localizado no bolso da bermuda do marginal 5 pedras de crack, e a quantia de R$50,00 em dinheiro.
Em buscas na residência os policiais localizaram dentro de uma cômoda de madeira mais 78 pedras de crack.
O desocupado que estava em liberdade há 5 meses, foi conduzido ao distrito policial, onde novamente foi preso por tráfico de drogas.

Mulher é presa por tráfico pela Força Tática no Golfinho

Por volta das 23h09min do ultimo domingo 21/06, a equipe do Tático Comando equipe do Tenente Guilherme, Cabo Henrique e Frota, prenderam a dona de casa Paulina Maria de Oliveira de 39 anos, comercializando drogas na Rua. Saveiros no Golfinho.
A equipe estava em patrulhamento, quando depararam com a acusada em companhia do menor E.A. N de 16 anos, que se esconderam atrás de uma arvore ao avistarem a viatura.
Abordados foi localizado com o menor a quantia de R$5,00, que ele contou que era para comprar maconha da mulher. Já com a suspeita foram localizadas 17 pedras de crack e R$25,00 em espécies que estavam no bolso da blusa.
Nas arvores próximas os policiais localizaram entre os galhos mais 154 pedras de crack, e um saco contendo 7 trouxinhas de maconha.
Conduzida ao DP, a mulher foi presa por tráfico de drogas e o menor liberado.

Dois são assassinados em Ubatuba

O final de semana em Ubatuba foi considerado violento. Duas pessoas foram mortas no sábado e no domingo. O primeiro crime foi registrado por volta das 3h30, de sábado, quando Jean Luck Cabral Moreira, 23 anos, levou dois tiros.

Segundo informações dadas à polícia por uma testemunha, que acompanhava a vítima na hora do crime, Jean estava conversando na rua Josias Gomes Nogueira, no Perequê Açu, na região central, quando foi abordado por duas pessoas em uma moto. De acordo com o Boletim de Ocorrência, o carona da moto teria dito: “Chega aí”, e assim que a Jean se aproximou, recebeu dois disparos na cabeça.
A polícia ainda não possui descrição da moto, nem dos criminosos, mas investigará o caso.

O segundo homicídio ocorreu na manha de ontem, por volta das 11h. Segundo testemunhas que chamaram a polícia, José Pedro de Farias, 46 anos, estava em um bar, localizado na avenida Luiz da Rosa, no sertão da Quina, região Sul, quando durante uma briga levou uma facada. A vítima chegou a ser socorrida para o Pronto Socorro da Maranduba por familiares, mas não resistiu ao ferimento nas costas. O crime teria sido cometido por J.L.P, 28 anos, que está foragido. De acordo com a polícia, o suspeito tem várias passagens por diversos crimes cometido na cidade.

domingo, 21 de junho de 2009

Comerciante é executado em Ubatuba

Um comerciante foi morto na madrugada de ontem 20/06, no bairro Perequê Açú, em Ubatuba.

A vítima, de 23 anos, estava na esquina da Rua Josias Ramos Nogueira com um amigo quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta. Eles pediram para que o rapaz se aproximasse do veículo e, ao fazê-lo, foi atingido por dois tiros na cabeça.

Os autores do crime fugiram logo em seguida, e a polícia informou que ainda não tem suspeitos.

Mulher esfaqueia vizinha e alega exorcismo

Uma mulher foi presa ontem (19) à noite no bairro Parque Califórnia, em Jacareí, acusada de tentativa de homicídio. Segundo a Polícia, ela teria atingido uma vizinha com um golpe de faca no peito.

A vítima foi levada em estado gravíssimo ao Hospital São Francisco, passou por cirurgia e encontra-se em coma induzido, na UTI do hospital.

Na delegacia, a acusada alegou que esfaqueou a vítima para "livrá-la do diabo". De acordo com o delegado, ela apresenta problemas psiquiátricos, mas não estava em tratamento clínico.

A mulher permanece na cadeia feminina de Santa Branca até que a Justiça defina se ela será transferida para uma unidade para presos com distúrbios mentais.

Menores são detidos quando tentavam colocar celular em presídio utilizando pipas

Dois menores, um de 17 anos e outro de 16, foram detidos nesta tarde (20) quando tentavam colocar um celular dentro da Penitenciária Tarcizo Leonce Pinheiro Cintra - a P-1 de Tremembé. Eles estavam nos fundos do prédio com duas pipas. Os guardas de muralha perceberam e frustraram a ação.

De acordo com a polícia, um presidiário teria encomendado o serviço para uma ex-namorada. Ela teria repassado para o irmão e um amigo dele, que acharam que ninguém perceberia a pipa no ar. Se tudo tivesse dado certo, os dois receberiam R$ 350.

Os menores e a ex-namorada, de 18 anos, também detida, confessaram a história. A polícia não encontrou as pipas utilizadas por eles, mas apreendeu o celular de um dos menores e vai fazer uma perícia no aparelho para tentar verificar se houve alguma negociação entre eles e o presidiário.
FONTE: VNEWS

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Pastor e fiel são presos acusados de atacar centro espírita

O pastor Tupirani da Hora Lores, líder da Igreja Geração Jesus Cristo, e o fiel Afonso Henrique, suspeitos de serem os responsáveis pela invasão e depredação do Centro Espírita Cruz de Oxalá, na zona Sul do Rio de Janeiro, em junho do ano passado, foram presos na tarde desta sexta-feira, por incitação ao crime de intolerância religiosa.

De acordo com o artigo 20 da Lei Caó, discriminação religiosa é um crime inafiançável e imprescritível. É a primeira vez que alguém é preso no Brasil por este crime.

Afonso Henrique publicou um vídeo no Youtube em que declara desprezo pelas instituições policiais e judiciárias, além de afirmar que todos os pais de santo são homossexuais e que todo centro espírita cultua o demônio. No vídeo, Afonso confessa, com requinte de detalhes, a invasão do Centro Espírita Cruz de Oxalá, e diz que naquela noite dormiu tranquilo.

De acordo com a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática , os dois foram abordados após um culto no templo da Igreja Geração Jesus Cristo, localizada no Morro do Pinto, na região portuária.

O pastor Tupirani foi indiciado e a teve a prisão decretada após a Justiça entender que ele é o mentor intelectual dos crimes cometidos por Afonso Henrique.

Polícia investiga morte de prima do jogador Finazzi em festa em São Paulo

Uma estudante de Medicina morreu na madrugada desta sexta-feira quando participava de uma festa junina promovida pelos universitários numa chácara na zona rural de Fernandópolis, no interior de São Paulo. Por volta das 2h30, Mariana Finazzi, 20 anos, prima do jogador Finazzi (ex-Corinthians), passou mal e foi levada por colegas à Santa Casa de Fernandópolis, mas chegou morta.

"Os médicos ainda tomaram os procedimentos na tentativa de reanimá-la, mas não conseguiram", disse o delegado Diogo Pedro Durval. Segundo ele, o caso vai ser apurado em inquérito por morte a ser esclarecida, uma vez que há a suspeita de que a moça possa ter feito uso de drogas na festa.

"Foram retiradas amostras de sangue e de vísceras para exames que vão apontar se ela usou álcool ou entorpecente", disse. O material vai passar por exames toxicológico e patológico, no Instituto Adolfo Lutz. O resultado deve sair em duas semanas.

De acordo com o delegado, as testemunhas, como os organizadores da festa, colegas que estavam com a jovem e pessoas que a levaram ao hospital, devem ser ouvidas a partir de segunda-feira.

Mariana, que morava em São João da Boa Vista, a 466 km de Fernandópolis, frequentava o primeiro semestre de medicina na Unicastelo. O pai da jovem, o ginecologista Sérgio Finazzi, acompanhou parte dos trabalhos no Instituto Médico Legal (IML), mas não quis das declarações.

A mãe, Luzia Finazzi, disse ter falado com a filha pelo celular duas horas antes de ela ser levada para o hospital e afirmou que estava tudo bem. Luzia disse que esteve na cidade por dez dias no mês passado e não notou nada de anormal com as amizades da filha, que nunca teve qualquer envolvimento com drogas.


Policial civil atira e mata militar

Um escrivão da Polícia Civil é acusado de matar um policial militar em um bar, na noite de anteontem, na região do Cangaíba (zona leste de SP). Depois de uma rápida discussão entre os dois, Valmir dos Santos Machado, 50 anos, sacou a arma e deu um tiro no peito do cabo da PM Marcelo Marciano dos Santos, 39 anos.

O escrivão fugiu do bar em seu carro e está foragido. Testemunhas relataram à polícia que Santos tomava uma cerveja no bar --que fica na avenida 24 de Fevereiro-- com a namorada quando Machado chegou.

"Os dois começaram a se xingar e um sacou a arma e atirou", contou o dono do estabelecimento. O comerciante diz que os dois são frequentadores do local. "Pelo que entendi, a briga foi porque um era PM e o outro, civil." Santos estava na PM havia 12 anos.

Um rapaz foi flagrado ontem pelo Agora saindo da casa de Machado carregando edredom, travesseiro e uma mochila. Ele disse que o escrivão não estava em casa e que não sabia do crime. Indagado se os objetos que carregava eram para Machado, ele negou. Também disse não saber onde o policial se encontra. A Corregedoria da Polícia Civil pediu a prisão temporária dele. O advogado dele não foi localizado.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Sistema de comunicação da policia militar continua precário

O sistema de comunicação da policia militar do litoral norte está precário, principalmente no horário noturno, quando as viaturas vem enfrentado dificuldades para se comunicar com o COPOM, que fica na cidade de São José dos Campos, onde são atendidas as chamadas de emergência do telefone 190.
O vereador Cristian Alves de Godói , o "Baduquinha" já enviou vários requerimentos para que a Central de atendimento fosse instalada na cidade, mas a resposta das autoridades foram, que não seria possivel transferir para o Litoral Norte, pois seria mais rápido o atendimento pelo Copom do CPI-1 (Comando de policiamento do Interior 1), situado na cidade vizinha São José dos Campos.
A conclusão de todo este episódio, é que não há interesse em resolver o problema, deixando assim a população esperar um absurdo por um atendimento, e colocando em risco a vida dos policiais.

Polícia Civil encontra último fuzil roubado do Batalhão de Caçapava

O último fuzil roubado do Batalhão de Caçapava foi encontrado nas imediações da Rodovia Carvalho Pinto nesta quinta-feira (18) à tarde. A arma estava em uma vala às margens da rodovia, enrolada em um lençol, e foi localizada no mesmo dia em que o oitavo envolvido no crime foi preso em São Paulo. De acordo com a polícia, o fuzil foi encontrado devido a uma denúncia anônima.

Juninho prestou depoimento na manhã de hoje (18). De acordo com o Garra, ele seria responsável pela receptação da primeira arma encontrada em São José dos Campos. A polícia ainda procura o último envolvido no assalto.

Três homens furtam joias, óculos e relógios de loja no Calçadão de Caraguá

Três bandidos furtaram na madrugada de ontem uma loja de ótica e joalheria localizada no Calçadão (boulevard) de Caraguá. Eles usaram um extintor de incêndio para quebrar a vitrine e levar óculos, relógios, joias, pratarias. Uma testemunha chegou a ligar para o 190, mas as viaturas apareceram 20 minutos depois quando os ladrões já haviam levado a mercadoria.

O crime ocorreu por volta das 4h. O guarda A.M.S., 67 anos, conta que estava no boulevard quando percebeu uma sombra. “Eu liguei para o 190 e ficaram fazendo um monte de perguntas. Avisei que estavam querendo roubar a loja”.

Desconfiado da ação ele ainda percebeu que as luzes de um banheiro e do escritório estavam acesas. Um dos bandidos estava escondido no banheiro e teria dito ao guarda que outros dois moleques queriam pegá-lo. “Ainda tentei trancar a porta do banheiro, mas ele desconfiou e saiu correndo. Nesse momento voltei a ligar para a polícia dizendo que um crime estava em andamento, e nada de aparecer nenhum policial”.
Pouco depois, ele viu um dos moleques atirar um skate contra a vitrine, que não quebrou. Eles, então, pegaram o extintor que estava na parece de arrebentou os dois vidros. “Eles pegaram tudo o que podia de valor, colocaram dentro de uma mochila e ainda deixaram várias joias espalhadas no chão”, relata o guarda.

Só depois da terceira ligação e da fuga dos ladrões, segundo ele, é que chegaram quatro viaturas na rua. Ainda de acordo com o guarda, ação entre o estouro da vitrine e furto dos produtos durou pouco menos de 10 minutos.

A expectativa dos responsáveis da loja é que as câmeras de segurança tenham captado as imagens dos ladrões, que tentaamr forçar a abertura da porta principal. As imagens serão repassadas para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), responsável por investigar o crime.

Funcionário público se vinga de atentado e se torna alvo da polícia em Potim

Um funcionário da prefeitura de Potim foi baleado e assim que saiu do hospita, resolveu se vingar. De vitima, ele passou a ser procurado pela policia.

A primeira tentativa de homicídio foi na terça-feira (16) à noite. Um funcionário da prefeitura de Potim estava em frente à casa de um amigo no centro da cidade, quando foi surpreendido por um motociclista. O piloto da moto sacou a arma e atirou contra o rapaz, que foi levado para a Santa Casa de Aparecida, onde foi socorrido.

A polícia passou a madrugada atrás do autor dos disparos, mas de acordo com o boletim de ocorrência, ele só foi encontrado hoje (17) pela manhã, não pelos policiais, mas pela própria vítima, assim que ele deixou a Santa Casa.

A polícia vai ouvir os envolvidos no caso para concluir o inquérito e os dois devem ter a prisão decretada. O rapaz suspeito de ter atirado contra o funcionário público foi submetido a uma cirurgia e continua internado. Já o homem que trabalha na prefeitura de Potim está foragido. Os dois vão responder por tentativa de homicídio.

Polícia apreende 400 pedras de crack e troca tiros com traficantes no Banhado

Seis homens foram presos em flagrante ontem 17//06 pela manhã no Banhado em São Josédos Campos. Por meio de denúncia a Polícia Militar soube que uma remessa de drogas chegaria nesta quarta-feira à favela. Cerca de 30 homens da Força Tática e da Rocam fecharam os acessos ao local.

Os seis homens foram presos com 400 pedras de crack cristal e uma arma calibre 22. Eles devem ser levados para o Centro de Detenção Provisória da cidade e vão responder por tráfico de drogas e porte ilegal de arma. Um dos homens era foragido por tráfico de entorpecentes, e outro tinha antecendentes por furto.

Durante a ação, dois tiros foram disparados pela polícia, mas ninguém foi ferido. De acordo com a polícia, a posição geográfica e a quantidade de pontos de fuga facilitam a ação de traficantes nessa área da cidade.

Grupo leva R$ 3 mil de posto de combustíveis e faz funcionário refém em Ubatuba

O funcionário de um posto de combustíveis foi feito refém de assaltantes nesta madrugada (18), na Avenida Itaguá, em Ubatuba. Ele foi rendido por quatro homens encapuzados que o algemaram e o levaram para o interior da loja de conveniências. Apesar disso, ele não foi ferido. Apenas um suspeito estava armado.

O grupo levou R$ 3 mil do cofre do estabelecimento e um computador. Como o cofre não foi arrombado, a polícia suspeita que haja envolvimento de algum funcionário ou ex-funcionário do posto. A corporação vai investigar o caso.

Polícia prende mais um suspeito de participação no roubo dos fuzis do Exército

Policiais do Garra prenderam mais um suspeito de envolvimento no roubo dos fuzis do Exército, em Caçapava. De acordo com os militares, ele teria feito a receptação do primeiro fuzil, encontrado em São José dos Campos.

O acusado, conhecido como “Juninho”, tem 30 anos e foi preso em casa, na zona sul de São Paulo. Nesse momento, os policias seguem com o suspeito para a DIG de São José dos Campos.

Jovem usa carro de autoescola para roubar

Uma jovem de 23 anos utilizou o carro da autoescola do seu pai para roubar uma farmácia acompanha de um casal de amigos em Itaim Paulista (zona leste de SP), na noite de anteontem. Ela trabalhava como instrutora no estabelecimento e teve a ideia de usar o veículo --um Celta-- para não levantar suspeitas. O trio foi preso em flagrante.

Jovem furou carro da autoescola do pai
PMs avistaram o Celta vermelho na avenida Imperador. Como os policiais procuravam um carro semelhante, envolvido em um assalto a um posto de combustíveis, abordaram o veículo.

O jovem T.F.F., 22 anos, saiu correndo do carro, mas foi detido. Ele portava uma pistola sem munição, que estava enferrujada. Na direção do Celta estava a instrutora A.M.A., que pegou o carro da autoescola do pai. A desempregada T.G.S, 24, estava no banco traseiro do veículo com várias sacolas de produtos de higiene, como hidratantes, xampu e maços de cigarro. Nesse momento, a polícia foi avisada sobre o roubo a uma farmácia próxima dali.

O trio havia acabado de assaltar o local. Segundo funcionários, o rapaz pediu que todos permanecessem de cabeça baixa enquanto as mulheres pegavam R$ 159 em dinheiro e vários produtos.

Na delegacia, a polícia descartou que os jovens tenham roubado também o posto de combustível, já que não foram reconhecidos pelas vítimas.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Força Tática fecha bicicletaria que funcionava como ponta de drogas no Caputera

Por volta das 00h30min na madrugada de hoje 17/06, os policiais Amarante e Cruz , com apoio da Força Tática equipe Sgt. J. Carvalho, e Tático Comando tenente Druziane e equipe, fecharam uma bicicletaria que era usada para comercializar droga.
O flagrante foi na rua. Irmã São Francisco no Caputera, na “Stylo Bike” onde após denunciais anônimas, os policia prenderam o dono do comércio com 390 gramas de maconha e 21 pedras de crack.
A droga estava em uma sacola que o comerciante Renato Tidioli Sobrinho de 39 anos, tentou dispensar com a chegada dos policiais.
Conduzido ao distrito policial, ele acabou preso por tráfico de drogas.

Aposentado reage a assalto e quase é baleado no Morro do Algodão

O aposentado M.F.L de 68 anos,por pouco não foi baleado após reagir há um assalto em sua casa na rua. Guilherme de Almeida no Morro do Algodão.
Segundo a vitima por volta das 19h50min da ultima terça-feira 16/06, três criminosos armados adentraram sua casa e mediante ameaças com arma de fogo, roubaram dois televisores, um celular, uma máquina digital e cartão bancário.
Na hora que saíam da residência o aposentado se atracou com um dos assaltantes, que disparou dois tiros contra o mesmo não acertando a vitima, o marginal teria dado uma coronhada na cabeça do aposentado que posteriormente foi socorrido com uma lesão na cabeça.

Aposentada e familiares são assaltados em casa no Caputera

Por volta das 10h20min da manhã do ultimo dia 16/06, a aposentada C.M.F.M de 62 anos foi rendida por dois assaltantes em plena luz do dia na porta de sua casa na rua. Irmã São Francisco no Caputera.
Na residência os criminosos renderam mais duas pessoas da família, que após serem amarradas foram colocadas em cômodos separados, enquanto a dupla recolhia objetos de valor.
A dupla fugiu levando sete relógios, três celulares e uma jaqueta de couro, segundo as vitimas um dos marginais era baixo, forte, pardo e o outro de estatura mediana, cabelos grisalhos, uma falha na arcada dentária e de idade aproximada 40 anos.

Dise prende motorista com 700 gramas de maconha


A Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) prendeu na tarde de ontem, por volta das 15h, o motorista B.A.C., 56 anos, com 700 gramas de maconha. Ele foi detido na Rua Rio Grande do Sul, no Centro da cidade, após o atendimento de uma denúncia anônima.
De acordo com o delegado Fábio Luiz Vergili Machado, o infrator dirigia pelo local e, inicialmente, os policiais encontraram cinco porções do entorpecente no porta-malas do veículo. As 700 gramas de maconha foram encontradas dentro da residência do motorista, situada na Rua Guilherme de Almeida, no Morro do Algodão. “Ele não quis falar sobre a procedência das drogas, se era dele ou de outra pessoa”, comentou o delegado.

Ainda segundo Machado, também foram apreendidos dinheiro e celular. O motorista responderá por tráfico de entorpecentes, crime previsto no Artigo 33 da Lei 11.343, sancionada em 2006 e que pune o indiciado com cinco ou até 15 anos de reclusão.

Traficante é detida depois de ser denunciada por usuário de drogas

A equipe da Força Tática equipe do sargento Lucca, e os soldados de Lucca e Marcio Batista, prenderam às 19h30 da última segunda-feira, a jovem I.F., 26 anos, no bairro do Olaria, na região central do município. A sua detenção ocorreu depois que um usuário de entorpecentes, D.A.L., 21 anos, a denunciou.

O usuário, segundo a PM, foi abordado quando a corporação realizava o patrulhamento de rotina pela Rua Benedito Roque dos Santos. Questionado pelos policiais que estavam envolvidos na ação, o jovem informou quem era a pessoa que vendeu a droga e onde havia conseguido.

A partir daí, depois de realizar uma varredura pelo bairro, a PM localizou a infratora a, ainda, apreendeu 20 porções de maconha, R$ 1.217, além de outros objetos de procedência duvidosa. Diante da situação, ela foi levada ao Distrito da Polícia Civil e, em seguida, encaminhada para a Cadeia Pública Feminina de Ubatuba. A jovem responderá pelo crime de tráfico de entorpecentes, crime previsto no Artigo 33 da Lei 11.343/06 e que pune indiciado com até 15 anos de reclusão.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Ladrão não acha dinheiro em casa e deixa bilhete reclamando

O aposentado Asdrúbal Rodrigues de Matos, 69 anos, esteve ausente de casa, na Vila Liberdade, em Jundiaí (SP), por quatro dias durante o feriado prolongado de Corpus Christi e, na volta, encontrou sua casa arrombada, móveis revirados e um bilhete em cima da cama. "Vim para roubar mas não tem dinheiro até a m*** do carro não pego (sic)", estava escrito na folha de caderno, em tinta vermelha e letra de forma.

"Na hora que chegamos e vimos a bagunça foi aquele susto, mas o incrível é que nada foi levado", contou o aposentado, morador de uma casa térrea. Ele disse que a vizinhança é calma e é raro ouvir falar de assaltos. "Ninguém viu ou ouviu nada", relatou.

O aposentado lamentou o dano na lataria do carro da família. O Fusca VW amarelo, ano 1981, teve os faróis dianteiro e traseiro danificados e parte do para-choque e do capô amassados. "Acho que vou gastar R$ 1 mil com o conserto", afirmou.

Fora isso, o aposentado deve trocar as fechaduras. "A gente não sabe o que tem na cabeça de alguém que faz isso", comentou, explicando que está receoso e com medo, principalmente por não ter visto o rosto do ladrão e, por isso, não poder reconhecê-lo em um eventual encontro.

Mesmo com o portão fechado, os muros altos com pontiagudos pedaços de vidro nas extremidades, o ladrão conseguiu entrar no quintal e arrombar a porta da casa.

Lá dentro, teve acesso aos aposentos da casa. Para escrever o bilhete, colocado sobre a cama que o aposentado divide com sua mulher, o desconhecido usou o caderno escolar e a caneta de um de seus netos.

Matos mora com a mulher, Maria Ribeiro da Silva, 47 anos, e com dois netos. Todos haviam ido para Franco da Rocha visitar uma familiar. "Ele não levou o talão de cheque, o cartão de crédito e desprezou até as moedinhas que estavam em cima de um móvel" contou.

Para o delegado Hamilton de Souza, da 3º Distrito Policial, no bairro da Ponte São João, o invasor da casa é um gozador. "Isso foi uma grande gozação. É um caso raro na policia", comentou o delegado, acrescentando que é a primeira vez que registra um caso em que um bilhete é deixado no local do crime. "Em geral, o ladrão costuma levar alguma coisa."

Segundo Souza, quando o ladrão não consegue levar um objeto muito pesado, por exemplo, é comum ele quebrar ou danificar. "Por raiva, por ser uma pessoa ruim", afirmou.

"Esse ladrão deve ser um ignorante e nem sabe escrever", disse, mostrando a folha dobrada é anexada como a única "pista" . "Se esta pessoa for pega, um exame grafotécnico pode comprovar sua autoria e ele ser indiciado", explicou.

O caso foi registrado como furto qualificado com ato de arrombamento e dano material. Se for preso e condenado, o acusado pode pegar de dois a oito anos de prisão.FONTE: TERRA

Homem é roubado e agredido dentro de motel na Praia Deserta

L.A.N., 49 anos, foi agredido e roubado dentro de um motel, localizado no bairro da Praia Deserta, na região central do município. A informação é proveniente do 11º Grupamento do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, que atenderam a ocorrência no início da manhã do último domingo, por volta das 9h.

Entretanto, as duas corporações não souberam especificar a autoria dos crimes. Segundo o que foi apurado, antes de se dirigir ao motel, a vítima estava na Rua da Praia, também na região central, com mais dois acompanhantes. O que não se sabe é se as duas pessoas foram as responsáveis pela ação criminosa.

A PM ainda detalhou que L.A.N. teve sua carteira roubada, contendo cartões de crédito e mais R$ 100 em dinheiro. Por conta dos golpes, a vítima teve escoriações na cabeça e foi encaminhado ao Pronto Socorro Central.

Postos do IML de Ubatuba e Caraguá estão sendo desativados

Os prefeitos de Caraguatatuba e Ubatuba, Antonio Carlos da Silva, e Eduardo Cesar, respectivamente, tentam evitar a desativação das salas onde funcionam o Instituto Médico Legal (IML), órgão da Polícia Técnico-Científica, ligada à Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP).

Na última semana, o diretor do IML, Hideaki Kawata, e sua equipe estiveram nas cidades para verificar a situação dos postos. Ele informou que os dois postos avançados serão fechados.
De acordo com a Assessoria de Imprensa da SSP, o IML está trabalhando para fazer parcerias com as prefeituras para a construção de novas sedes na região.

Nesta quinta-feira, Kawata deve se reunir novamente com o prefeito Antonio Carlos em busca desse apoio.
O fechamento dos dois postos é criticado nos municípios porque as estruturas existem há cerca de 20 anos e moradores que precisam fazer exames como corpo de delito após serem vítimas de acidentes de trânsito, agressões, acidentes de trabalho terão de se locomover mais de 75 quilômetros, só de ida, no caso de Ubatuba, até São Sebastião, onde fica a única estrutura existente no organograma da secretaria.

Em Caraguá, a unidade do IML funcionava em uma sala dentro da delegacia do município, mas foi fechada por determinação judicial em atendimento a uma reclamação do Conselho Municipal da Mulher porque o prédio precisa passar por reestruturação. A ordem foi do superintendente da Polícia Técnico-Científica, Celso Perioli. Com isso, a população precisa se dirigir a São Sebastião A assessoria adiantou que essa unidade também deve sair do local onde se encontra, em sala dentro da delegacia.

O prefeito Antonio Carlos disse que deve alugar um imóvel para a instalação provisória de um novo IML. Mas segundo ele, o objetivo é que Caraguá tenha uma sede própria para atendimento. “Não vamos deixar o município perder essa estrutura que já existe há quase 20 anos e atende a população”.

Em Ubatuba o movimento para que o IML permaneça na cidade começou na Câmara dos Vereadores em requerimento do presidente da Casa, Ricardo Côrtes, que também é médico legista. “Oficializei um documento ao governo do Estado e outro ao prefeito e vamos mobilizar deputados e o que for necessário para que essa estrutura permaneça na cidade”, disse Côrtes.

Segundo ele, é inviável uma vítima de estupro, por exemplo, precisar se dirigir até São Sebastião para fazer o exame de corpo de delito. “Cada cidade deve ter o seu posto porque o interesse é da população que precisa do serviço de atendimento”.

Na avaliação do prefeito Eduardo Cesar, “há atitudes do governo do Estado que não dá para entender”, disse se referindo às mudanças anunciadas. Ele acrescentou ainda que Ubatuba soma com os demais municípios nessa luta e está disposto a fazer as adaptações necessárias na estrutura existente.

Além dos postos do IML, onde ocorre a maior parte do atendimento, os municípios possuem ainda as salas para necropsia, mais conhecida por autópsia, que é o exame do indivíduo após a morte, e funcionam em anexo aos cemitérios municipais. Esse tipo de exame constitui 30% do movimento do Instituto. De imediato, essas estruturas não devem ser mexidas, conforme informou a assessoria de imprensa.
FONTE: IMPRENSA LIVRE

Governador manda apurar denúncias de Abadía

O governador José Serra (PSDB) disse ter pedido que o secretário da Segurança Pública de SP, Antônio Ferreira Pinto, acompanhe de perto a investigação sobre a suspeita de envolvimento de policiais civis na extorsão sobre o traficante colombiano Juan Carlos Ramirez Abadía.

"Eu pedi ao secretário que chamasse para si todos os termos dessa investigação, para que a gente redobre o rigor e chegue aos responsáveis. O secretário vai se empenhar pessoalmente nessa averiguação para que cheguemos aos que se corromperam", declarou Serra.

Em resposta, Ferreira Pinto --que também estava presente no evento de entrega de 55 carros e 20 motos para a PM pela prefeitura-- demonstrou preocupação com o caso. "Isso causa um mal estar muito grande na polícia. O inquérito será conduzido com toda seriedade", afirmou o secretário.

Um vídeo exibido pela TV Globo, anteontem, mostrou denúncias feitas por Abadía na época em que ele negociava a extradição. Nas imagens, usadas pela Corregedoria da Polícia Civil para a investigação do caso, o traficante afirma que foi extorquido e relata um sequestro feito por policiais.

De acordo com Abadía, policiais do Denarc (Departamento de Investigações sobre Narcóticos) e do Detran (Departamento Estadual de TrÔnsito de São Paulo) cobravam propina dele e de outros traficantes colombianos.

Abadía também relata o suposto sequestro de um comparsa: Henry Lagos, conhecido como Patcho. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, o inquérito do caso na corregedoria ainda está em andamento.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Operação da Força Tática em Ilha Bela resulta em três flagrantes







Uma operação realizada em Ilha Bela pelas equipes da Força Tática de Caraguatatuba e São Sebastião, resultaram na prisão de quatro criminosos e uma grande apreensão de drogas,produtos roubados e armas.
A operação teve inicio na ultima quinta-feira 11/06, feriado de Corpus Christi quando o desocupado Estevão Irineu da Silva de 27 anos, foi preso suspeito de tráfico de drogas. Durante um policiamento de rotina pela rua Boa Vista, no bairro Barra Velha, os policiais da Força Tática de Caraguatatuba equipe do sargento J.Carvalho, Marcelo e Leite, surpreenderam várias pessoas que usavam drogas.
Os usuários conseguiram escapar mas o acusado foi capturado, e com ele foram encontrados, R$ 70 em dinheiro e 14 pedras de crack.
Os policiais foram até a casa dele e encontraram escondidas em uma cômoda mais 70 pedras de crack,um total de 84 pedras da droga. A ocorrência foi apresentada na delegacia e o suspeito foi encaminhado para o CDP de Caraguatatuba.
No Domingo mais três indivíduos foram presos, e foi apreendida uma grande quantidade de entopecentes, duas armas,toca ninja,jóias e produtos de procedência duvidosa.
Os presos são: Estevam Irineu da Silva, Jairo Alves Andrade e Robson Abreu dos Santos, todos seriam encaminhados ao CDP de Caraguatatuba.
As equipes foram supervisionadas pelo Tático Comando, Tenente Druziane, e as equipes dos Sargentos J. Carvalho, Agenor e Robson.

Após tentar matar vitima durante assalto, criminoso se arrepende liga para a policia e se entrega.

Um fato inusitado ocorreu em Caraguatatuba na madruga do ultimo domingo, 14/06 por volta das 02h00min na Avenida Arthur Costa Filho no Centro.
Após tentar roubar e matar o vigia do restaurante Guaruça, o acusado pelo crime se arrependeu, ligou 190 e se entregou.
O vigia Adilson Bernardino Nunes de 41 anos, foi atacado pelo desocupado Lindomar Bomfim Guimarães de 18 anos, conhecido por “Baiano” que durante uma tentativa de roubo desferiu golpes de faca no rosto e peito da vitima que trabalhava no Guaruça.
Após a vitima ser socorrida o acusado que havia fugido se arrependeu do crime, ligou para a policia militar e se entregou.
A policia militar deu voz de prisão ao rapaz, que disse que estava roubando, pois deve para traficantes.
Conduzido a delegacia pela guarnição do Cabo Marcondes, ele acabou preso por tentativa de roubo e tentativa de homicídio.

Visita tenta entrar com droga no CDP de Caraguatatuba

No ultimo domingo 14/06, a doméstica R.A.M de 20 anos, foi surpreendida tentando entrar com uma porção de maconha durante o horário de visita no CDP de Caraguatatuba.
A droga estava dentro de uma “Xuxinha” preso ao cabelo da acusada, que foi descoberto por uma agente de segurança que faz a revista feminina na unidade prisional.
Ao ser descoberta a droga, a policia militar foi acionada e conduziu a acusada para a delegacia, que disse que estava na fila, quando uma mulher que não conhece teria lhe oferecido a “Xuxinha”, pois a presilha que usava não seria permitida entrar no CDP por se tratar de material metálico, e disse que não sabia da presença da droga.
Após ser elaborado um termo circunstanciado a mulher foi liberada.

Rapaz é preso por tráfico no Rio do Ouro

O desocupado Fabrício Francisco da Silva de 21 anos, acabou preso por tráfico de drogas na noite na ultima quinta-feira 11/06.
A equipe da Força Tática, sargento J. Carvalho e os soldados Marcelo e Leite, receberam uma denúncia de que um individuo moreno forte, estaria comercializando drogas na rua. Dois no Rio do Ouro.
No local os policiais depararam com o suspeito com as características, e abordaram o mesmo tendo êxito em localizar no bolso da bermuda 20 pedras de crack e R$ 70,00 em dinheiro.
Em diligências na casa do acusado, foram encontradas mais 26 pedras de crack, 24 trouxinhas de maconha e dois celulares.

Quadrilha que planejava assaltar supermercado é presa em Ubatuba

As Polícias Civil e Militar prenderam no início da noite do último sábado, por volta das 19h, no bairro da Praia Grande, na região central do município, 13 pessoas, ainda sem identificação divulgadas, integrantes de uma quadrilha. A maioria dos acusados era de Sorocaba, e planejavam assaltar um supermercado da cidade.
De acordo com o delegado seccional do Litoral Norte, Múcio Alvarenga, das 13 pessoas, oito eram homens. E das cinco mulheres, duas eram menores de idade. “Para prendê-los foi necessário um serviço de inteligência entre os policiais de Ubatuba e de Sorocaba. Nesse caso, a comunicação entre as corporações foi fundamental”, comentou o delegado.
Segundo Alvarenga, há três dias, a quadrilha chegou a alugar uma casa no bairro, que era considerada por eles um “QG” para planejar o assalto. Com o bando, os policiais encontraram duas pistolas, três revólveres e um carro roubado.
Ainda de acordo com o delegado, os envolvidos maiores de idade responderão por formação de quadrilha, receptação, corrupção de menores e falsidade ideológica. Ontem, os oito homens foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP), em Caraguatatuba. Já as três mulheres foram levadas à Cadeia Pública Feminina, localizada em Ubatuba.

Atendente de padaria é acusado de aliciar menina de 11 anos

Uma denúncia anônima feita ao serviço 199 da Guarda Civil Municipal (GCM), por volta das 11h do último sábado, acabou com um crime silencioso, mas que durava mais de dois meses. O atendente A.M.M., de 56 anos, funcionário da Padaria Elite, no Centro, foi preso sob a acusação de aliciar uma menina de 11 anos. Os pais da criança foram os responsáveis pelo término da ação.

De acordo com a mãe, a dona de casa Viviane Barbosa de Souza, 30 anos, e o pai, o marinheiro Marcos de Souza, 37, a filha era abordada pelo atendente sempre quando ia comprar pão no estabelecimento comercial. “Há dois meses minha filha tinha comentado que um homem da padaria tinha chamado ela parar tirar fotos. E isso sempre ocorria quando pedíamos a ela para comprar pão”, contou Viviane.

“Sempre pedíamos para a nossa filha ir à padaria no começo da manhã ou no final da tarde. Em um bilhete disse para minha filha que queria tirar uma foto igual a que fez com a ‘Julinha’”, complementou Souza, chamando a atenção para a existência de outras vítimas.
No entanto, segundo o pai, a falta de provas fez com que nada pudesse ser feito contra o aliciador. “Nos não tínhamos certeza sobre essa ação ainda, não tínhamos nada que pudesse comprovar que era ele o responsável por essa barbaridade”, disse. Indignado com a situação, Souza ainda contou que tentou armar situações que pudessem confirmar a suspeita ou detê-lo.

“Até falei para a minha filha marcar um encontro com ele. Mas infelizmente nesse dia tive que trabalhar e não deixei minha filha ir ao ponto que seria combinado”, detalhou.
Segundo a mãe, a gota d’água foi quando a filha recebeu bilhetes com mensagens de amor. “Já era para fazermos isso faz tempo, porém, quando vi o papel não deu para se controlar e fomos até onde ele trabalhava para sabermos porque fazia aquilo”.

Bilhetes e religião

Já os guardas civis envolvidos na ocorrência contaram que no momento em que chegaram ao local, havia muito tumulto e que o funcionário estava escondido nos fundos do estabelecimento. Nesse ponto do comércio, eles encontraram mais sete bilhetes com mensagens amorosas. Em cada uma, segundo os policiais, tinha um nome diferente, todas do sexo feminino.

Com permissão dos guardas, a reportagem conseguiu ter acesso ao conteúdo de um dos bilhetes localizados no armário. Nele dizia: “Bom dia. Parabéns pelo dia dos namorados. Você é muito bonita. Jesus te ama. Nós também”.
Outro ponto que chamou a atenção dos policiais foi o fato do atendente utilizar como defesa a suposta profissão de pastor de uma igreja evangélica, situada no bairro da Enseada. “Quando o abordamos, ele estava com uma faixa azul de uma denominação evangélica que congregava. Provavelmente, pensou que isso pudesse inocentá-lo de alguma coisa”, analisou o inspetor da equipe envolvida na ocorrência, Leopoldo Moreira.

Ainda de acordo com a GCM, no momento da ocorrência o proprietário da padaria ficou surpresos com a notícia. Depois de localizado, o atendente foi conduzido ao 1º Distrito da Polícia Civil onde prestou depoimento durante a tarde de sábado.

Pais revelam trauma vivido pela filha


Enquanto atendiam a reportagem no 1º DP, os pais apresentavam ansiedade e bastante aborrecimento com a situação. De acordo com a mãe da menor, eram sensações provocadas pela surpresa do fato. “Uma criança ser aliciada por um senhor de 56 anos dentro de uma padaria é revoltante. Uma mãe nunca espera que isso aconteça com um filho”, destacou.

Segundo o pai, as abordagens realizadas pelo atendente à sua filha também provocavam medo e chegavam a alterar a rotina. “Ela ficava muito apreensiva quando passávamos pela padaria. Já era um trauma para ela. Por isso, sempre que tínhamos que ir ao Centro passávamos por outras ruas, ao invés da Guarda Mor. Evitávamos ao máximo passar pela frente do estabelecimento quando ela estava conosco”, frisou.
O pai, por sua vez, salientou que o problema também se estende à família. “Imaginar o sofrimento de uma filha é muito angustiante. Nós também sofríamos juntos”, afirmou.

Para os responsáveis pela menina, que também possuem um outro filho de oito anos, o caso é um alerta para a população. “Tem que bater a cara, tem que denunciar. Caso contrário, muitas outras crianças continuarão sofrendo e outras famílias passarão pela situação que estamos enfrentando”, declarou Viviane. “Deixar pessoas como esse atendente na rua que é um crime”, enfatizou Souza.

Atendente era pastor de igreja

O delegado titular de São Sebastião, Osmany Pinheiro Junior, ouviu o depoimento do acusado. Segundo ele, o atendente confirmou que era pastor de uma igreja evangélica na Enseada e se defendeu das acusações dos pais, dizendo que as mensagens não tinham o objetivo de se aproveitar da criança. No entanto, de acordo com Pinheiro Junior, ele já foi acusado de estupro.

O delegado explicou que apesar de ter sido realizado um flagrante, o caso tem que ser bem investigado. “É um quebra-cabeça. É a informação dos pais e da criança contra a dele. Neste caso, tem que se observar que a menina só chegou a receber as mensagens”, frisou.
O delegado ainda disse um lado importante do caso foi o fato da menor informar os pais sobre a situação que passava. “Felizmente, a menina não escondeu que recebia bilhetes”, lembrou.
O delegado ainda informou que o caso será encaminhado para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da cidade e deverá ser enquadrado nas leis do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). FONTE: IMPRENSA LIVRE

Procurado por homicídio é preso transportando crianças no porta-mala

Policiais rodoviários federais faziam abordagem de rotina durante a tarde de ontem, na base da BR-101, em Ubatuba, quando deram ordem para que o motorista de um Gol encostasse o veículo. Nele estavam sendo transportadas oito pessoas, sendo que três crianças foram encontradas no porta-malas. As crianças eram filhos e sobrinho do motorista Francisco José Cavalcante de Oliveira, de 40 anos, procurado pela Justiça do Ceará pelos crimes de homicídio, formação de quadrilha e roubo de carga.

Ele não portava carteira de habilitação, e apresentou documento falso em nome de Ivan Lourenço de Oliveira. A polícia descobriu a farsa e os crimes após interrogatório. Oliveira morava em Ubatuba há 15 anos. Ele está preso aguardando transferência para o Ceará. FONTE: IMPRENSA LIVRE

Sétimo envolvido no roubo dos fuzis do Exército é preso em São José dos Campos

Mais um integrante da quadrilha acusada de roubar os fuzis do Exército de Caçapava foi preso nesse fim de semana em São José dos Campos. O rapaz, de 20 anos, confessou a participação no crime.

Ele era investigado e foi preso no sábado (13), ao ser identificado enquanto passava, a pé, em frente ao Distrito Policial do Jardim Industrial.

O suspeito vai responder por formação de quadrilha, roubo e posse ilegal de armas. Ele foi levado para o CDP de São José dos Campos.

Com a prisão de hoje (15), já são sete pessoas detidas. A polícia ainda procura outros dois suspeitos. Em Caraguatatuba um dos fuzis robados foi encontrado no mês passado, e um acusado de participar do roubo também foi preso na cidade.

domingo, 14 de junho de 2009

15 pedem para sair de treinamento para trabalhar na ROTA


Não é qualquer um que aguenta trabalhar nas Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), a tropa de elite da Polícia Militar paulista. Com déficit de pessoal, a Rota começou em maio um estágio para o ingresso de 30 novos policiais. Em três semanas, 15 candidatos já pediram para sair.

“Ser da Rota não é só usar a boina preta e o braçal. O policial da Rota é preparado para não errar”, diz o comandante, coronel Paulo Adriano Telhada . A maioria dos que pediu para sair “não se adaptou ao método de trabalho”, segundo o major Francisco de Andrade Junior.

“Muitos moram longe, outros têm problemas familiares. Ser da Rota é um sacrifício. A gente não tem hora para sair do trabalho”, acrescenta o major. Para atuar na Rota, o policial precisa ser flexível, diz Telhada. O treinamento é feito antes de o policial sair à rua. Ao ingressar na Rota, o PM passa por um curso em que aprende a diferença nos procedimentos de abordagem. Dali para frente, ele é avaliado constantemente.Ao contrário dos batalhões de área, cada viatura leva quatro homens e é comandada por um sargento, que carrega a submetralhadora.

Polícia prende 13 pessoas acusadas de formação de quadrilha em Ubatuba

Treze pessoas foram presas neste último sábado (13) à noite em Ubatuba acusadas de formação de quadrilha, receptação, corrupção de menores e falsidade ideológica.

Elas eram investigadas pela Polícia Civil há meses. São nove homens e quatro mulheres, sendo duas menores, todos pertencentes a uma facção criminosa. Eles alugaram uma casa na Praia Grande, onde planejavam roubar
um supermercado na cidade.

A maioria dos acusados é da região de Sorocaba, onde começaram as investigações. Com o bando, os policiais encontraram duas pistolas, três revólveres e um carro roubado. Outros três veículos também foram apreendidos.

Onze indivíduos estão presos na delegacia da cidade e aguardam tranferência para outros presídios da região. Dois deles eram procurados por outros crimes. As duas menores estão à disposição da Justiça.

sábado, 13 de junho de 2009

Policial militar é morta pelo namorado

Inconformado com o fim de um relacionamento, um homem matou a tiros a ex - namorada em Mogi Mirim, a 162 quilômetros da capital, na manhã de ontem. Segundo a polícia, o empresário Nilson Gross, de 40 anos, atirou na policial militar Adriana Gomes, de 35, depois de uma discussão.

Segundo a polícia, Nilson chegou à casa da ex dizendo que iria entregar um presente de Dia dos Namorados. Os dois tiveram uma discussão e Nilson atirou duas vezes contra Adriana, atingindo a moça no peito e na cabeça. Depois de disparar contra ela, ainda no local, o assassino tomou veneno. Ele morreu horas depois.

Parentes da vítima contaram à polícia que o casal teve um relacionamento de cinco anos. No começo do ano, o caso teve fim porque Adriana descobriu que o namorado era, na verdade, casado. O ex, então, teria passado a perseguir a moça, que chegou a registrar um boletim de ocorrência por agressão.
FONTE: DIÁRIO

Força Tática de Caraguá prende traficante em operação na Ilha Bela

O desocupado Estevão Cunha da Silva de 27 anos, foi preso na noite desta última sexta-feira 12/06 em Ilhabela suspeito de tráfico de drogas. Durante um policiamento de rotina pela rua Boa Vista, no bairro Barra Velha, os policiais da Força Tática de Caraguatatuba equipe do sargento J.Carvalho, Marcelo e Leite, surpreenderam várias pessoas que usavam drogas.

Os usuários conseguiram escapar mas o acusado foi capturado, e com ele foram encontrados, R$ 70 em dinheiro e 14 pedras de crack.

Os policiais foram até a casa dele e encontraram escondidas em uma cômoda mais 70 pedras de crack. A ocorrência foi apresentada na delegacia e o suspeito foi encaminhado para o CDP de Caraguatatuba.

Carro roubado de padre é achado com prostituta

Uma garota de programa de 27 anos foi flagrada com um Gol 2009 roubado de um padre, na tarde de anteontem, em Campinas (93 km de SP). A prostituta disse à polícia que não sabia que o Gol era roubado e que havia comprado o veículo, em Leme (188 km de SP), de uma pessoa que só sabia identificar pelo primeiro nome.

O carro foi encontrado por volta das 16h30 em frente a um bar na rua Pacaembu, no Jardim Itatinga, segundo o boletim de ocorrência registrado na DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Campinas. A placa do veículo era de Carapicuíba (Grande SP), mas não apontava que o carro era roubado. Os policiais desconfiaram que pudesse ser falsificada e entraram no bar perguntando pelo dono do Gol.

A prostituta se apresentou e, quando abriu o veículo para a revista, os policiais se deram conta de que o chassi do carro não correspondia ao registrado na placa. Depois, descobriram que o carro havia sido roubado de um padre, em São Paulo, no dia 14 de maio. A mulher foi presa por receptação.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Casal e crianças morrem em acidente na Tamoios

Quatro pessoas morreram no início desta tarde (11) em um acidente na Rodovia dos Tamoios, em Jambeiro. Segundo o Corpo de Bombeiros, as vítimas estavam em um carro que ia para Paraibuna.

Ao fazer uma curva no Km 22 da rodovia, o veículo com placas de São José dos Campos invadiu a pista contrária e bateu num micro-ônibus. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a colisão aconteceu no trecho de faixa dupla que proíbe ultrapassagens.

Todos os ocupantes do carro morreram na hora: um casal, de 22 e 28 anos de idade, e duas crianças, de 6 e 8 anos.

O motorista do micro-ônibus foi hospitalizado e não corre risco de morte. O veículo que ele conduzia é de uso particular e de transporte de operários, mas, no momento do acidente, estava vazio.

O local do acidente, que fica a 500 metros do acesso a Jambeiro, ficou parcialmente interditado por duas horas mas não chegou a provocar congestionamento.

A perícia vai apurar o que ocorreu e investigar se houve alguma imprudência.
FONTE: VNEWS

Policiais são acusados de tortura

O juiz José Romano Lucarini, da 1ª Vara Criminal de Santos, decretou a prisão preventiva de dois policiais civis acusados de torturar, nas dependências do 1º DP, um acusado de roubo. Em decorrência da violência, a vítima precisou ser internada e correu risco de morte. As ordens de captura foram cumpridas na segunda-feira, sendo os acusados removidos ao Presídio da Polícia Civil, em São Paulo.


O escrivão Emmanuel Carlos de Carvalho e o investigador Cristiano Pires são os acusados. Eles foram denunciados pelo promotor de justiça Rogério Pereira da Luz Ferreira, bem como a delegada plantonista Gabriela de Carvalho. Porém, o representante do Ministério Público (MP) pediu as preventivas apenas dos dois primeiros, acusados de torturarem o preso.

Segundo a denúncia do MP, embora não tenha torturado a vítima, a delegada ouviu os gritos dela, porque estava de plantão no distrito, e omitiu-se, contribuindo para a consumação do crime. A violência aconteceu na madrugada de 12 de abril de 2008, após W. ser preso em flagrante por policiais militares sob a acusação de roubo. Ele ainda permanece na cadeia por causa do delito.

SUPOSTO MOTIVO

A delegada Lilian Rodrigues, da Corregedoria da Polícia Civil, apurou o caso em inquérito, que serviu de base à denúncia do MP. O suposto motivo do crime atribuído ao escrivão, ao investigador e à delegada Gabriela foi o fato do preso se recusar a fornecer os seus dados pessoais e fazer algazarra no distrito.

Para o promotor, a tortura foi o meio de se obter informações sobre a identidade da vítima, além de servir como "corretivo", porque suspeitou-se que o rapaz não desejava roubar, mas praticar um estupro. Autuado em flagrante, ele registra passagens por crimes sexuais.

A denúncia descreve com detalhes o modo como a vítima teria sido constrangida. "O denunciado Emmanuel agarrou o ofendido com violência, imobilizando-o. Nesse momento, o denunciado Cristiano introduziu um pedaço de madeira no ânus da vítima. Ato contínuo, passou a movimentar a madeira bruscamente para causar intensa dor".

Policial é morto ao reagir a assalto em São Paulo

Um soldado da Polícia Militar Ambiental foi morto ontem à noite após reagir a um assalto no Morumbi, zona sul de São Paulo. Eriton Rodrigues de Oliveira, de 25 anos, esperava dentro do seu Chevrolet Astra preto a namorada descer do prédio onde mora quando foi abordado por dois homens que estavam em uma moto e anunciaram o assalto.


Oliveira, que estava com a sua pistola particular, reagiu. Teve início uma troca de tiros, na qual a vítima e um dos bandidos foram baleados. Os dois criminosos deixaram o local na moto. Com dois tiros no peito, o policial chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Albert Einstein.


Pouco depois, um homem baleado deu entrada no Hospital Universitário (HU). A polícia foi avisada e uma testemunha do crime o identificou como um dos criminosos que tentou assaltar o policial. O nome dele não foi divulgado. Até o início da manhã, ele permanecia internado.

Presa mulher que comanda finanças de facção

A polícia de Jundiaí (58 km de SP) prendeu, anteontem, uma das mulheres mais procuradas do Estado. Fernanda Vetori Maria, 28 anos, é acusada de controlar as finanças da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) em, pelo menos, 14 cidades e participar de sete sequestros, além da morte de uma policial militar.

"Irmã Ju" --como é conhecida-- agia como uma espécie de "caixa" do PCC, segundo a polícia. Ela recebia dinheiro arrecadado com o tráfico de drogas, festas e rifas, dividia as quantias e repassava para diversas contas em agências bancárias de Bauru, Marília, Sorocaba, Americana e Sumaré, entre outros municípios do interior do Estado.

As informações foram obtidas, segundo a polícia, a partir de escutas telefônicas autorizadas pela Justiça durante os últimos 30 dias. O delegado Antonio Seleguin Júnior informou que Fernanda era procurada desde 2005. Nessa época, ela trancou a matrícula em uma universidade, onde cursava direito. "Foi nesse ano também que o primeiro mandado de prisão contra ela foi expedido por participação em um sequestro. Depois, foram mais quatro", disse.

A acusada foi presa no Jardim São Camilo e resistiu à prisão, mostrando a carteira de habilitação e o RG falsos. Em sua casa, os policiais encontraram outros documentos falsos, além de R$ 3.500 e CDs que continham planilhas da facção. Como fachada, ela mantinha uma loja de roupas.

"Nos CDs há listas de depósitos codificadas, mas sem os valores. Há também apelidos dos criminosos", disse o delegado. Os dados são semelhantes aos das escutas. "Nos grampos as drogas eram codificadas. Maconha, por exemplo, era tratada como camisa verde." A polícia vai pedir a quebra do sigilo bancário das contas. A acusada responderá por sequestro, homicídio, tráfico e falsidade ideológica.

Resposta
A reportagem não conseguiu o contato com o advogado da acusada. À polícia, Fernanda assumiu participar da facção porque namora um integrante do PCC.

Vigilante bate na ex, apanha da filha e morre

O vigilante Orcílio de Oliveira, 47 anos, morreu na manhã de anteontem, em Jaguariúna (123 km de SP), após levar uma "capacetada" na cabeça da filha de 16 anos e sofrer uma parada cardiorrespiratória. Segundo a polícia, Oliveira batia na ex-mulher, e a garota o golpeou para defender a mãe, uma escriturária de 43 anos.

De acordo com o depoimento da ex-mulher à polícia, o vigilante chegou à casa dela bêbado, por volta das 6h30, e a agarrou pelo pescoço. Depois, ele teria derrubado a vítima no chão e dado socos em seu rosto. Enquanto o vigilante agredia a ex, seus dois filhos, a adolescente e um garoto de 13 anos, viam a cena.

A filha então pegou um capacete, ainda segundo a polícia, e feriu o pai com o golpe na cabeça. A mulher correu para dentro da casa e chamou a polícia. Depois de ser ferido, Oliveira ainda escalou o muro da casa e quebrou a cerca elétrica. Em seguida, caiu no chão. Ele foi socorrido, mas morreu antes de dar entrada no hospital. FONTE:AGORA SP

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Assaltante de residência de alto padrão é detido em Cambury


O 2º Distrito da Polícia Civil, baseado no bairro de Boiçucanga, na Costa Sul de São Sebastião, prendeu no final da manhã da última segunda-feira, o ajudante geral Gilberto de Aguiar Brauna, 22 anos, também conhecido como “Boy”.

Ele foi detido próximo à sua casa e foi um dos responsáveis pelo assalto a uma residência de alto padrão, em Barra do Sahy, realizado em março do ano passado.
Na época, o infrator foi visto por uma testemunha perto do local do crime poucos momentos depois de sua realização. A partir daí, iniciou-se as investigações, inclusive como reconhecimento das próprias vítimas. No assalto, Boy também contou com a ajuda de mais dois homens, ainda não identificados.

De acordo com os investigadores Ricardo Marques e Julimar Pereira, que estavam envolvidos na ação, o ajudante geral era procurado desde que a sua prisão preventiva foi decretada, no último dia 20 de maio, e quando abordado, não ofereceu resistência. Depois disso, foi levado ao 2º DP, onde prestou depoimentos e foi elaborado um Boletim de Ocorrência de captura e, em seguida, conduzido ao Centro de Detenção Provisória (CDP), em Caraguatatuba.FONTE: IMPRENSA LIVRE

Preso rapaz que ensinava ao filho como sequestrar

Rafael Borba, de 27 anos, suspeito de participar de uma quadrilha que sequestrou mãe e filho, mantendo-os em cativeiro por 32 horas, foi preso e apresentado pela polícia na tarde de ontem, em Florianópolis. A prisão aconteceu em Itajaí, no litoral norte de Santa Catarina.


Borba ganhou fama depois que a polícia catarinense divulgou um vídeo em que, deitado em uma rede, aparecia dando "aulas" sobre técnicas de assalto e agressão ao filho, de 4 anos, e à sobrinha, de 3. As crianças simulavam um sequestro com armas de brinquedo e eram orientadas a agredir a vítima (uma boneca) com coronhadas na cabeça.

O vídeo foi gravado pela mulher de Rafael, Viviane Stem, de 29 anos, camareira em um hotel da cidade de Penha onde aconteceu o sequestro, em 1.º de junho.

Em depoimento, o suspeito afirmou que foi um "erro ter dado as `aulas' às crianças" e pediu às autoridades para que elas permaneçam com seus familiares.Borba era procurado desde o dia 2, quando as vítimas foram libertadas. Nos últimos sete dias, esteve escondido em um pequeno apartamento no bairro Promorar II, em Itajaí.

A polícia chegou ao suspeito monitorando os passos dos seus familiares. Ele tem condenação por assalto, é foragido da justiça do Paraná e chegou a pular a janela para fugir no momento da invasão policial, mas foi preso. Com ele também foram detidos mais cinco suspeitos de envolvimento com o sequestro.

Segundo o delegado do Departamento Antissequestro de Santa Catarina, Renato Hidges, o sequestro foi planejado a partir de um cartão de visitas achado por Viviane no quarto do hotel onde Benta Pivatto, de 43 anos, e o filho Igor, de 3, estavam hospedados. "Ela viu um cartão de um estaleiro, achou que a família fosse rica e passou as informações para o sequestro", afirmou o delegado.

Realizado o sequestro, os bandidos pediram R$ 200 mil de resgate ao marido de Benta. Ele conseguiu baixar o valor para R$ 57 mil, orientado pela polícia. O valor foi pago em Curitiba e, às 22 horas do dia 3, as vítimas foram libertadas, depois de 32 horas de cativeiro.

No dia seguinte, policiais do Deic prenderam cinco suspeitos de envolvimento com o crime, entre eles, Viviane, sua irmã Cristhiane Stem, de 34 anos, e a mãe delas, Sulimar Evaristo Stem, de 54. Segundo a polícia, a quadrilha é liderada por Adriano Fialho, que está foragido.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Suspeito de matar a mãe é preso em São Sebastião


O técnico de refrigeração Rubens Barbosa de Souza Lucato, 32 anos, conhecido como “Binho”, acusado de matar a sua própria mãe, a dona de casa Guiomar Barbosa de Souza, foi preso por volta das 7h dentro de sua residência, situada na Rua Sudelpa, no bairro de Maresias.

Porém, a ação teve início na última sexta-feira depois que os investigadores Ricardo Marques e Julimar Pereira, do 2º Distrito da Polícia Civil, localizado no bairro de Boiçucanga, também na Costa Sul, receberam uma denúncia anônima informando que Binho andava pela região. A partir daí, com auxílio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaem, os policiais conseguiram chegar à casa do infrator, que também estava ocupada pela mulher e mais uma filha, de três anos. Inicialmente, para efetuarem a prisão, os policiais se identificaram como pessoas interessadas no serviço prestado por ele.

Segundo os policiais, na época em que foi assassinada, a mãe de Binho tinha 54 anos e havia passado por dois derrames, que tinha provocado perda dos movimentos e exigido por parte dos filhos maior atenção. Ela foi encontrada dentro de sua casa estrangulada e com papeis e fezes na boca. A causa da morte, de acordo com os policiais, seria asfixia. “No momento em que o abordamos ele não ofereceu resistência, mas disse que não tinha cometido o homicídio e que provaria a sua inocência. Mas as investigações dão como certa a autoria do crime”, contou Marques.

Ainda de acordo com o investigador, em Itanhaem, o infrator também residia com o irmão, mas o mesmo não gostava de cuidar da mãe. Outra questão levada em consideração pela Polícia, segundo Marques, foi o fato dele fugir de sua cidade. “Se ele não tem culpa, porque teria saído de Itanhaem, sendo que o processo criminal já estava em andamento?”, questionou.

Capturado e com prisão preventiva emitida desde maio, Binho prestou depoimentos e foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) em Caraguatatuba. Porém, deve ser levado novamente ao Litoral Sul, onde o caso está sob investigação. Se condenado por homicídio, crime previsto no Artigo 121 do Código Penal brasileiro, ele poderá pegar entre 12 e 30 anos de reclusão.

domingo, 7 de junho de 2009

Seis pessoas são mortas a tiros por motoqueiros

Seis pessoas foram assassina das na madrugada de ontem, em Guarujá. Os crimes aconteceram em bairros diferentes da Cidade, porém, segundo os boletins de ocorrências, registrados na Delegacia Sede doMunicípio como homicídio qualificado, em todos os casos, conforme testemunhas, os bandidos estavam em motos e não deixaram nenhum vestígio.

A primeira vítima foi Marise Maria da Silva, de 35 anos, que morreu após ser alvejada com vários disparos de arma de fogo em seu estabelecimento comercial (bar), na Rua Leonor da Silva Quadros, 24, na Favela Cantagalo, no Bairro Cidade Atlântica.

O crime ocorreu por volta das 23h55. De acordo com o Boletim de Ocorrência 3.636/09, a testemunha Paula Michele Costa Silva, de 27 anos, dirigiu-se ao andar de cima do bar, quando ouviu tiros e também um barulho de moto. Quando desceu para verificar o que tinha ocorrido, encontrou Marise caída no chão agonizando.

Após acionar a Polícia Militar, a vítima foi encaminhada ao Hospital Santo Amaro, porém deu entrada já em óbito. Apolícia não encontrou vestígios sobre a autoria do delito. Além disso, o local foi prejudicado para perícia, segundo o BO, porque após a saída da polícia familiares da vítima lavaram e fecharam o bar. Marise deixou três filhos. Porém, apenas Wiliton da Silva Cardoso, de 19 anos, morava com ela. Abatido, o rapaz afirmou no Instituto Médico Legal (IML), enquanto esperava a liberação do corpo, que nada parecido havia acontecido antes na região e que não tinha explicações para o fato.

NA RUA

Outro crime aconteceu por vol- ta da meia-noite, na favela Vila Rã. O vigilante Tiago Galvão Eça, 24 anos, foi morto em frente à sua casa, na Rua Afonso Câmara. Conforme o BO 3.637/09, o pai da vítima, o comerciante Paulo Figueiredo Eça, de 57 anos, declarou que Tiago foi interceptado quando saía de casa, por quatro indivíduos em duas motos, que efetuaram os disparos.

Paulo destacou ainda que um dos bandidos desceu do veículo, tirou o capacete e deu mais tiros. Ainda conforme o documento, o pai da vítima comentou que há cerca de 15 dias, Tiago também foi surpreendido por vários tiros que não chegaram a atingi-lo. Sem entender a causa do assassinato e muito abalado, o comerciante contou para A Tribuna que Tiago era um bom menino e não tinha inimigos. O jovem deixou três filhas pequenas.

QUATRO VÍTIMAS
O último caso, que resultou em quatro mortes, foi registrado por volta da 1h10 e ocorreu em um bar localizado na Av. Lídia Martins Correia, 136, no Morro do Engenho, Vila Zilda. As vítimas foram Cíntia Ruiz, 29 anos, Horácio Lessa Neves, 37 anos, Saint Clair dos Santos Melo, 29 anos e Marco Antônio Nascimento Barbosa, de 31 anos. Cíntia Ruiz, filha da proprietária do estabelecimento, Marli Lurde Ruiz, e Horácio Lessa morreram no local.

Já os demais foram levados ao Hospital Santo Amaro, mas não resistiram aos ferimentos. Testemunhas que não quiseram se identificar relataram, conforme o BO 3640/09, que quatro pessoas, ocupantes de duas motos, chegaram ao local, sacaram as armas e começaram a atirar, atingindo as vítimas. Logo depois fugiram.

Segundo o marido de Cíntia, Cícero Ruiz, que esteve no IML de Guarujá durante a manhã de ontem, a jovem estava grávida de três meses e deixou também uma filha de pouco mais de 2 anos. Ele contou que o casal mora nos fundos do bar e que Cíntia havia saído para ajudar a mãe quando foi assassinada.

Cícero comentou que a jovem tentou fugir quando percebeu os disparos, mas não deu tempo. Revoltado,Maurício Barbosa, irmão de Marco Antônio, explicou que o vigilante tinha ido apenas comprar um maço de cigarros quando foi alvejado sem justificativas. "Isso é reflexo da impunidade que vem aumentando cada vez mais. Além disso, não temos mais segurança". FONTE: A TRIBUNA

Rapaz morre após capotar carro na Rio Santos SP-55

O protético Filipe Trevisan de Carvalho de 25 anos, morreu em um capotamento no km 75,5 da Rodovia Rio Santos, em Caraguatatuba, neste domingo (7).

De acordo com a Polícia Militar, quatro pessoas - dois homens e duas mulheres - de São José dos Campos, que voltavam de uma festa em Ilhabela, ocupavam o carro da marca Renault Clio cor prata.

O motorista não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os outros três ocupantes não tiveram ferimentos. O acidente aconteceu por volta das 4h30 e não houve congetionamento.

Segundo o Corpo de Bombeiros, testemunhas disseram que o carro estavam em alta velocidade. A Polícia Rodoviária Estadual não soube informar se eles estavam alcoolizados. As vitimas são moradores de São José dos Campos.

sábado, 6 de junho de 2009

Vôo 447 Aeronáutica confirma ter achado dois corpos e peças de avião

O coronel Jorge Amaral, vice-chefe de Comunicação da Aeronáutica informou que, às 8h14 deste sábado, foi confirmada a localização de peças e de dois corpos pertencentes ao vôo 447 da Air France, que caiu no trajeto entre o Rio de Janeiro e Paris.

"Hoje, então, tivemos resultados positivos, o que traz pra nós a certeza de que nosso trabalho foi bem conduzido", afirmou Amaral. De acordo com o coronel, o primeiro corpo, de um homem, foi recolhido às 9h30 a 69,5 km do ponto onde houve a última comunicação da aeronave, a cerca de 900 km de Fernando de Noronha.

Foram encontrados dois corpos masculinos, uma maleta que continha um bilhete da Air France em nome de um passageiro do vôo 447. Também foram avistados no mar uma mochila com um cartão de vacinação e uma poltrona azul com numero de série semelhante ao usado pela companhia aérea. O material foi localizado por uma aeronave R-99, cujo radar tem tecnologia para encontrar objetos sem auxílio visual.

"Foram retirados dois corpos, ambos do sexo masculino, não identificados. Aquele número de bilhete não há como linkar uma coisa com outra agora", afirmou Amaral. "Um bilhete foi encontrado dentro de uma pasta, não sabemos se pertence ou não aos dois corpos."

A corveta Caboclo recolheu o material e os corpos. Segundo a Marinha, tudo o que for encontrado será transferido para uma fragata, que fará o transporte até as proximidades da ilha. Quando a embarcação chegar proximo à terra firme, um helicóptero fará o resgate do material. A chegada está prevista para a manhã de domingo.

Segundo o coronel, o mais importante no momento é aliviar as famílias das vítimas. "Agora, foi uma notícia triste, mas é um certo conforto, pelo fim da angústia das famílias", explicou. os parentes das vítimas foram informados dos resultados das buscas dez minutos antes do anúncio à imprensa.

A Aeronáutica informou que as buscas por destroços continuam, paralelas agora ao resgate dos corpos. A área onde foram encontrados os destroços não possui rochedos, o que facilita o trabalho.

A identificação, segundo a Força Aérea Brasileira, ficará a cargo de peritos da Polícia Federal e do Instituto Médico legal (IML) em Recife (PE). "O trabalho de identificação, de fato, será feito no Recife", afirmou o major brigadeiro Louis Josuá, comandante do 2º Comando Aéreo Regional.

O resgate
A operação de resgate que encontrou os corpos começou às 4h (3h, no horário de Brasília), com a decolagem do avião R-99 de Fernando de Noronha. Segundo a Marinha, a unidade avistou uma série de pontos no mar, a 69,5 km a noroeste da área onde o A330 reportou uma pane elétrica.

Após localizar os pontos, o R-99 solicitou a presença de um C-130 da Aeronáutica e da corveta Caboclo - o navio da Marinha mais próximo do local.

Segundo as informações das Forças Armadas, o C-130 confirmou visualmente a existência de destroços na região às 8h07. Sete minutos mais tarde, a Caboclo recolheu uma poltrona azul de número de série 23701103B331-0, que, segundo a Marinha, ainda não foi identificada como pertencente ao avião que fazia o vôo 447.

Às 9h10, o navio avistou o primeiro corpo na área, que foi recolhido pela tripulação 20 minutos depois e identificado como sendo masculino. Já às 9h50 é recolhida uma mochila que contém um cartão de vacinação. Vinte e oito minutos depois é encontrada uma maleta de couro com um bilhete de vôo da Air France em seu interior.

Segundo o relato da Marinha, o segundo corpo - também do sexo masculino - foi encontrado pela corveta às 11h13.

O acidente
O Airbus A330 saiu do Rio de Janeiro com 228 pessoas a bordo no domingo (31), às 19h (horário de Brasília), e deveria chegar ao aeroporto Roissy - Charles de Gaulle de Paris no dia 1º às 11h10 locais (6h10 de Brasília).

De acordo com nota divulgada pela FAB, às 22h33 (horário de Brasília) o vôo fez o último contato via rádio com o Centro de Controle de Área Atlântico (Cindacta III). O comandante informou que, às 23h20, ingressaria no espaço aéreo de Dakar, no Senegal.

Às 22h48 (horário de Brasília) a aeronave saiu da cobertura radar do Cindacta, segundo a FAB. Antes disso, no entanto, a aeronave voava normalmente a 35 mil pés (11 km) de altitude.

A Air France informou que o Airbus entrou em uma zona de tempestade às 2h GMT (23h de Brasília) e enviou uma mensagem automática de falha no circuito elétrico às 2h14 GMT (23h14 de Brasília). A equipe de resgate da FAB foi acionada às 2h30 (horário de Brasília).FONTE;TERRA

Funcionários denunciam precariedade nas instalações do Instituto Médico Legal na região

Funcionários de duas unidades do Instituto Médico Legal da região reclamam da falta de estrutura para trabalhar. Em Jacareí, dez legistas e auxiliares do IML trabalham em cadeiras e mesas que apresentam péssimas condições e o alojamento é misturado ao arquivo de documentos. No necrotério, algumas macas estão enferrujadas e outras, fora de uso.


A única viatura do instituto está parada desde novembro do ano passado, aguardando conserto. Os funcionários já encaminharam dois ofícios para a Secretaria de Segurança Pública do Estado, pedindo reparos no carro, mas até hoje não receberam resposta. Enquanto isso, eles fazem diversos trabalhos com seus carros particulares, mas, em alguns casos, a prestação de serviços públicos acaba prejudicada. "A gente não tem condições adequadas e ainda está correndo, principalmente quanto à nossa integridade física, pois temos que ir ao necrotério de madrugada, com carro particular e o risco de assaltos, por exemplo, é enorme", afirma o funcionário de Jacareí, Reginaldo dos Santos.


Em Taubaté, o problema é outro. O novo IML da cidade deveria estar pronto desde 2007, mas até agora somente serviços burocráticos e exames de corpo delito são feitos no local. Faltam equipamentos e a construção de outro espaço. Enquanto isso, o antigo necrotério continua sendo utilizado nas perícias, mas as condições não são as ideais. "A iluminação não está adequada, a mesa de necropsia é muito antiga e não desliza com facilidade. Temos que nos esforçar para fazer uma necropsia adequada", conta o médico legista Nelson Parisi. Na unidade de Taubaté, falta até energia elétrica para fazer perícias.



A direção do Instituto Médico Legal da região, que responde por 39 cidades no Vale do Paraíba e Litoral Norte, não quis dar entrevista para a Rede Vanguarda. A diretoria informou, apenas, que não tem verba suficiente para fazer o conserto da viatura, no caso de Jacareí.

A nossa produção apurou que a situação dos IMLs da região é ainda pior. Além de pouco dinheiro, os institutos começam a sofrer com a falta de mão-de-obra. Nos últimos 15 anos, 32 servidores públicos morreram ou se aposentaram, mas não houve reposição de nenhum cargo.FONTE: VNEWS

Veículos furtados são encontrados em Caraguá e Ubatuba

Foram encontrados na quinta-feira dois veículos produtos de furto em Caraguatatuba e Ubatuba. A ação foi desenvolvida pela Polícia Militar dos dois municípios e ocorreu enquanto a corporação realizada o patrulhamento.

Em Caraguatatuba, a ação ocorreu por volta das 11h, na Travessa Dois, no bairro Perequê-Mirim, na região Sul da cidade, e resultou na localização de uma Ford Courier, que havia sido furtada na última quarta-feira em São Sebastião. Dentro do carro, os policiais ainda encontraram uma carteira de couro, com documentos do proprietário, uma folha de cheque e um cartão do banco Itaú, além de R$ 40 em dinheiro e mais diversas moedas, que totalizavam R$ 111.
Já em Ubatuba, a ocorrência foi realizada por volta das 15h. Nesta ação, a corporação localizou uma Volkswagen Kombi, que havia sido furtada na terça-feira em Caraguá. FONTE: I LIVRE

Preso por roubo dos fuzis em Caçapava chega hoje a São José dos Campos

Wilian Storto, preso ontem (05) no Paraná por envolvimento no roubo dos sete fuzis em Caçapava, será trazido hoje para São José dos Campos hoje (06). De acordo com a polícia, ele é o líder de uma facção criminosa. A prisão foi em Nova América da Colina, norte do Paraná. Wilian deve chegar na delegacia da Polícia Federal em São José às 14h.

Wilian Storto foi preso na casa da tia dele, onde estaria morando atualmente. Segundo a polícia de Cornelio Procopio, mais de 20 policiais, entre agentes da Polícia Federal, Polícia Militar, Civil e Exército foram mobilizados para prender Wilian.

Ele estava foragido desde o assalto em Caçapava, ocorrido em março, em que os bandidos levaram sete fuzis do Batalhão do Exército. Deles, 6 já recapturados.
FONTE:VNEWS

Detenta finge passar mal e tenta entrar com droga na cadeia de Ubatuba

Uma detenta foi flagrada ontem (05) à noite em Ubatuba tentando entrar com drogas na cadeia da cidade.

De acordo com a Polícia Civil, a presa disse que estava passando mal e pediu atendimento médico. Ela foi levada para o Pronto Socorro, onde pediu para ir ao banheiro.

Nesse momento, a detente pegou a droga e um carregador de celular. Depois de passar pelo atendimento, ela e o investigador retornaram para o presídio. Lá, os policiais descobriram que ela estava com a maconha e o carregador.

A polícia não informou a quantidade de droga que a mulher carregava.
FONTE: VNEWS

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Rapaz é preso com drogas pela DIG no Travessão

Policiais Civis da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) prenderam por volta das 19h40min desta quinta-feira 04/06, o desocupado Luan da Silva de 18 anos, surpreendido com drogas após denúncia anônima.
Os policiais fizeram campana em um terreno baldio da rua. Carlos Faria de Alvarenga no Travessão, e descobriram que o acusado pegava droga atrás de uma moita e entregava para os usuários.
No momento em que pegava a droga, o suspeito recebeu ordem de parada, e jogou uma sacola para o alto no intuito de dispensar os entorpecentes. Após ser detido, os policiais civis localizaram dentro da sacola 42 pedras de crack, 12 porções de maconha e 8 bolinhas de uma erva aparentando ser haxixe.
O acusado confessou a prática de tráfico, e conduzido a delegacia acabou preso por tráfico de drogas.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Suposto estuprador é encontrado morto

Um homem foi encontrado morto pelos bombeiros em uma casa no bairro Jardim Santo Antônio, em Caçapava.

Sobre o corpo da vítima foi deixado um bilhete que o acusava de ser um estuprador. Dois indíviduos foram vistos deixando o local, que fica na rua 28 de Setembro.

De acordo com a investigadora de plantão, um suspeito de ter cometido o crime está detido. FONTE: VNEWS

Guarda Civil é morto durante assalto em São José dos Campos

No início da tarde desta quinta-feira, um guarda civil de São Paulo foi baleado na avenida João Batista de Queiroz Júnior, no Jardim das Indústrias, em São José dos Campos.

Ivan Zemantalkas Heizeo mora em São José dos Campos e estava saindo de um banco quando dois homens se aproximaram de moto. Eles pretendiam levar o dinheiro que vítima havia tirado do banco: R$ 3.800.

Ivan estava armado e reagiu. Um dos assaltantes atirou no rosto do guarda, que morreu na hora. Os dois homens fugiram de moto, sentido zona sul, levando a arma da vítima. Ainda não há pistas dos bandidos.FONTE: VNEWS

Policiais são presos por tentativa de extorsão


A Corregedoria Geral da Polícia Civil prendeu dois agentes policiais e um delegado do 1º DP (Sé) acusados de tentarem extorquir dois sacoleiros que traziam mercadorias ilegais do Paraguai. Os sacoleiros foram presos por contrabando pela Polícia Federal. Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública), os policiais estavam de plantão na rodoviária do Tietê (zona norte) quando viram dois irmãos, de 18 e 19 anos, que voltavam de Foz do Iguaçu (PR) com mercadorias do Paraguai.

Os policiais se identificaram e levaram os rapazes à delegacia. O delegado não registrou o boletim de ocorrência, e um dos irmãos foi liberado com a condição de entregar R$ 5.000 e metade das mercadorias, que incluíam aparelhos de DVDs e gravadores digitais.

O rapaz denunciou a extorsão à corregedoria. Uma sacola com produtos foi achada na sala do delegado. Ele e os dois policiais foram presos por extorsão. Os contrabandistas foram levados à PF e presos. A corregedoria vai instaurar inquérito e processo administrativo para apurar o caso. FONTE: AGORA SP