segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Dois morrem após troca de tiros em frente a hospital de Joanópolis

Duas pessoas morreram na madrugada deste domingo durante uma confusão em frente a um hospital de Joanópolis, a 112 km de São Paulo. A polícia foi chamada para conter um grupo que fazia bagunça na porta do local e houve troca de tiros.

Com a chegada da polícia, a briga passou a ser generalizada. “Ao chegar ao local, a viatura já foi cercada por várias pessoas, um dos participantes do grupo já entrou com uma arma pelo vidro da viatura, o policial teve tempo de segurar a mão desse agressor e efetuar disparos, se defendendo e defendendo o companheiro”, explicou o major da Polícia Militar Fabiano Suero.

Uma viatura ficou amassada e com manchas de sangue. Segundo a PM, o policial disparou 13 vezes. Alguns tiros acertaram a fachada do hospital.

Durante os disparos, quatro pessoas foram atingidas. Duas morreram no local. Outras duas vítimas foram socorridas e encaminhadas em estado grave a um hospital de Bragança Paulista. A polícia investiga se uma terceira arma também foi usada.

“O policial revidou e houve pessoas que foram alvejadas. Nós estamos investigando porque parece-me que uma enfermeira viu, do ângulo em que ela estava, mais pessoas sacando arma”, explicou o delegado Luiz Carlos Ziliotti.

A arma utilizada para intimidar os policiais foi apreendida. Três homens que participaram da confusão foram presos em flagrante. O comando da PM informou que abriu inquérito para investigar a ação dos militares no caso.

Mãe de criança carbonizada em SP também foi a baile funk, diz polícia

A mãe do menino de 3 anos que morreu carbonizado após um incêndio no barraco onde estava na Zona Oeste de São Paulo, na madrugada deste domingo, também havia ido a um baile funk, junto com a avó da criança. As duas deixaram a criança sozinha em casa por volta de 1h e só retornaram às 4h30, quando o fogo já havia sido controlado.

O barraco onde o menino morava ficou destruído após o incêndio. Ele estava trancado na casa quando o fogo começou, por volta das 3h. Peritos do Instituto de Criminalística suspeitam que o fogo foi causado por um curto-circuito.

Moradores da região tentaram salvar o garoto, mas o fogo estava muito forte e não foi possível apaga-lo. Quando a mãe e a avó voltaram, a criança já estava morta e a casa destruída.

A avó do garoto tinha a custódia do menino desde seu nascimento. Ela foi presa em flagrante por abandono de incapaz e levada para o 51º Distrito Policial, no Butantã.

Trio invade lanchonete e mantém cerca de 30 clientes reféns em São Paulo

Três homens foram presos no fim da noite deste domingo após um assalto a uma lanchonete em Pirituba, em São Paulo. Clientes e funcionários foram rendidos durante o crime. Outros cinco assaltantes conseguiram fugir.

Cerca de 30 clientes estavam no local no momento do assalto. Os ladrões tentaram arrombar o cofre para levar o dinheiro. Um funcionário foi agredido com coronhadas. Segundo ele, os suspeitos que conseguiram fugir levaram dinheiro de troco usado nos caixas.

O entregador da lanchonete disse que os ladrões chegaram a disparar tiros dentro do estabelecimento. “Ficavam com arma na mão aterrorizando todo mundo, dando coronhada, até tiro dispararam lá dentro”, contou o rapaz.

A moto dele foi levada pelos criminosos, mas foi recuperada pouco depois pela polícia.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Oficial de Justiça é assassinada dentro da própria casa, em Pinda

Uma oficial de Justiça foi assassinada dentro da própria casa em Pindamonhangaba. A polícia investiga o caso. Por enquanto, ninguém foi preso.

Neyla Mannes Romanini Saab, de 49 anos, foi assassinada dentro de casa, no bairro Vila Bourguese, por volta das 19h de ontem (27). No momento da ação a vítima estava sozinha. Os vizinhos preferiram não comentar o caso.

De acordo com a polícia, a mulher foi morta com várias facadas no peito.
Alguns objetos dela, teriam sido levados pelo autor do crime. A vítima foi encontrada pelo marido. Segundo a polícia, ela chegou a ser socorrida com vida, mas não resistiu aos ferimentos.

Neyla travalhava há 23 anos no Fórum de Pindamonhangaba. Atualmente atuava no Juizado Especial.

O corpo da oficial de Justiça será velado e enterrado em Taubaté na tarde de hoje. A polícia informou que já tem suspeitos do crime.

Polícia estoura desmanche de carros roubados em Taubaté

Cinco pessoas foram presas nessa quinta-feira (27) em Taubaté após a polícia fechar um desmanche de veículos na Avenida Marechal Arthur da Costa s e Silva, na Independência. O curioso é que o destino das peças roubadas era uma loja, onde há um mês houve um tiroteio. Naquela ocasião, o dono do estabelecimento foi baleado e agora ele acabou preso por receptação.

Parecia um ferro-velho. Mas uma denúncia fez a polícia descobrir o que realmente acontecia no local. Os carros velhos, na frente da casa, serviam apenas de disfarce, pois era na parte de trás da propriedade, que carros roubados, ou furtados, eram desmontados.

A perícia já esteve na área, mas por enquanto não pode afirmar quantos veículos já passaram pelo desmanche, onde carrocerias e pedaços de carros semi-novos foram apreendidos.

No local, também haviam duas salas, cheias de peças de motor. “Nós chegamos aqui [no desmanche] e eles estavam destruindo um veículo e separando as peças para comercializar”, informou o soldado da Polícia Militar, Valmari Ferreira.

Na tentativa de dificultar a identificação dos veículos, a quadrilha quebrava os vidros e sumia com os chassis. Duas pessoas que trabalham no desmanche foram presas em flagrante. Elas indicaram o estabelecimento que recebia os pedaços dos carros.

A polícia chegou então a uma auto-peças, onde dois funcionários e o proprietário foram presos. Há exatamente um mês, o dono da loja havia sido baleado durante um tiroteio. Na troca de tiros, um empregado foi morto. Naquela ocasião, o homem já deveria ter sido preso, por porte ilegal de arma, mas estava solto graças a um recurso.

Os cinco presos deste caso já tinham passagem pela polícia.

Bandido morre ao roubar moto de guarda civil no ABC

Um criminoso morreu e outro conseguiu fugir após a dupla roubar a moto de um guarda civil de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. O assalto ocorreu na Rua Porto da Folha, em Cidade Patriarca, na zona leste da capital paulista, por volta da 20h30 de quinta-feira.

Luiz Antonio Ramos Bonifácio, de 35 anos, e um segundo assaltante tomaram alguns objetos e a moto do guarda civil, mas não perceberam que ele estava armado.

No momento em que os assaltantes já estavam sobre a moto e iniciavam a fuga, o guarda civil atirou, acertando Bonifácio, o garupa, que morreu a caminho do hospital da Vila Nhocuné. O outro assaltante fugiu levando a moto. O caso foi registrado no 10º Distrito Policial, da Penha.

Homem é preso ao tentar abusar de garota de 16 anos na Vila Mathias

Um servente de 23 anos foi preso na madrugada desta sexta-feira, em Santos, após ser flagrado tentando estuprar uma adolescente de 16 anos na Vila Mathias. Antes disso, ele quis roubar a bolsa da jovem que, por sua vez, não tinha nada de valor. Populares, ao presenciar a cena, conseguiram conter o acusado, que ficou ferido, até a chegada da polícia.

O crime ocorreu na Rua Doutor Carvalho de Mendonça, próximo à Rua Luiz de Camões, por volta da meia-noite. A jovem voltava pela calçada a pé quando o homem foi de encontro a ela, prensando-a contra o muro de uma casa. Ele vasculhou a bolsa da menor, mas nada foi encontrado, em seguida começou a tocá-la.

Conforme registro da Central de Polícia Judiciária, o plantão da Polícia Civil da Cidade, o servente disse que "como não havia algo para roubar, a mercadoria seria ela". Após isso, a garota foi acariciada nos seios e nádegas, até conseguir pedir ajuda. Quando populares foram ver o que ocorria, o homem disse que era uma briga de casal.

As pessoas não se convenceram e acionaram a polícia. Antes disso, conseguiram detê-lo. Os policiais chegaram ao local a tempo de evitar o linchamento do acusado.

A jovem explicou o que havia acontecido e, diante disso, ele foi levado para o Distrito Policial Sede de Santos, onde prestou depoimento e foi indiciado em flagrante por tentativa de furto e estupro.

Agente penitenciário é preso em flagrante com celulares, cigarros e comprimidos

Um agente penitenciário foi preso em flagrante nesta quinta-feira ao tentar entrar na Penitenciária 1, de São Vicente, com celulares, cigarros e 200 comprimidos de Pramil, remédio para disfunção erétil de venda proibida no Brasil. O acusado também foi indiciado por fazer apologia ao neonazismo após uma suástica adesiva ter sido encontrada no vidro do seu carro.

Como de costume, todos os funcionários, ao chegarem na penitenciária, são levados a uma sala onde são submetidos a revistas pessoais. Porém, na vez do agente Gaspar Dutra Barreto, de 37 anos, houve uma surpresa. O indiciado não autorizou a ação.

Policiais militares foram acionados para aplicar a revista em Barreto, quando ele tirou de dentro da cueca dez cartelas de Pramil e três fones de ouvido para celulares.

Desconfiados, os PMs solicitaram também uma checagem no armário do acusado. Lá foram achados oito celulares, um carregador, mais dois fones de ouvido, uma cartela de Navotrax (comprimidos tranquilizantes), nove cápsulas de Aerogreen (remédio para alívio de crises de asma) e um pedaço de cano, aparentando ser de cobre, com a frase “Doril para negão folgado”.

No carro do agente, no vidro traseiro, os policiais encontraram uma cruz suástica, símbolo do neonazismo, que é proibido por lei federal no País.

Barreto foi conduzido ao 3° DP de São Vicente, onde recebeu voz de prisão por apologia ao crime, contrabando e por venda de produtos ilegais. Após depoimento, ele foi levado à cela especial do Presídio de Tremembé, em São Paulo.

O neonazismo está associado ao resgate do nazismo ou nacional-socialismo, ideologia política propagada por Adolf Hitler, no começo da década de 20. O movimento neonazista tem suas origens assentadas na intolerância e em preceitos racialistas, primando sempre pela "superioridade da raça branca".

Os seguidores da doutrina neonazista em sua maioria promovem discriminação contra grupos específicos, como homossexuais, negros, índios, judeus e comunistas.

Algumas correntes preferem apenas a segregação da "raça pura ariana" das demais, condenando agressões físicas e, muitas vezes também violência moral e psicológica. Outras promovem explicitamente o ataque físico aos grupos citados.

Apesar da prática, os neonazistas não se denominam racistas. Apologia ao nazismo é o ato de promover ou praticar sob qualquer argumento ou meio as idéias propagadas pelo Partido Nacional Socialista Alemão dos Trabalhadores do Terceiro Reich, mais conhecido como Partido Nazista.

No Brasil, fazer apologia ao nazismo e ao racismo é crime sem direito a fiança. Também é considerado crime a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

A pena para apologia ao nazismo inclui prisão de 2 a 5 anos e há casos recentes de condenação pela Justiça brasileira ao crime de apologia ao nazismo.

O artigo 140, § 3º, do Código Penal, estabelece pena de 1 a 3 anos de prisão, além de multa, para as injúrias motivadas por “elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem, ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.

A lei 7716/89 abrange os “crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”, também com pena de reclusão de 1 a 3 anos, mais multa. No caso da apologia ao nazismo (artigo 20), a pena é agravada para 2 a 5 anos de reclusão, mais multa e destruição do material apreendido.

Apesar dos movimentos neonazistas no Brasil serem insiginificantes se comparados ao neonazismo nos Estados Unidos e Europa, o crescimento de casos de manifestações extremistas e o ódio racial, envolvendo neonazistas, têm preocupado as autoridades.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Polícia Militar apreende 144 quilos de cocaína próximo a Bragança Paulista

A Polícia Militar apreendeu na madrugada desta quinta-feira (27) 144 quilos de cocaína no porta-malas de um carro com placa de Linhares (ES) na Rodovia Capitão Barduíno, que liga Socorro a Bragança Paulista, na altura de Pinhalzinho. Além dos 147 tijolos da droga, também foram encontrados três quilos de maconha. A droga está avaliada em R$ 1 milhão.

O motorista do carro, um vendedor de 47 anos que mora e trabalha em Pinhalzinho, confessou que comprou a droga em Socorro e iria levá-la para traficantes de São Paulo.

O suspeito tentou oferecer R$ 100 mil aos policiais para não ser preso, mas não adiantou. Os PMs prenderam o homem por tráfico de drogas e corrupção ativa, e o encaminham para o Centro de Triagem de Piracaia.

Homem confessa ter matado travesti por dívida de R$ 4

Está preso o homem suspeito de matar um travesti no fim de semana, em Jambeiro. Na delegacia, Jefferson Rosa confessou o crime. E explicou que causa foi uma dívida de R$ 4 e um cigarro. "Quatro reais, pra beber um goró. Porque eu tinha trabalhado, tinha ganhado meu dinheiro e como ela não tinha e eu não quis pagar, ela ficou brava e eu também fiquei bravo e foi por isso, ué", declarou Jefferson.

A polícia prendeu o suspeito em Caçapava. Um pedaço de pau, usado no crime, também foi apreendido. Segundo o acusado, o travesti ainda teria ido até a casa dele para ameaçá-lo. "Falou que se eu não abrisse ela ia pegar o facão e me atingir. Aí eu agi mais rápido que ela".

O crime foi em um parque de diversões na madrugada de domingo. O local fica ao lado da delegacia da cidade. "Além do motivo fútil, da dívida mínima, tem também a questão homofóbica", explicou o delegado Marcio Ramalho. A homofobia é o crime praticado contra homossexuais.

Se condenado, Jefferson pode cumprir até 30 anos de pena.

Bombeiro bate em homossexual em encontro

O soldado provisório do Corpo de Bombeiros Vanderlei Eleno Júnior, 21 anos, conheceu uma pessoa pela internet e marcou encontro com ela, pensando que fosse uma loira de olhos azuis. Mas, segundo a polícia, quem apareceu foi um auxiliar administrativo de 32 anos. Quando soube que ele era homossexual, o bombeiro o agrediu com violência e roubou sua moto. Foi preso anteontem.

Segundo o delegado Luís Evandro Medeiros, do 1º DP de Praia Grande (71 km de SP), as agressões aconteceram no dia 16. Depois de um mês de contato pela internet, o soldado e o auxiliar administrativo marcaram um encontro na casa do PM, em Praia Grande. Professor e faixa preta de karatê, o bombeiro teria ficado revoltado quando o auxiliar administrativo, funcionário da Procuradoria do Estado, se apresentou. A vítima, que pediu para não ter o nome divulgado, foi espancada, amarrada com lençol e colocada no porta malas do carro do PM, ainda de acordo com a polícia. Medeiros disse que o auxiliar administrativo teve sorte e conseguiu escapar em Cubatão (56 km de SP).

A vítima foi levada para um hospital e permaneceu três dias internado. "Ele levou 12 pontos na nuca, oito na cabeça e ficou com hematomas no nariz e nos olhos. Apanhou muito", disse o delegado.

Preso ao fazer a mulher refém por 16 anos

O aposentado João Batista Grappo, 64 anos, é acusado de ter mantido a mulher Sebastiana Aparecida Grappo, também de 64 anos, portadora de deficiência mental, em cárcere privado num porão de 12 metros quadrados, durante 16 anos, em Sorocaba (99 km de SP). O suspeito foi preso e levado para um CDP (Centro de Detenção Provisória).

A delegada Jaqueline Barcelos Coutinho, da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), disse que chegou ao aposentado graças à informação de um anônimo. Segundo a policial, Sebastiana ficava em um porão sujo, com mau cheiro, onde havia uma cama de alvenaria, um banheiro e iluminação precária.

Sebastiana foi levada para o Hospital Regional de Sorocaba. A Secretaria Municipal da Cidadania procurava, ontem, um local adequado para abrigá-la. O aposentado disse na delegacia que a mulher não estava em cárcere privado, mas confinada.

Promotor pede internação de garoto detido 16 vezes

O promotor Thales Cezar de Oliveira, da 2ª Vara da Infância e Juventude da capital, pediu ontem à Justiça a internação provisória do adolescente F., 14 anos, detido pela 16ª vez na madrugada de anteontem sob a suspeita de receptação, lesão corporal e dirigir sem habilitação. A decisão deve ser anunciada hoje.

Segundo a Polícia Civil, F. e mais quatro adolescentes com idade entre 14 e 15 anos, incluindo uma menina, foram flagrados por PMs em um carro furtado. Na delegacia, F. mordeu o dedo do delegado.

Para o promotor, libertar F. "é temerário para a sociedade, já que ele pode voltar a furtar, e também para ele próprio, caso haja uma eventual represália" por parte de criminosos.

Justiça decreta prisão de bombeiro acusado de tentar matar gay durante encontro em PG

A Justiça decretou a prisão preventiva de um bombeiro temporário, de 21 anos, pertencente ao grupamento de Cubatão, após inquérito policial determinar que ele tentou matar um funcionário público de Santos, de 31 anos. Os dois se conheceram em um site de relacionamento na internet e marcaram um encontro, em Praia Grande. O acusado alega ter esperado uma mulher, a vítima, por sua vez, disse que ele sabia de tudo.

O caso curioso começou ainda no final no ano passado, quando os envolvidos se conheceram em uma comunidade virtual, ambos em busca de um parceiro. Entre uma conversa e outra eles resolveram no dia 16 janeiro, domingo, se conhecer pessoalmente, mas algo saiu fora do esperado. A vítima, na casa do acusado, em Praia Grande, foi espancada com um taco de madeira e teve ferimentos profundos na cabeça.

Em seguida, o funcionário público, que é homossexual, foi coberto por um lençol branco e colocado no porta-malas do carro do bombeiro, que saiu dirigindo logo em seguida do local. Em determinado ponto, em uma avenida movimentada da Cidade, o veículo diminuiu a velocidade e o homem conseguiu escapar do automóvel. Ele correu em direção a um restaurante, nas proximidades e foi socorrido até Pronto Socorro da Cidade, onde permaneceu internato até o dia 20, quinta-feira.

"Assim que fui notificado do caso, no mesmo dia da alta da vítima, pedi a prisão provisória de cinco dias do acusado para o comandante dos Bombeiros de Cubatão. Ele ficou preso até sair a decisão do juiz, esta semana", explicou o delegado titular do 1º Distrito Policial de Praia Grande, Luis Evandro Medeiros. O bombeiro, que também é professor de caratê e atleta profissional, responderá o processo criminal por tentativa de homicídio em regime fechado, em uma cadeia militar de Santos.

Ainda segundo o delegado, que investigou o caso por quase uma semana, as versões dos envolvidos são diferentes, mas, ao mesmo tempo, complementares, o que resultou no esclarecimento do inquérito. Enquanto a vítima diz que o bombeiro sabia de tudo, ele, por sua vez, alega que foi surpreendido ao encontrar um homem em vez de uma mulher, a Gabi – ou Gabriela.

Nos registros da Polícia Civil de Praia Grande, o bombeiro, que prestou depoimento na frente do próprio comandante e de um advogado, disse que as conversas começaram há pouco mais de um mês via Orkut. Segundo a versão, do outro lado estava uma "loira, de olhos claros e super simpática". Ela identificou-se como Gabi. Após aproximação, marcaram um encontro na casa dele, às 19 horas daquele domingo.

O encontro ocorreu, mas não do jeito que era esperado. Ao entrar pela porta da frente, o bombeiro diz ter levado um susto ao encontrar um outro homem que, pulou contra ele. Como forma de se defender, usou um taco de madeira para contê-lo. Em seguida diz ter prestado socorro, ao enrolar a vítima em um lençol e colocar no porta-malas do carro. No entanto, assumiu também que ao vê-lo saltando do veículo, não correu atrás.

Já o funcionário público, que até então era a Gabi, desmentiu a versão. Disse que desde o começo das conversas virtuais o bombeiro já sabia de tudo e que estava ciente da opção sexual dos dois, que em comum acordo resolveram se encontrar.

Em frente ao Atacadão da Cidade, segundo a vítima, eles se apresentaram pessoalmente. Em seguida, foram em direção à casa do bombeiro, que fica nas proximidades. Quando entraram no imóvel, sem saber explicar, ele foi espancado e enrolado em um lençol para conter os sangramentos na cabeça, que resultaram em cerca de 20 pontos. Ao perceber que o acusado queria esconder o suposto corpo, o funcionário público conseguiu abrir o porta-malas e fugiu.

O caso só chegou ao conhecimento das autoridades na região no último dia 20, quinta-feira. Foi quando a vítima recebeu alta do hospital e, imediatamente, seguiu para o 1º Distrito Policial de Praia Grande, onde prestou depoimento ao delegado titular, Luis Evandro. Lá, o servidor disse também ter sido roubado, mas a moto e bens pessoais foram encontrados logo em seguida.

A prisão provisória foi acatada pelo comandante do Corpo de Bombeiros de Cubatão até que as investigações começassem. Em seguida, os fatos foram apurados com as partes, que apresentaram as versões diferentes. A promotoria do município, assim como o juiz responsável pelo caso, aceitou a denúncia feita pela polícia e determinou a detenção preventiva do bombeiro, que terá que responder o processo em cárcere privado.

Ainda durante as investigações, foi constatado que o acusado é atleta oficial da Cidade de Cubatão e que ministra aula de caratê . Além disso, na temporada de verão, ele prestava serviços aos bombeiros.

Ladrão devolve relógio roubado alegando que produto era falso

Depois de roubar o relógio, a carteira, documentos e cartões de crédito de um cozinheiro, de 29 anos, em Salvador, o assaltante decidiu devolver o relógio à vítima alegando se tratar de um produto falsificado. De acordo com a Polícia Civil, o homem, de 30 anos, foi preso após denúncia da vítima.

O assalto ocorreu próximo ao Viaduto dos Motoristas. O suspeito foi preso minutos depois do assalto, em um campo de futebol perto do local onde havia abordado o cozinheiro. Segundo a polícia, outro homem que também teria participado do assalto ainda está sendo procurado. A dupla é suspeita de vários roubos ocorridos na região.

Discussão entre casal quase resulta em morte em São Vicente

Um desentendimento familiar quase custou a vida de uma dona de casa de 27 anos. Ela quase foi asfixiada pelo companheiro, de 23 anos, no final da noite desta quarta-feira, em São Vicente. Vizinhos do casal ouviram os pedidos de socorro e chamaram a polícia.

A tentativa de homicídio ocorreu, por volta das 21 horas, em uma residência localizada na Rua Cinco. Há pouco mais de dois anos, moram lá um copeiro e uma dona de casa, que, mesmo não sendo casados, assumiram uma união estável. Tempo depois, o amor se transformou em violência doméstica. Eles têm uma filha de quatro meses.

Constantes desentendimentos e brigas entre o casal já eram comuns, segundo a vizinhança, mas, na noite desta quarta-feira, foi diferente. Após mais uma discussão, ele tentou matá-la por asfixia, pressionando-a na garganta, e depois a feriu com um soco na cabeça. Mesmo ferida, ela ainda tentou fugir com a filha.

Populares e vizinhos perceberam a gravidade do caso e acionaram a polícia. Ao chegarem ao local, os oficiais detiveram o acusado, que não possui passagem criminal, e o levaram para delegacia. Lá, ele foi enquadrado na Lei Maria da Penha e preso em flagrante. A vítima está internada no Hospital Municipal e passa bem.

Dupla mata rapaz no Jóquei Clube, em São Vicente

O ajudante identificado como Adriano dos Reis Santos, de 27 anos, foi assassinado a tiros na manhã desta quarta-feira no Jóquei Clube, em São Vicente. Os autores do crime estavam de moto, segundo informações de populares.

O delito aconteceu por volta das 6 horas na Rua Paraguassu. A vítima tinha acabado de sair de casa e estaria indo ver um serviço.

Dois marginais em uma motocicleta teriam passado e disparado contra o rapaz. Segundo a polícia, ele foi alvejado no pescoço e peito.

Os autores conseguiram escapar. Cápsulas deflagradas foram apreendidas.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

DISE descobre laboratório de preparação de drogas em Jacareí

Após várias investigações, a DISE (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) fez uma apreensão de drogas na manhã dessa quarta-feira (26) no bairro Parque dos Príncipes, em Jacareí.

Uma mulher de 21 anos usava a própria casa como laboratório para preparação das drogas. No local foram encontrados 500g de maconha, 400g de cocaína, solvente, balança de precisão, um pó branco ainda não identificado e três aparelhos celulares.

A suspeita foi encaminhada para o Presídio Feminino de Santa Branca.

Jovem mata sogra e atira contra pai em Vargem

Um jovem de 21 anos matou a sogra e tentou matar o pai nesta terça-feira 25/01, na cidade de Vargem. Segundo a polícia, ele atirou contra os dois e fugiu.

A sogra foi atingida no peito e morreu. O pai está internado na Santa Casa de Bragança Paulista. Policias militares conseguiram conversar com o jovem por telefone. Ele teria alegado que os dois eram contra o namoro dele.

Suspeito de matar travesti em Jambeiro é preso

A polícia civil prendeu nessa terça-feira 26/01, o suspeito de matar um travesti em Jambeiro. O rapaz foi preso no bairro Caçapava Velha e confessou que esfaqueou a vítima depois de uma discussão.

O crime foi em um parque de diversões na madrugada de domingo 23/01. O travesti tinha 22 anos e foi morto com facadas no pescoço.

O parque está na cidade há um mês e meio, a polícia já havia o pedido o fechamento depois de denuncias de tráfico de drogas no local que depois da morte chegou a ser fechado, mas foi reaberto pela prefeitura.

Segundo o delegado, como o rapaz não foi preso em flagrante, será pedida a prisão temporária dele.

Jovem de 15 anos é preso após tentativa de latrocínio

Um jovem de 15 anos foi preso no Bairro Jóquei Clube, em São Vicente, por tentativa de latrocínio contra o proprietário de uma adega, nesta terça-feira. Depois de iniciarem uma briga, o adolescente disparou um tiro que atingiu a vítima no abdômen. Mesmo baleado, o proprietário da adega tentou capturar o adolescente, mas apenas conseguiu rasgar sua bermuda. O ladrão fugiu do local apenas de cueca. O assalto aconteceu na segunda-feira.

Segundo depoimento à polícia, o jovem queria comprar um presente para a mãe, que comemorava aniversário. Sem dinheiro, saiu pelas ruas portando um revólver calibre 22, que havia achado há uma semana, para realizar um assalto e conseguir algum dinheiro.

Por volta das 21h30, o acusado entrou na adega de Manoel Martins dos Santos, de 59 anos, na Rua Senador Salgado Filho, e pediu uma garrafa de vinho. Ao retornar ao balcão com o pedido, Manoel foi surpreendido pelo jovem com o revólver em punho.

Ao entregar uma sacola plástica com o dinheiro do caixa, Manoel foi para cima do adolescente e ambos iniciaram uma briga. Nesse momento, o acusado disparou um tiro contra o abdômen do proprietário da adega. Mesmo atingido, Manoel ainda tentou capturar o assaltante o segurando pela bermuda, que foi rasgada.

Na fuga, o jovem deixou a arma do crime cair dentro do estabelecimento comercial e saiu em disparada pelas ruas do bairro apenas de cueca.

Apesar do susto, o proprietário da adega foi encaminhado ao Hospital Municipal de São Vicente, onde permanece internado sem risco de morte.

O acusado foi encaminhado à Vara da Infância e Juventude de São Vicente.

Menor morde delegado após ser detido pela 16ª vez

Pela 16ª vez em três anos e três meses, o adolescente F., 14 anos, foi detido pela polícia. Na madrugada de ontem, ele e mais quatro adolescentes com idade entre 14 e 15 anos, incluindo uma menina, foram flagrados por PMs em um veículo furtado. Levado ao 98º DP (Jardim Miriam) com os outros menores, o infrator mordeu a mão do delegado.

Segundo a Polícia Militar, F. dirigia um Kadett na rua Mário Caserini, no Jardim Sônia, região do Campo Grande (zona sul de São Paulo).

Além dele, estavam no veículo outros três adolescentes. O quinto menor pilotava uma moto um pouco mais à frente. Nenhum deles obedeceu a ordem para parar.

Tumulto na Fundação Casa deixa 11 feridos

Uma briga entre funcionários e adolescentes internados em uma unidade da Fundação Casa (antiga Febem) de Ribeirão Preto (313 km de SP) na noite de anteontem deixou pelo menos 11 pessoas feridas sendo oito adolescentes e três funcionários.

A Amar (Associação das Mães e Amigos dos Adolescentes em Situação de Risco) diz que a confusão pode ter sido mais grave, com 42 garotos feridos, seis deles gravemente. O tumulto, que a direção chama de "ato de indisciplina" e não de rebelião, ocorreu no módulo B da UIP (Unidade de Internação Provisória) Ouro Verde, com 86 internos. A confusão começou por volta das 19h e terminou na mesma noite.

Segundo a fundação, a briga começou com cinco garotos e acabou envolvendo 39 adolescentes. O motivo do incidente será apurado. Os funcionários e os internos tiveram algumas escoriações, nenhuma grave, segundo a instituição, que deve abrir uma sindicância e submeter os adolescentes ao Conselho de Avaliação Disciplinar.

Dupla invade casa e atira em vítima

Um homem de 27 anos foi ferido com um tiro na barriga, na noite de anteontem, durante uma tentativa de assalto à casa de seu irmão na Vila Amorim, em Suzano (Grande SP). Os criminosos conseguiram fugir levando apenas um aparelho Nextel.

De acordo com a Polícia Militar, o dono do imóvel estava com a mulher, os filhos e o irmão na entrada da casa, quando foi abordado por dois homens armados.

As vítimas foram obrigadas a entrar na casa e ficar em um quarto, enquanto a dupla procurava dinheiro e outros objetos nos outros cômodos.

Segundo a família relatou à polícia, um dos criminosos chegou a apontar a arma para os filhos do dono da casa, que tentou distrair a dupla. Os criminosos, então, passaram a perseguir o proprietário, seu irmão reagiu e acabou sendo baleado por um dos homens.

Após o tiro, os ladrões fugiram do local a pé levando apenas o celular. O rapaz que foi baleado foi encaminhado para a Santa Casa de Suzano. Informações sobre o seu estado de saúde não foram divulgadas.

A polícia, o dono da casa afirmou que já havia visto os criminosos rondando o bairro.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Homem é detido após agarrar mulheres na Prainha

O auxiliar contábil S.M.S de 28 anos, foi detido pela policia militar, após agarrar mulheres na Prainha.

Uma das vitima a auxiliar contábil A.S de 48 anos, disse que passava pela calçada da praia, quando o acusado se aproximou que a agarrou por trás.

Um bombeiro temporário chegou a ser solicitado para impedir a ação do acusado que não se intimidou e voltou a agarrar outras mulheres na frente do bombeiro.

A policia militar deteve o acusado que disse que cometeu os abusos por estar embriagado.

Conduzido à delegacia foi registrado o boletim de ocorrência de Importunação Ofensiva ao Pudor, e o homem foi liberado para responder em liberdade.

PM prende acusado de matar “José Ismael Pedrosa”

Os policiais militares Sd.Kellerman e Tenente Diniz, prenderam o desocupado Cedrik Molina dos Santos de 28 anos, acusado de envolvimento na execução do ex-diretor da Casa de Custódia de Taubaté “José Ismael Pedrosa”.

Em patrulhamento pela Rua. Ipiranga no bairro Olaria, os policiais depararam com o acusado que teve seus antecedentes criminais pesquisado e constatado como foragido e acusado de envolvimento na execução a mando do crime organizado.

Com passagens pela policia por furto,formação de quadrilha, receptação, tráfico de drogas, porte de entorpecentes e homicídio, o acusado foi conduzido à delegacia onde permaneceu recolhido.

Mulher é violentada e morta com requintes de crueldade no Travessão

Um crime bárbaro foi registrado no ultimo final de semana em Caraguatatuba, a dona de casa Suely Vidal Moraes de 49 anos, foi violentada e morta a pedradas na Rua. Santos no bairro Travessão na região sul.

Por volta das 07h00min da manhã de sábado 22/01, a policia militar fio acionada para comparecer no local, onde populares localizaram a vitima morta num terreno baldio.

Informações de populares dão conta que a mulher estava em um bar do bairro, e ao sair deste local foi agredida, estuprada e morta com requintes de crueldade a pedradas tendo o rosto desfigurado.

A policia civil investiga o crime e já tem um suspeito que já teve antecedentes por crime sexual.

Novos paradigmas no uso da força policial

Com o objetivo de reduzir gradativamente os índices de letalidade nas ações empreendidas pelos agentes da força pública, o Ministério da Justiça e a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República editaram recentemente a Portaria Interministerial nº 4.226, de 31 de dezembro de 2010, estabelecendo novas diretrizes sobre uso da força e de armas de fogo por parte das polícias da União, compostas pela Força Nacional de Segurança, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e agentes penitenciários federais.

A luz do texto não atinge as corporações estaduais e municipais, como as policiais civil e militar e as guardas civis, entretanto, nada obsta que os próprios Estados e Municípios usem do mesmo parâmetro para os seus agentes.
Dentre as principais mudanças na conduta policial está a proibição do agente da força pública atirar contra o cidadão que esteja em fuga, mesmo que este esteja armado. O disparo de arma contra veículos que tenham furado um bloqueio policial ou em blitz, igualmente está proibido. O ato de apontar arma de fogo durante uma abordagem na rua ou em veículos também deve ser bastante criteriosa.
Pela nova regulamentação, também estão proibidos os chamados tiros de advertência, quando o agente dispara para o alto a fim de controlar situações de conflito ou objetivando parar pessoas ou veículos em situações suspeitas.
O uso da força letal pela polícia só será considerado legal em caso de legítima defesa própria ou de terceiros.
De acordo com o texto da portaria, o uso da força deverá obedecer aos princípios da legalidade, necessidade, proporcionalidade, moderação e conveniência.
Os agentes policiais deverão portar pelo menos dois outros instrumentos de menor poder ofensivo como alternativa ao uso da arma de fogo. Para isso, o porte de armas não-letais como spray de gás de pimenta, bastões tonfa, coletes à prova de bala e pistolas TASER serão incentivadas para o uso freqüente em todas as policias do país.
Não-letais são as armas especificamente projetadas e utilizadas para incapacitar cidadãos em conflito com a polícia, minimizando fatalidades.
É bem verdade que as armas não-letais não têm probabilidade-zero de risco, ou seja, pode ocorrer mortes ou ferimentos permanentes nos confrontos com a polícia, em virtude principalmente do poder dos electrochoques paralisantes das armas TASER, entretanto, reduzem esta probabilidade se comparadas com as armas tradicionais que têm por objetivo a destruição física dos seus alvos.

A prática demonstra e comprova através das diversas ações policiais que a única arma não-letal capaz de instantaneamente paralisar um criminoso e que pode muito bem ser portada no cinturão de qualquer policial é a pistola TASER, razão pela qual, deve ser tal utensílio de trabalho o parâmetro principal do Ministério da Justiça em aquisição e maior distribuição dessa tão importante arma para toda a força policial brasileira.

Esta ação interministerial não visa retirar as armas de fogo dos policiais, afinal, o armamento letal ainda é insubstituível em determinados confrontos, por isso todos os nossos agentes deverão portar a sua arma normal para enfrentar o perigo maior e a arma especial TASER para os demais conflitos que assim possa utilizar desse artifício.

A portaria ainda prevê que os processos de seleção para ingresso nas forças de segurança pública terão de observar se os candidatos possuem o perfil psicológico necessário para lidar com situações de estresse e uso da força e arma de fogo. Os cursos de treinamento policial também terão a obrigação de incluir nos seus currículos conteúdos pertinentes a nova regra e relativos à proteção dos direitos humanos.

O texto da portaria foi baseado no Código de Conduta para Funcionários Responsáveis pela Aplicação das Leis, adotado pela Organização das Nações Unidas (ONU), de 1979, e também nos princípios do uso da força e de arma de fogo na prevenção do crime e tratamento de delinqüentes, adotado no Congresso das Nações Unidas em Havana, capital de Cuba, em 1999.

Assim caminhamos para alcançar a tão almejada polícia cidadã que estabelece o elo de boas ações direcionado verdadeiramente a serviço da comunidade, ou seja, uma polícia em defesa do cidadão e não ao combate ao cidadão.

Entretanto, apesar do avanço das medidas não podemos esquecer que a segurança pública pressupõe a existência de uma estrutura alicerçada em quatro pilares tão básicos quanto necessários: excelente salário, excelente equipamento, excelente treinamento e excelente Corregedoria de polícia, tudo em busca da sonhada polícia de excelência.

No item principal desse pilar, a PEC 300 que busca dentre outras melhorias, o piso salarial nacional, um salário digno para a polícia, se arrasta lentamente, sempre procrastinada, sem solução adequada ou aprovação definitiva no Congresso Nacional e até com proposta de inviabilização, dá a entender é que o poder público pretende continuar com uma polícia fraca, desvalorizada, desmotivada, desacreditada, submissa, esvaziada, humilhada, falida.

(Delegado de Policia no Estado de Sergipe. Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Segurança Publica pela Universidade Federal de Sergipe) archimedes-marques@bol.com.br

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Helicóptero da Globo é atingido a tiros

O helicóptero conhecido como Globocop foi atingido por três tiros na manhã desta segunda-feira enquanto se preparava para fazer imagens de uma operação policial no Morro da Mineira, no Estácio, na Zona Norte do Rio. Um dos projéteis atingiu o assoalho; o segundo, a região central; e o terceiro, a cauda da aeronave, modelo Eurocopter AS350 B2.

Este terceiro projétil afetou a dirigibilidade do Globocop e obrigou o piloto Antonio Ramos a realizar um pouso forçado no Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste.

Além do piloto, estavam a bordo o operador de sistemas Roberto Mello Reis e a repórter Karina Borges. Ninguém se feriu. A TV Globo está informando o incidente às autoridades policiais e aeronáuticas.

A operação policial conta com a participação de cerca de 120 policiais de diversas delegacias especializadas. De acordo com o delegado Ronaldo Oliveira, do Departamento Geral de Polícia Especializada (DPGE), o objetivo da ação é combater o tráfico de drogas e fazer um levantamento de dados para outras operações e investigações em curso.

Houve intensa troca de tiros na chegada dos policiais às comunidades, mas ainda não há informações sobre feridos, presos ou apreensões. Os policiais estão nas favelas do Zinco, no Morro de São Carlos, no Morro da Mineira, Querosene e em outras comunidades da região.

Parentes de Mércia Nakashima sofrem acidente após perseguição no interior

A mãe e o irmão da advogada Mércia Nakashima sofreram um acidente em Nazaré Paulista, 470 km de São Paulo, na noite deste domingo. Eles caíram em uma ribanceira depois de serem perseguidos na estrada. A polícia investiga a suspeita de tentativa de homicídio e a ligação com a morte de Mércia.

Márcio Nakashima, irmão de Mércia, e a mãe dele, Janete Nakashima, vinham de Bom Jesus dos Perdões em direção a Guarulhos, onde moram. Eles afirmam que começaram a ser perseguidos por uma moto. Uma pessoa que estava na garupa carregava uma arma, segundo eles.

Para escapar, Márcio tentou fazer uma ultrapassagem e perdeu o controle do veículo. Márcio teve ferimentos leves e Janete teve que ser encaminhada para um hospital na capital com ferimentos na clavícula.

Mércia desapareceu da casa dos avós em Guarulhos, em 23 de maio, quando saiu de carro. Após a denúncia feita por um pescador, o veículo e o corpo dela foram encontrados por bombeiros em uma represa de Nazaré Paulista, no interior de São Paulo, nos dias 10 e 11 de junho, respectivamente.

O ex-namorado e ex-sócio da vítima, o advogado e policial militar reformado Mizael Bispo de Souza, de 40 anos, e o vigia Evandro Bezerra Silva, de 39 anos, são apontados como “executor” e “partícipe” do assassinato, respectivamente. A Justiça pediu a prisão preventiva dos dois, mas eles continuam foragidos.

Suspeito de tentar arremessar celular com arco e flecha em presídio é preso

Um homem de 22 anos, morador de São Bernardo do Campo, no ABC, foi flagrado ao tentar arremessar celulares com arco e flecha para dentro da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, a 611 km de São Paulo, neste domingo.

Dois policiais que faziam patrulhamento de rotina suspeitaram do rapaz que estava em um carro com seis celulares amarrados com fita crepe às flechas, aguardando o melhor momento de arremessá-los.

A bolsa de uma mulher foi encontrada no carro, mas ela conseguiu fugir. O veículo pertencia a uma outra pessoa. Como o suspeito não chegou a lançar os aparelhos, ele foi autuado por formação de quadrilha e pode ser condenado a três anos de prisão.

Ele está na cadeia pública de Presidente Venceslau e será transferido para o Centro de Detenção Provisória de Caiuá, também no interior de São Paulo.

Adolescente morre após tiro acidental em Ubatuba

Um adolescente de 13 anos morreu após ser baleado no peito na madrugada deste domingo, no bairro Estufa 2, em Ubatuba, no Litoral Norte de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, o primo da vítima, de 15 anos, foi o autor do disparo.

O jovem mais velho disse que mostrava a arma para o adolescente quando esta disparou acidentalmente. Depois do tiro, o primo da vítima pediu socorro para vizinhos e chamou a polícia. Ele contou que morou em Aparecida, a 180 km da capital paulista, onde comprou a arma porque estava sendo ameaçado por outros rapazes.

Os dois adolescentes não têm passagem pela polícia. Segundo investigadores, o autor do disparo foi apreendido e levado a uma delegacia em Ubatuba. De lá, ele deve ser transferido para uma unidade da Fundação Casa, (ex-Febem) em Caraguatatuba. O corpo do adolescente de 13 anos foi levado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Ubatuba.

sábado, 22 de janeiro de 2011

Delegado é investigado por bater na ex-mulher

O delegado Damasio Marino, que bateu em um cadeirante em São José dos Campos (91 km de SP) numa briga por vaga de estacionamento, é investigado desde 2009 pela Corregedoria da Polícia Civil por agredir a ex-mulher.

Ele também é investigado pelo órgão sob suspeita de enriquecimento ilícito. Anteontem, Marino foi afastado de suas funções pela Secretaria de Estado da Segurança Pública. De acordo com a delegada assistente da Corregedoria da cidade, Telma de Souza Barbosa, há relatos de "muitos casos de agressão" de Marino contra a ex.

Em um deles, disse a delegada, Marino chegou a atirar contra Olga de Fátima Priante Marino, 46 anos. O exame de corpo de delito comprovou que uma das balas ricocheteou e feriu o braço dela. "Pelo que a gente está apurando, ele tem sim um histórico violento", disse.

Quanto à suspeita de enriquecimento ilícito, a delegada apontou que existem provas de que a evolução patrimonial de Marino não condiz com o salário que ele recebe.

Marino agrediu na segunda-feira o cadeirante Anatole Morandini. A confusão começou porque o cadeirante repreendeu o delegado por estacionar seu carro em uma vaga pública destinada a deficientes físicos. O policial não é deficiente. Morandini afirma que o delegado deu coronhadas em sua cabeça.

O delegado, por meio de seu advogado, afirma que deu "dois tapas" em Morandini depois de ser xingado e de receber uma cusparada do cadeirante. O advogado dele, Luiz Antonio Lourenço da Silva, não quis comentar ontem as investigações da Corregedoria.

GCM mata mulher ao confundi-la com ladrão

Um guarda-civil matou a mulher com um tiro de revólver calibre 38 em casa, anteontem, pensando que ela era um ladrão que tinha invadido o imóvel, segundo versão dele contada à polícia.

O crime ocorreu em Guarulhos (Grande SP). Ocimar de Souza Lima, 47 anos, foi indiciado sob a suspeita de homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e deixou o 2º DP da cidade, ontem, após pagar fiança de R$ 500. O guarda-civil vai responder ao processo em liberdade.

Segundo Lima, a mulher Ilza de Pádua da Silva, 41 anos, o acordou para alertá-lo de que ela tinha ouvido um barulho. Ele se levantou e a avisou que pegaria a arma. Imaginando que a mulher continuava no quarto, Lima se deparou com um vulto e pediu por duas vezes para ele parar.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Bandidos saem sem pagar conta na Martim de Sá e atiram durante a fuga

Um quiosque da praia Martim de Sá sofreu um golpe com requintes de violência nesta última quarta-feira. Dois indivíduos sentaram no início da tarde no estabelecimento beira mar e começaram a consumir bebidas e comidas variadas. Passadas algumas horas, o montante devido pela dupla era de mais de R$ 300.

Segundo testemunha que preferiu não se identificar, os rapazes chegaram a ameaçar um garçom e o proprietário do Quiosque 7. Ainda de acordo com relatos a discussão contou com agressões verbais e físicas. A testemunha conta que a dupla saiu após a confusão, continuando a proferir ameaças contra o dono do estabelecimento.

“Eles saíram eram umas 4 da tarde. O quiosque estava bem movimentado, mas todo mundo sentiu o clima estranho e deu uma esvaziada. Pouco depois, os dois caras voltaram em um carro escuro gritando e atirando. Eles queriam que o dono e o garçom saíssem. Daí como se nada tivesse acontecido, eles seguiram embora, depois de comer de graça”, relata a testemunha.

Segundo boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, “dois indivíduos ainda não identificados comeram e beberam no Quiosque 7 e quando tentaram ir embora sem pagar o consumo, foram questionados pelas vitimas I.C e R.L.F onde houve uma discussão, foi quando falaram que iriam voltar e foram embora em uma moto de cor vermelha voltando em um veiculo gol de cor preta efetuando disparos de arma de fogo, ninguém ficou ferido, e os indivíduos evadiram-se tomando rumo ignorado”.

O proprietário Ivan disse estar assustado com o ocorrido e solicitou a maior presença da Polícia Militar na orla da Martim de Sá. Segundo o empresário, a praia é uma das mais movimentadas da cidade e, portanto, um dos principais pontos turísticos de Caraguatatuba.

Traficante é preso ao tentar fugir da polícia

Uma equipe da Polícia Militar deteve ontem, D.R.T., de 24 anos, que correu ao avistar a viatura policial na tarde de ontem no bairro da Olaria, Costa Norte da cidade. O suspeito foi detido na frente de sua casa portando cerca de 20 pinos de cocaína.

Durante a abordagem D.R.T. revelou aos policiais que havia mais entorpecentes em sua residência. Lá, os policiais encontraram 1 Kg. de cocaína, 5 mil pinos vazios para embalar a droga, uma espingarda calibre 22 e mais um carregador de pistola municiado.

A ficha de D.R.T. já é longa. Em sua passagem pela polícia há registro de homicídio, latrocínio, tráfico, roubo entre outros.

O suspeito foi encaminhado à delegacia localizada no Jardim Primavera onde foi preso por tráfico e porte ilegal de arma.

Policiais do Gerco são demitidos e indiciados por extorsão

Um delegado e quatro investigadores que, em 2006, integravam o Grupo Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gerco) em Praia Grande foram demitidos e indiciados por extorsão. A pena prevista é de 4 a 10 anos de reclusão, em regime fechado.

Naquele ano, os policiais foram denunciados pelo Ministério Público Estadual (MPE) de extorsão a dois empresários, em Santos e Praia Grande, no período de agosto a dezembro de 2005.

A demissão foi publicada nesta sexta-feira, no Diário Oficial do Estado. Como houve a participação de mais de duas pessoas, a Corregedoria de Polícia informou que as penas aos policiais podem aumentar de 1/3 a 1/2 do previsto.

Os policiais que deixaram a corporação são: Carlos Alberto Alves de Andrade (delegado de 3ª classe); Alberto Augusto de Oliveira (investigador de 3ª classe); Cláudio Hilário de Souza (investigador de classe especial); Silvio Luiz dos Santos Alves (investigador de 1ª classe); e Daniel Tomé dos Santos (investigador de 3ª classe).

Conforme a denúncia do MPE à época, os policiais exigiram de R$ 100 mil a R$ 200 mil de uma concessionária de carros, em Santos, e de uma metalúrgica, em Praia Grande, para que as empresas não fossem alvos de inquéritos por sonegação fiscal.
Os donos dos estabelecimentos denunciaram as extorsões à Corregedoria de Polícia. Em um dos casos, o empresário, com medo, chegou a pagar R$ 100 mil ao grupo.

PM mata ex, atira em amiga e se suicida em Araraquara

O soldado da Polícia Militar José Henrique Stievano, de 34 anos, matou a ex-mulher, atirou em uma amiga dela e se suicidou, no início da madrugada desta quinta-feira, em Araraquara, no interior de São Paulo. Na quarta-feira, após várias ameaças dele de que iria se suicidar, o casal foi ao Fórum assinar o divórcio.

Stievano e Josilaine Aparecida Tamburi, de 32 anos, ficaram casados cerca de um ano e meio. Porém, há aproximadamente um mês ela descobriu que ele tinha uma amante e pediu a separação. No próprio Fórum, o PM teria dito que se mataria, por isso Josilaine e parentes dele relataram o fato no quartel em que ele trabalhava, na cidade de Santa Lúcia.

Josilaine foi orientada por uma delegada a ficar em casa. Porém, ela saiu de carro com uma amiga, de 17 anos, e foi abordada pelo ex. Ele atirou contra as mulheres (acertou o tórax da ex e o abdome da jovem) e se matou com um tiro na cabeça. O casal morreu na hora. A adolescente foi internada em estado grave.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Cadeirante diz ter sido agredido por delegado de polícia de São José

Denúncia em São José dos Campos: um advogado, portador de deficiência, teria sido agredido pelo delegado do 6º DP da cidade na última terça-feira 18/01.

Segundo as informações do Boletim de Ocorrência, a briga começou depois que o advogado flagrou um homem, que não teria deficiência, estacionado em uma vaga especial, em frente a um cartório da região central da cidade. A vítima soube depois que tratava-se de um delegado.

A Corregedoria Auxiliar de São José dos Campos instaurou um inquérito policial para investigar a situação, assim como foi aberto uma processo administrativo para apurar a responsabilidade funcional do delegado.

Polícia prende homem embriagado ao volante com três menores

Um empresário de 33 anos, de São Bernardo do Campo, foi preso na noite de terça-feira por dirigir embriagado na Avenida Presidente Wilson, no Gonzaga, em Santos. Dentro do carro havia três adolescentes que alegam ter usado cocaína oferecida pelo empresário. Ele nega as acusações, mas diz ter pago R$ 50,00 para manter relações sexuais com um dos jovens envolvidos.

Por volta das 22h40, uma viatura da Polícia Militar permanecia estacionada na Praça das Bandeiras, no Gonzaga, quando recebeu a informação de um popular que um Corsa, com placas de São Bernardo do Campo, estaria trafegando de forma descontrolada e em movimentos de zigue-zague.

Ao abordarem o automóvel, policiais não encontraram nada de ilícito em posse do motorista ou no interior do veículo. Porém, duas meninas, de 17 e 14 anos, e um menino, também de 14, estavam dentro do veículo.

Questionado, o empresário disse que eram todos seus primos. Entretanto, minutos mais tarde, acabou por cair em contradição ao afirmar serem apenas amigos. O motorista diz ter pago R$ 50,00 em troca de relações sexuais com a jovem de 17 anos, à frente dos outros dois menores.

Os três menores negaram que tenham recebido qualquer pagamento pela relação sexual entre o empresário e uma das jovens. Contudo, o acusaram de oferecer porções de cocaína.

O acusado foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia Seccional de Santos. Após o pagamento de fiança, no valor de R$ 500, 00, foi aurorizado a deixar a delegacia.

Homem de 51 anos é baleado enquanto caminhava na Avenida Senador Feijó

Um homem de 51 anos levou um tiro, na noite desta quarta-feira, enquanto caminhava pela Avenida Senador Feijó, na Vila Mathias, em Santos. Segundo informações preliminares, o crime foi cometido por uma dupla dentro de um Gol preto.

A vítima foi alvejada em frente a uma loja de colchões, no nº 284. Uma das vidraças do estabelecimento também serviu de alvo e ficou totalmente estilhaçada.

Um motociclista relatou que, momentos antes, duas pessoas dentro de um Gol preto passaram atirando a esmo.

Muito abalado, o homem disse aos policiais que o atenderam no local que estava voltando do trabalho para tomar um ônibus.

Um lojista das imediações contou que, no mês passado, outro estabelecimento da área também tomou tiros durante à noite.

A vítima foi levada para o Pronto Socorro Central para atendimento médico.

Cabeleireiro é baleado durante assalto na Vila Margarida

Um cabeleireiro de 21 anos foi baleado no cotovelo durante assalto na Vila Margarida, em São Vicente. Ele estava junto com uma cabeleireira de 18 anos e os ladrões levaram alianças das vítimas. Um dos envolvidos aparentava ter apenas 10 anos.

O assalto aconteceu por volta das 21h30 de terça-feira na esquina das ruas Mascarenhas de Moraes com Montese. De acordo com as informações do boletim de ocorrência, as vítimas trafegavam de carro pela Rua Mascarenhas de Moraes.

Durante o trajeto o veículo parou no cruzamento. Em seguida apareceu um trio de marginais armado. Os ladrões pegaram as alianças das vítimas.

Antes da fuga, um dos autores do crime disparou contra o homem, que foi alvejado no cotovelo esquerdo. O trio conseguiu escapar. A vítima foi encaminhada ao Hospital Municipal de São Vicente, onde foi medicada e liberada.

Os três foram descritos como negros, cabelos raspados e magros. Os marginais aparentavam 10, 16 e 20 anos de idade. Informações que auxiliem a polícia podem ser feitas por meio do telefone 181.

Briga por causa de garota termina em morte em boate de São Paulo

O promotor de vendas Ronald Alfredo Braum, de 22 anos, morreu na madrugada de domingo baleado no abdome após se envolver em uma briga que começou na danceteria Nexxt Lounge, na Rua Gomes de Carvalho, na Vila Olímpia, Zona Sul de São Paulo.

Segundo parentes de Braum, a discussão teve início na pista de dança da casa noturna por causa de uma garota. A briga foi parar na porta do estabelecimento, e três estudantes foram atingidos por balas perdidas.

Quem estava no local viveu momentos de terror. "Eram muitos tiros, como se fossem bombinhas. Todo mundo gritou. A casa fechou as portas nessa hora. Eu me deitei no chão e, mesmo assim, um tiro pegou no meu joelho", contou uma estudante de 17 anos. Ela esperava um táxi para voltar para casa, às 5 horas, quando foi atingida. As duas primas que estavam com a garota no momento dos tiros não se feriram.

Até esta terça-feira, a polícia não havia prendido ninguém. Foi a segunda morte em casa noturna na cidade em uma semana. No dia 9, um universitário foi morto no fumódromo de um bar, no Itaim Bibi, também na Zona Sul. O agressor o atingiu com um copo na região do pescoço.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Assalto quase termina em latrocínio na Vila Margarida

Um assalto a mão armada quase termina em latrocínio na madrugada desta quarta-feira, em São Vicente. Bandidos abordaram um casal parado em um semáforo no Bairro Vila Margarida e levaram objetos de valor. Como houve reação por parte das vítimas, o homem foi atingido no braço.

O crime ocorreu por volta das 3 horas, no cruzamento das Ruas Mascarenhas de Moraes com a Rua Montese, próximo à marginal da Rodovia dos Imigrantes, na Vila Margarida. O casal parou o veículo no sinal vermelho e foi surpreendido por quatro homens armados, em duas motos.

Eles anunciaram o assalto e pediram objetos de valor. O homem, de 21 anos, entregou dinheiro e a aliança de noivado. A mulher, de 18 anos, se negou a dar a bolsa aos bandidos que, revoltados, dispararam um tiro contra o carro. O projétil atravessou a porta e atingiu o cotovelo do condutor.

A Polícia Militar foi acionada, mas os assaltantes conseguiram fugir. As vítimas foram levadas para o Pronto Socorro Central, mas passam bem. O caso foi registrado na Delegacia Sede da Cidade e os quatro acusados, que ainda não foram identificados, são procurados.

Garoto de 13 anos é abusado sexualmente por idoso em São Vicente

Um idoso de 74 anos foi preso em flagrante na noite desta terça-feira, em São Vicente, após abusar de um adolescente de 13 anos. O menor foi abordado na praia do Itararé e levado para o apartamento do acusado, na Avenida Jacob Emmerich, no Centro. Assustado, ele pediu ajuda a um morador do prédio, que acionou a polícia.

O crime ocorreu no final da tarde, momentos antes da forte chuva que atingiu a região. O acusado, que não possui ficha criminal, andava pelo calçadão da orla quando abordou dois jovens. Eles conversaram sobre jogos de computador e videogames, quando o idoso os convenceu a ir até seu apartamento.

Durante o trajeto, a verdadeira intenção do aliciador foi revelada, mas, mesmo assim, os menores, assustados e sem chances de pedir ajuda, permaneceram com ele. Ao chegar ao apartamento, o ato foi consumado com o garoto de 13 anos, o outro apenas observou, antes de conseguir fugir.

Em um momento de distração, o jovem conseguiu sair do imóvel e pedir ajuda para um vizinho. Ele, por sua vez, chamou o zelador e os dois acionaram a Polícia Militar, que ao chegar ao local rendeu o acusado e o encaminhou à Delegacia Sede da Cidade, localizada nas proximidades.

Lá foi realizado o boletim de ocorrência de flagrante e o idoso foi preso. O garoto passará por exame no Instituto Médico Legal de Santos. O laudo ainda não foi realizado e ele, que já foi entregue ao responsável, passa bem. A outra vítima não foi localizada.

Vigilante é baleado por idoso revoltado com espera em posto de saúde

Um aposentado de 81 anos ficou revoltado por ter de esperar atendimento em um posto de saúde de Belo Horizonte (MG) e deu dois tiros no vigilante da unidade. O suspeito fugiu após o crime, ocorrido na manhã desta terça-feira, no bairro São José, na região noroeste da capital mineira.

Segundo a Polícia Militar, o aposentado Paulo Juscelino Vidal havia sido atendido no posto em outras ocasiões. A espera por atendimento na unidade já tinha levado o idoso a discutir e ameaçar funcionários, que chegaram a registrar ocorrência contra o suspeito.

Há cerca de 15 dias, ele foi submetido a uma cirurgia e, por volta das 6h30 de hoje, voltou à unidade para uma consulta. Mas ele queria ser atendido imediatamente e, ao ser orientado pelo vigia Elias Gonçalves da Silva a esperar, ficou revoltado e deu dois tiros no funcionário.

A vítima, de 48 anos, foi atingida no tórax e levada para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS), onde continua internada, mas fora de risco. Policiais foram até a casa de Vidal, onde encontraram um revólver calibre 38. A arma foi para perícia para verificar se foi a usada no crime. O caso foi encaminhado para a Polícia Civil e o suspeito ainda está sendo procurado.

Entregador é preso em flagrante com 76 pedras de crack em Santos

A Polícia Civil de Santos apreendeu mais de 70 pedras de crack na Encruzilhada, em Santos, na noite de segunda-feira. O entregador Francis de Oliveira Alves, de 26 anos, foi detido em flagrante.

Por meio de denúncia, uma equipe da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) foi até uma casa na Rua Batista Pereira. As informações indicavam que no local seriam guardadas drogas para serem vendidas na esquina com a Rua João Guerra.

Um casal de moto foi visto ir até a esquina e entregar algo para o indiciado. Ele escondeu o que havia pego em um buraco na parede. Quem estava na moto conseguiu fugir.

Pouco depois, o suspeito pegou algo no buraco e, quando foi abordado, teria enfiado algo na boca e engolido. Em uma das mãos ele tinha R$ 20,00.

No buraco foram achadas 19 pedras de crack. Em seguida, os investigadores foram até a casa onde viram o homem da moto e em cima de uma cama acharam mais 57 pedras do mesmo entorpecente.

Uma lista com letras e valores e um documento também foram achados pela polícia.

Suspeito de matar ex é preso na capital

O técnico Anderson dos Santos Pinto, 34 anos, foi preso, na tarde de anteontem, suspeito de matar a ex-namorada, a fonoaudióloga Cibele Pereira Soares, 29, no dia 20 de dezembro do ano passado. A prisão ocorreu na catraca da estação Tucuruvi (zona norte de SP) do metrô.

Cibele foi encontrada em frente a sua casa, em Embu (Grande SP), com três tiros na região da cabeça. "Um dia antes do crime ele visitou um guru espiritual, que disse que o suspeito não voltaria o namoro com Cibele [que tinha terminado havia seis meses]. Uma testemunha afirma que ele resolveu matar a vítima após essa consulta", diz o delegado titular de Embu, Israel Rovaroto Presoto Junior.

Segundo relatos da família da vítima à polícia, o ex-namorado ameaçava constantemente Cibele e a mãe dela, Maria da Conceição Aparecida Soares. No entanto, elas nunca registraram boletim de ocorrência contra o rapaz.

Celulares achados em presídio da polícia

Três telefones celulares foram apreendidos em celas distintas no Presídio Especial da Polícia Civil, no Carandiru, (zona norte de SP), durante blitz realizada na manhã de ontem. A Corregedoria da instituição abriu sindicância para apurar de quem eram os aparelhos e como eles entraram na unidade prisional.

A revista surpresa foi coordenada pela corregedora-geral da Polícia Civil, Maria Inês Trefiglio Valente, e acompanhada pelo delegado-geral, Marcos Carneiro. Ambos disseram que não foram encontradas armas nem drogas com os 87 presos.

Segundo Carneiro, a palavra especial será retirada do nome do presídio: "A unidade nada tem de especial. Ao contrário, as instalações são precárias, o prédio é antigo, os presos não estão cumprindo a pena com dignidade e até o espaço para as visitas dos detentos é muito pequeno", afirmou o delegado-geral.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Maior e menor são presos por tráfico pela Força Tática


No dia 16/01, por volta dás 00h40min, policiais militares da Força Tática (Tático Comando), equipe do Tenente Monteiro e os soldados Marcelo e Jader, após denúncia anônima que pela Rua Sebastião Paulino Ferreira no Barranco Alto, estaria ocorrendo tráfico de drogas.

No local, a equipe abordou C.F.P., de 28 anos e o menor D.O.S., de 17 anos, que estavam em atitudes suspeitas, e localizaram aproximadamente 101 (cento e um) pinos de cocaína, 03 (três) aparelhos celulares, 01 (uma) câmara digital e uma quantia de R$ 222,00 (duzentos e vinte dois) reais em espécie.

Diante dos fatos, C.F.P. e D.O.S. foram conduzidos à Delegacia de Policia, onde prestaram depoimentos, permanecendo a disposição da justiça.

Dupla é presa por tráfico de drogas no Bem Fica


Na ultima sexta-feira 14/01, por volta dàs 18h40min, policiais militares da Força Tática, após receberem denuncia anônima de tráfico de entorpecentes se deslocaram até a Rua Cristina Casanova Passos no bairro Benfica, onde depararam R.R.R., de 20 anos e M.H.S., de 20 anos, em atitudes suspeitas, nos fundos de um quintal.

Abordados pela guarnição foi localizado aproximadamente 680 (seiscentos e oitenta) gramas de maconha, em pedaços prensados e porções prontas para venda.

Diante dos fatos, R.R.R. de 20 e M.H.S., foram presos e conduzidos a Delegacia de Polícia, onde prestaram depoimentos, ficando recolhidos.

Procurado por roubo é recapturado no Caputera

No dia 14/01, por volta dás 16h40min, policiais militares da Força Tática, equipe do Tenente Monteiro e os soldados Marcelo e Jader, em patrulhamento pela Rua Irmã São Francisco no bairro Caputera, depararam com A.M.S., de 32 anos, que os policiais tinham informação que seria procurado pela justiça.

Após revista e busca pessoal, na consulta por meio da PRODESP, foi constatado que A.M.S. portava documentos falso e constava como procurado pela justiça pelo crime de roubo.

O acusado foi preso em uma bicicletaria que ele era sócio, e para falsificar o documento ele teria usado o RG de um irmão e colado sua foto no documento.

Diante dos fatos, A.M.S. foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia, onde prestou depoimento sendo recolhido.

Procurado por roubo é recapturado no Caputera

No dia 14/01, por volta dás 16h40min, policiais militares da Força Tática, equipe do Tenente Monteiro e os soldados Marcelo e Jader, em patrulhamento pela Rua Irmã São Francisco no bairro Caputera, depararam com A.M.S., de 32 anos, que os policiais tinham informação que seria procurado pela justiça.

Após revista e busca pessoal, na consulta por meio da PRODESP, foi constatado que A.M.S. portava documentos falso e constava como procurado pela justiça pelo crime de roubo.

O acusado foi preso em uma bicicletaria que ele era sócio, e para falsificar o documento ele teria usado o RG de um irmão e colado sua foto no documento.

Diante dos fatos, A.M.S. foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia, onde prestou depoimento sendo recolhido.

Suspeito queria ser prefeito

Investigações da polícia apontam que o ex-secretário de Habitação de Jandira (Grande SP) Wanderley de Aquino queria se tornar o novo prefeito da cidade após o assassinato do então chefe do Executivo municipal Walderi Braz Paschoalin (PSDB).

Aquino está preso suspeito de ser o mandante do crime ocorrido no dia 10 de dezembro quando o prefeito chegava a uma rádio. Conforme policiais ouvidos pela reportagem, o ex-secretário teve um desentendimento com o prefeito sobre supostas propinas que eram pagas por empresários que tinham negócios com a prefeitura. Depois disso, Aquino foi informado de que seria demitido.

A partir de então, começou a trama de Aquino. De acordo com a polícia, o ex-secretário contratou um grupo de assassinos ligados ao PCC (Primeiro Comando da Capital) para matar o prefeito. A ideia era que, com a cadeira dele vaga, a vice-prefeita Anabel Sabatine (PSDB) não assumiria o cargo, por temer ser assassinada. Antes do prefeito, outros dois políticos, um vereador e um suplente de vereador, já tinham morrido baleados em menos de um ano na cidade.

Dessa forma, com a renúncia da vice-prefeita, o presidente da Câmara, o vereador Wesley Teixeira (PSB), assumiria a função e teria de convocar eleições indiretas. Aquino, então, seria candidato ao cargo e usaria o dinheiro arrecadado com propinas para convencer os parlamentares a votar nele. O esquema, conforme a polícia, começou a falhar a partir do momento em que a vice-prefeita aceitou assumir o cargo.

Para tentar intimidá-la, Aquino foi até o gabinete da nova prefeita e disse que queria ser o novo secretário de Governo. Assim, ao menos teria mais poder sobre os contratos. Anabel não aceitou e acabou preso seis dias após o crime. Além do ex-secretário, outras seis pessoas estão presas e há um foragido.

Aluna é encontrada morta em escola

estudante V.A.S., 14 anos, foi encontrada morta às 4h de ontem na quadra de esportes da Escola Estadual Professora Beatriz Quadro, no Parque Fernanda, região do Capão Redondo (zona sul). O corpo dela não apresentava sinal de violência. A Polícia Civil investiga a hipótese de overdose.

Uma auxiliar administrativa, tia da jovem, ainda dormia quando uma amiga da estudante chegou à casa dela e comunicou a morte da adolescente.

A Polícia Militar também foi avisada. Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi chamada à escola, na rua Professor Gastão Ramos. O corpo da estudante estava em um banco na quadra coberta.

Segundo o delegado titular Irai Santos de Paula, do 47º DP (Capão Redondo), no local havia latas de cerveja e uma cápsula de plástico com um pó branco. "Vamos aguardar o resultado do exame toxicológico e outros laudos. Há suspeita de overdose. Mas não podemos afirmar", acrescentou o policial.

Após ganhar a liberdade, homem é morto a tiros no Pae Cará

Bandidos armados em uma moto mataram a tiros, no início da madrugada desta terça-feira, em Vicente de Carvalho, um homem de 28 anos, que estava em liberdade provisória havia cerca de um mês. O crime ocorreu no Pae Cará, em frente à casa da namorada da vítima. Ninguém foi preso.

A Polícia Militar foi acionada pela companheira do ex-detento, identificado como Diego José dos Santos Bernardes. Momentos antes, ele recebeu um telefonema no celular e disse que encontraria alguém. No momento em que saía da casa da namorada, disparos foram ouvidos.

A namorada foi então à frente do imóvel e encontrou Diego, já morto, caído no chão com diversas perfurações espalhadas no corpo. Dois tiros, que foram considerados fatais pelos médicos, atingiram o rosto e uma região próxima ao peito. Não houve chance de socorrê-lo.

Rondas foram feitas na região, mas os suspeitos não foram encontrados. Testemunhas disseram à polícia que eles estavam em uma moto e, no momento em que a vítima fechava o portão, passaram e atiraram contra ele. O caso foi encaminhado para o Distrito Policial Sede de Guarujá.

Na delegacia, os investigadores descobriram que Diego estava preso no Centro de Detenção Provisória de São Vicente, após cometer um roubo no mesmo município. Há cerca de trinta dias, ele havia conquistado a liberdade provisória, após ter ficado oito meses em regime fechado.

Jovem de 18 anos é preso com maconha e pistola de fabricação israelense

Dois meses de investigações levaram a Polícia Civil a prender em flagrante, no início da tarde desta segunda-feira, o estudante Ueliton da Silva Santos, de 18 anos, por tráfico de drogas no Dique da Vila Gilda, em Santos. No interior do imóvel foram encontrados mais de seis quilos de maconha e uma pistola de fabricação israelense.

Segundo a polícia, o estudante, que não tinha antecedentes criminais, afirmou receber cerca de R$ 200,00 por semana dos líderes do tráfico na redondeza para alojar drogas e materiais ilícitos dentro de sua casa, localizada no Caminho São José.

Ao entrarem na residência os policiais encontraram seis tabletes de maconha, dois televisores, dois aparelhos de DVD, um liquidificador, três facas, uma pistola calibre nove milímetros de uso exclusivo do exército israelense e 19 projéteis da mesma arma.

“É raro encontrarmos esse tipo de armamento nas mãos de traficantes, mas hoje encontramos uma muito nova que deve ter vindo para o tráfico há pouco tempo”, disse o delegado Flávio Máximo.

Bandido invade casa para assaltar e agride veterinária

Um marginal não identificado invadiu uma casa para roubar e, durante a ação, agrediu uma das moradoras, uma veterinária de 25 anos. O crime aconteceu no Cibratel, em Itanhaém, no início da noite de domingo.

Segundo a polícia, o assalto aconteceu por volta das 18 horas, na Avenida São Paulo. O ladrão teria invadido o imóvel sem ter percebido que havia alguém na parte superior.

Enquanto subtraía objetos da residência, o assaltante foi surpreendido pela veterinária. Houve luta corporal entre eles. A vítima foi agredida com socos e chutes.

O ladrão pegou documentos, um par de óculos, jogos de videogame e três telefones celulares. Ele conseguiu escapar e na fuga ameaçou voltar para matar a vítima.

O caso foi encaminhado ao plantão da Delegacia Seccional de Itanhaém para ser registrado. O autor do crime foi descrito como negro, olhos castanhos escuros, cabelo carapinha preto e curto, magro, aproximadamente com 1,75m. Ele aparentava ter mais de 30 anos e usava bigode.

Denúncias que auxiliem a polícia podem ser feitas por meio do telefone 181. Não é preciso se identificar.

Homem que realizava diversos roubos, principalmente contra mulheres, em Guarujá é preso

A partir dos traços fisionômicos de um homem que praticava diversos roubos em Guarujá, a Polícia Civil da Cidade conseguiu prender Fabiano do Nascimento Gurgel, de 34 anos, neste final de semana.

Segundo a polícia, Fabiano é suspeito de abordar principalmente mulheres. Ele se aproximava no intuito de pedir informações e anunciava o assalto.

A polícia o encontrou no Bairro Santa Rosa e o seguiu até a casa do acusado. Ao chegar ao local, foram encontrados em seu guarda-roupa diversas munições 9 mm, calibre 38, calibre 7.62, uma pequena porção de maconha e um talão de cheques.

O acusado já havia cumprido dez anos de prisão por roubo e homicídio e estava solto havia seis meses. Fabiano foi encaminhado à Delegacia Sede da Cidade, onde confessou os crimes e foi preso em flagrante.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Polícia acredita que homem tenha matado a própria mulher em Vicente de Carvalho

Uma mulher de aproximadamente 50 anos foi morta a facadas na manhã desta segunda-feira, no Paecará, no distrito de Vicente de Carvalho, em Guarujá. Segundo as informações preliminares apuradas pela Polícia Militar, o crime tem motivo passional e foi cometido pelo próprio marido da vítima.

O homicídio ocorreu pouco depois das 9 horas, na Rua Perequê, na entrada da favela da Prainha. A vítima, não identificada, estava caída no chão dentro da própria residência, localizada próximo à linha férrea. Vizinhos desconfiaram da movimentação no local e acionaram o 190.

A polícia encontrou a mulher com diversas perfurações pelo corpo, proveniente de uma arma branca. Possivelmente uma faca ou objeto semelhante. A perícia criminal foi acionada e até o final da manhã não havia chegado ao local do crime.

O marido, segundo relatos, matinha um relacionamento violento com a vítima. A polícia desconfia que ele seja o autor do crime. O suspeito ainda não foi encontrado e viaturas realizam ronda na região para tentar localizá-lo. O caso será acompanhado pelo 2º Distrito Policial de Guarujá.

Lista de foragidos conta com 152 mil no Estado de São Paulo

Roger Abdelmassih, Jonathan Lauton, Eduardo Soares, Mizael Bispo Evandro Bezerra e Evandro Correia. Todos fugiram e constam na lista de mais de 152 mil foragidos no Estado de São Paulo. Eles reforçam na sociedade a sensação de impunidade e confirmam a falta de estrutura da Divisão de Capturas da Polícia Civil. O novo delegado-geral, Marcos Carneiro Lima, admite o problema e tem planos para tentar solucionar a fragilidade desse setor.

“Quero essa divisão forte, quero policiais na rua e não sentados em cadeiras”, afirma Lima. A mudança será iniciada pelo topo. “Um novo delegado, com perfil totalmente operacional, vai assumir o comando”, adiantou, sem revelar nomes.

O chefe da Polícia Civil reconhece que o efetivo de policiais designados para caçar foragidos está abaixo do ideal. “Mas não é desculpa para prender apenas ladrão de leite (alusão a maridos procurados por não pagar pensão alimentícia).” Para o delegado-geral, é necessário otimizar as atividades da divisão. “Em outros países do mundo, esse tipo de trabalho é extremamente valorizado. Aqui em São Paulo também vai ser”, promete.

O futuro delegado a ser nomeado por Lima assumirá uma divisão com 152.416 mandados de prisão em aberto - o total refere-se até 31 de dezembro. Desses, 123.756 são de processos criminais e o restante, de pensão alimentícia.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Policiais do SIG apreendem quase 7 quilos de maconha com traficante no Jaraguazinho

Após o recebimento de uma denúncia anônima, policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG), da Delegacia Central da cidade, conseguiram apreender ontem quase 7 quilos de maconha com a desempregada E.C.O.A., 26 anos. A droga estava em sua residência, na rua Roque Donofrio, no bairro Jaraguazinho.

Segundo os policiais, ao chegarem ao local, um entrou na casa enquanto outro ficou de fora. Foi quando percebeu que a acusada jogou duas sacolas pela janela do quarto que caíram em um terreno baldio. Ela ainda tentou fugir pulando a sacada.

Nas sacolas os policiais encontraram sete tabletes de maconha, pesando cerca de um quilo cada um, mais oito porções da droga, além de R$ 65 e diversos comprovantes de depósito num total de R$ 5,5 mil. A acusada de tráfico foi levada para a delegacia onde prestou depoimento e agora deve ser transferida para a Cadeia Feminina de Ubatuba.

Rapaz atira contra primo e tio após discussão familiar no Morro do Chocolate

Uma tragédia familiar foi registrada na última quarta-feira, no bairro Jardim Santa Rosa (Morro do Chocolate), região norte da cidade, quando um rapaz atirou contra um primo e um tio. Os dois foram levados em estado grave para o hospital e o tio corre risco de morte. O acusado chegou a fugir após os disparos, mas foi preso na manhã de ontem alguns quilômetros do local onde houve o crime que, segundo testemunhas, teria sido ocasionado por brigas familiares.

De acordo com a polícia, o acusado W.L.M., 18 anos,vulgo "Billy Jow", teria ido até a casa do primo, o jovem W.F.S.P., 21 anos, e disparado três vezes contra ele à queima roupa, o atingindo na altura da coluna.

O tio M.C.S., 32 anos, ao perceber o corrido, entrou na caminhonete e teria corrido atrás do sobrinho, sendo neste momento, também atingido, só que na cabeça.

A cunhada e tia das vítimas e autor, A.O., 43 anos, contou que “os dois rapazes teriam discutido na semana anterior e ontem (anteontem) ocorreu essa tragédia”. O motivo da briga não foi revelado.

Ainda de acordo com ela, seu cunhado conseguiu alcançar o sobrinho que teria disparado contra ele não o atingido. M.C.S. ainda saiu do veículo, momento em que foi baleado na cabeça.

O atirador ainda conseguiu fugir para o meio do mato, mas ontem cedo foi localizado pelos policiais rodoviários estaduais que atuam na região da Massaguaçu. Segundo o cabo Luiz Carlos, havia denúncia de que W.L.M. estava caminhando pela praia. Ele, o cabo Rodrigues e o soldado Denílson foram atrás e durante a busca o encontraram na rua Manoel Ricardo Francisco.

Segundo Luiz Carlos, ele ainda tentou fugir, mas foi contido e com ele foi localizado o revólver calibre 32 usado para atirar contra os familiares. No 2º Distrito Policial, na Massaguaçu, ele foi ouvido pelo delegado titular, Marcelo Magalhães e teria narrado a briga e que estava sendo ameaçado, junto com seu padrasto, por isso teria ido à casa do primo para tirar satisfação.

Ontem, o irmão e tio das vítimas, N.C.S., 42 anos, esteve no hospital Casa de Saúde Stela Maris, e contou que a situação do irmão é a mais grave porque ele teve de ser colocado em aparelho devido ao ferimento na cabeça. Já o jovem conseguiu conversar, reclamou de dor e deve ser transferido para o Hospital Regional de Taubaté.
Segundo ele, a família está estarrecida com o ocorrido e todos estão orando pelas vítimas. O acusado dos disparos será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) da cidade.

Atentados em São Vicente podem ter relação

Desde a madrugada de quarta-feira, cinco pessoas foram alvo de tiros em São Vicente. Entre as vítimas, três morreram. De acordo com a polícia, todos os atentados podem estar relacionados.

Dois dos alvejados eram policiais militares e um deles teria participado de uma ocorrência no Morro São Bento, em Santos, que resultou na morte de um marginal. Segundo a polícia, os comparsas teriam vingado a morte do companheiro.

O delegado Marcos Alexandre Alfino, que acompanha e investiga os casos na Cidade, afirma que as circunstâncias em que os fatos ocorreram serão apuradas e busca ainda provas técnicas e materiais que possam fornecer subsídios para chegar na autoria dos atentados. Segundo ele, uma das vítimas, a única que sobreviveu aos tiros, vai ser peça chave nas investigações. “Nós estamos indo entrevistar esta vítima para que ela possa também nos fornecer algum subsídio”, afirma.

Segundo o delegado, as testemunhas não informaram como os crimes teriam acontecido. “Por isso que nós temos equipes de investigação na rua, para tentar nos trazer placas ou então descrições dos bandidos e para que a gente possa, em uma segunda etapa, tentar identificar essas pessoas”, relata.

Entre as vítimas, apenas Éder Pereira de Almeira, de 28 anos, que estava em um bar na Avenida Capitão Luis Herneaux, possuía passagem pela polícia. O rapaz teria sido vítima de uma execução.”O que nos causa estranheza é que existiam outras pessoas dentro do bar e nada foi subtraído”, afirma Alfino.

Segundo ele, como os outros dois atentados, na Rua Carlos Gomes, no Parque Sâo Vicente e na Rua Palmeira dos Índios, no Catiapoã, não tiveram testemunhas oculares, a polícia utilizará os familiares para descobrir se as vítimas estavam sofrendo ameaças ou sendo perseguidas para então traçar uma linha de investigação.

Até agora, uma pessoa foi presa. Itamar Flávio Flamil teve sua prisão temporária decretada na quarta-feira e, segundo a polícia, ele tem participação nos três crimes envolvendo policiais militares.

“Nossos superiores hierárquicos foram comunicados e também já estão tomando providências no sentido de elucidar todos os fatos que estão ocorrendo e cessar essa onda de violência”, afirma Alfino.

Na madrugada de quarta-feira, por volta das 2 horas, o policial Caio Castro de Abreu, da Força Tática de Santos, ficou gravemente ferido após ser atingido por tiros, um deles na coluna. O carro que ele dirigia foi emparelhado por outro veículo, onde estavam os bandidos armados.

Pouco mais de uma hora depois, Angelo Santos Cruz, de 29 anos, também policial militar, morreu ao ser atingido por um tiro de fuzil na cabeça, no Parque São Vicente. Ele saía de casa, ainda na Rua Frei Gaspar, mas desta vez no encontro da Rua Carlos Gomes, a cerca de 1,3 Km de distância do primeiro crime.

No final da tarde de quarta, em um bar na Avenida Capitão Luís Horneaux de Moura, no Jardim Guassú, outra vítima, identificada como Éder Pereira de Almeira, de 28 anos, jogava sinuca com um grupo de amigos quando dois homens encapuzados armados invadiram o local.

Já próximo das 23 horas, o estudante Jéferson Carlos de Araújo, de 22 anos, foi executado à queima-roupa na Rua Carlos Gomes, no Parque São Vicente. A vítima estava de bicicleta quando foi surpreendida por homens armados, que dispararam cerca de cinco tiros. Ele já estava morto quando a polícia chegou.

Entre as duas execuções no início da noite desta quarta-feira, José Ailton de Fraga, de 25 anos, foi alvo de três disparos de arma de fogo na Rua Palmeira dos Índios, no Catiapoã. Ainda vivo ele foi levado para o Hospital Municipal da Cidade, onde foi submetido a uma cirurgia e passa bem.

Número de mortos em 4 cidades do RJ chega a 506

A chuva na Região Serrana do RJ, que provocou 506 mortes, já é considerada a maior tragédia climática da história país. O número de vítimas ultrapassou o registrado em 1967, na cidade de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo. Naquela tragédia, tida até então como a maior do Brasil, 436 pessoas morreram.

Segundo os últimos levantamentos das prefeituras de Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis e Sumidouro, e da Polícia Civil, o total de mortos na Região Serrana chega a pelo menos 506.

Às 22h10, a prefeitura de Teresópolis, informou que o número de mortos na cidade subiu para 223. Em Nova Friburgo, o número subiu para 225, segundo o coordenador da Defesa Civil do município, coronel Roberto Robadey.

Em Sumidouro, a prefeitura confirmou um total de 19 mortos. Já em Petrópolis, a prefeitura divulgou que o total de mortos chega a 39 mortos. A Polícia Civil informou que 470 corpos já foram identificados pelos peritos do IML (Instituto Médico Legal).

De acordo com especialistas, a explicação para a repetição de tragédias no RJ é a falta de controle e planejamento no crescimento das cidades.

O relevo das cidades serranas funciona como uma barreira que impede a passagem das nuvens. Concentradas, elas provocam muita chuva numa única área.

A parte alta das montanhas é um terreno muito inclinado e a vegetação cresce sobre uma camada fina de terra. A água da chuva vai penetrando no solo, que fica encharcado e se descola da pedra. O volume de terra desce como uma grande avalanche, devastando o que encontra pela frente

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Ladrão furta residência, é atropelado por vítima e depois de atendimento vai preso

Um ladrão de residência se deu mal na noite de terça-feira 11/01. Depois de invadir uma casa no Parque Vivamar e levar vários objetos, ele fugiu. Mas o que não contava era com a reação da vítima que foi atrás dele de carro e após ser atropelado, ficou preso pelo crime de furto.

O caso foi registrado por volta das 20 h quando a vítima S.V.S., 36 anos, chegou na casa e soube que ela havia sido furtado e por onde o bandido havia seguido. Com seu Fiat Uno a vítima seguiu pelas imediações e se deparou com o ladrão G.C.N., 28 anos, na altura do KM 50 da rodovia Rio-Santos (BR-101), no bairro Estufa I, carregando uma sacola.

Com a confusão e correria, o suspeito do furto acabou atingido pelo carro. A Polícia Rodoviária Federal foi acionada para atender uma ocorrência de atropelamento e ao chegar no local ficou sabendo da historio do furto. Na sacola com o ladrão foram localizados um aparelho de DVD, torradeira, inalador, secador de cabelo e uma arma de brinquedo, entre outros objetos.

O bandido foi encaminhado para o Pronto-Socorro de Ubatuba para ser medicado pelos ferimentos leves e após ser liberado foi direto para a Delegacia de Polícia onde foi autuado em flagrante pelo crime de furto. Em seguida, foi transferido para a Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caraguatatuba.

Mais dois morrem em São Vicente; um deles foi alvo de 50 tiros

A onda de violência continua em São Vicente. Entre a tarde e a noite desta quarta-feira 12/01, mais três homens foram alvos de disparos de arma de fogo. Dois deles não resistiram aos ferimentos e morreram. O outro permanece internado no Hospital Municipal da Cidade com o quadro de saúde estável. Até o momento ninguém foi preso.

O primeiro homicídio ocorreu no final da tarde, em um bar na Avenida Capitão Luís Horneaux de Moura, no Jardim Guassú. A vítima, identificada como Éder Pereira de Almeira, de 28 anos, jogava sinuca com um grupo de amigos, quando dois homens encapuzados armados invadiram o local.

Os tiros foram direcionados a Éder. Ao menos 50 disparos foram efetuados, como pode constatar a perícia criminal, que recolheu as cápsulas deflagradas. No entanto, dez projéteis atingiram a vítima, que chegou a ser atendida pelo resgate do Corpo dos Bombeiros, mas morreu no local. Os acusados não foram identificados.

Já próximo das 23 horas, o estudante Jéferson Carlos de Araújo, de 22 anos, foi executado à queima-roupa na Rua Carlos Gomes, no Parque São Vicente. A vítima estava de bicicleta quando foi surpreendida por homens armados, que dispararam cerca de cinco tiros. Ele já estava morto quando a polícia chegou.

Entre as duas execuções, no início da noite desta quarta-feira, José Ailton de Fraga, de 25 anos, foi alvo de três disparos de arma de fogo na Rua Palmeira dos Índios, no Catiapoã. Ainda vivo ele foi levado para o Hospital Municipal da Cidade, onde foi submetido a uma cirurgia e passa bem.

À polícia, José disse que dois homens em uma moto efetuaram os disparos contra ele, que afirmou não ser o alvo. Ainda segundo a vítima, os tiros seriam para outra pessoa, que correu na aproximação dos acusados. Os autores dos disparos não foram identificados.

Em aproximadamente 24 horas, cinco pessoas foram alvos de tiros em São Vicente. Três não resistiram aos ferimentos. Destes, um era policial militar do 1º Batalhão Especial da capital paulista. Por enquanto ninguém foi preso, mas o carro usado pelos bandidos para efetuar os disparos foi encontrado pela polícia.

Na madrugada, por volta das 2 horas, o policial Caio Castro de Abreu, da Força Tática de Santos, ficou gravemente ferido, após ser atingido por tiros, um deles na coluna. O carro que ele dirigia foi emparelhado por outro veículo, onde estavam os bandidos armados.

Pouco mais de uma hora depois, Angelo Santos Cruz, de 29 anos, também policial militar, morreu ao ser atingido por um tiro de fuzil na cabeça, no Bairro Parque São Vicente. Ele saía de casa, ainda na Rua Frei Gaspar, mas desta vez no encontro da Rua Carlos Gomes, a cerca de 1,3 Km de distância do primeiro crime.

No início da manhã, um homem não identificado foi morto também a tiros nas imediações do Hospital Municipal de Cidade. Oficiais que atenderam às outras ocorrências encontraram a vítima caída no chão da Rua Tenente Durval do Amaral, ainda com vida.

No ano passado, seis PMs foram assassinados na Baixada Santista, de acordo com o comando da PM na região. Dois crimes ocorrem em dezembro. Antônio Capriotti Neto, de 38 anos, morava em Praia Grande e era soldado da 3ª Companhia de São Bernardo do Campo. Ele foi assassinado no dia 10 de dezembro, em um ferro velho, segundo testemunhas, por dois homens armados que chegaram em uma moto.

O outro crime ocorreu dois dias depois, em Cubatão. Severino Ramos da Silva, de 40 anos, foi morto na Via Anchieta, quando espera o ônibus para trabalhar. Ele era soldado do Comando de Policiamento da Área Metropolitana de São Paulo. O PM estava de farda e foi baleado por um homem de bicicleta. O cinto da vítima, com a pistola, algema e carregadores, foi roubado. Esses casos ainda são investigados e ninguém foi preso.

PMs são baleados em ataques no litoral

Um policial militar foi morto com um tiro de fuzil e outro ficou ferido em ações distintas na madrugada de ontem em São Vicente (65 km de SP). O primeiro ataque aconteceu a cerca de um quilômetro de distância e duas horas antes do segundo. Um suspeito foi preso.

Nos dois casos, os atiradores ocupavam um Siena prata. O comandante da PM na Baixada Santista, coronel Sérgio Del Bel, não descarta as hipóteses de vingança ou atentado.

Um PM de 28 anos, da Força Tática de Santos (72 km de SP), voltava do trabalho e dirigia seu carro na rua Frei Gaspar, às 2h, quando um Siena prata ocupado por quatro homens o interceptou. Os desconhecidos dispararam 20 vezes e atingiram as costas do soldado. O PM foi socorrido e, segundo médicos, não corre risco de morte.

Usuário de drogas é encontrado morto em Cubatão

Um homem, de 33 anos, foi morto com ao menos com sete tiros no final da noite desta quarta-feira 12/01, em Cubatão. Identificado como Alex Rodrigues de Brito, ele foi encontrado pelos policiais caído no chão com dinheiro em uma das mãos e porções de entorpecentes na outra. A vítima já tinha passagem criminal por homicídio e havia saído da prisão há pouco tempo.

O crime não deixou testemunhas e ainda não há informações sobre os acusados. Alex foi encontrado na Rua Armando Sales de Oliveira, no cruzamento da Rua Pio XII, no Bairro Vila Couto.

Os policiais encontraram a vítima de bruços às 21h20, com as duas mãos fechadas. Em uma delas havia R$ 2,00 e na outra dois papelotes de maconha. Ao lado, tombada na rua, estava a bicicleta de Alex, com manchas de sangue. Segundo dados da perícia criminal, ao menos sete disparos o atingiram.

O caso foi registrado na Delegacia Sede da Cidade, onde os investigadores de plantão constaram que o homem morto já tinha passagem por homicídio e que estava respondendo o processo em liberdade. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Santos para exame necroscópico.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Bebê de 9 meses morre após sufocar com pedaço de lã em Ubatuba

Uma menina de 9 meses morreu asfixiada, nesta segunda-feira, em Ubatuba, após sufocar com um pedaço de lã. Os pais da criança a deixaram, já morta, na Santa Casa da região e fugiram. Quando encontrados pela polícia, disseram que a menina se engasgou com leite.

A Polícia Civil de Ubatuba informou que a Polícia Militar (PM) foi chamada pela enfermeira que atendeu a criança para encontrar os pais. Eles já haviam deixado o hospital. A mãe, de 16 anos, e o pai, de 18, contaram a versão do sufocamento por leite. O médico que analisou a menina encontrou, em sua garganta, um chumaço de lã.

Após vasculharem a casa, a polícia achou, dentro de um saco, um bicho de pelúcia rasgado e sangue no travesseiro da vítima. Também havia um pote com cocaína na residência. A avó paterna da menina, que mora na casa ao lado, contou que ouviu a criança chorando muito durante a noite, e que subitamente o barulho cessou.

O casal disse ser usuário de droga. Eles negaram ter praticado qualquer agressão contra a criança. O caso será encaminhado à Justiça, que decidirá se os dois irão a julgamento.

Bandidos atiram contra sargento da Polícia Rodoviária em Praia Grande

Um sargento da Polícia Rodoviária de 43 anos foi baleado ao intervir em um assalto na Vila Tupi, em Praia Grande. Os suspeitos fugiram de moto, mas um deles foi detido.

O crime aconteceu na Rua Potiguares, na manhã de segunda-feira. O gerente de uma empresa de combustíveis ia até uma agência bancária efetuar um depósito quando foi abordado por uma dupla que anunciou o assalto. Ambos estariam armados.

A vítima foi obrigada a entregar seu telefone celular e R$ 24 mil, sendo R$ 2 mil dele e o restante pertencente à empresa.

Durante a ação, o sargento da Polícia Rodoviária passou pelo local à paisana, com destino ao trabalho. Ele viu o gerente ajoelhado e decidiu intervir.

O policial se identificou e deu voz de parada para os suspeitos. A dupla não teria obedecido e foram disparados três tiros contra o policial. Ele foi atingido no abdômen, braço esquerdo e em uma das pernas.

A dupla fugiu de moto. Já na Rua Tupi com a Rua Cataguases, a motocicleta colidiu contra outro veículo. O condutor dela, identificado como Luiz Fernando Santos Menezes, de 21 anos, foi detido e levado à Delegacia Sede de Praia Grande.

O suspeito não foi reconhecido pela vítima do assalto, mas uma testemunha reconheceu a camisa, o capacete, a motocicleta e o porte físico do indiciado.

O acusado acabou confessando, segundo a polícia, sua participação no roubo. Ele disse que ele apenas deveria “dar fuga” ao autor do assalto e enquanto escapavam houve o acidente de trânsito.

A Polícia Rodoviária informou que o sargento foi hospitalizado, passou por cirurgia e estava em observação sem risco de morte.

Estudante morre em briga no Itaim

Um universitário de 22 anos morreu após brigar em uma casa noturna no Itaim Bibi, bairro nobre da zona oeste de São Paulo.

Segundo a polícia, Igor Salveti Caleman foi atingido com um copo de vidro pelo analista de crédito Raphael Reis Carvalho, 20 anos.

Aluno do último ano de direito da Faculdade Mackenzie, Caleman teve a veia jugular perfurada e morreu pouco tempo depois.

Carvalho foi preso em flagrante minutos após a briga, ocorrida na madrugada de domingo. À polícia, ele disse que agiu em legítima defesa. Contou que discutiu com Caleman na casa noturna Sr. Pitanga por causa de uma mulher. Pouco depois, Carvalho foi fumar do lado de fora do bar e diz ter sido agredido pelo estudante --e a briga teve início.

Homem flagrado furtando fios de cobre é preso em São Paulo

A Polícia Militar prendeu nesta quarta-feira o homem flagrado por uma equipe da TV Globo nesta segunda-feira roubando fios de cobre na Ponte da Freguesia do Ó, na Marginal Tietê, Zona Norte de São Paulo.

Segundo a polícia, o suspeito foi preso na mesma região onde havia cometido o crime. Ele foi levado para a delegacia da Freguesia do Ó. O homem estava com os fios e a picareta usada para quebrar o muro por onde passava o fio.

Ao perceber que estava sendo filmado durante o furto, na segunda-feira, o homem não se intimidou e ainda debochou da situação. “Sou ladrão, roubo cobre. Pode continuar filmando. Não roubo pai de família, só cobre. Depois manda meus 20% da imagem, viu?”, disse ao cinegrafista.

Preso suspeito de matar dono da Schincariol sete anos após o crime

A Polícia Civil das cidades de Ribeirão Preto e Sorocaba, no interior de São Paulo, prendeu na manhã desta terça-feira Gleison Lopes de Oliveira, apontado como autor do latrocínio que matou o proprietário da empresa de bebidas Schincariol, Nelson Schincariol, há sete anos, no município de Itu.

Oliveira era procurado pela polícia e estava escondido em uma residência no Jardim Jandaia, em Ribeirão Preto. A ação da polícia cumpriu um mandado de prisão preventiva.

Em 2008, o ministro Carlos Alberto Menezes Direito, do Supremo Tribunal Federal (STF), indeferiu o pedido de liminar em habeas corpus em favor de Oliveira. Os advogados pretendiam suspender o julgamento no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) e recorrer para que ele respondesse em liberdade à apelação feita após ter sido condenado a 23 anos de prisão pelo crime de latrocínio.

O proprietário da Cervejaria Schincariol, José Nelson Schincariol, de 60 anos, morreu após ter sido baleado por dois homens quando chegava a sua casa, no Centro de Itu, em 18 de agosto de 2003. Os agressores dispararam cinco tiros, dos quais três atingiram o empresário, sendo dois na cabeça e outro nas costas. O crime ocorreu quando Schincariol já estava dentro da garagem do sobrado onde morava. A família informou que ele recebia ameaças antes do crime.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Rapaz é baleado no Travessão

Por volta das 03h00min da madrugada de domingo 09/01, os policiais da Força Tática, equipe do sargento Tardino e os soldados Jamil e Vale, patrulhavam pela Rua. José da Costa Pinheiro Junior no Travessão, quando depararam com um rapaz alvejado por disparos de arma de fogo.

A vitima identificada apenas como “Tiago”, foi socorrida pela Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros à Santa Casa, onde permaneceu internado.

No local não foi possível obter maiores informações sobre o ocorrido, pois ninguém teria presenciado o crime.

Mecânico é baleado no Casa Branca

O mecânico Ademilson Pereira Leite de 48 anos, foi baleado por volta das 21h30min do ultimo domingo 09/01, na Rua. José Pedro de Oliveira Barbosa no Casa Branca.

Os policiais militares Cabo Marcondes e Soldado Amarante, foram acionados para comparecerem ao local, onde segundo informações passadas haveria uma pessoa baleada.

No local os policiais foram informados pela vitima que o autor de nome “Sidenir”, havia fugido em uma moto e este seria atual marido de sua ex-esposa.

Em diligências em possíveis endereços onde estaria o autor do crime no bairro Travessão, os policiais apreenderam uma motocicleta com manhas de sangue que foi apreendida.

O autor do crime não foi localizado, e a vitima foi alvejada de raspão na cabeça, ombro e nas costas.

Menor é surpreendido com droga no Olaria

O menor B.S.E de 16 anos, foi detido pelos policiais militares Sargento Felix e soldado Mendes, portando 11 pinos do cocaína.

Ao avistar a viatura, o acusado tentou fugir, porém acabou detido e preso com a substância entorpecente.

O flagrante ocorreu por volta das 16h30min do ultimo sábado 08/01, na Rua. Gelson Prado da Silva no bairro Olaria.

Conduzido à delegacia o menor foi sindicado por tráfico de drogas.

Polícia investiga morte de menina de 3 anos no litoral norte

A Polícia Civil investiga se a morte de Luiza Santos Romualdo, de 3 anos, foi um acidente ou resultado da negligência dos responsáveis. A menina chegou sem vida ao Hospital Stella Maris no domingo, após ser encontrada inconsciente no carro da família, que estava na garagem, no calor, com os vidros fechados, no bairro Estrela D'alva, em Caraguatatuba.

Luiza estava sob os cuidados da avó, identificada como Jacira, de 59 anos. Segundo a polícia, ela havia saído de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, para passar o fim de semana na casa e cuidar da criança e do irmão mais novo de Luiza, cuja idade não foi revelada. Em depoimento, a avó da menina contou ter colocado os dois netos para dormir por volta da meia-noite de sábado.

Os pais, uma dona de casa de 36 anos e um homem de 35, haviam ido a um show em Ubatuba, cidade vizinha. O casal retornou para casa por volta das 5 horas e dormiu. Cerca de uma hora depois, Jacira deu mamadeira para Luiza e, em seguida, saiu para pescar em um píer da região. Por volta das 11 horas, a avó retornou para a casa e o casal acordou ao meio-dia, segundo informações da polícia.

“Quando ela retornou, eles (a avó e os pais) terminaram de fazer o almoço e foram procurar as crianças para a refeição”, afirmou o delegado assistente do distrito policial da cidade, Orley Siqueira. Após vasculhar os cômodos, a mãe da menina e a avó teriam notado o pisca-alerta do carro, na garagem, aceso. “Isso chamou a atenção da avó e da mãe. Elas olharam pelo vidro e teriam visto a criança”, acrescentou o policial. Segundo a família, a menina tinha o costume de brincar no carro.

Preso delegado de Peruíbe acusado de fraude

O delegado de Peruíbe Bruno Jacintho de Almeida Júnior foi preso na manhã de segunda-feira. Ele atuou como responsável pela 305ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Peruíbe no período de janeiro de 2009 e junho de 2010 e foi denunciado pelo Ministério Público do Estado (MPE) em outubro do ano passado por suposta participação em fraude no sistema informatizado do Detran.

O pedido de prisão preventiva partiu do promotor Cassio Conserino, do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco). Na denúncia oferecida à Justiça, consta que uma funcionária da 305ª Ciretran, Cláudia Maria Gavazzi, usava a senha pessoal e instransferível da autoridade policial no sistema eletrônico do Detran para transferir para o seu nome a pontuação relativa a motoristas autuados por infrações de trânsito.

O passo seguinte era excluir a pontuação de sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que se encontra zerada. A Unidade de Inteligência Policial do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) constatou que a fraude era praticada diariamente.

Além de Peruíbe, parte dos veículos multados e dos motoristas beneficiados com esse esquema era de Praia Grande. A Corregedoria da Polícia Civileo MPE apuram a atuação de um despachante de Praia Grande na fraude. Ele é citado como Marcos ou Camarão. Testemunhas disseram que Marcos seria o responsável pela ligação dos motoristas com a 305ª Ciretran.

Em operação de busca e apreensão realizada na casa do delegado foram encontrados 17 formulários para obtenção de CNH. Os documentos haviam sido preenchidos por motoristas com CPF de Minas Gerais, cujas habilitações foram expedidas pela Delegacia de Peruíbe e transferidas para Espírito Santo.

Também foram encontrados manuscritos com a movimentação financeira referente às fraudes. A apuração do esquema não se encerra com a prisão preventiva de Bruno Jacintho de Almeida Júnior. O Gaeco pede à Justiça uma perícia contábil para saber o valor do montante que deixou de entrar nos cofres públicos com o não-pagamento das multas de trânsito. O MPE acredita que o esquema tenha beneficiado centenas de motoristas.