quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

PM mata assaltante para evitar roubo a casa dos pais

Um policial militar de São Paulo frustrou a ação de bandidos que tentaram assaltar a casa dos pais dele, em Bertioga, na noite desta quarta-feira. Ele e a família foram surpreendidos por dois homens, armados, que anunciaram o roubo. Houve reação e troca de tiros. Um dos acusados morreu e o outro conseguiu fugir. As vítimas não se feriram.

Conforme registro da Polícia Militar, a tentativa de assalto ocorreu às 21h30 em um sobrado localizado na Rua C, Bairro Vila das Canções. Os acusados, dois rapazes, invadiram o imóvel e renderam todos que estavam no imóvel. Na hora do ocorrido, estavam o pai, a mãe e a esposa do policial. Em um momento de distração dos bandidos, o soldado se apresentou e sacou uma arma, na tentativa de inibir a ação.

Um deles, ao notar que uma das vítimas era PM, fugiu do local, enquanto o outro iniciou uma troca de tiros. Leandro de Oliveira Ferreira, de 21 anos, foi morto ao ser atingido pelos disparos provenientes do revólver de David Esteves da Silva, lotado no 1º Comando do Policiamento Metropolitano da capital paulista. Ele não se feriu, assim como os familiares.

Viaturas da Polícia Militar e de resgate foram acionadas, mas não chegaram a tempo de localizar o segundo acusado. Após ser atingido, Leandro morreu na hora. Ele tinha passagem por roubo e extorsão e já tinha cumprido pena. O caso foi registrado na Delegacia Sede de Bertioga.

Perseguição policial termina em atropelamento no Centro de SP

Pelo menos 10 pessoas ficaram feridas na madrugada desta quinta-feira após serem atropeladas durante uma perseguição policial na Rua Monsenhor de Andrade, na região do Brás, Centro de São Paulo.

De acordo com a polícia, um carro com três homens acelerou ao ver o veículo dos policiais. Na fuga, acabou batendo em um poste e atingindo as pessoas na altura da Rua São Caetano. O acidente aconteceu por volta das 5h30. De acordo com as primeiras informações da polícia, os suspeitos tentaram fugir. Dois homens foram detidos no local, mas ainda não foi confirmado se eles estavam dentro do carro.

O acidente aconteceu na Feirinha da Madrugada que é montada todos os dias no Brás, na qual vendedores ambulantes montam suas barracas para vender produtos.

As vítimas foram socorridas para o pronto-socorro do Pari. Não há informações sobre seu estado de saúde.

Por causa do acidente, a Rua Monsenhor de Andrade foi totalmente interditada. O desvio para os motoristas é feito pela Rua Elisa Whitaker.

Policial é baleada no braço durante assalto em Peruíbe

A agente policial Antônia Costa Barreto, de 40 anos, foi baleada durante assalto a uma residência de temporada em Peruíbe. Dois adultos e dois adolescentes envolvidos no crime foram capturados.

O crime aconteceu na tarde de terça-feira. A policial civil, lotada na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, estava no imóvel com as irmãs, quando foi surpreendida pelos marginais.

Os adolescentes infratores têm 17 anos e um deles baleou a agente no braço esquerdo. A policial, que também foi agredida fisicamente, foi levada ao Pronto-Socorro Central de Peruíbe, sendo liberada após receber a medicação. Antônia precisará ser submetida a cirurgia para a extração da bala.

Também participaram do assalto Sandro Galdino da Costa, de 22 anos, e Eduardo Batista Gonçalves, o Abacaxi, de 25.

A quadrilha foi presa e os menores recolhidos em cela especial à disposição do Juízo da Infância e da Juventude.

Autônomo de 47 anos morre em colisão no Oásis, em Peruíbe

O autônomo Joaquim Silva de Almeida, de 47 anos, morreu após o Uno preto que dirigia ser atingido de frente por uma Saveiro preta que ultrapassou um Corolla no Oásis, em Peruíbe.

O acidente foi na madrugada desta quarta-feira e o condutor da Saveiro, o mecânico Alessandro Rodrigo Novaes, de 35 anos, recebeu voz de prisão em flagrante. Segundo a polícia ele havia consumido bebida alcoólica.

A colisão foi por volta das 3 horas na Avenida Padre Anchieta. Conforme o apurado, um Corolla trafegava sentido Centro-Boungainville quando foi ultrapassado pela Saveiro. Alessandro estava sozinho no carro.

Durante a manobra o carro atingiu de frente o Uno de Joaquim. No veículo também estavam o filho de Joaquim, de 12 anos, e as irmãs gêmeas Maria de Lourdes Cardoso Souza e Maria de Fátima Cardoso Couto, de 40 anos.

Com o impacto, Joaquim ficou preso nas ferragens, foi socorrido mas não resistiu aos ferimentos. Os outros ocupantes do Uno foram medicados e liberados.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão para o mecânico. Foi estipulada fiança de R$ 3 mil e até esta tarde o valor não havia sido apresentado.

Detento sem tornozeleira é preso no interior do Estado

Um detento que tinha sido beneficiado pela saída temporária de Natal foi preso na manhã desta quarta-feira em Marília, a 435 km de São Paulo. Segundo a polícia, ele não estava com a tornozeleira usada para rastrear os detentos do estado.

Ao ver a polícia, o homem, de 26 anos, tentou fugir, mas foi capturado. Os policiais contaram que, no momento em que foi abordado, o preso deu um nome falso. Em seguida, confessou que tinha tirado a tornozeleira.

O acessório não foi localizado e o homem deve retornar ao presídio de Marília. Desde a saída temporária de Natal, seis presos na região voltaram à cadeia antes do tempo por descumprir as regras que dão direito ao benefício.

Criminosos assaltam caminhão do Exército

Um caminhão do Exército carregado com tecido balístico, utilizado na fabricação de coletes à prova de balas e outros equipamentos, foi roubado na altura do quilômetro 110 da rodovia Anhanguera, próximo à Sumaré (118 km de SP).

Por volta do meio-dia de terça-feira, o motorista do caminhão e dois ajudantes foram rendidos por uma quadrilha quando saíam de um restaurante na beira da estrada com o veículo. A carga está avaliada em aproximadamente R$ 75 mil.

Enquanto parte do bando fugiu com o caminhão, dois ladrões colocaram os reféns dentro de um carro branco e seguiram para São Paulo.

Jandira descobre 53 funcionários fantasmas

Levantamento da gestão da prefeita de Jandira (Grande SP), Anabel Sabatine (PSDB), identificou a existência de 53 funcionários fantasmas --que recebem sem trabalhar-- na folha de pagamento da prefeitura. O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) da capital vai instaurar um PIC (Procedimento Investigatório Criminal) para apurar o caso.

Ex-vice-prefeita, Anabel assumiu o comando da prefeitura no dia 11 deste mês, um dia depois de seu antecessor, Walderi Braz Paschoalin (PSDB), ser assassinado em uma emboscada, com 11 tiros de fuzil e metralhadora, quando chegava a uma rádio para um programa semanal.

Anabel prestou depoimento, ontem, ao promotor Neudival Mascarenhas, do Gaeco. Dois suspeitos foram indiciados ontem.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Polícia estoura depósito de carros roubados, em Taubaté

A Polícia estourou na noite desta terça-feira (28), um depósito de carros roubados, na zona rural de Taubaté.

Ao todo, foram encontrados 15 automóveis, três motos, dois motores e várias peças. Eles estavam em dois sítios. Além dos veículos e acessórios, também foram apreendidas duas espingardas.

A Polícia acredita que os veículos tenham sido roubados nos últimos dias na cidade. Apenas o dono de um sítio foi preso. Ele será indiciado por receptação.

Homens invadem casa de veraneio em Praia Grande e matam cinco pessoas

Acerto de contas pode ter sido o motivo da execução de cinco pessoas no final da noite desta terça-feira, em Praia Grande. Todos moravam em São Paulo e vieram passar a virada de ano na região. Uma sexta vítima conseguiu sobreviver e segue internada em estado grave na Santa Casa da Cidade. A polícia ainda não tem informações do paradeiro dos acusados.

A chacina ocorreu às 23h55, em uma casa na Rua Mario Daige, Balneário Maracanã. Três homens não identificados, armados, chegaram ao local em um Fiat Pálio verde, de forma discreta. Um permaneceu no automóvel, outro ficou de vigia no portão e o terceiro entrou no imóvel e efetuou os disparos, todos direcionados para as vítimas. A ação foi rápida.

As circunstâncias do crime foram apuradas pelo delegado Douglas Borguez, plantonista da Delegacia Sede, onde devem se concentrar as investigações.


Após a notificação da chacina, equipes da Polícia Militar foram deslocadas até o local. Peritos, o delegado e investigadores também estiveram presentes. Segundo apuração prévia, cada vítima recebeu de dois a três tiros, provenientes de revólveres 380 e 40 milímetros. Pelos projéteis recolhidos, acredita-se que mais de 20 disparos foram efetuados pelos bandidos.

Ainda segundo Borguez, não existem informações sobre o paradeiro dos acusados. Durante a madrugada, o serviço de monitoramento da Prefeitura foi notificado e cópias das filmagens das câmeras localizadas em avenidas próximas já foram solicitadas. A placa do veículo não foi anotada por testemunhas.

Entre as vítimas fatais estão o autônomo Willian Alves, o motoboy Diego Henrique e o microempresário Vinicius Monincovis, todos de 21 anos. Os outros dois mortos são adolescentes, ainda estudantes, de 16 e 17 anos. Segundo a polícia, alguns deles, não identificados, possuem passagem por tráfico de drogas.

O sexto alvo dos disparos, o ajudante geral Thiago Rodrigues, de 23 anos, resistiu aos ferimentos e foi levado em estado grave para a Santa Casa de Misericórdia de Praia Grande. Como único envolvido vivo da chacina, ele está sendo protegido por oficiais da polícia e, por enquanto, não possui previsão de alta.

Ainda de acordo com o delegado Borguez, todos são moradores da Grande São Paulo. A maioria deles vive na favela de Heliópolis, localizada na Zona Sul da capital paulista. Com casais de amigos e crianças, eles descerram a Serra e alugaram uma casa em Praia Grande para passar a virada de ano na região. Ao todo 20 pessoas estavam na casa.

Eles chegaram à Cidade na tarde do último domingo e, desde então, passaram a aproveitar a praia, que fica a apenas duas quadras do imóvel. No local, foram encontradas várias garrafas de bebidas, desde cervejas até whiskies caros. Além de bastantes suprimentos, o que evidencia a duradoura permanência dos turistas.

Policial civil é morto dentro de bar em São Paulo

Um policial civil morreu na noite de terça-feira, após ser baleado em um bar na zona norte de São Paulo. O escrivão Roberto Barros, que trabalhava no 14º Distrito Policial, em Pinheiros, zona oeste, foi atingido na cabeça por volta das 22 horas. Ele estava em um bar na Rua Elcio Mazzei, no Mandaqui, quando um homem, que desceu da garupa de uma moto, disparou contra ele.

Barros foi encaminhado ao Hospital do Mandaqui, mas não resistiu e morreu ainda na noite de ontem. O caso foi registrado no 9º Distrito Policial, no Mandaqui, e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Suspeito matou filho por ódio da ex-mulher

O auxiliar de manutenção Alexandre Franco, 38 anos, acusado de jogar o filho de seis anos da ponte da Vila Maria (zona norte de SP) no rio Tietê, no último dia 23, se entregou ontem à polícia e confessou o crime. Ele contou à delegada Magali Celeghin Vaz, do 13º DP (Casa Verde), que matou a criança porque estava com ódio da ex-mulher, Maria do Carmo Maciel.

Franco admitiu ter matado o filho para vingar-se da ex. Ele disse que pegou o telefone celular de Maria do Carmo, viu mensagens de sacanagem e ficou com ódio dela. Após jogar o filho no rio Tietê, ele fugiu para Praia Grande (71 km de SP).

No dia seguinte, o suspeito afirma que parou em um quiosque, pediu duas cervejas e uma porção de camarão. De lá, conta que foi para São Vicente (65 km de SP) e ligou para a ex-mulher, avisando que havia matado a criança.

Polícia encontra aeronave furtada em SP no Triângulo Mineiro

Um avião que teria sido furtado em São Paulo foi encontrado e apreendido, nesta segunda-feira, pela Polícia Civil de Iturama, no Triângulo Mineiro. Segundo a polícia, a aeronave foi abandonada e nenhum suspeito foi preso. Ainda não há informações sobre quem teria levado o bimotor para Minas Gerais.

De acordo com a polícia, o investigador Leandro Baggio soube da queixa de furto feita na última quarta-feira em Votuporanga e decidiu averiguar o aeródromo particular de Iturama. Ao chegar ao local, que é usado por uma usina da região, o policial encontrou a aeronave.

A suspeita, segundo a polícia, é que o piloto sabia quando o aeródromo ficava sem vigias e pousou em um desses momentos para evitar ser visto. De acordo com a polícia, o avião tem alta tecnologia e não precisa de informações de uma base terrestre para pousar.

O avião foi identificado como sendo do modelo BeechCraft King Air B200GT, Turbo Hélice, de fabricação norte-americana. A aeronave tem capacidade para 10 pessoas.

Segundo a polícia, o avião tem um valor estimado em R$ 6 milhões.

Quadrilha rouba estacionamento

Sete carros e uma moto foram roubados, anteontem, de um estacionamento na rua Doutor Miranda de Azevedo, na Pompeia (zona oeste de SP). Ninguém foi preso. Cinco veículos ja foram recuperados.

Segundo a polícia, cerca de 20 homens armados participaram do assalto. Dois dos suspeitos chegaram ao local e, depois, fugiram em um Vectra preto com insufilme nos vidros. Três funcionários foram rendidos.

De acordo com Carlos Alberto Cesário Vadalá, advogado do estacionamento, esse foi o segundo roubo ocorrido no local em menos de três meses.

Ex-policiais suspeitos de matar por encomenda

Um grupo de cerca de dez ex-policiais militares e civis de São Paulo é investigado sob a suspeita de cometer assassinatos encomendados a um custo que variava de R$ 30 mil a R$ 50 mil por trabalho.

O Ministério Público Estadual diz acreditar que os crimes estejam ligados a jogos de azar, como bingos, caça-níqueis e o jogo do bicho. As vítimas seriam tanto policiais e ex-policiais que combatiam a prática ilegal como os que participavam dos esquemas.

A investigação diz que os suspeitos são chefiados pelo ex-PM Luiz Roberto Martins Gavião, 49 anos.

Nos anos 90, Gavião foi sócio em uma empresa de segurança particular do ex-delegado Paulo Sérgio Óppido Fleury, demitido da polícia paulista em junho por irregularidades administrativas. Fleury é suspeito de ser agenciador dos crimes do grupo.

Foi por meio dessa empresa que Gavião e Fleury contrataram, para atuar como segurança, o então PM Jairo Ramos dos Santos, 40 anos, suspeito de ser o executor das mortes por encomenda.

Jairo dos Santos saiu da PM nos anos 90 --foi preso usando nome falso num hospital de SP em abril deste ano após ser baleado em um tiroteio com o policial civil Douglas Noaldo Yamashita, 29 anos.

O Gaeco diz ter recolhido evidências contra o grupo ao apurar o roubo de 119 armas de um centro de treinamento de tiros particular de Ribeirão Pires (Grande SP), em 2009.

À polícia Jairo dos Santos confessou a morte de oito pessoas --três policiais civis e empresários. Ao investigar as mortes, os promotores descobriram que, em seis de oito assassinatos do qual o grupo é suspeito, foi usada a mesma arma, um fuzil calibre.223.

O fuzil que Jairo dos Santos teria usado para matar os policiais civis Ramiro Diniz Júnior, em agosto de 2009, e José Carlos dos Santos, em março de 2009, foi utilizado na morte de quatro PMs na Grande São Paulo.

Os dois policiais civis, além de Yamashita, ajudavam na investigação do roubo do arsenal, ocorrido em 5 de março de 2009. O roubo foi investigado por Fleury, na época no Denarc (departamento de narcóticos). Ele acusou o ex-PM Wellington Gonçalves Torquato, 38 anos, pelo crime. Este foi assassinado no dia 31 de março --sua morte ainda não está esclarecida.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Homem é esfaqueado em Guaratinguetá

Um homem de 44 anos levou uma facada no pescoço na manhã dessa terça-feira 28/12 em Guaratinguetá. Ele estava na rua Tamandaré, no bairro Jardim Tamandaré, quando foi surpreendido por um rapaz que tentou matá-lo. A vítima foi socorrida e já está fora de perigo.

A polícia acredita que seja acerto de contas ou problemas com drogas, pois com a vítima foram encontrados três quilos de cocaína. Alguns moradores já avisaram a polícia sobre um possível suspeito.

Taxista que se envolve em acidente é preso por porte ilegal de arma

Um taxista de 51 anos acabou sendo preso na noite de ontem (27) depois que se envolveu em um acidente no centro de Taubaté. Ele havia batido em dois veículos e se ferido.

Quando a polícia chegou ao local notou que ele estava com uma arma e registrou a ocorrência como porte ilegal de armas. O taxista tinha licença para carregar arma, mas ela estava vencida.

Depois de ser atendido no Pronto Socorro, o taxista foi encaminhado para a Cadeia Pública de Guaratinguetá.

homem abre fogo contra policiais militares, em Lorena

Um homem abriu fogo contra policiais militares no momento em que era preso nesta segunda-feira 27/12, em Lorena.

Segundo a Polícia, ele teria feito dois roubos no centro da cidade e, após ser perseguido, atirou contra os policiais militares, que revidaram. O acusado tentou fugir, mas acabou preso.

O homem é integrante de uma facção criminosa e estava foragido do Pemano, em Tremembé. Além disso, ele era procurado em Caçapava, Taubaté e no Rio de Janeiro por diversos crimes, entre eles roubo e receptação.

Tiroteio em autopeças deixa uma pessoa morta e outra ferida

Uma pessoa morreu e outra ficou ferida em um tiroteio na tarde desta segunda-feira 27/12 na região central de Taubaté. Toda a ação ocorreu por volta das 17:00, em uma autopeças que fica na Avenida Humaitá, ao lado do principal acesso da cidade pela Via Dutra.

Segundo testemunhas, pelo menos dois homens encapuzados invadiram o local atirando. As pessoas que estavam dentro da loja teriam revidado, e começou então uma troca de tiros. Três armas ficaram no local: uma escopeta, uma pistola e um revolver.

Um funcionário foi baleado e morreu. O dono da loja foi atingido duas vezes e foi socorrido ao Hospital Regional em estado grave. A dupla, que invadiu o prédio, conseguiu fugir. Até o momento, ninguém foi preso.

Bandidos invadem padaria e matam comerciante com tiro na cabeça

O dono de uma padaria foi morto com um tiro na cabeça em um assalto, na noite de segunda-feira, em Diadema, no ABC. Os ladrões invadiram a padaria e trancaram o comerciante Sebastião Reinaldo da Silva e os funcionários em uma sala.

O dono da padaria conseguiu sair da sala. Porém, ele foi surpreendido por um dos bandidos e tomou o tiro. Os assaltantes fugiram. A polícia não informou o que os ladrões levaram da padaria.

Homem é suspeito de balear sobrinho em Mongaguá

Um rapaz de 38 anos foi baleado no rosto e ombro na manhã desta segunda-feira. O crime aconteceu por volta das 7h30, na Vila Operária, em Mongaguá. O acusado é um tio da vítima, identificado apenas como Cícero, que não foi detido.

Conforme o apurado pela reportagem, no dia anterior a vítima e seu tio, que é morador de São Paulo, estavam bebendo quando houve uma discussão.

No momento do crime a vítima dormia quando seu tio teria arrombado a janela de seu quarto e atirado. O suspeito não foi detido e a arma não foi encontrada.

O baleado foi socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal de Mongaguá, onde permanece internado.

Polícia apreende 28 kg de maconha escondidos em imóvel abandonado

Uma reintegração de posse surpreendeu policiais militares de Praia Grande. Dentro do imóvel no Bairro Aviação, foram encontrados 28 quilos de maconha.

O lugar, que já funcionou como clínica de reabilitação, se transformou em um depósito de drogas. Os quase 30 quilos de maconha estavam escondidos dentro de um armário, no interior da residência. Ninguém foi preso e a propriedade da droga, por enquanto, é ignorada.

A residência fica na Rua Duarte Coelho, 99, no Bairro Aviação, e os PMs deram apoio ao oficial de justiça em razão de informações de que pessoas estariam ocupando o local e, eventualmente, poderiam resistir à determinação judicial. Segundo o dono do imóvel, que não quis ser identificado, a casa foi invadida há cinco meses.

"Um ex-sargento da polícia aposentado, lá de Guarulhos, que veio dar uma olhada. Ele veio ver como estava a casa e me ligou falando que tinha gente morando aqui. Aí eu desci no mesmo dia com a documentação da casa. Nós fomos à delegacia, prestamos queixa e entramos na Justiça. Eles alegaram que tinham comprado a casa e lá na Justiça eles apresentaram um papel de compra e venda, com nome de alguém que não era proprietário da época. Aí o juiz decretou a posse de novo da casa”, explicou.

O delegado Flávio Magário, assistente da Delegacia de Praia Grande, determinou a apreensão do tóxico e acionou o Setor de Investigações da repartição. “Diligências serão realizadas para identificar o proprietário ou proprietários da maconha e, consequentemente, apurar a autoria do crime de tráfico de drogas”.

Justiça nega liberdade a Mizael e Evandro

A desembargadora Angélica de Almeida, do Tribunal de Justiça de São Paulo, decidiu manter, em caráter provisório, nesta segunda-feira o decreto de prisão preventiva para os acusados de matar a advogada Mércia Nakashima. As defesas de Mizael Bispo de Souza e Evandro Bezerra Silva haviam entrado no dia 16 com recursos no TJ-SP pedindo que os réus respondam em liberdade ao processo. Os dois alegam inocência.

Com a decisão, o advogado e policial militar reformado Mizael e o vigilante Evandro ainda não podem sair de seus esconderijos. Os dois são procurados pela Polícia Civil desde o dia 7 de dezembro, quando o juiz Leandro Jorge Bittencourt Cano, de Guarulhos, na Grande São Paulo, decretou a prisão deles.

Ainda falta o julgamento do mérito do habeas corpus. A expectativa é que isso ocorra na próxima quarta, quando a relatora Angélica irá se reunir com mais outros dois desembargadores para decidir o pedido em caráter definitivo.

O pedido de liberdade para os réus do caso Mércia foi distribuído para a desembargadora Angélica no dia 16, quando ela retornou de férias.

Em sua sentença, o juiz Bittencourt Cano justificou o decreto de prisão contra os réus após se convencer na audiência de instrução que há elementos de que os réus teriam ameaçado testemunhas e tentado forjar provas.

Na mesma decisão, o magistrado também decidiu levar Mizael e Evandro a júri popular pelo assassinato de Mércia. No entender dele, há “indícios suficientes de autoria” do crime, que são “evidenciados pelas provas oral e documental”. Foram relacionados 12 indícios da participação deles no sequestro e homicídio da vítima.

Na próxima semana, as defesas dos dois acusados devem entrar com um novo pedido, esse diretamente no Fórum de Guarulhos, contra a decisão do juiz Bittencourt Cano em levar os réus a julgamento popular.

As defesas de Mizael e Evandro argumentaram em seus pedidos de habeas corpus que os réus não deviam ser presos. Segundo eles, as alegações de que os réus tentaram ameaçar testemunhas e tentaram forjar provas são improcedentes.

“Falo no meu pedido que Mizael não ameaçou nenhuma testemunha. Ele nunca ameaçaria testemunhas, até porque sabe que isso poderia ensejar decreto contra ele. Essas ameaças também não existem em boletins de ocorrência”, afirmou o advogado Samir Haddad Júnior, defensor de Mizael.

“Essa decisão de prisão ilegal e injusta coloca em risco o estado de direito e afronta a hierarquia das instâncias”, continuou Haddad Júnior, que atua na defesa de Mizael com o advogado Ivon Ribeiro.

Um dos trechos do pedido de habeas corpus de Mizael diz que “o paciente respondeu em liberdade todo o processo. Inclusive no dia do julgamento do mérito do habeas corpus que concedeu definitivamente a liberdade para ele, estava no fórum. Era o terceiro dia de audiência. Ele nunca se furtou aos atos judiciais”

“Não pode prender uma pessoa por suspeita de ela ser culpada. Ele só quer provar a inocência dele. Se ele quisesse fugir teria fugido há muito tempo”, disse Haddad Júnior. A reportagem não localizou José Carlos da Silva, advogado de Evandro, para comentar o assunto.

Mizael e Evandro já aparecem como procurados no site oficial da Polícia Civil de São Paulo. As fotos do advogado e do vigia estão na página da corporação na internet, informando que a prisão deles é de interesse da Divisão de Capturas e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O delegado Antonio de Olim, DHPP, chegou a acionar também a Polícia Federal para ajudar a tentar prender os réus. Segundo Olim, o objetivo da PF será o de vigiar aeroportos e fronteiras para impedir qualquer fuga do Brasil. O delegado também declarou que vai prender quem ajudar os acusados de matar Mércia a fugir. De acordo com ele, além de Mizael, Evandro também estaria escondido em Guarulhos.

Adolescente morre por suspeita de overdose; fornecedor da droga é preso

A Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA) do Recife aguarda o resultado do exame toxicológico para confirmar a suspeita de morte por overdose de uma menina de 11 anos. A garota passou mal em uma via pública no bairro do Ibura no domingo e chegou a ser socorrida à Policlínica Arnaldo Marques, mas não resistiu. Um homem de 22 anos foi preso e um menor, apreendido por suspeita de terem fornecido droga à garota.

"Só os exames poderão apontar se a menina ingeriu entorpecentes, mas familiares e testemunhas disseram que ela portava e tinha usado droga, provavelmente loló (mistura geralmente feita de clorofórmio, éter e álcool)", afirma a delegada Kelly Luna. A polícia espera os resultados dos exames para dar andamento às investigações e ao eventual indiciamento dos suspeitos por homicídio.

Segundo a delegada, a garota morava com outros irmãos. O pai não morava com os jovens e a mãe já tinha morrido há alguns anos.

O corpo da menina está aguardando liberação do Instituto do Medicina Legal (IML) e deve ser enterrado nesta terça-feira.

Fiscal de ônibus mata passageiro com dois tiros

metalúrgico Jackson Vasconcelos, 21 anos, foi assassinado com dois tiros nas costas, em frente à sua mulher e ao filho de um ano, no final da madrugada de ontem, em um terminal de ônibus de Monte Mor (117 km de SP). O suspeito do crime é o fiscal de ônibus da viação Boa Vista, Everaldo José da Silva, 37, que está foragido.

De acordo com a polícia da cidade, o alvo dos disparos era a mulher do metalúrgico.

A morte dele aconteceu após uma discussão entre a mulher da vítima, a vendedora Marília Pereira dos Santos, 24 anos, e o fiscal. Segundo a polícia, a família estava descendo de um ônibus e queria usar a saída preferencial, já que estava com diversas bagagens e uma criança de colo.

Promotor analisa papéis de Jandira

O vereador de Jandira (Grande SP) Reginaldo Camilo dos Santos, o Zezinho (PT), entregou ao Ministério Público cópias de 278 contratos da prefeitura, na última quinta-feira.

Segundo o vereador, eles podem comprovar uma série de irregularidades administrativas na gestão do ex-prefeito Walderi Braz Paschoalin (PSDB), morto a tiros no dia 10 de dezembro.

"São contratos que mostram superfaturamentos, licitações fraudulentas, propina", diz. Segundo Zezinho, cerca de R$ 40 milhões podem ter sido desviados nos últimos dois anos.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Dois são mortos a facadas durante briga de bar

Dois homens foram assassinados a facadas na Noite de Natal durante brigas que ocorreram em bares de Caraguatatuba.

O primeiro caso ocorreu por volta das 19h00min de 25/12 “Natal” na Avenida José Herculano no bairro Praia das Palmeiras na região sul.

O comerciante Altair Leal Florêncio de 39 anos, foi esfaqueado no “Bar Recanto do Giglio”, por um individuo conhecido por populares como “Carlão”.

Segundo informações de populares que estavam no bar, a vitima e o acusado chegaram ao local abraçados, e momento depois após tomarem uma pinga, a vitima conhecida por “Mineirinho” foi encontrado caído com ferimentos, e o acusado saindo do bar com uma faca na mão e subindo em uma bicicleta tomando rumo ignorado.

Socorrido à Santa Casa de Caraguatatuba, a vitima com ferimentos no tórax e abdômen, não resistiu aos ferimentos e morreu.

O acusado não foi localizado pelos policiais militares que atenderam a ocorrência.

O segundo assassinato ocorreu por volta das 22h40min, na Rua. Seis no Casa Branca região Norte.

Os policiais militares Sd. Santos e Portela foram acionados para comparecer no bar da Selma, onde segundo informações havia uma pessoa esfaqueada.

No local a vitima o marceneiro Cláudio Freitas dos Santos de 35 anos, estava caído ao solo com ferimentos causados por faca no peito e pescoço.

Socorrido ao Pronto Socorro, a vitima não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.

O autor do crime o desocupado R.N de 23 anos, foi detido por populares e conduzido pela policia militar à delegacia, onde acabou preso por homicídio.

Trio é preso por tráfico de drogas no Casa Branca

Por volta das 22h35min de domingo 26/12, os policiais da Força Tática, equipe do Sargento Agenor e os soldados Lopes e Scarpa, patrulhavam pela Rua. Antonio Henrique de Mesquita no Casa Branca, quando surpreenderam o ajudante geral J.M.T de 24 anos, portando 4 pedras de crack e R$20,00 em dinheiro.

No local estava também a adolescente B.O.J de 14 anos, que indagada o que fazia naquele local, confessou e entregou aos policiais duas cápsulas de cocaína que estavam escondidas na calcinha, e relatou ter comprado na Rua. Da Saudade no mesmo bairro.

Em diligências no local o pedreiro R.A.S de 40 anos, tentou fugir pulando uma janela, porém acabou detido e localizada na casa duas munições de revolvér calibre 32.

Conduzidos à delegacia, os maiores foram presos por Tráfico de Drogas, Posse Ilegal de Munição e Corrupção de Menores.

Já a menor será apresentada à Vara da Infância e da Juventude.

Pedreiro é preso com arma após brigar em bar

O pedreiro J.F.S de 46 anos, foi preso por porte ilegal de arma após brigar em um bar na Rua. Josefa Gonçalves de Almeida no Perequê-Mirim em Caraguatatuba.

A confusão ocorreu por volta das 04h00min da madrugada da ultima sexta-feira 24/12, quando o homem foi agredido no bar “Geovaci”, e após sofrer a agressão foi até sua casa e pegou uma espingarda calibre 32 e retornou ao local.

Segundo o acusado, quando voltou ao bar foi agredido pelas costas com um bloco e acabou desarmado pelo agressor.

Com a chegada da Policia Militar, o acusado acabou detido e conduzido à delegacia onde foi preso por porte ilegal de arma.

Polícia usa gás contra festeiros em Ubatuba

Depois de denúncia de moradores, a Polícia Militar freou os ânimos de festeiros nesta madrugada de domingo (26), em Ubatuba, no Litoral Norte. O som alto incomodou quem mora próximo à Rodovia Manoel Hipólito do Rego, por volta das 2h30.

A festa que varou madrugada acontecia no quiosque Mirante, na Praia Grande. No local, a viatura da Polícia Militar foi atingida por garrafas lançadas pelos festeiros. Para conter o grupo, com cerca de 500 pessoas, os policiais chamaram reforço e usaram gás de efeito moral para dispersá-los. Ninguém foi preso na ação.

Caseiro é preso por estuprar filha de fazendeiro no bairro Marins

Um homem de 33 anos foi preso em flagrante por estupro na tarde deste sábado (25) de Natal, no Bairro do Marins, em Piquete. Ele trabalhava como caseiro da Fazenda Santa Inês e é acusado de estuprar a filha do proprietário. A vítima tem 19 anos e deficiência mental.

Segundo informações da Polícia Militar, o caseiro trabalhava há cinco anos na fazenda. Segundo o depoimento da vítima à polícia, ela foi levada para o mato, obrigada a tirar a roupa e ameaçada de morte.

Uma testemunha contou que viu o homem segurando a vítima pelo braço, fazendo barulho e fugindo. A polícia encontrou o caseiro escondido na própria fazenda. De acordo com a PM, ele confessou ter estuprado a vítima mais de uma vez. O homem foi preso em flagrante por estupro e levado para a Cadeia Pública de Cachoeira Paulista.

Rodovias paulistas registram 36 mortes no feriado

Acidentes registrados nas estradas estaduais de São Paulo entre os dias 23 e 25 de dezembro, onde houve maior movimento devido ao feriado do Natal, causaram 36 mortes e deixaram 689 pessoas feridas, segundo balanço da Polícia Rodoviária Estadual. Nas estradas federais, foram 30 mortes e mais de 300 feridos apenas no dia de Natal.

De acordo com a tenente Fabiana Pane, foram registrados 1.063 acidentes nas estradas paulistas. “Houve um aumento de 2% no número de acidentes, mas nós tivemos uma redução expressiva no índice de pessoas mortas, da ordem de 16%”, afirmou.

Durante as fiscalizações, os policiais pararam mais de 29 mil veículos, multaram 12.600 e registraram 51 casos de flagrante de embriaguez ao volante dois deles em casos de acidentes com morte.

"Muitos condutores ainda relevam a segundo plano a segurança dos veículos”, explicou a tenente. Segundo ela, as principais infrações foram falta do cinto de segurança, excesso de velocidade e ultrapassagem em locais proibidos. A polícia continua reforçando o monitoramento das estradas nos próximos dias para fiscalizar que segue viagem para a virada do ano, quando o movimento deve aumentar.

Em relação à fiscalização por parte dos policiais militares rodoviários nas estradas paulistas, a Secretaria de Transportes informou que houve intensificação no controle rígido de alcoolemia, de velocidade e na fiscalização de motocicletas, além de outros enfoques abrangidos durante a abordagem de veículos e motoristas.

Foram lavradas 12.695 autuações por infrações de trânsito diversas em todo o Estado, sendo apreendidos 1.624 veículos, 255 carteiras de habilitação e 1.379 documentos de veículos por irregularidades. Quanto às questões de controle de alcoolemia, foram registrados 51 casos de embriaguez.

Troca de tiros com a polícia mata dois em Cubatão

Dois marginais morreram na madrugada deste domingo na Favela do Caic, em Cubatão, durante troca de tiros com a Polícia Militar.

Com os suspeitos foram encontradas 139 pedras de crack, uma pistola 380 e um revólver calibre 38.

A PM fazia patrulhamento de rotina nas imediações quando reparou uma movimentação suspeita de pessoas na altura da favela. Os policiais chamaram reforço e, a partir daí, começou o confronto com os marginais.

Um dos suspeitos morreu na própria favela, enquanto o outro foi baleado perto do mangue, que fica ao próximo ao local.

São Paulo tem mais casos de tornozeleiras eletrônicas arrancadas por detentos

Aumentou o número de casos de tornozeleiras eletrônicas de monitoramento de presos que estão sendo rompidas e abandonadas no estado de São Paulo. Até este sábado, pelo menos três aparelhos usados por detentos beneficiados com saídas temporárias para passar o Natal e Ano-Novo com suas famílias foram encontradas danificadas.

O objetivo do presidiário que quebra do equipamento é fugir e não ser localizado. Até o momento, a polícia conseguiu prender apenas um dos presos que romperam o lacre.

Policiais informaram que há mais outros casos suspeitos de presos que conseguiram se livrar da tornozeleira. Ao todo, 4.635 presos, todos do regime semiaberto, estão usando o equipamento. Em torno de 20 mil detentos que saíram dos presídios de São Paulo nesta semana são obrigados a retornar à cadeia no dia 3 de janeiro.

Até agora a única prisão de detento que rompeu o lacre que se tem conhecimento ocorreu em Ourinhos, no interior de São Paulo, na quinta-feira. A Polícia Militar prendeu um presidiário que ganhou a saída temporária de Natal para ficar com seus parentes, mas quebrou o aparelho. Ele foi autuado em flagrante por dano qualificado pela Polícia Civil e encaminhado a uma penitenciária.

Em outros dois casos, os presos que quebraram a tornozeleira para escaparem do monitoramento ainda não foram presos pela polícia. A situação mais recente envolve uma presa que tinha sido liberada para passar o Natal em casa, rompeu o lacre eletrônico e fugiu. O equipamento foi encontrado jogado numa rua do Bairro Vila Rica, na região de São Mateus, na Zona Leste de São Paulo.

Ela tem a identificação do nome da presa de 26 anos. O aparelho parece um relógio e é acompanhado por um GPS, que rastreia o local exato onde o equipamento está. A presa cumpria pena na Penitenciária Feminina do Butantã, na Zona Oeste da capital.

O primeiro caso confirmado de rompimento de lacre ocorreu na quinta-feira em Marília, no interior do estado. A tornozeleira foi encontrada pela Polícia Militar depois que testemunhas viram o preso arrebentar o lacre. Até este sábado, o detento não havia sido localizado.

Os presos que receberam a tornozeleira eletrônica tiveram de informar o endereço onde passariam esses dias. A empresa que monitora o aparelho terá de avisar a Secretaria de Administração Penitenciária caso ele seja flagrado fora desse endereço à noite. Se isso ocorrer, o detento perde o benefício e volta ao regime fechado. Mas se ele quebra a tornozeleira, o monitoramento não funciona. Nesse caso, só a polícia poderá recapturá-lo.

Em 2009, ainda sem as tornozeleiras, 23.331 detentos saíram na época de Natal, mas 1.985 deles não voltaram para a cadeia, o que corresponde a 8,51% do total.

Uma lei federal instituiu neste ano o uso das tornozeleiras. O objetivo dela é o de controlar presos do regime semiaberto, que têm direito de sair da prisão cinco vezes por ano para visitar a família. O aparelho também será usado em presos que trabalham fora da cadeia.

Apesar de existir uma lei que determina o uso do equipamento, alguns presos do estado entraram com pedido de habeas corpus para saírem dos presídios para as festas de fim de ano sem as tornozeleiras. Os detentos afirmam que o uso do aparelho fere o princípio da dignidade humana. No pedido, os presos classificam a utilização do equipamento de "caráter vexatório, bullying, de extrema violência moral e psicológica".

Adolescentes rendem funcionário da Fundação Casa em São Paulo

Um grupo de adolescentes rendeu na tarde desta sexta-feira um funcionário da unidade Guaianazes da Fundação Casa (ex-Febem), na Zona Leste de São Paulo. O homem, que não teve a identidade revelada, foi agredido com socos e chutes.

De acordo com a assessoria da fundação, a ação dos jovens durou menos de uma hora e meia. Após negociações com outros funcionários, o refém foi solto e levado a um pronto-socorro na região.

Equipes da corregedoria dão órgão foram até a unidade para investigar o que motivou o problema. Ainda segundo a ex-Febem, o ato dos menores foi considerado um “movimento de indisciplina”, e não uma rebelião, pois poucos foram os internos que participaram da ação.

Sogra ganha bolo envenenado no Natal

A nora de uma aposentada de 74 anos é suspeita de tentar envenenar a idosa com veneno de rato, conhecido também como chumbinho, na manhã de anteontem, na cidade de Franca (400 km de São Paulo).

A suspeita, de 24 anos, que trabalha em uma fábrica de calçados da cidade, teria comprado o bolo em uma padaria e colocado chumbinho dentro de um pedaço antes de servir para a sogra.

Desconfiada do recheio do bolo, a idosa chamou a polícia sem que a sapateira percebesse. A aposentada não chegou a comer o doce.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

A Polícia, o Estado e a ordem pública.

A polícia está dentre todas as instituições públicas como a mais exigida, a mais observada pela população. A questão de ser o policial o real protetor do povo e da ordem pública, o guardião das leis penais, faz com que a comunidade acompanhe todos os seus passos e lhe cobre sempre e efetivamente, além do destemor, ações condignas e leais provindas dos seus atos.

É bom frisar que quando os agentes encarregados de manter a lei e a ordem descambam para a arbitrariedade e para o comportamento desregrado, instalam inconscientemente o risco de instabilidade do Estado, periclitando suas instituições.

Assim, se alguma margem de desvio no universo formal compromete a normalidade da rotina de funcionamento do Estado, os contextos de grave disparidade entre desempenho ideal e real das polícias podem alcançar efeitos devastadores de controle na dinâmica de legitimação da ordem pública.

Todos podem observar que o trabalho do policial é árduo, perigoso, estressante e ineficiente financeiramente, por isso, exige prudência, perseverança, amor a profissão e capacidade de concentração aguçada com equilíbrio e razoabilidade nos seus atos para que não ocorram os irreparáveis deslizes.

As ações e os atos vergonhosos e criminosos praticados por aquele cidadão que se acha e se diz policia, mas que na verdade é falso policial, bandido disfarçado de polícia, travestido de polícia, além de abrir chagas no seio da instituição policial é, sem sombras de dúvidas, o mais sério e grave problema existente no âmbito interno da nossa segurança pública.

Em verdade o travestido de polícia está na força pública para extorquir, roubar, matar, prevaricar e sempre se proteger atrás do seu distintivo, fazendo dos bons o seu escudo e dividindo com os honestos as críticas pelos seus atos insanos.
Antes de ferir o patrimônio público ou particular, a corrupção policial degrada os seus valores íntimos, desvirtua a sua nobre missão, relativiza o costume e a cultura da sua própria moral e o pior, torna negativo o conceito público da nossa instituição que sempre generaliza e põe todos os policiais na mesma vala até mesmo como se fossemos componentes do submundo da sociedade.

Assim, o bom policial, o digno e leal policial, aquele que veste a camisa da polícia, aquele que verdadeiramente se veste completo de polícia e disso tem orgulho, paga perante o conceito depreciativo do nosso povo, pelos atos insanos do falso policial, pelos atos criminosos do travestido de polícia.

É preciso pois, acabar com essa situação para expurgar constantemente e sempre o incomodo falso policial do nosso meio, entretanto, para que a depuração e a autodepuração sejam trilhadas fortemente, é necessário principalmente, que se reformem as leis administrativas e penais em desfavor desses infratores, transformando os seus respectivos procedimentos em atos mais ágeis e menos burocráticos, aplicando-se punições rápidas e justas quando das suas culpabilidades, sem esquecer que os bons policiais também devem mirar as suas próprias fileiras, expondo e ajudando a purgar as feridas causadas pelo travestido de polícia.

Noutro ponto crucial que atinge em cheio o verdadeiro policial, assistimos de uma maneira ampla os nossos salários sendo sucateados e achatados em quase todos os Estados da nação, enquanto a corrupção dos travestidos de polícia continua tendo esta razão como causa principal dos seus insanos atos.

Assistimos igualmente ao longo dos tempos os nossos leais e bravos policiais sempre desvalorizados e humilhados pelo poder público, até mesmo tendo que residir com as suas famílias no mesmo ambiente dos fortes traficantes de drogas ou bandidos outros que comandam as diversas áreas periféricas das cidades.

A PEC 300 que busca dentre outros o piso salarial nacional, um salário digno para a polícia se arrasta a passos de bicho-preguiça, sempre procrastinada, sem solução adequada ou aprovação no Congresso e até com proposta de inviabilização ou mesmo implosão de vez pelos mesmos deputados federais que recentemente, mesmo a contragosto da população, em velocidade de guepardo aumentaram estupidamente os seus próprios salários, é o exemplo vivo de que o poder público parece pretender continuar com uma polícia fraca, desvalorizada, desmotivada, desacreditada, submissa, esvaziada, humilhada, falida e até corrupta.

Repensar esses conceitos é dever do Estado para resgatar a real razão do que vem a ser polícia na pura expressão da palavra para propor o verdadeiro bem estar da coletividade que clama por uma melhor segurança pública, uma segurança pública de excelência que só pode ser alcançada com uma forte e decente polícia.

Caso contrário, mobilizações nacionais serão inevitáveis trazendo o próprio mal estar para a nação brasileira que já está saturada de tanta violência e aumento de criminalidade em todo canto do país.

Autor: Archimedes Marques (Delegado de Policia no Estado de Sergipe. Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Segurança Pública pela UFS) archimedesmarques@infonet.com.br archimedes-marques@bol.com.br archimedesmelo@bol.com.br

Tornozeleira usada para monitorar preso é achada rompida


Uma tornozeleira eletrônica utilizada por presos beneficiados com saídas temporárias para passar o Natal e Ano Novo com suas famílias foi encontrada rompida numa rua em Marília, no interior de São Paulo, na quinta-feira. Uma pessoa que achou o aparelho avisou a Polícia Civil. Como cada tornozeleira está registrada no nome de um detento, os investigadores sabem quem é o fugitivo e agora ele está sendo procurado.

A suspeita é que o preso tenha rompido o aparelho, que é utilizado para monitorar eletronicamente os detentos que receberam a saída temporária para as festas de fim de ano. Ao todo, 4.635 detentos de São Paulo que ganharam o benefício também tiveram de usar as tornozeleiras.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), o monitoramento feito com o auxílio de tornozeleiras eletrônicas só ocorre após expedidas as devidas autorizações judiciais. A iniciativa é inédita, segundo a SAP.

De sete centros de detenção provisória e de penitenciárias femininas localizados na Capital e na Grande São Paulo, ao menos 1.379 detentos serão monitorados. Mais 1.650 presos serão beneficiados na região Noroeste do estado, que abrange cidades como Araraquara, Marília, Lins e Ourinhos. Da região Oeste, serão mais 878 e, da Central, 728 detentos.

De acordo com a SAP, o benefício foi concedido a 23.331 presidiários em 2009. Deste total, 1.985, o que corresponde a 8,51%, não se apresentaram ao sistema carcerário do estado ao término da saída de fim de ano.

Força de Paz começa a atuar no Alemão; acordo foi firmado nesta quinta-feira

O acordo para o início da atuação da Força de Pacificação, trabalho conjunto do Exército e polícias, nos conjunto de favelas do Alemão e da Penha foi assinado nesta quinta-feira pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, e pelo governador do Rio Sério Cabral. Apesar da solenidade ter acontecido no início da tarde, a tropa começou a atuar no dia anterior, segundo o Exército.

De acordo com o ministro, a ocupação se dará de forma diferente da ocorrida em 1994, quando militares foram processados por exercer função de polícia. “Esta ação que começamos a desenvolver quebra um discurso que dominou, por muito tempo, ações governamentais. Direitos humanos e ações de segurança podem e vão caminhar juntas “, afirmou o ministro.

A função legal durante a ocupação será exercida pelas polícias, que estarão junto com o exército, mas a solicitação será sempre dos militares, que estão a frente da operação. “Agora, aquele soldado que vai ser operacional sabe que tem o compromisso do governo estadual com o ministro da defesa para atuar. Se alguém errar, seremos nós que estamos dizendo a ele o que fazer”, explicou Jobim.

Ainda de acordo com o ministro, as ações não tem tempo determinado para acabar. “Vou receber um relatório a cada 30 dias e avaliar novas estratégias”, disse. O Tribunal de Justiça do Rio e o Ministério Público vão dar o respaldo jurídico às ações de segurança no local.

O governador Sérgio Cabral afirmou que será uma ocupação de mais de seis meses e que a Unidade de Polícia Pacificadora virá a seu tempo. “Durante a ocupação do Exército uma delegacia, instalada na base militar no Alemão, vai legitimar o trabalho. Após a transição teremos a UPP”, garantiu Cabral, sem revelar a data da instalação.

Cabral lembrou ainda que no Alemão vivem cerca de 400 mil pessoas e se emocionou ao contar que uma diretora de escola o agradeceu por poder entrar na comunidade, pela primeira vez, sem medo.

Preso ex-PM por morte do prefeito de Jandira

A polícia prendeu, na manhã de ontem, mais um suspeito de ter participado do assassinato do prefeito de Jandira (Grande SP) Walderi Braz Paschoalin (PSDB), morto a tiros no último dia 10. Essa é a sétima prisão desde o dia do crime. Lauro de Souza, um ex-policial militar, segundo a polícia, teria ajudado os assassinos na fuga. Ele encontrou os suspeitos de atirarem no prefeito na divisa entre as cidades de Itapevi e Jandira (Grande SP).

O homem teria confessado em depoimento que participou do plano de assassinato e também da execução do crime, mas que não sabia de sua dimensão. A polícia afirma que o preso é um conhecido estelionatário da cidade de Jandira e que o homem identificou dois dos quatro presos no dia do crime pela morte do prefeito. Ele não deu pistas sobre as armas utilizadas.

A Justiça já decretou a prisão temporária por 30 dias do suspeito. Souza foi o primeiro dos sete presos suspeitos a confessar o crime. Segundo a polícia, o caso está praticamente esclarecido.

Polícia prende sétimo suspeito pela morte do prefeito de Jandira

A polícia prendeu nesta quinta-feira mais um suspeito de envolvimento na morte do prefeito de Jandira, Braz Paschoalin, assassinado a tiros em frente a uma rádio da cidade no último dia 10.

Segundo a polícia, o homem é um estelionatário conhecido na cidade. Ele teria confessado em depoimento que participou do plano de assassinato e também da execução do crime.

O nome dele ainda é mantido em segredo para não prejudicar as investigações. Sete pessoas já estão presas, entre elas, o ex-secretário de Habitação de Jandira.

A polícia prendeu na segunda-feira um empresário acusado de participar da trama que assassinou o prefeito. Segundo a polícia, o empresário preso na segunda tem contratos com a prefeitura da cidade e estaria envolvido em esquemas de corrupção e desvio de dinheiro público juntamente com o ex-secretário de Habitação da cidade, Wanderley Aquino.

Paschoalin foi assassinado a tiros numa emboscada. Quatro suspeitos foram presos no dia da morte acusados da execução. O crime aconteceu na Rua Antônio Conselheiro, no bairro Santa Tereza, em frente a uma emissora de rádio.

O barulho produzido por cerca de 15 disparos que mataram Paschoalin pode ser ouvido ao vivo por quem acompanhava a programação da Rádio Astral FM. O presidente da associação que administra a rádio da cidade da Grande São Paulo, Fernando Silva, estava apresentando a última reportagem do jornal, às 7h57, quando se ouviu os tiros. O prefeito entraria no ar logo em seguida para participar de um programa semanal no qual responde a perguntas dos ouvintes.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Grupo ataca garota que beijava amiga em São Paulo

Mais uma agressão por intolerância foi registrada na madrugada de terça-feira na região da Avenida Paulista. A analista de comércio exterior L.D.B., de 25 anos, foi empurrada e levou socos no rosto por causa de um beijo. É o quarto ataque desde 14 de novembro.

A analista estava com dois amigos, à 1 hora, em uma lanchonete na altura do número 900 da Rua Augusta quando viu uma garota que já conhecia. "Ela atravessou a rua para falar comigo e a gente se beijou", relata. No mesmo instante, um grupo com cerca de oito pessoas estava descendo a rua. "Eram duas meninas que podiam ser facilmente confundidas com homossexuais. O grupo todo parecia no mínimo gay friendly", conta L. "Mas as meninas começaram a dizer: 'Que nojo! Tenho nojo de lésbica!', e se afastaram".

A garota se foi e L. continuou na lanchonete. De acordo com ela, o grupo voltou, parou a cerca de meio quarteirão e as jovens começaram a falar alto, fazendo provocações. "Não sei que tipo de gente é esse. Tem de morrer. Tem de criar vergonha na cara", diziam, ainda segundo relato da vítima, que foi tirar satisfação.

"Quando perguntei qual era o problema, uma delas me empurrou e a outra me segurou. Aí elas me deram socos. Estou com um ferimento na testa do lado direito, meu olho esquerdo está roxo e minha boca também está machucada", enumera L.

Até a noite de ontem, a vítima não havia registrado queixa. "É necessário fazer boletim de ocorrência. Todas as pessoas que sofrem agressão devem procurar a Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), que investiga os crimes de intolerância e está tentando identificar esses agressores", explica Adriana Galvão, presidente do Comitê sobre a Diversidade Sexual e Combate à Homofobia da Ordem dos Advogados do Brasil - regional São Paulo.

Delegada é morta por ex-namorado, investigador de polícia, durante plantão em São Paulo

A delegada Denise Quioca, que estava de plantão na madrugada desta quinta-feira no 1º Distrito Policial de Guarulhos, na altura do nº 244 avenida Monteiro Lobato, na Vila Miriam, região central da cidade, foi morta com vários tiros, dentro da sala dela, pelo ex-namorado e ex-policial civil Fábio Agostino Macedo, de 33 anos.

Armado com duas pistolas, o assassino entrou no distrito, foi até a sala da vítima e, durante a discussão, teria descarregado as duas armas contra a delegada, que morreu no local. Sem resistir, Fábio se entregou aos policiais subordinados à delegada e já está na carceragem. Segundo um policial militar, Denise era casada com um oficial da PM e já havia registrado, contra o ex-namorado, várias queixas de ameaça.

Rapaz de 19 anos morre ao cair de navio de cruzeiro em Ilhabela

Um rapaz, de 19 anos, morreu depois de cair de um navio de cruzeiro, ancorado em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, na madrugada desta quarta-feira (22). A Polícia Federal de São Sebastião, também no litoral norte, investiga o que teria provocado a queda do jovem no mar.

Em nota a imprensa, a MSC Cruzeiros lamentou o incidente ocorrido com o hóspede, que estava a bordo do MSC Orchestra. “As primeiras informações esclarecem que a vítima agiu de maneira imprudente, colocando-se em uma situação de alto risco e periculosidade em local proibido”, informou a nota. A queda teria sido do 14º andar do navio. “Ele foi resgatado do mar, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu”, diz a nota.

A empresa informou que tomou “todas as providências necessárias e está prestando total apoio e solidariedade à família”. Além disso, a MSC Cruzeiros afirma que vai aguardar as avaliações oficiais e que reitera seu compromisso no acompanhamento e colaboração com o processo.

Acidente entre carro e ônibus mata um e deixa 10 feridos na Tamoios

Depois de ficar três horas interditada, a rodovia dos Tamoios foi liberada às 9h. As pistas foram fechadas para retirada de um carro e um ônibus envolvidos em um acidentes nesta madrugada.

O acidente foi perto da entrada de Paraibuna. O carro com placa de Taubaté descia para o litoral quando bateu de frente com um ônibus que levava comerciantes para a capital. O veículo ficou destruído. O motorista do carro, de 28 anos morreu na hora.

Havia duas vítimas presas nas ferragens, uma fatal e vários feridos leves no ônibus que havia descido 15 metros na ribanceira.

O corpo de bombeiros levou cerca de meia hora para retirar as 10 vítimas, incluindo o motorista do ônibus. Todas foram levadas ao Pronto Socorro de Caraguatatuba. O estado de saúde da passageira do carro é grave.

Motorista morre após ser baleado em assalto na divisa com São Vicente

Um motorista de ônibus foi morto com um tiro durante troca de plantão na divisa com São Vicente. A vítima reagiu a um assalto.

O crime aconteceu na tarde desta quarta-feira, por volta das 13h30. Wallace Lima Santana, de 25 anos, aguardava o veículo que dirige, o circular 25, no ponto final localizado na Avenida Presidente Wilson, próximo à divisa com São Vicente.

Após falar com a esposa ao telefone, o motorista foi abordado por dois rapazes, que anunciaram o assalto. Um deles apontou uma arma, enquanto o outro tentou arrancar-lhe o relógio.

O motorista reagiu e um dos acusados efetuou um disparo. Ninguém ficou ferido. Lima correu para atrás de um ônibus que estava estacionado. Os bandidos foram atrás e um segundo disparo foi efetuado. A dupla fugiu levando o relógio da vítima e provavelmente o celular, que desapareceu.

Após ser baleado na perna, na veia femoral, o motorista subiu no ônibus e foi encaminhado ao PS Central. Levada à Santa Casa de Misericórdia de Santos, a vítima não resistiu à cirurgia.

Discussão por causa de dinheiro quase termina em tragédia em Praia Grande

Uma discussão em família quase terminou em tragédia no final da noite desta terça-feira na Vila Sônia, em Praia Grande. Um homem, ao cobrar a dívida de um cunhado, acabou atirando na própria irmã, que tentou defender o marido. Ela foi socorrida, passa bem, mas o acusado foi preso em flagrante.

Conforme informações preliminares, o crime ocorreu por volta das 23h30, na Rua M. Segundo a polícia, Wagner Gomes, o irmão da vítima, teria ido à casa do cunhado, Mario Luiz Gonçalves de Almeida. No entanto, ele levou um revólver para fazer ameaças.

No meio da discussão, a irmã, identificada apenas com Gisele, assumiu a responsabilidade da briga e acabou sendo o alvo de um tiro. À polícia, Wagner disse que o disparo foi acidental.

A Polícia Militar foi acionada, prendeu o homem em flagrante e recolheu a arma. Na delegacia, ele foi indicado por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma. O caso está registrado na Delegacia Sede e passará por investigação. A vítima segue internada e não corre risco de morrer.

Homem é detido com fuzil AR-15 na Rodovia Presidente Castelo Branco

A polícia deteve na noite de terça-feira um homem que portava 14 quilos de pasta base de cocaína e um fuzil AR-15 no quilômetro 248 da Rodovia Presidente Castelo Branco, em Avaré, a 263 quilômetros de São Paulo.

A apreensão ocorreu em frente à Base Operacional por policiais da 3ª Companhia do 5º Batalhão de Polícia Rodoviária. Os patrulheiros abordaram um veículo com placas de Dourados (MS) e, durante a vistoria, encontraram um fundo falso na carroceria do automóvel onde estavam a droga e o fuzil.

O condutor do veículo foi preso em flagrante e conduzido ao Distrito Policial Central de Avaré, onde foi autuado por tráfico de entorpecentes e porte ilegal de arma de uso restrito. O suspeito disse que seguia da cidade de Aral Moreira (MS) com destino a São Paulo para entregar a droga e a arma. Ele não informou quem seria o destinatário.

Presos vão à Justiça contra tornozeleiras

Pelo menos 65 dos 79 presos do CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de São Miguel Paulista (zona leste de SP) entraram, na última segunda-feira, com habeas corpus no Tribunal de Justiça para não usar a tornozeleira eletrônica na saída temporária de Natal e Ano Novo.

O tribunal dificilmente terá tempo hábil para julgar todos os casos antes da saída temporária, prevista para hoje.

Os detentos afirmam que o uso do aparelho fere o princípio da dignidade humana. No pedido de habeas corpus, os presos classificam a utilização do equipamento de "caráter vexatório, bullying, de extrema violência moral e psicológica".

Três são baleados durante roubo a ônibus no Butantã

Um investigador do 51º DP (Rio Pequeno) e dois supostos assaltantes ficaram feridos em uma troca de tiros, anteontem à noite, durante um roubo a motorista, cobrador e passageiros de um coletivo, no Butantã (zona oeste de SP).

Segundo a Polícia Civil, um pintor de 26 anos e um adolescente de 17 anos subiram no ônibus no km 17 da rodovia Raposo Tavares, por volta das 23h30. A dupla anunciou o assalto logo em seguida.

Com um revólver 38, eles tomaram das vítimas R$ 580, nove celulares e três chips. O policial seguia para casa, foi abordado e deu voz de prisão contra a dupla.

Idoso fingia ser policial no Tatuapé

Um autônomo de 60 anos foi preso ontem por se passar por policial para extorquir dinheiro de comerciantes do Tatuapé (zona leste de SP), segundo a polícia.

V.R.C. foi preso quando intimidava uma vítima, diz a polícia. Ele portava uma pistola 9 mm.

Segundo o delegado Walter Ferrari, responsável pelo caso, o idoso tinha roupas de policial, distintivos, carimbos e impressos que simulavam documentos oficiais.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Ex-detento é executado com oito tiros, em Pindamonhangaba

Um ex-detento de 27 anos foi assassinado nesta madrugada com oito tiros, no bairro Nova Esperança em Pindamonhangaba. Ele estava em uma rua com a namorada quando duas motos, com dois indivíduos em cada, encostaram e começaram a atirar.

O rapaz havia saído da cadeia há poucos dias. Ele já teve passagens policiais por roubo e por furto. A Polícia Civil investiga o caso e suspeita que o crime tenha sido motivado por um acerto de contas, já que nada foi roubado da vítima. Os autores dos tiros estão foragidos.

Homem mata cunhado, atira em outras duas pessoas e depois se mata

Uma discussão familiar terminou em morte na madrugada desta terça-feira, no Nova Marília, zona sul da cidade. Jefferson Aparecido Alves, 32 anos, matou um dos cunhados, atirou contra outro, baleou um pastor evangélico e se matou em seguida. A ação teria sido causada por uma partilha de herança, além de motivo passional.

A sequência de crimes começou por volta das 23h, quando Jefferson e a esposa, Ariane de Oliveira Lopes, 22 anos, discutiram. Apreensiva, a jovem pediu ajuda ao irmão, Adriel Lopes, 23 anos, que acabou sendo alvejado com pelo menos onze tiros disparados pelo cunhado. Ele morreu na hora.

Em seguida, Alves foi à casa de outro cunhado, Edson Oliveira, 35 anos, e efetuou disparos contra ele. Depois, foi até a casa de Luís Carlos Madureira, pastor da igreja evangélica que a esposa frequentava, e desferiu ao menos três disparos, se matando em seguida. Edson e Madureira permanecem internados no Hospital das Clínicas e correm risco de morte.

Polícia vai investigar execução de rapaz de 18 anos no Jóquei Clube

Um rapaz de18 anos foi executado a tiros no final da tarde desta terça-feira, em São Vicente. Testemunhas acionaram a polícia após encontrar a vítima caída no chão em uma rua do Jóquei Clube. Ele, que tinha cápsulas de entorpecentes no bolso, foi socorrido com vida para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

O crime ocorreu na Rua Armando Vitório Bei, próximo ao número 1026. Resgatado com vida ele foi encaminhado ao Hospital Municipal da Cidade, antigo Crei. Antes de morrer, informou aos médicos que homens armados dispararam contra ele uma quadra antes do local onde foi encontrado. No entanto, não soube identificar os suspeitos.

O caso foi encaminhado ao 2º Distrito Policial de São Vicente e passa a ser investigado. Ainda não há informações de suspeitos ou sobre a motivação do crime. O corpo de vítima foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Santos e deve passar por exame necroscópico.

Mulher rouba farda de bombeiro no Centro de Santos

Uma auxiliar de escritório, de 36 anos, foi detida nesta madrugada acusada de tentar furtar a camisa de uma farda dos bombeiros dentro do posto que fica no Centro de Santos. Ela alegou que entrou no local para pedir ajuda por estar sendo assediada na rua.

O flagrante aconteceu por volta da 1 hora desta terça-feira, no quartel dos bombeiros que fica na Rua Andrade Neves. Um bombeiro fazia um relatório quando escutou barulhos estranhos vindos do pátio.

O policial decidiu fazer uma ronda e, atrás de uma viatura, viu a mulher tentando deixar o quartel, vestida com a parte de cima de um uniforme dos bombeiros.

A peça da farda havia sido deixada pendurada, por outro policial, para secar. A auxiliar recebeu voz de prisão em flagrante e foi chamada uma viatura da PM. Como a acusada apresentava lesões, ela passou pelo PS para atendimento.

A suspeita alega ter invadido o posto após ter sido assediada por um desconhecido na frente do local.

Acredita-se que a suspeita tenha acessado o quartel após escalar o muro dos fundos. Ela apresentava lesões e passou pelo PS para atendimento. Por causa disso ela decidiu entrar para pedir ajuda. Segundo a polícia a detida aparentava estar fora do seu normal.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Homem é morto a pauladas

Por volta das 00h27min da ultima terça-feira 21/12, o ajudante Reginaldo Tolentino de 47 anos, foi morto a pauladas na Rua. Nossa Senhora Aparecida no bairro Perequê-Mirim em Caraguatatuba.

A policia militar foi acionada por populares que encontraram a vitima caída na rua com ferimentos na cabeça.

No local foi constatado que o homem já estava morto, e nenhuma informação foi passada sobre a autoria ou motivação do assassinato.

O corpo foi removido para o I.M.L (Instituto Médico Legal), de Caraguatatuba.

Ex-presidiário é executado no Perequê-Mirim

O ex-presidiário Edvaldo Pedro Dutra Mendes de 24 anos, foi executado com 5 tiros na Avenida José Herculano no bairro Perequê-Mirim.

Segundo a policia, por volta das 05h30min da madrugada do ultimo domingo 19/12, a vitima saía do “Forró da Jô”, quando foi alvejado pelos disparos que foram efetuados por um individuo desconhecido.

Alvejada no peito, tórax e cabeça, a vitima morreu no local.

Com passagens por tráfico de drogas e furto, a policia não descarta a hipótese de acerto de contas ou disputa por ponto de venda de drogas.

Morador do bairro Barranco Alto, o rapaz foi identificado por familiares no IML (Instituto Médico Legal) de Caraguatatuba.

Menor é surpreendida com tijolo de maconha

A menor A.O.O.S de 14 anos, foi surpreendida transportando um tijolo de meio quilo de maconha.

O flagrante ocorreu por volta das 15:30 da ultima sexta-feira 17/12, quando os policiais militares Cabo Almir e Soldado André Alves, patrulhavam pela Avenida José Herculano no Porto Novo.

A droga estava dentro de uma sacola que a adolescente transportava, e relatou que havia pego o entorpecente no bairro Perequê-Mirim de uma pessoa conhecida.

Em diligências na casa onde a menor havia buscado a droga, localizada na Rua. Três Corações no Perequê-Mirim, os policiais detiveram a desocupada A.R.D de 22 anos, que teve localizado em seu poder a quantia de R$930,00.

Indagada a acusada relatou que havia comprado a droga por R$250,00.

Ambas foram conduzidas à delegacia de policia, onde a maior foi indiciada e presa por tráfico de drogas, e a menor encaminhada à Vara da Infância.

Polícia prende colombiano, ex-membro das Farc, com 240 quilos de cocaína

Um colombiano de 50 anos, ex-integrante das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que vivia na Bolívia, foi preso no último sábado, com mais quatro homens, na região da Penha, Zona Leste de São Paulo. Ele estava com 240 kg de cocaína escondidos no fundo falso de um caminhão. Um boliviano e um comerciante brasileiro foram capturados porque estavam com o colombiano em um Fiat Palio branco, escoltando o carregamento.

Em uma casa na Aclimação, Zona Sul, a polícia encontrou um laboratório de refino de drogas e apreendeu mais 43 kg de maconha, 1,5 kg de crack, além de cocaína. Segundo a polícia, os entorpecentes seriam levados para pontos dominados por uma facção criminosa que atua nos presídios paulistas.

De acordo com o delegado titular da 1ª Seccional (Centro), Aldo Galiano Júnior, o colombiano se juntou a outros dissidentes das Farc e iniciou sua escalada no tráfico internacional de drogas montando um cartel. "Ele tem contatos e leva cocaína pura da Colômbia para Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, onde estava vivendo. De lá, a droga entra no Brasil por Corumbá e chega até São Paulo".

A polícia começou a monitorar a quadrilha em setembro. O colombiano é acusado de ter matado 19 guerrilheiros das Farc para se vingar. "O pai dele era agropecuarista. Os guerrilheiros das Farc souberam disso e o mataram para tomar suas terras", contou o delegado. Jurado de morte, o criminoso tem medo mesmo na cadeia. "Ele tem certeza de que as Farc virão atrás dele aqui no Brasil", revelou Galiano. "Esse colombiano é um arquivo vivo de informações e tem consciência de que pode morrer a qualquer momento. Vamos pedir para que seja levado a um presídio federal.

Dois moradores de rua se desentendem por garrafa de pinga e um morre

A disputa por uma garrafa de pinga motivou um brutal assassinato tendo como protagonistas dois moradores de rua. O homicídio aconteceu em Bertioga e o acusado foi preso em flagrante. A vítima é um rapaz branco e magro identificado apenas por Luciano. Ele seria apelidado por Polaco ou Paraíba e teria chegado a Bertioga há poucos dias, procedente de Mogi das Cruzes.

Com base no relato de testemunhas, também moradores de rua, a equipe do delegado José Aparecido Cardia apurou que Luciano e George Santana Carvalho, de 20 anos, se desentenderam por causa de uma garrafa de cachaça. O desentendimento aconteceu sob a marquise de um bar, que estava fechado, na Avenida do Telégrafo, no Jardim Indaiá. O local costuma ser frequentado por vários moradores de rua, que ali se reúnem de madrugada para o consumo de álcool.

A discussão foi acalorada e se transformou em briga. Luciano levou a melhor e George foi embora. Mais tarde, o acusado retornou armado com uma faca com lâmina de aproximadamente 30 centímetros. A vítima já dormia e foi golpeada no pescoço e no peito, morrendo no próprio local.

Seguindo informações de testemunhas, investigadores da Delegacia de Bertioga recuperaram a faca usada no assassinato em um matagal situado nas imediações e prenderam George a cerca de 500 metros do local do homicídio. O acusado confessou o crime e foi autuado em flagrante.

Tentativa de assalto a caminhão termina com ladrões mortos em São Paulo

Dois ladrões morreram durante uma tentativa de assalto no Jaraguá, Zona Oeste de São Paulo, na noite desta segunda-feira. Eles tentavam levar um caminhão, quando foram surpreendidos pela polícia.

Os assaltantes interceptaram o caminhão e abordaram o casal de proprietários, que havia parado para ir à padaria. O veículo estava sem carga, mas minutos antes transportava medicamentos.

Os policiais faziam uma ronda na rua e pararam para advertir o motorista, que havia estacionado em um ponto de ônibus. “Foi quando meu marido teve a oportunidade de chegar e gritar e falar ‘eu estou sendo roubado’. Foi onde eles correram”, conta a esposa do motorista.

Houve troca de tiros com a polícia e os criminosos foram atingidos. A dupla foi levada para o pronto-socorro de Taipas, mas não resistiu aos ferimentos.

Empreiteiro é preso por suspeita de assassinato

A Polícia Civil deteve, na manhã de ontem, o empresário Pedro Roberto Galvão, o Bolinho, 43 anos. Segundo a investigação, ele é suspeito de ser um dos mandantes do assassinato do prefeito de Jandira (Grande SP) Walderi Braz Paschoalin, morto a tiros de fuzil 223 e de submetralhadora 9 mm na manhã do último dia 10. Essa é a sexta prisão desde o dia do crime.

Segundo o delegado Zacarias Katzer Tadros, que investiga o caso, Bolinho e o ex-secretário da Habitação de Jandira Wanderley Lemes de Aquino, 46 anos, preso desde a última quarta-feira também sob a suspeita de ser mandante do assassinato, "são pessoas próximas". A Justiça de Jandira decretou, ontem à noite, a prisão temporária do suspeito por 30 dias.

Ainda de acordo com a polícia, Bolinho é dono da Guiva Serviços de Conservação e Eventos Ltda., empreiteira que presta serviços de sinalização de trânsito em Jandira. O empresário foi preso no centro de cidade. A polícia não revelou como se deu a prisão e também não informou quais motivos o acusado teria para tramar a morte de Paschoalin.

1 em cada 5 presos usará tornozeleira

Um em cada cinco presos do regime semiaberto do Estado usará tornozeleira eletrônica na saída temporária de Natal e Ano Novo. Dos cerca de 23 mil detentos beneficiados para passar as festas de fim de ano em casa, 4.635 serão monitorados pela SAP (Secretaria da Administração Penitenciária). Um deles será o ex-juiz federal João Carlos da Rocha Mattos.

Em nota divulgada ontem, a SAP informou que usarão o equipamento 1.379 presos da capital e Grande SP, 1.650 da região noroeste do Estado, 878 da região oeste e 728 da região central. Essa é a primeira vez que os detentos de São Paulo utilizarão o equipamento no Natal e Ano Novo.

Os presos do vale do Paraíba e litoral não usarão o equipamento desta vez. Segundo a SAP, a empresa que ganhou a licitação para implantar o sistema de monitoramento em São Paulo só tem 4.800 tornozeleiras disponíveis até o momento.

Traição pode ter levado a mortes em Recife

A polícia investiga a possibilidade de que uma suposta traição possa ter levado o representante de vendas Rogério Damascena, 29 anos, a ter matado a mulher, o padrinho de casamento e depois se suicidado, na madrugada de anteontem, em Camaragibe, cidade da região metropolitana de Recife (PE). Segundo os policiais, nenhuma hipótese sobre a motivação foi descartada. O crime aconteceu em um condomínio de luxo.

O representante de vendas usou uma pistola para assassinar a advogada Renata Alexandre da Silva, 25 anos, com quem havia se casado no civil na sexta-feira.

Segundo parentes e amigos do casal, eles se conheciam havia três anos. No enterro dele, familiares disseram que o casal vivia de forma tranquila. Os parentes descreveram Damascena como uma pessoa calma e alegre.

domingo, 19 de dezembro de 2010

Após briga por cadela, homem é assassinado com facada em Jacareí

Um homem foi assassinado com uma facada na manhã deste sábado (18) após tentar defender uma cadela de estimação no bairro Residencial Santa Paula, em Jacareí. Ele flagrou um companheiro de trabalho violentando sexualmente o animal.

Segundo informações da polícia, um homem estaria na cama de um quarto do alojamento de uma empreiteira, se relacionando com a cadela. E então virou motivo de piadas do companheiro de quarto, que defendia o animal.

Após o flagra, os dois passaram a discutir e a vítima levou uma facada no peito. Outros funcionários da empreiteira, que também moram no alojamento, chamaram a polícia. A vítima foi socorrida, mas morreu antes de chegar ao hospital. Policiais chegaram em seguida e o homem foi preso em flagrante e está na Cadeia de Jacareí. Ele vai responder por homicídio e maus tratos a animais.

Entregador de pizza é assassinado com 8 tiros nesta madrugada em Jacareí

Um entregador de pizza foi assassinado com 8 tiros no bairro Nova Jacareí nesta madrugada de domingo (19). Segundo a Polícia Militar, a vítima foi fazer uma entrega, mas quando chegou ao local levou os tiros e morreu.

A polícia foi chamada através do telefone de denúncia, o 190, e ao chegar encontrou o rapaz morto, caído na Rua Anita Oliveira Cordeiro Gomes. Próximo ao corpo os policiais encontraram pizza e refrigerantes. Ninguém foi preso. A polícia investiga o caso.

Fernandinho Beira Mar é transferido para presidio Federal

O traficante Fernandinho Beira-Mar foi transferido, na manhã deste sábado, do presídio federal de Campo Grande (MS) para a penitenciária federal em Catanduvas (PR).

Um comboio de policiais e agentes penitenciários federais seguiu a viatura em que estava o narcotraficante até a base aérea da capital sul-mato-grossense, onde Beira-Mar embarcou em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). O motivo da transferência não foi informado

Ladrões de carga matam PM de folga na zona sul

Um policial militar de folga morreu anteontem, por volta das 15h, depois de ser baleado durante um assalto a um caminhão carregado com eletrodomésticos na zona sul. Segundo informações da polícia, o caminhão fazia entrega no Jardim São Jorge, no distrito de Campo Grande, quando foi abordado por seis assaltantes.

O soldado Carlos Alberto do Amaral, 40 anos, estava em uma moto e, ao tentar evitar o roubo, foi descoberto e levou três tiros.

Em busca em uma casa da região, a PM encontrou drogas, armas --entre elas uma submetralhadora--, munição, distintivos e camisas da Polícia Civil, colete à prova de balas de uma empresa de segurança e R$ 1.802 em dinheiro.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Crianças de creche furtada ganham presentes da PM

As crianças de uma creche de Cangaíba (zona leste de SP) que tiveram os presentes de Natal furtados no último dia 11 tiveram uma surpresa na manhã de ontem. Um grupo de policiais militares conseguiu, com a ajuda de comerciantes da Penha (zona leste), brinquedos e um aparelho de DVD que também havia sido levado da instituição pelos ladrões.

Por volta das 10h, oito PMs foram à creche, que fica na rua Árbitro, entregar os brinquedos para as 25 crianças que estavam no local durante a visita. "As crianças não sabiam, por isso foi uma surpresa para todos", contou Roberto Oliveira Campos, tenente-coronel da PM na região. Ele também conta que as crianças subiram sobre as motos da corporação e se divertiram dentro dos carros da polícia. A instituição chega a atender cem crianças de até quatro anos de idade

Esse foi o quinto furto à creche em quatro anos. Nele, os ladrões também levaram R$ 800 arrecadados pela escola na festa de final de ano da última semana.

Filho de político preso é investigado

A Polícia Civil e a Promotoria investigam se o preso Patrick Lemes de Aquino, filho do ex-secretário da Habitação de Jandira (Grande SP) Wanderley Lemes de Aquino detido anteontem ,participou da trama do assassinato do prefeito Walderi Braz Paschoalin (PSDB), morto a tiros no último dia 10 na cidade.

Defesa nega envolvimento na morte
Há a suspeita de que Patrick tenha dividido cela em uma penitenciária em Mirandópolis (594 km de SP) com dois dos quatro suspeitos presos sob acusação de serem os executores da vítima. Patrick cumpre pena, hoje, por roubo.

A Promotoria investiga, ainda, a suspeita de que um investigador da Delegacia de Jandira tenha levado pertences da casa do ex-secretário da Habitação horas antes de a polícia cumprir mandado de busca e apreensão no local.

Camelôs recebem ameaças após morte

O Sindicato dos Camelôs Independentes de São Paulo pode continuar sem presidente. Desde o assassinato de seu líder e fundador, Afonso José da Silva, 41 anos, o Afonso Camelô, morto a tiros na última quarta-feira, os diretores da entidade temem assumir o cargo. Funcionários e camelôs disseram ter recebido novas ameaças ontem. A polícia não confirma essa informação.

O diretor do sindicato, Leandro Dantas, 24 anos, contou que se reuniu com a diretora Maria Lúcia da Costa, também fundadora da entidade, e com outros sindicalistas para discutir quem será o sucessor de Afonso Camelô. De acordo com Dantas, todos estão com medo de assumir o cargo porque acreditam que também correm risco.

Afonso Camelô ficou conhecido nacionalmente em 1999, quando denunciou a Máfia dos Fiscais. Na tarde da última quarta-feira, ele foi assassinado com pelo menos três tiros dentro do sindicato. O autor dos disparos fugiu. Outros dois homens teriam dado cobertura ao assassino.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Família é presa acusada de tráfico de drogas em Bom Jesus dos Perdões

Quatro pessoas, entre elas mãe e filha, foram presas nesta quinta-feira (16), em Bom Jesus dos Perdões acusadas de tráfico de drogas. O grupo estava numa casa no bairro Catita.

No local, a Polícia Militar encontrou 100 pedras de crack, meio quilo de maconha e produtos para o preparo e venda de drogas. Os homens foram levados para a cadeia de Piracaia e as mulheres, para a cadeia de Amparo.

Homem é preso por abusar sexualmente de enteada em Jacareí

Um homem de 30 anos foi preso nesta quinta-feira (16) acusado de abusar sexualmente de uma menor de idade, em Jacareí. Segundo a polícia, a vítima de 11 anos é enteada do acusado.

A mãe da menina suspeitou que a filha estivesse sofrendo abusos e acionou a Polícia Militar. Os policiais foram até a casa da família, no bairro Jardim Paraíso, mas não encontrou o acusado. O homem estava trabalhando em uma obra, onde foi preso em flagrante.

De acordo com a Polícia Civil, o homem já tem passagem na polícia por estupro. Ele era casado com a mãe da vítima há 11 anos e foi levado à Cadeia Pública do município.

A menina foi levada à Santa Casa de Jacareí, onde o estupro foi confirmado.

Secretário de Habitação é preso suspeito de envolvimento no assassinato de prefeito de Jandira


O secretário de Habitação de Jandira, na Grande São Paulo, foi preso na manhã desta quinta-feira, quando chegava para trabalhar na Prefeitura da cidade. Segundo a polícia, Wanderlei Aquino é apontado como mandante da morte do então prefeito Braz Paschoalin, no dia 10. Ele teria ligação com os quatro homens presos até agora por suspeita de envolvimento no crime.

A Secretaria de Segurança Pública informou que Aquino foi preso por crime contra a administração pública e será interrogado também para saber se possui ligação com a morte de Paschoalin. Esse mandado de prisão expedido pela Justiça é referente a administrações anteriores. O inquérito sobre a morte do então prefeito corre no setor de Homicídios da Delegacia Seccional de Carapicuíba, na Grande São Paulo.

Em entrevista ao SPTV nesta quarta-feira, Aquino disse que Paschoalin “vacilou” e não deveria ter saído sem carro blindado. Quando foi assassinado a tiros, o então prefeito chegava em uma emissora de rádio da cidade, como fazia todas as sextas-feiras. Anabel Sabatine (PSDB) já assumiu o posto de prefeita.

“O prefeito era uma pessoa de muita consideração nossa. É um momento bastante triste. Eu quase não estou ficando na Prefeitura porque você fica aqui você lembra dele. Então é bastante complicado”, disse Aquino, na ocasião.

“Eu acho que (Paschoalin) deveria ter cuidado da segurança. Falei várias vezes para ele que deveria contratar mais seguranças. Enfim, é uma coisa lamentável, completou o secretário de Habitação.

O secretário também comentou sobre a motivação do crime e disse não acreditar em motivação política. “Pela maneira que aconteceu, eu não acredito em crime político. Eu acredito em execução.” Ele chegou a dizer que o “mandante” seria preso. “O crime do prefeito vai ser elucidado com toda certeza. E o mandante com certeza será preso.”

Testemunhas ouvidas pela polícia revelaram que ele tramou a morte de Paschoalin e depois do assassinato ainda teria intimidado parentes da vítima e a vice-prefeita, dizendo que mandaria na cidade a partir de agora.

Presidente de sindicato registrou BO de ameaça

O presidente do Sindicato dos Camelôs Independentes de SP, Afonso José da Silva, 41 anos, registrou um boletim de ocorrência de ameaça de morte no 12º DP (Pari), na região central da capital, em 16 de setembro. Afonso Camelô, como era conhecido, foi assassinado a tiros na tarde de anteontem dentro da sede do sindicato, no Brás (também no centro). O DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) investiga o caso.

Na ocasião da ameaça registrada, o sindicalista relatou que, naquela madrugada, um dos dirigentes do sindicato circulava pela feirinha da madrugada, no Brás, quando foi abordado por dois camelôs conhecidos (de uma associação "rival") e um estranho, que encostou um revólver em seu peito e o ameaçou. "O sindicato já era, foge daqui. E fala para o Afonso que os dias dele estão contados. Nós vamos lá dar um jeito nele", teria dito o desconhecido.

De acordo com o delegado Eder Ferreira da Silva, responsável pelo caso, camelôs apontados no boletim negaram a ameaça. Disseram que Afonso cobrava propina dos camelôs na região e as brigas seriam por conta disso. O inquérito foi relatado no dia 22 de novembro sem conclusão, segundo o delegado.

Alckmin mantém Ferreira Pinto

O governador eleito, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou ontem que manterá no cargo os secretários da Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto, e da Administração Penitenciária, Lourival Gomes.

Ferreira Pinto assumirá uma agenda que promete controvérsia. Durante o anúncio, Alckmin antecipou a decisão de retirar o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) da Polícia Civil.

A partir de janeiro, o Detran será subordinado à Secretaria de Gestão. Outra mudança deve ser na chefia do Denarc (Departamento Estadual de Investigações sobre Narcóticos).

A permanência de Ferreira Pinto produz reação na corporação, num momento em que cerca de 800 dos 3.313 delegados de SP (24%) são investigados pela Corregedoria.

Ex-secretário de Segurança e futuro secretário de Transportes, Saulo de Castro Abreu, é um dos desafetos de Ferreira Pinto.

O titular da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária), Lourival Gomes, também será mantido no cargo.

Incomodado com a indefinição sobre seu futuro, o secretário de Educação, Paulo Renato Souza, avisou que não vai mais esperar por Alckmin e sairá do governo.

Procurado por Sidney Beraldo, principal articulador político de Alckmin, Paulo Renato disse que não aceitaria ser transferido para outro cargo.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Polícia Militar apreende mais de 2 quilos de cocaína em Jacareí

Mais de dois quilos de cocaína foram apreendidos em Jacareí. Segundo a Polícia Militar, a droga estava com um homem e em uma casa no bairro Campo Grande. Os 2,5 kg de cocaína foram levados pela Polícia Militar para o 1º Distrito Policial de Jacareí.

Segundo os policiais, o acusado ofereceu a droga para que não fosse detido. “Ofereceu a droga achando que fôssemos liberá-lo e mediante essa oferta, a gente deu voz de prisão. Ele foi preso por nós por tráfico e por corrupção”, contou o tenente Gustavo Olívio.

Polícia prende quadrilha durante furto de 4 toneladas de cabos de cobre em São Paulo

Dez pessoas, entre elas um policial civil, foram presas enquanto furtavam 4 toneladas de cabos de cobre subterrâneos em Guarulhos na Grande São Paulo, às 2h30 desta quinta-feira. Derretido, o cobre valeria cerca de R$ 40 mil e, triturado, até R$ 60 mil. A quadrilha usava uniformes, caminhão-baú, cerca de proteção ao redor do bueiro e tinha um mapa da rede. O policial escoltava o grupo e já havia sido detido em março deste ano pelo mesmo crime.

Após furtos anteriores, os policiais militares da cidade foram orientados a suspeitar de intervenções na rede de telefonia durante a madrugada e, durante patrulhamento de rotina na Rua Dr. Timóteo Penteado, decidiram abordar o grupo, que apresentou uma ordem de serviço falsa. "Depois eles confessaram e disseram que recebiam R$ 500 por cada noite de crime", contou o soldado Márcio Pessa, da 1ª Companhia do 15º Batalhão Metropolitano. Entre os detidos está uma mulher de 29 anos e o suposto coordenador do furto, Francisco Nogueira Neto, de 32, acusado de remunerar os demais.

O investigador Lauriston Dias Leal, 48 anos, que disse trabalhar no 45º Distrito Policial, na Vila Brasilândia, estava atrás da quadrilha em um Corolla verde e tentou fugir. Ele já havia sido detido em março por furto de cabos e respondia em liberdade. Marcelo Fernandes, 38 anos, também estava no veículo e apresentou uma identidade falsa de policial civil.

Os dez presos foram autuados em flagrante por furto e formação de quadrilha no 1º Distrito Policial da cidade e encaminhados à Corregedoria da Polícia Civil. "O investigador também será autuado por prevaricação, pois deveria ter prendido os criminosos, mas não o fez porque fazia parte do grupo", disse o delegado Renato Francisco de Camargo Mello, da Divisão de Operações Policiais da Corregedoria.

Exceto o investigador e o falso policial, todos os presos são de Carapicuíba, onde atua uma quadrilha de roubo de cabos sob investigação da 3ª Delegacia de Patrimônio do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic). A Polícia Civil cruzará os dados para saber se os detidos nesta quinta-feira integram a mesma quadrilha.

Fé faz as coisas impossíveis se tornarem possíveis, diz ladrão arrependido

Um dos quatro sinos levados de igrejas localizadas em cidades da região de Taubaté (SP), no Vale do Paraíba, foi devolvido pelo suposto ladrão, por volta das 15 horas de quarta-feira. Arrependido, ele deixou a peça no quilômetro 3 da rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123), em Taubaté.

Um usuário da rodovia viu a peça no acostamento da estrada e ligou para a delegacia de Santo Antonio do Pinhal, após encontrar ao lado da peça um bilhete no qual estava escrito: "Estou devolvendo o sino de Santo Antônio do Pinhal, pois sou devoto. A fé faz as coisas impossíveis se tornarem possíveis".

De bronze, pesando mais de 50 quilos e da época do Brasil Imperial, o sino, furtado no sábado, está guardado na delegacia da cidade e será recolocado na torre, de 27 metros de altura, da Igreja Matriz nesta manhã.

Em outro caso, a igreja no bairro de Paiol, na zona rural de Taubaté, também teve o sino furtado no mesmo sábado. São Luís do Paraitinga e Natividade da Serra foram alvo de criminosos no começo do mês. Para a Polícia Civil de Taubaté, as quatro ocorrências podem ter sido obra da mesma quadrilha.

Polícia prende manobrista suspeito de receptação e posse de arma

O manobrista Andrews Roberto de Liro David, de 22 anos, foi preso acusado de recepção e posse de arma na Vila Nova, em Cubatão. Ele foi encontrado com um carro, produto de roubo, e que estava com placas referentes a outro veículo.

O flagrante aconteceu por volta das 23h30 de terça-feira na Rua Paraíba. Uma equipe da Polícia Militar fazia patrulhamento pelo bairro quando notou que o acusado tinha acabado de estacionar um Renault Sandero.

O acusado demonstrou nervosismo com a presença da polícia e foi abordado. Sobre o banco do passageiro do carro a PM encontrou um revólver calibre 38 com numeração raspada e municiada com seis projéteis.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão para o rapaz. As placas do carro foram pesquisadas e constaram como sendo de outro carro. Pelo número do chassi apurou-se que o automóvel apreendido tinha sido roubado em Santos.

Bandidos explodem caixa eletrônico dentro de supermercado em São Paulo

Bandidos explodiram na madrugada desta quinta-feira um caixa eletrônico instalado dentro de um supermercado na Rua Maria Elisa Silva, no Jardim Bananal, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Policiais militares da 1ª Companhia do 31º Batalhão foram acionados por moradores do bairro que ouviram o estrondo, por volta das 3 horas. Além do caixa, boa parte do interior do estabelecimento também foi danificada pelos criminosos. Ainda não há informações se o dinheiro foi levado da máquina.

Os policiais procuram o dono do supermercado para verificar se há imagens de circuito interno de TV. O caso será registrado no 7º Distrito Policial de Guarulhos.

Camelô que expôs Máfia dos Fiscais é assassinado

O presidente do Sindicato dos Camelôs Independentes de São Paulo, Afonso José da Silva, 41 anos, conhecido por ter denunciado a máfia dos fiscais em 1999, foi assassinado a tiros ontem à tarde. O crime aconteceu na sede da entidade, na rua Brigadeiro Machado, no Brás (região central), onde a vítima morava havia dois meses.

O DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) investiga a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte). Porém, a principal tese da Polícia Civil é a de assassinato por vingança.

A delegada Elisabete Sato, do DHPP, disse não acreditar em tentativa de assalto. Segundo ela, não houve roubo e não havia nada de valor no sindicato. Ainda segundo ela, a vítima vinha sofrendo ameaças por telefone nos últimos meses. A mais recente ocorreu anteontem.

Leia esta reportagem completa na edição impressa

Suspeita de matar os pais é presa com o marido

A advogada Roberta Tafner, 29 anos, e o desempregado Willians de Sousa, 33, foram presos, na manhã de ontem, em São Bernardo do Campo (ABC). Segundo a polícia, os dois são suspeitos de matar os pais dela, Tereza Maria do Carmo Nogueira Cobra, 60, e Wilson Roberto Tafner, 68.

As vítimas foram assassinados a facadas em casa no dia 2 de outubro, no condomínio Portal das Acácias, em Santana de Parnaíba (Grande SP).

A polícia pediu a prisão temporária por 30 dias do casal anteontem, mas a Justiça decidiu pela prisão preventiva até o julgamento, sem data marcada depois de ambos serem denunciados pelo Ministério Público.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Preso homem acusado de ser o contador do PCC em São Paulo

Policiais civis do 1º Distrito Policial de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, prenderam um homem, de 22 anos, na manhã desta terça-feira, acusado de ser o contador do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que atua na região.

Foragido da Justiça há sete meses, ele não retornou do indulto do Dia das Mães ao Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Valparaíso. O jovem possui passagens na polícia por roubo, porte de arma e formação de quadrilha.

Mulher encontra corpo do marido morto a golpes de enxada em chácara

Um aposentado de 64 anos foi morto dentro da chácara onde morava na zona rural de Biritiba Mirim, na Grande São Paulo, nesta terça-feira. Um computador, uma televisão e o carro da vítima foram roubados.

O corpo do homem foi encontrado pela mulher do aposentado. Ele estava amarrado e encapuzado, e foi morto a golpes de enxada. A polícia suspeita que tenha sido um caso de latrocínio – roubo seguido de morte. Vizinhos disseram à polícia que não perceberam nenhuma movimentação suspeita.

Marginais roubam R$ 35 mil escondidos nas meias de comerciante

Dois marginais armados assaltaram o gerente de uma loja no Centro de Santos e levaram mais de R$ 35 mil que a vítima transportava nas meias. O funcionário foi abordado quando ia até o banco depositar os valores.

O crime aconteceu por volta das 11 horas, desta segunda-feira, na Rua João Pessoa.

O gerente de uma loja de eletrodomésticos saiu do estabelecimento para depositar R$ 35.471,63 e por precaução, dividiu a quantia em quatro partes, colocando-as em suas meias.

A vítima, que seguiu a pé até a agência bancária, foi abordada por um homem pardo usando capacete. Ele colocou uma arma na cintura do gerente e o levou para uma rua lateral do banco.

Lá estava outro marginal, também de capacete, sentado em uma moto Honda Twister amarela cuja placa estava levantada. O motoqueiro também mostrou uma arma, que estava em sua cintura.

Em seguida o ladrão que fez a abordagem pegou o dinheiro escondido na meia da vítima e a dupla conseguiu fugir.

Pela primeira vez, presos de São Paulo usarão tornozeleira eletrônica na saída temporária

No Estado de São Paulo, 4,8 mil presos vão usar uma tornozeleira eletrônica para sair temporariamente da cadeia no Natal e no Ano Novo. Com o aparelho, a Secretaria de Administração Penitenciária vai poder monitorar o que cada detento está fazendo durante o período em que estiver fora do presídio.

É a primeira vez que o sistema eletrônico de vigilância será usado em São Paulo. A autorização foi dada nesta semana pela Justiça. As tornozeleiras custaram ao governo R$ 50 milhões. Em todo o estado, 20 mil presos do regime semi-aberto serão beneficiados com a saída temporária de fim de ano.

Bandidos deixam crianças sem presentes de Natal

Ladrões invadiram uma creche na rua do Árbitro, em Cangaíba (zona leste de SP), na madrugada de sábado, e roubaram até os presentes de Natal dos alunos. Ninguém foi preso.

Foi o quinto assalto, em quatro anos, à creche Abracci --conveniada à prefeitura. O local atende cem alunos de até quatro anos. Nas outras quatro vezes, os crimes ocorreram em janeiro, quando a creche fica fechada.

Desta vez, os ladrões levaram R$ 800 arrecadados pela escola na festa de final de ano, ocorrida na semana passada, alimentos, DVDs infantis, além dos presentes de Natal de 15 crianças. A creche foi reaberta ontem.

Garoto no MSN salva família de assalto

Um garoto de dez anos conseguiu ver um assalto na casa do tio e da avó, de outra cidade, pela câmera do MSN (programa que permite a troca de mensagens instantânea pela internet) e contribuiu para que a polícia chegasse ao local e libertasse as vítimas.

O assalto aconteceu no sábado em Peruíbe (135 km de SP) --o sobrinho viu a ação dos bandidos em Águas de Lindoia (160 km de SP).

O vendedor Paulo César Figueiredo Cioffi, 47 anos, conversava com o garoto quando foi surpreendido por dois assaltantes. Segundo a polícia, Rafael Pereira Pinto, 19 anos, e Rafael Santos Muniz Miranda, 28, entraram na casa, anunciaram o assalto e amarraram Cioffi e a mãe dele, a aposentada Neusa Figueira Cioffi, 72, em um quarto.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Homens brigam em Maresias e um é morto com facada

Um homem foi morto na madrugada de sábado durante uma briga. O caso ocorreu na rua Colombo, no sertão de Maresias, na Costa Sul da cidade. O pedreiro José Ednalvo dos Santos, o Baianinho, morreu com um golpe de faca na altura do peito. O acusado, R.A.S., 32 anos, se apresentou ontem na Delegacia de Polícia de Boiçucanga.

O crime ocorreu por volta das 5h de sábado, quando, de acordo com relato do acusado, os dois teriam se encontrado na rua e, como já tinha desavenças anteriores, partiram para as vias de fatos.

Conforme seu relato aos policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG), a vítima teria tentado acertá-lo com a faca e durante a briga, ele teria conseguido pegar a arma e o atingir.

Ainda de acordo com o depoimento prestado, R.A.S. relatou que cada um saiu para um lado, por isso não sabia que o ferimento havia sido fatal, fato descoberto quando a equipe chefiada pelo investigador Ricardo Marques chegou à autoria do crime.

Ontem, o acusado foi com o advogado na delegacia para esclarecer os fatos. Ele foi indiciado por homicídio, mas vai responder em liberdade porque não houve flagrante e não tem antecedentes criminais.

Homem é morto durante tiroteio

Um homem morreu e outro foi baleado nesta segunda-feira (13), em Atibaia. De acordo com a PM, a ocorrência começou com uma briga entre traficantes. Eles trocaram tiros e a viatura encontrou um homem baleado. Em seguida, três homens fugiram em um carro.

A PM conseguiu parar o carro e uma nova troca de tiros foi iniciada. Um homem foi baleado e outros dois fugiram por uma viela, na favela Caetetuba. Todos estavam armados. De acordo com a PM, um dos baleados morreu.

Polícia encontra corpo em mangue de Bertioga

O corpo de um homem, ainda não identificado, foi encontrado com sinais de violência na noite desta segunda-feira, em Bertioga. Uma denúncia anônima levou a Polícia Militar a realizar buscas no mangue Bairro Vicente de Carvalho. O caso será investigado.

Conforme registro, após receberem a informação de que havia um homem morto no entorno da Rua Sete, equipes foram deslocadas até o local para efetuarem as buscas. Em determinado ponto da via, próximo ao matagal e área de mangue, eles localizaram o cadáver.

A suposta vítima de homicídio estava com sinais de violência espalhados por todo o corpo e cortes profundos na cabeça e no pescoço. O homem possui pele branca e tem altura aproximada de 1m70. Ele vestia uma calça jeans azul e uma bota preta.

A vítima foi levada para o Instituto Médico Legal (IML) de Guarujá para realizar exame necroscópico e aguardar identificação. O caso foi registrado na Delegacia Sede da Cidade.

Polícia prende dupla após assalto a hipermercado em São Paulo

Dois bandidos foram presos e um conseguiu fugir após invadirem o hipermercado Carrefour do bairro do Limão, na zona norte da capital, na madrugada desta terça-feira, e roubarem 12 celulares de funcionários feitos reféns. Um vigilante acionado pelo rádio por uma das vítimas chamou a polícia, que flagrou a dupla entrando em um Hyundai i30 estacionado na rua do estabelecimento, na esquina das Avenida Professor Celestino Bourroul com a Marginal Tietê.

Segundo policiais militares da 2ª Companhia do 9º Batalhão Metropolitano, os assaltantes disseram que pretendiam roubar eletroeletrônicos à venda na loja, mas desistiram quando perceberam que a polícia havia sido acionada e resolveram fugir com os celulares das vítimas.

"Eles entraram por volta da 1h30, nos mandaram ficar deitados no chão e entregar o celular, mas consegui falar com um dos vigilantes pelo rádio", disse uma das vítimas, que preferiu não se identificar. Entre as doze pessoas feitas reféns, estavam seguranças, faxineiros e estoquistas.

O caso foi registrado no 13º Distrito Policial, da Casa Verde. Segundo os policiais, o Hyundai i30 que seria usado pelos ladrões não é roubado e foi apreendido um revólver calibre 38 com a dupla. O terceiro comparsa, que também estava armado, não havia sido preso até a manhã desta terça-feira.

Casa de policial militar sofre atentado no interior de São Paulo

A casa de um policial militar foi alvo de vandalismo em Olímpia, no interior de São Paulo, nesta segunda-feira. Foi o segundo caso de violência envolvendo policiais na região em quatro dias.

Uma garrafa com gasolina atingiu o telhado da casa onde mora o PM, a mulher e a filha de quatro anos do casal. Todos dormiam na hora do atentado. A polícia conseguiu prender duas mulheres suspeitas de auxiliar um menor de 17 anos no crime. Ele confessou ter jogado a mistura explosiva na casa do policial.

A PM classificou o atentado como um ato isolado. A motivação para o crime seriam as constantes operações de combate ao tráfico de drogas realizadas na cidade.

Em São José do Rio Preto, uma sargento da Polícia Militar também viveu momentos de tensão. Ela teve a casa invadida por assaltantes e ficou refém juntamente com as duas filhas. “Me ameaçaram, colocaram faca no meu pescoço, foram me puxando, queriam arma, queriam dinheiro”, contou ela, que não quis se identificar.

Uma das adolescentes conseguiu se esconder embaixo da cama e por telefone chamou a polícia. Dois assaltantes foram presos e outros dois continuam foragidos.

Bandidos assaltam casa de idosos, fazem reféns e fogem com carro das vítimas

Quatro ladrões armados invadiram uma residência e renderam um casal de idosos e seu filho em Indianópolis, Zona sul da capital por volta das 22 horas de segunda-feira. Após fazer uma devassa em todos os cômodos da casa, a quadrilha fugiu no Citröen C4 Pallas das vítimas levando computadores, televisores, joias, bebidas, roupas e outros pertences. Os moradores, além de um vigilante de rua e uma empregada também rendidos, foram imobilizados com lacres plásticos nos pulsos.

A dentista aposentada Luísa, 70 anos, que preferiu não revelar o sobrenome, estava na cama vendo televisão quando um homem mascarado invadiu o quarto e apontou a arma para sua cabeça. O marido, de 75 anos e também aposentado, escovava os dentes no banheiro do casal e, ao gritar por socorro, foi agredido. "Eles levaram tudo: roupas, perfumes, faqueiro, bebidas, celulares. Diziam que eram profissionais", contou Luísa.

Segundo ela, os ladrões usaram uma chave mixa para abrir o portão da garagem e entraram pela cozinha da residência. A porta que dá acesso ao segundo andar, onde ficam os quartos, foi arrombada. "Durante a ação eles se comunicavam por rádio com alguém que estava do lado de fora", contou. É a segunda vez em dois anos que a residência da família é assaltada - na primeira, criminosos aproveitaram a chegada do filho para invadir o local. "Quero me mudar daqui", disse Luísa. Aos moradores, o vigilante afirmou que viu os ladrões tentando abrir o portão e, quando se aproximou, foi rendido.

Luísa disse que a Polícia Militar demorou 40 minutos para chegar à residência após ser acionada e, até a madrugada desta terça-feira, a perícia ainda não havia aparecido. "Este lugar está cheio de impressões digitais dos bandidos", disse. "A Constituição diz que segurança é um dever do Estado. Só se for estado de coma", criticou.

A Polícia Militar, por meio de sua assessoria, informou que chegou ao local 6 minutos após ser acionada e que em casos de roubo consumado cabe às vítimas ir à delegacia registrar a ocorrência. Os moradores disseram que estavam emocionalmente abalados e que só iriam à delegacia na manhã desta terça-feira.